Empreendedorismo - UNISO

1.306 visualizações

Publicada em

Palestra na II Semana de Ciências Sociais
por Daniel Luz

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.306
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
90
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Empreendedorismo - UNISO

  1. 1. A Importância do Empreendedorismo na Atualidade
  2. 2. Slides disponíveis em www.slideshare.net/daniel.luz Contato: 15 9 9126 5571 Daniel.luz@aprh.org.br
  3. 3. Vamos nos Conhecer? Ser ou Estar? Conjugando os verbos mais importantes da vida Professor Daniel de Carvalho Luz Fone (15) 9 9126 5571 - daniel.luz@aprh.org.br 3
  4. 4. 190.000+ páginas / 22 anos Bíblia Sucesso Liderança Psicologia Negócios Historia Religião 100.000+ participantes 650.000+ Livros vendidos Insight, Fênix, Highlight, Life planning, Inspiração, Reflexões e Recarregando a bateria humana Quem sou eu Professor Daniel de Carvalho Luz Fone (15) 9 9126 5571 - daniel.luz@aprh.org.br 4 Um pouco mais sobre Daniel Luz
  5. 5. O Mundo dos Negócios “Somente 10% da população tem o que se chama “vontade de aprender”. 90% não fazem nada para melhorar suas habilidades enquanto o item “aprendizado” não fizer parte da descrição do seu cargo.” Estudo feito pela Harvard Business School publicado em Março de 2007. Agregando Valor em Tecnologia através de Pessoas.Ampliando o nosso capital Intelectual Professor Daniel de Carvalho Luz Fone (15) 9 9126 5571 - daniel.luz@aprh.org.br 5
  6. 6. “Você não tem escolha, não tem para onde fugir. O mundo vai lhe alcançar de uma forma ou de outra, e a única opção inteligente é se preparar para ele. Estamos falando do excitante, enfadonho, heroico, canalha, pequeno, grandioso mundo dos negócios. O mundo real.” David Cohen – Antigo editor da revista Exame O Mundo dos Negócios Amplie o seu capital intelectual
  7. 7. Usar o capital Intelectual
  8. 8. Cuidado para não virar fóssil 8 8Professor Daniel de Carvalho Luz Fone (15) 9 9126 5571 - daniel.luz@aprh.org.br Se parar de aprender para de empreender Não se torne um dinossauro de escritório
  9. 9. Cuidado para não virar fóssil 9 9Professor Daniel de Carvalho Luz Fone (15) 9 9126 5571 - daniel.luz@aprh.org.br Se parar de aprender vira fóssil Tio; Mestre; Tradicional; Conservador; Vasta experiência; Anos de janela; Arquivo vivo; Já faz parte do imobilizado; Placa de inventário.
  10. 10. 7.700.000 Empreendedorismo; 2.190.000 Empreeder; 64.000.000 entrepreneurship; 139.300.000 Entrepreneur. Por que Falar sobre Empreendedorismo? Pesquisa no Google por palavras-chave resulta em elevado número de acessos: 10Professor Daniel de Carvalho Luz Fone (15) 9126 5571 - daniel.luz@aprh.org.br Se parar de aprender para de empreender
  11. 11. EntreLeadership Liderança Empreendedora
  12. 12. Dave Ramsey, É americano autor de três livros que se tornaram bestsellers , seu programa de rádio é reproduzido por mais de 500 emissoras e alcança mais de 4,5 milhões de pessoas semanalmente. Mais de 1 milhão de pessoas já participaram de seus treinamentos.
  13. 13. Origens do termo Empreendedorismo é um termo oriundo do francês. O conceito de empreendedorismo foi utilizado inicialmente pelo economista Joseph Schumpeter, em 1950. E em 1985 com Gifford Pinchot foi introduzido o conceito de Intra- empreendedor, uma pessoa empreendedora mas dentro de uma organização. A palavra empreendedor (entrepreneur) surgiu na França por volta dos séculos XVII e XVIII, com o objetivo de designar aquelas pessoas ousadas que estimulavam o progresso econômico, mediante novas e melhores formas de agir.
  14. 14. Perspectiva otimista – Macroeconomia O Brasil é hoje a 7ª economia do mundo, com expectativa de subir à 5ª posição até 2030, e em alguns cenários, como o de uma reportagem da revista britânica The Economist, espera-se que isso aconteça até 2025; 14
  15. 15. A 5ª economia do mundo até 2030 Por que Empreender?
  16. 16. Coração Mente Mãos Atitude A essência da ação empreendedora
  17. 17. ©2012 James Feldman anticipate A T I T U D E 100% 1 20 9 20 21 4 5 17 Desenvolvimento do caráter 17Professor Daniel de Carvalho Luz Fone (15) 9 9126 5571 - daniel.luz@aprh.org.br Atitude meu caro, atitude!
  18. 18. Motivação e inspiração Inteligência emocional Que inspira confiança Comunicador Visionário O básico de um Lider Empreendedor 18 18Professor Daniel de Carvalho Luz Fone (15) 9 9126 5571 - daniel.luz@aprh.org.br Características básicas que definem um líder Pesquisa feita com 50 RHs de grandes empresas pelo Institute of Leadership and Management, UK
