Modo de Transporte Ferroviário 11º ano

1.563 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.563
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Modo de Transporte Ferroviário 11º ano

  1. 1. Escola Básica e Secundária da Calheta Disciplina: Geografia Ano letivo: 2012/2013 Pelos caminhos-de-ferro Cláudia Meneses Daniela Azevedo Diogo Silveira
  2. 2. Introdução Durante muitos séculos, o Homem deslocava-se a pé ou a cavalo, porém esta situação alterou-se no séc. XVIII, com a Revolução Industrial o que permitiu que a máquina a vapor fosse adaptada à locomotiva e ao barco. A modernização e o desenvolvimento dos transportes permitiu diminuir a distância-tempo e a distância-custo o que conduziu ao aumento da acessibilidade entre os lugares.
  3. 3. Evolução do transporte ferroviário
  4. 4. • A utilização do comboio sofreu de uma quebra após os anos vinte do séculos passado, tendo apenas aumentado nos últimos quinze anos; • Mundialmente considera-se que este transporte nasceu em 1802 porém, em Portugal apenas começou a ser utilizado em 1844; • Inicialmente a prioridade foi ligar Portugal a Espanha.
  5. 5. Vantagens: • • • • Mais económico; Maior capacidade de carga; Consome menos energia; Maior facilidade de circulação (face ao transporte rodoviário); • Elevada segurança; • Menos impacto ambiental.
  6. 6. • Adequado para grandes volumes; • Possibilita o transporte de vários tipos de produtos, independente das condições atmosféricas; • Eficaz em termos energéticos.
  7. 7. Desvantagens: • Itinerários fixos (só circula em caminhos de ferro); • Elevados custos da construção dos caminhos de ferro; • Elevados custos na manutenção destes mesmos caminhos de ferro.
  8. 8. Redes de Transportes • São constituídas por nós, que simbolizam os lugares (como cidades, vilas, estações, portos ou aeroportos) e por arcos, que correspondem às vias de comunicação (como estradas, auto-estradas, vias férreas, etc) que unem os vários nós.
  9. 9. Rede ferroviária Nacional
  10. 10. Rede Principal: • Desenvolve-se em função de um grande corredor litoral (corredor norte-sul) que integra os principais portos, aeroportos, plataforma s logísticas, capitais de distrito do litoral e das duas grandes areas metropolitanas.
  11. 11. Rede complementar: • Tem como principal função o fecho de malha e a ligação à rede principal.
  12. 12. Principais melhorias na rede ferroviária nacional: • • • • • Eletrificação; Duplificação; Aumento do conforto; Segurança; Aquisição de novas e modernas locomotivas/carruagens.
  13. 13. Conclusão Ficamos a conhecer melhor a rede ferroviária nacional, a sua evolução, a forma como se distribui pelo país, as suas vantagens e desvantagens bem como inúmeros outros aspetos. Foi um trabalho relativamente fácil de executar pois havia imensa informação e conseguiu captar a nossa atenção e cativar-nos, por ser um tema do qual gostamos.

×