2º ano revolução francesa - parte 1

4.419 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.419
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.431
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
82
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2º ano revolução francesa - parte 1

  1. 1. A REVOLUÇÃO FRANCESA Modelo clássico de revolução burguesa...
  2. 2. Vídeo...
  3. 3. A FRANÇA PRÉ-REVOLUCIONÁRIA.  SITUAÇÃO CAÓTICA DO PAÍS!!!!  Séc. XVIII = França era a mais tradicional monarquia da Europa.  Poder Concentrado nas mãos do rei Luiz XVI (dinastia Bourbon).  Problemas: Gastos maiores do que as receitas...  Gastos excessivos (em guerras, templos e palácios),  Pagamentos de pensões para a Nobreza e para o Clero.  Burocracia estatal corrupta e ineficiente,  Desprezo do Rei pelo povo.
  4. 4. ECONOMIA  Agricultura = principal atividade.  Maioria da população trabalhava no meio rural.  Fins do século XVIII = violenta Crise = queda de alimentos.  Variações climáticas.
  5. 5. MERCANTILISMO  O Estado Absolutista interferia demais na economia.  Excesso de leis,  Regulamentos e proibições,  Impediam a livre expansão do capitalismo francês.
  6. 6. PROFUNDAS DESIGUALDADES!!!  PRIMEIRO ESTADO: CLERO  Alto Clero: Bispos, Abades, oriundos de famílias da nobreza.  Baixo Clero: Sacerdotes pobres, simpatizavam com os ideais revolucionários.  SEGUNDO ESTADO: NOBREZA  Nobreza da Corte: vivia em Versalhes em torno do rei, melhores cargos políticos.  Nobreza Provincial: vivia no interior, sobrevivia do trabalho dos servos.  Nobreza de Toga: composta de burgueses que compravam títulos de nobres, ocupavam cargos no poder juduciário.
  7. 7. PROFUNDAS DESIGUALDADES!!!  TERCEIRO ESTADO – maioria da população.  Alta burguesia: Industriais, grandes comerciantes e banqueiros.  Média burguesia: Profissionais liberais.  Baixa burguesia: Pequenos comerciantes e artesãos.  Camponeses: trabalhadores rurais explorados, livres e semi-livres. Também servos presos às obrigações feudais.  Sans-Culottes: Camada urbana, operários, desempregados e marginais.
  8. 8. Fonte: http://clioemquestao.wordpress.com
  9. 9. CRISE FINANCEIRA  Desde o Rei Luís XIV (1643-1715) a França já apresentava decadência.  O Rei Luís XVI convocou os ministros (Turgot, Necker, Calonne) para sanar as financias.  Diagnóstico: o governo precisava cortar gastos, ter mais liberdade econômica e arrecadar mais.  O Clero e a Nobreza deveriam pagar impostos.  Tais reformas fracassaram!!
  10. 10. Fonte: http://clioemquestao.wordpress.com
  11. 11. ASSEMBLÉIA DOS ESTADOS GERAIS  Representantes da sociedade francesa:  Clero,  Nobreza,  Povo.  Objetivo: analisar a situação e encontrar soluções para a crise.  Como o voto era por estado, a Nobreza e o Clero votaram juntos e derrotaram qualquer proposta do Terceiro Estado (que reivindicava voto individual).  Diante da postura irredutível das classes dominantes, o terceiro estado proclama a Assembléia Nacional.
  12. 12. FASE DA ASSEMBLÉIA NACIONAL CONSTITUINTE  Assembléia dos Estados Gerais converteu-se em uma Assembléia Nacional Constituinte (17 de Junho de 1789).  Objetivo: elaborar uma constituição (pronta em 1891).  Monarquia Constitucional: Quem governava o país agora era a Alta Burguesia.  Divisão dos três poderes e voto Censitário.  Constituição Civil do Clero:  Padres, bispos e cardeais ficaram submissos ao governo.  Propriedades eclesiásticas foram apropriadas pelo Governo.
  13. 13. 14 DE JULHO DE 1789 - A QUEDA DA BASTILHA.  Em meio a agitação política e social, o povo enfurecido e incontrolável invadiu e destruiu a Bastilha, prisão política e símbolo do Absolutismo.  COMEÇAVA A REVOLUÇÃO!!!  Rei, Nobreza e Clero começavam a perder o controle da situação.
  14. 14. DECLARAÇÃO DOS DIREITOS DO HOMEM E DO CIDADÃO (26 DE AGOSTO DE 1789).  Mais importante documento da História do Mundo Ocidental.  Proclamado pela Assembléia.  Inspirados em ideias Iluministas.  Nova ordem social, liberal e burguesa.  Determinou princípios como a igualdade jurídica, propriedade privada e liberdade de expressão e pensamento, liberdade de culto.
  15. 15. CAMPONESES...  Sufocados pela arcaica estrutura fundiária e pelos impostos e obrigações ainda de características feudais.  Começaram a se revoltar em diversos pontos do país.  Para acalmar, o governo extinguiu as obrigações feudais, liberando os camponeses do pagamento de impostos.
  16. 16. CONSTITUIÇÃO DE 1791.  Separação entre Igreja e Estado;  O liberalismo Econômico;  Divisão em Três Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário).  Realização de eleições para a formação de uma assembléia permanente (legislativa).
  17. 17. DESIGUALDADES SOCIAIS NÃO ERAM RESOLVIDAS...  A Revolução poderia representar uma ameaça para o Antigo Regime da Europa.  Áustria e Prússia invadiram a França e encontraram pela frente o exercito francês comandado por nobres desinteressados na revolução.  A população pobre de Paris organizou-se para resistir à invasão e lutar contra a monarquia.
  18. 18. PRIMEIRA REPÚBLICA FRANCESA (CONVENÇÃO – 1792-1795)  Após a derrota militar: batalha de Walmy – 1792.  O rei foi deposto (1792).  Foi proclamada a República.  Convocaram-se novas eleições para a Assembléia.  Voto universal masculino.  Começa assim uma nova fase da Revolução Francesa.
  19. 19. Continua...

×