  19. 19. Nós somos aquilo que fazemos repetidas vezes, repetidam ente. A excelência, porta nto não é um feito, mas um hábito.384 a.C. - 322 19 Em busca da excelência
  20. 20. O que você deve saber? 20
  21. 21. Qual a sua melhor qualidade? 21
  22. 22. As pequenas GRANDES coisas Meios de buscar a excelência Adaptado por Daniel de Carvalho Luz 22
  23. 23. Quem inventou esta tal de Excelência?
  24. 24. 24 Quem inventou esta tal de qualidade? “Na antiga legislação babilônica editada pelo rei Hamurabi, verifica-se que se um pedreiro construísse uma casa e esta desabasse, matando o morador, o pedreiro seria morto; no entanto, se também morresse o filho do morador, o filho do pedreiro haveria de ser sacrificado. De nada adiantaria ter observado as regras usuais nas construções de uma casa, ou pretender associar o desabamento a um fenômeno sísmico (uma acomodação do terreno, por exemplo). Seria, sempre, objetivamente responsável; ele e sua família, dependendo da extensão do dano causado.” 1727 a.C.
  25. 25. O Primeiro Registros Sobre a Excelência 1 No princípio criou Deus os céus e a terra. 2 A terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo, mas o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas. 3 Disse Deus: haja luz. E houve luz. 4 Verificou Deus que a luz era boa; e fez separação entre a luz e as trevas. 25
  26. 26. Os 3 Verbos da Excelência 1 Dever 2 Ser 3 Querer 26
  27. 27. Ser Querer Dever Excelência no desempenho Sofrimento Rebeldia Frustração Conjugando os verbos da excelência 27
  28. 28. Sua vocação é o modo como Deus quer se expressar através de você! Deus e sua vocação Palestra de Daniel de Carvalho Luz – Danie.luzl@aprh.org.br Fone (15) 9 9126 5571
  29. 29. Encontre o seu Diferencial 29
  30. 30. Sua paixão Seus pontos fortes Quem deseja ser medíocre? Seu “diferencial” (sua “Insana Grandeza”)
  31. 31. 31
  32. 32. 32
  33. 33. Sua missão O que o mundo precisa Sua paixão Seus pontos fortes Sua missão
  34. 34. Seja um Finalizador Apenas uns poucos terminam bem .......................................... O fim de uma coisa vale mais do que o seu começo... - Eclesiastes 7.8
  35. 35. Expectativa de futuro Pense Grande!
  36. 36. Desenvolva uma Visão Clara
  37. 37. Declaração de visão
  38. 38. A Bíblia e o conceito de visão Habacuque 2:2 – 3 2 Então o Senhor me respondeu , e disse: Escreve a visão e torna-se bem legível sobre tábuas, para que a possa ler quem passa correndo. 3 Pois a visão é ainda para o tempo determinado, e se apressa para o fim. Ainda que se demore, espera-o; porque certamente virá, não tardará.
  39. 39. “O que as pessoas dizem que querem e o que estão dispostas a fazer são duas coisas diferentes.” - Hugh MacLeod
  40. 40. Pesquisa O universitário e o negócio próprio • Negócio próprio 61,39% • Executivo 17,20% • Indiferente 7,92% • Nenhum 7,23% • Não sei 5,47% • Não responderam 0,79% “Você acha que seria mais interessante ser executivo numa grande empresa ou ter seu próprio negócio?” Fonte: ACSPPor Daniel de Carvalho Luz
  41. 41. PERFIL DOS PROFISSIONAIS CLASSE “A” Vivendo Acima da Mediocridade 41
  42. 42. O que as empresas buscam Fonte Revista Você as –Fev. 2013 Liderança Ética; Trabalho em equipe; Liderança. Competências mapeadas pela McKinsey 42
  43. 43. O que as empresas buscam Competências técnicas Computação; Matemática básica; Conhecimento teórico; Conhecimento prático Competências mapeadas pela McKinsey 43
  44. 44. O que as empresas buscam Fonte Revista Você as –Fev. 2013 Pensamento criativo Criatividade; Resolução de problemas. Competências mapeadas pela McKinsey 44
  45. 45. O que as empresas buscam Comunicação e Idiomas Domínio da língua local; Conhecimento de inglês; Comunicação oral; Comunicação escrita. Competências mapeadas pela McKinsey 45
  46. 46. Classe C Classe A Pró ativo Classe B- “Babaca” BAIXO NÍVEL DE ADEQUAÇÃO ALTO NÍVEL DE ADEQUAÇÃO Variável COMPORTAMENTO Classe B+ Profissional Classe “A” Asshole 46
  47. 47. Coerência entre o discurso e a ação Ação .......................................... Em todo trabalho há proveito, mas ficar só em palavras leva à pobreza. - Provérbios 14.23
  48. 48. FAÇA ALGUMA COISA!
  49. 49. No Final da nossa Jornada... As três coisas que podemos nos arrepender
  50. 50. Eu não trabalhei com algo que realmente me deu prazer
  51. 51. Eu não Fiz diferença
  52. 52. HMMM... NADA SOBRE DINHEIRO, IPAD OU ASSISTIR TV...
  53. 53. Perguntas, dúv idas ou considerações por Daniel de Carvalho Luz
  54. 54. Obrigado! Todo estudo, Toda pesquisa, todo conhecimento é de pouco uso… se você não aplicar o que você aprender! Lembre-se...

×