Sequencia didatica 2
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Sequencia didatica 2

on

  • 17,127 visualizações

SEQUÊNCIA DIDÁTICA DE GÊNEROS TEXTUAIS

SEQUÊNCIA DIDÁTICA DE GÊNEROS TEXTUAIS

Estatísticas

Visualizações

Visualizações totais
17,127
Visualizações no SlideShare
12,681
Visualizações incorporadas
4,446

Actions

Curtidas
2
Downloads
119
Comentários
0

9 Incorporações 4,446

http://alfabetizacaooelinguagem.blogspot.com.br 4077
http://alfabetizacaooelinguagem.blogspot.com 343
http://www.google.com.br 5
http://alfabetizacaooelinguagem.blogspot.pt 5
http://alfabetizacaooelinguagem.blogspot.com.ar 5
http://webcache.googleusercontent.com 4
http://www.alfabetizacaooelinguagem.blogspot.com 3
http://alfabetizacaooelinguagem.blogspot.fr 2
http://alfabetizacaooelinguagem.blogspot.jp 2
Mais...

Categorias

Carregar detalhes

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Direitos de uso

© Todos os direitos reservados

Report content

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Sua mensagem vai aqui
    Processing...
Publicar comentário
Editar seu comentário
  • É preciso considerar que hà muitos casos em que um substantivo com função adjetiva
  • Levantamento, com a turma, dos gêneros proximos à indicação literaria
  • Seria interessante ir realizando estes passos com as cursistas, mas se assim o for, o tempo sera insuficiente para todas as oficinas.
  • Fazer junto com as cursistas, uma indicação de cada vez, para que não se gaste muito tempo com a atividade

