ProduçãO Grafica Aula 03 04 Gestalt Na DiagramaçãO

4.717 visualizações

Publicada em

Aula de produção gráfica sobre gestalt na diagramação.

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.717
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
163
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
270
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ProduçãO Grafica Aula 03 04 Gestalt Na DiagramaçãO

  1. 1. Organização dos elementos no campo Elementos visuais Ponto Linha Figura Valor Textura Cor
  2. 2. Fatores de agrupamento Relações espaciais Número Posição Intervalo Contatos e sobreposição Tamanho Transparência
  3. 3. Fatores de agrupamento Forças perceptivas Peso Direção Atração Tensão Semelhança e contraste
  4. 4. Composição: relação entre as partes formando um todo. Espaço: determinado pelo modo como as partes se relacionam no campo. Ocupação do campo: criação de um espaço (ato natural pessoal expressivo)
  5. 5. Fundamentos compositivos Unidade: estrutura, modo como as partes se unem. Variedade: Variação subordinadas as características particulares dentro de uma estrutura Equilíbrio rítimo movimento Equilíbrio – quando todo campo adquire espaço, significado.
  6. 6. Considerações básicas sobre o processo perceptivo Busca da simplicidade fazendo que as partes formem um padrão unificado. Projeção das forças físicas e psicológicas operantes em nosso ser no campo e fatos visuais. Todo fato visual é percebido conforme o contexto compositivo em que ele está inserido.
  7. 7. Análise da estrutura perceptiva do objeto
  8. 8. Análise da estrutura perceptiva do objeto A calculadora segrega-se em 7 unidades principais: Unidade painel verde / painel amarelo, teclado maior , visor, teclado menor tecla isolada e texto. Apresenta boa continuidade na unidade painel verde no conjunto formado pelo visor e teclado e ainda no teclado da unidade painel amarelo – proporcionada pelos alinhamentos verticais e horizontais perfeitos e sobretudo das teclas.
  9. 9. Análise da estrutura perceptiva do objeto O fechamento sensorial segrega a figura de 2 retângulos formados pelos conjuntos dos teclados – tanto na unidade painel verde como na amarela, fortalecidos pelos fatores de proximidade e semelhança na maioria das teclas.
  10. 10. Análise da estrutura perceptiva do objeto A unificação da organização formal da calculadora, como um todo, é proporcionada pelos fatores de proximidade e semelhança da maioria dos seus elementos. Essa unificação é sensivelmente prejudicada por alguns elementos que provocam ruídos visuais, originados pelas teclas vermelhas, em ambos teclados, e no vazio que se observa a direita da tecla superior isolada e seu texto à direita, que também não se integra adequadamente à organização formal.
  11. 11. Interpretação conclusiva Pregnância da forma A calculadora apresenta um alto índice de pregnância pela facilidade de compreensão e rapidez de leitura. A harmonia visual da calculadora como um todo é prejudicada, em parte, pelo desbalanceamento do peso visual que pode ser observado no espaço vazio no lado direito superior na unidade do painel amarelo.
  12. 12. Análise da estrutura perceptiva do objeto
  13. 13. Análise da estrutura perceptiva do objeto A organização formal deste complexo industrial apresenta praticamente 2 atributos quem concorrem para o desequilíbrio e desarmonia visual. Trata-se de uma organização visual onde imperam os fatores de desordenação, irregularidade, desalinhamento e assimetria da forma. Sua estrutura possui numerosas unidades formais e sua visualização é caótica e confusa, apesar de estar dentro de um mesmo estilo e linguagem formal absolutamente coerente e , até certo ponto instigante e atraente plasticamente.
  14. 14. Análise da estrutura perceptiva do objeto As irregularidades observadas nos diversos contrastes dimensionais, cromáticos, de brilhos, de profundidade e de altos e baixos, prejudicam a unificação e a harmonia do conjunto como um todo.
  15. 15. Interpretação conclusiva Pregnância da forma A pregnância da imagem é baixíssima, ou seja, sua leitura visual é difícil e exige, naturalmente, um tempo maior de observação para a apreensão e decodificação de suas formas por parte do observador.

×