Cordel 2011

1.432 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.432
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cordel 2011

  1. 1. Um amigo O IVALDO É UM AMIGO QUE GOSTA MUITO DE FALAR E AGORA ELE RESOLVEU AO ESTUDO RETORNAR. ELE É GENTIL COM AS MULHERES E COM OS HOMENS TAMBÉM CABOCLO DO NORDESTE O QUE É QUE VOCÊ TEM? TEM MUITA SIMPATIA E MUITA BONDADE TAMBÉM ELE TEM UM SALÃO CORTA CABELO COMO NINGUÉM. ELE DIZ QUE É MENTIROSO MAS NA VERDADE ELE NÃO É NA VERDADE ELE É BONDOSO E CARINHOSO COM AS MUIÉ. NO INTERVALO DA ESCOLA NÃO DEIXA NINGUÉM PARADO MEXE COM UM E COM OUTRO NÃO QUER VER NINGUÉM ZANGADO CARA FEIA COM ELE NÃO TEM SEMPRE FOI RAPAZ ESFORÇADO NÃO PERDOA NENHUM VINTÉM ETA MOLEQUE DANADO. POEMA ESCRITO COLETIVAMENTE( PERPÉTUA, ANÉSIA, ELENICE, MARCIANA, IVALDO, LIMA, MAURO, FRANCISCA, LEONICE, FÁBIO, DINÁ, Prof. SANDRA)
  2. 2. Meu Nordeste Vim do nordeste pra cá, em cima de um pau de arara O viagem engraçada cantando e dançado uma musica engraçada parecia embolada e o povo que viajavam caia na gargalhada cheguei na capitar e comecei andáe logo mim deu vontade de voltásentei no chão e comecei a gritá Jesus venha me ajudá a saí desse lugar comecei a caminhá o frio era de lascá as pernas tremia tanto que não dava pra andá todo mundo corria pra lá pra cá Aluno José de Lima
  3. 3. À um amigo Tem um rapaz na escola simpático e trabalhador ele é cabeleireiro e faz oficio com amornão o conheço muito bem mas o acho animado onde quer que ele esteja não fica ninguém parado no intervalo ou na sala gosta sempre de fala não deixa professora a matéria explicarse torna muito engraçadonas coisas que as vezes diz meu deus como e lindo Ver uma pessoa felizTem semelhança com índio Mas índio ele não é Ele e lá do nordeste Terra de cabra de fé
  4. 4. Pessoa muito gentil Pronta para ajudar Ajudou muitas pessoas Das enchentes se salvar invadiram sua casa Mas ele não se importou Ele deu mais importância Nas vidas que lá entrou Eu sinto que lá do céu Jesus presenciou este fato E o abençoou com carinhoPor ter feito um grande ato É pequeno no tamanhoMas há uma grande verdade Tem um grande coração E usa de sinceridade Ele é desinibido E tem que ser relatadoSabe de quem estou falando Do nosso amigo Ivaldo Aluna Leonice
  5. 5. Vida em São PauloEu vim do nordeste para São Paulo gostei muito dessa cidade e não pretendo voltar Noite e dia confiando na alegria que um dia vou encontrar pensando em minha família fui procura uma saída falando da minha vida encontrei uma pessoa que me estendeu a mão e abriu seu coração me pôs em um emprego e hoje eu tenho emoção Aluno Sebastião
  6. 6. Perpétua Eu me chamo Perpétua sou uma paraibana Vou contar uma historia De pessoa brasileira Eu vim para são Paulo morar e gostei muito não pretendo voltarGostar de morar em São Bernardo No bairro do Ipê... Aluna Perpétua
  7. 7. Vim do Sertão Eu vim do sertão trazendo muita Trazendo muita esperança e uma mala na mão Fez tempo que isto aconteceu eu deixei tudo para trás inclusive meus pais chorando a minha falta mais ali não dava mais Esperança e emoção fiz uma confissão para deixar meus irmãos isto não e fácil não Mexeu com meu coração abalou minha estrutura mesmo assim eu cai fora a vida ali era dura o mundo me esperava para dar continuação benção pai, bênção mãe eu vou embora do sertão Eu vim ainda solteira mais já pensando em casar encontrar um maridão para meus pés esquentar hoje vivemos juntinhos nem pensamos em separarAluna Zenaide Correia Pereira Rissi
  8. 8. Paraná Cambé NO PARANÁ APENAS NASCI ME MUDEI PARA SÃO PAULO EM FERRAZ ME INSTALEI LÁ MUITO TEMBO VIVIE TAMBÉM MUITO MUITO TRABALHEI ACORDAVA BEM CEDINHO PRA CHEGAR NÃO OLARIA UMA ROTINA MUITO DURA OS TIJOLOS PRODUZIAM E GARANTIR O NOSSO PÃOZINHO O TEMPO FOI PASSANDO PRA SÃO BENARDO ME MUDEI NA ESCOLA ESTUDANDO TANTOS AMIGOS ENCONTREI BEM FELIZ VOU CAMINHANDO ALUNA MARIA ANÉSIA GERALDO