Sequencia didatica 2 Sequencia didatica 2 Presentation Transcript

  • Indicação Literária Definição
    • Indicação literária é um gênero que descreve parte da história de um livro, seja através da reescrita ou de um resumo, porém o desfecho da história jamais é revelado.
  • Objetivo
    • Despertar o interesse pela leitura do livro anunciado, de forma a agradar o leitor do catálogo e possível comprador (adulto) e, indiretamente, o possível leitor do livro (criança). Embora as crianças, geralmente, não leiam este tipo de material elas são o foco de atenção de quem redige a indicação e, por isto mesmo, em alguns casos, são citadas: “ Abrindo este livro, a criança com certeza vai se reconhecer em uma, duas ou mesmo em todas as páginas (catálogo Brique-Book, 2007/2008, p.24).
  • Público alvo
    • Alunos do 3° ano em diante.
    • Consideramos que estes alunos tenham vivenciado, na escola, diferentes leituras literárias, seja por que eles frequentam a biblioteca da escola, fazem empréstimos de livros do cantinho da leitura, ouvem histórias lidas ou contadas pela professora.
    • Caso ainda não tenham um repertório de leituras esperadas, para sua idade, é este um bom momento para iniciar esta construção.
  • Suportes
    • As indicações literárias circulam, sobretudo, nos catálogos de editoras, mas aparecem também em revistas relacionadas à educação, como, por exemplo, a Nova escola, na seção Estante e na web , por meio de sites de editoras e de livrarias, dentre outras lojas virtuais.
  • Algumas caracter ísticas
    • Há autores, de indicação literária, que optam por apresentar o tema tratado , outros incluem, em suas indicações, características que possam qualificar o livro por meio das ilustrações e/ou premiações recebidas: “ /.../ com divertidas ilustrações da premiada Mariana Massarini ” (catálogo Brique-Book, 2007/2008, p.33).
  • Algumas caracter ísticas
    • As indicações literárias podem ser iniciadas de diferentes maneiras, por meio:
    • de uma indagação : “O que será que os cachorros fazem à noite?”;
    • da narração de parte da história : “Era uma vez uma pequena ovelha, igual a todas as outras.”;
    • da descrição do cenário da história : “Um vasto céu luminoso, o sol, as estrelas e a lua, que ao surgir, forma o pano de fundo para uma expedição noturna em Estela, Princesa do Céu ”;
    • da qualificação e indicação do gênero : “É uma divertida fábula sobre a esperteza dos pequenos contra a força dos gigantes” ...
  • Algumas caracter ísticas
    • As indicações literárias podem, também, ser finalizadas de diferentes formas, por meio:
    • de uma indagação : “Será que ele entrou no mar?”;
    • da alusão às ilustrações : “As ilustrações bizarras e criativas exageram o drama, enfatizando a aflição de Patrícia em compartilhar seus pensamentos”;
    • da alusão ao tema tratado : “Uma história diferente e criativa, que mostra a fidelidade da amizade infantil”...
  • Caracter ística fundamental: adjetivação
    • Um recurso linguístico fundamental do gênero indicação literária é o uso de adjetivos , os quais qualificam aquilo que se descreve: seja o livro, o tema, as personagens, o cenário, o autor e/ou as ilustrações.
  • Pensando a sequência did ática
    • Passos para a professora poder planejar sua sequência didática:
        • 1° passo : conhecer a estrutura composicional do gênero a ser trabalhado, no caso, indicação literária. Ler muitos exemplares e listar as características principais.
  • Conhecendo o gênero
    • ESTRUTURA COMPOSICIONAL:
        • texto curto
        • predominância das modalidades: expor e narrar
        • texto acompanhado de imagem da capa do livro
    • CONTEÚDO TEMÁTICO:
        • informações sobre:
          • a história
          • as ilustrações
          • a temática tratada no texto
          • o autor
  • Conhecendo o gênero
    • ESTILO: varia de catálogo para catálogo. Algumas indicações são curtas e apenas descrevem a história, outras são ricamente adjetivadas, incluindo estratégias lingu í sticas que despertam no leitor o desejo de leitura.
  • Pensando a sequência did ática
    • Passos para a professora poder planejar sua sequência didática:
        • 2° passo : comparar o gênero em estudo com outros gêneros que podem ser confundidos devido a suas semelhanças:
  • Pensando a sequência did ática
    • RESUMO : descrição sucinta das ideias principais da história, incluindo-se orientação, desenvolvimento e resolução da narrativa;
    • RESENHA : descrição sucinta das ideias principais da história, articulada com a apreciação (comentários) do autor da resenha;
  • Pensando a sequência did ática
    • SINOPSE : (de filme) “apresentação sintética, objetiva e precisa da estrutura narrativa de um filme, a partir do enredo principal, destacando-se elementos de espaço/tempo, personagens e situações-chave” ( www.telacritica.org/sinopse )
    • SÍNTESE : o mesmo que resumo
  • Desenvolvendo a sequência did ática
    • Apresentação da situação
      • Conversar com as crianças sobre os livros infantis que conhecem, gostam e que indicariam aos colegas ou outras pessoas.
      • por que você gosta deste livro? Quais as características e/ou qualidades do livro que você destacaria para seus colegas? O que você diria sobre este livro? Como fazer para indicar? E se a pessoa estiver distante? ...
  • Desenvolvendo a sequência did ática
    • Observação : é importante que este seja um trabalho conjunto com a bibliotecária.
    • Produto final : catálogo de indicações de livros da turma ‘X’.
    • Atividade de finalização do trabalho : exposição dos livros e suas indicações, entrega do catálogo à biblioteca com a participação da comunidade escolar.
  • Desenvolvendo a sequência did ática
    • Distribuir catálogos e livros infantis para que possam ler as indicações (catálogos) e os resumos que aparecem na quarta capa dos livros.