  9. 9. O viajante do sertão Corro tanto nessa vida Para pode ganha o pão Senti sede senti fome No caminho do sertão Olho tanto para frente Sem esquecer da minha gente Peço muito a meus pais Que me abençoe muito mais Vejo toda essa gente Sofrendo com toda essa enchente Podemos ser muito valente Contando com esse povo inocente Passeando pelo sertão Nesse caminho de chão Viajando em cima de um caminhão Sentindo muita emoção. Aluno Ivaldo
  10. 10. MINHA CHEGADA EM SÃO PAULO UM DIA MINHA TERRA EU TIVE QUE DEIXAR TEMPO DIFÍCIL, ATE HOJE NÃO GOSTO DE LEMBRAR. MEUS AMIGOS TIVE QUE ABANDONAR EM SÃO PAULO PARA EU NAVEGAR. FOI O MEU ENGANO AQUI ME PUS A IZOLAR SEM NEM UM AMIGO PARA ME AJUDAR QUANDO A DOR ABATIA, VONTADE TINHA DE MINHA TERRA VOLTAR .MAIS COMO EU DISSE NÃO TINHA NINGUÉM PARA ME AJUDARVIERAM OS FILHOS ONDE O SOFRIMENTO SE PÔS A ALIMENTAR POIS BEM NAQUELA ÉPOCA NÃO PODIA TRABALHAR POIS DA CIDADE DE SÃO PAULO NADA NADA CONHECIA E NO MEU CANTO MAIS E MAIS EU SOFRIA. HOJE AINDA SOFRO MAIS NÃO DEIXO MIM ABATER VOLTEI A ESTUDAR PARA MINHA VIDA MELHORA ,E UM TRABALHO MELHOR EU ARRUMAR PARA MEU SUSTENTO EU PUDER MIM DAR, PARA HUMILHAÇÃO NUNCA MAIS PASSAR E EM MIM NINGUÉM MAIS PISAR. E QUEM SABE UM DIA A MINHA TERRA VOLTAR . A NOITE POR MAIS ESCURA QUE SEJA DURA APENAS ATE O AMANHECER DE UM NOVO DIA. ALUNA MARIA APARECIDA
  11. 11. MULHER FEIA E BONITA BEZERRO DE VACA PRETA ONÇA PINTADA NÃO COME QUEM CASA COM MULHER BONITACINCO DIA DA SEMANA NÃO DORME BEZERRO DE VACA PRETA ONÇA PINTADA NÃO COME QUEM CASA COM MULHER FEIANÃO TEM MEDO DE OUTRO HOMEM SI EU FOSSE MULHER BONITA PRA HOMEM FEIO NÃO OLHAVA MAS COMO SOU MULHER LINDA NÃO VOU FORÇAR ESSA BARRA MULHER BONITA NA RUA SOZINHA NÃO PODE ANDAR POR QUE A SUA BELEZA MUITA ATENÇÃO VAI CHAMAR Aluna Marciana
  12. 12. O boi animadoNuma noite enluarada o nosso filho cresceu tinha festa no arraiá tem a estrada andar chegou uma linda morena meus neto estão chegando do norte do ceará agora tenho com quem brincarum moço ficou encantado estamos velhos e cansadoA chamou para dançar mais temos muito amor pra da sentindo o cheirinho meus netos estão crescendonão parava de sonhá também vão si casar que com aquela morena vai lembra da nossa estóriaele queria si casá quando seu paiter seus belos filhos li conta este amorpara uma família formá era tão grande nasceu no fim de uma noite estrelada na festa di um arraiavem um cavalo a cavalgá que no chão quente do sertão com sua charrete vermelha as raiz e plantacom uma noiva a gritar sempre renasceracadê meu príncipe encantadocom você quero casá para ter filhos e netos pra seu sonho realizarAlunas Eula e Maria da Neves
  13. 13. EU ME CHAMO FAUSTA SOU UMA MULHER MINEIRA VOU CONTAR UMA HISTÓRIA DE UMA PESSOA BRASILEIRA EU VIM PRA SÃO PAULO O MEDO ME HABITAVA MAIS LOGO ME ACOSTUMEI MEU MARIDO ME CONSOLAVA TIVE CINCO FILHOS QUE SÃO UM GRANDE PRESENTE DE DEUS ELES ME DÃO MUITA ALEGRIA E SEI QUE SÃO MEUS ASSIM QUE CHEGUEI AQUI PASSEI POR ALGUMAS DIFICULDADES TRABALHEI E LUTEI BASTANTEDAQUELE TEMPO NÃO TENHO SAUDADES EU E MEU ESPOSO LUTAMOS PARA NOSSOS FILHOS CRIAR AGORA QUE CRESCERAM TODOS EU VOLTEI A ESTUDAR AO PASSAR DO TEMPO MEUS FILHOS FORAM CASANDO SOU VÓ E ATÉ BISA COM A AJUDA DE DEUS ASSIM NOS SE REALIZA MEUS QUATRO FILHOS ESTUDARAM TEM ATE A FACULDADE COM MUITA LUTA E ESFORÇO HOJE VIVE UMA BONDADE ALUNA FAUSTA
  14. 14. Pra amigo Eu tenho um amigo Que é firmeza tem um Golf rebaixado E é baladeiro Que nós cola juntoNa balada que nóis cata as minas nóis sai muito Pro rolê Nós é boyzão O Du também cola junto O Beto cola na balada que tem um gol geração 5. Aluno José João

×