    • Observação : os catálogos podem ser substituídos por cópias ou reproduções (ampliações) de uma ou outra indicação ou pode-se importar da web , caso a professora não consiga quantidade suficiente para o grupo; mas é importante ter pelo menos um para mostrar à turma.
  • Desenvolvendo a sequência did ática
    • Produção inicial
    • Os alunos vão escolher um livro e redigir uma indicação literária a partir de seus conhecimentos prévios.
    • É importante, entretanto, que se converse primeiro com os alunos sobre o que vão escrever:
      • deve ficar claro quem é seu interlocutor (alunos da escola, prováveis leitores dos livros da biblioteca) e o objetivo da escrita (despertar o interesse de outras pessoas lerem aquele livro que alguém leu e gostou. Observe-se que o objetivo não é o mesmo que o do catálogo, que é o de vender o livro).
  • Desenvolvendo a sequência did ática
    • Esta produção inicial é muito importante, pois auxilia a professora a conhecer o que as crianças já construíram sobre o gênero e será também um referencial para a criança ao final da sequência didática, pois poderá comparar as produções e seu aprendizado.
  • Desenvolvendo a sequência did ática
    • Módulo 1 (ampliação do repertório)
    • Apresentar a indicação literária do livro “SSSSS Um Barulho da Mata” , destacar ilustração, autor, ilustrador, título, texto (que é um resumo sem o desfecho da história).
    • Leitura da indicação literária e conversa sobre as características observadas. Comparação com as produções das crianças e montagem de uma lista de constatações .
  • Desenvolvendo a sequência did ática
    • SSSSS
    • Um Barulho da Mata
    • Texto Liliana Iacocca
    • Ilustração Michele
    • Dois amigos se aventuram na mata e acabam descobrindo muitos sons diferentes. Para achar o caminho de volta, eles vão precisar da ajuda do barulho do rio.
  • Desenvolvendo a sequência did ática
    • exemplo de uma lista de constatações :
        • Lista de Constatações
            • imagem
            • autor
            • ilustrador
            • texto
    • afixar a lista na sala de aula para que os alunos possam consultá-la quando necessário.
  • Desenvolvendo a sequência did ática
    • Módulo 2
    • Organização e sistematização
    • do conhecimento:
    • Estudo detalhado dos elementos do gênero, suas situações de produção e circulação.
  • Desenvolvendo a sequência did ática
    • Selecionar um conjunto de indicações que sejam diferentes em suas composições (Atividade – fazer com as tutoras).
    • Ler junto com os alunos e conversar sobre a composição do texto em questão:
    • como são iniciadas as indicações literárias?
    • em qual momento fala da história ?
    • como são finalizadas as indicações literárias?
    • em qual momento se refere às ilustrações ?
    • Fazer um levantamento, junto com os alunos, das diferentes composições do texto de indicação (retomar levantamento já apresentado no início da apresentação – slides 7 e 8, a seguir).
    • Elaborar dois cartazes com as informações recolhidas e seus exemplos (início e fim da indicação).
    Desenvolvendo a sequência did ática
  • Algumas caracter ísticas
    • As indicações literárias podem ser iniciadas de diferentes maneiras, por meio:
    • de uma indagação : “O que será que os cachorros fazem à noite?”;
    • da narração de parte da história : “Era uma vez uma pequena ovelha, igual a todas as outras.”;
    • da descrição do cenário da história : “Um vasto céu luminoso, o sol, as estrelas e a lua, que ao surgir, forma o pano de fundo para uma expedição noturna em Estela, Princesa do Céu ”;
    • da qualificação e indicação do gênero : “É uma divertida fábula sobre a esperteza dos pequenos contra a força dos gigantes” ...
  • Algumas caracter ísticas
    • As indicações literárias podem, também, ser finalizadas de diferentes formas, por meio:
    • de uma indagação : “Será que ele entrou no mar?”;
    • da alusão às ilustrações : “As ilustrações bizarras e criativas exageram o drama, enfatizando a aflição de Patrícia em compartilhar seus pensamentos”;
    • da alusão ao tema tratado : “Uma história diferente e criativa, que mostra a fidelidade da amizade infantil”...
  • Desenvolvendo a sequência did ática
    • Módulo 3
    • Selecionar um conjunto de indicações que sejam ricas na adjetivação .
    • Ler as indicações junto com os alunos e destacar o uso de estratégias (adjetivação) utilizadas pelo autor na escrita de seu texto, com o objetivo de “ embelezar ” o seu discurso, despertar o desejo da leitura e convencer o leitor.
  • ATIVIDADE
    • ler cada uma das indicações a seguir e fazer um levantamento de expressões e palavras utilizadas pelo autor para qualificar seja o texto , as ilustrações , as personagens , o cen á rio , o ilustrador …
    • Estela, princesa do céu
    • Um vasto céu luminoso, o sol, as estrelas e a lua que, ao surgir, forma o pano de fundo de uma expedição noturna em Estela, Princesa do Céu. Nessa história engraçada e meiga, Estela explica para seu irmão mais novo que lobos não coaxam e que guaxinins usam máscaras, mas não são ladrões, apenas estão indo a uma festa a fantasia. A criatividade de Estela alia-se perfeitamente à curiosidade de Marcos, fazendo do livro uma interessante aventura pela noite e seus encantos. Marie-Louise Gay mais uma vez encanta os leitores com esta história engraçada e meiga, que capta perfeitamente a inocência das crianças ao descobrir o mundo.
    Texto e ilustrações: Marie-Louise Gay Tradução: Gilda de Aquino
    • Estela, princesa do céu
    • Um vasto céu luminoso , o sol, as estrelas e a lua que, ao surgir, forma o pano de fundo de uma expedição noturna em Estela, Princesa do Céu. Nessa história engraçada e meiga , Estela explica para seu irmão mais novo que lobos não coaxam e que guaxinins usam máscaras, mas não são ladrões, apenas estão indo a uma festa a fantasia. A criatividade de Estela alia-se perfeitamente à curiosidade de Marcos , fazendo do livro uma interessante aventura pela noite e seus encantos . Marie-Louise Gay mais uma vez encanta os leitores com esta história engraçada e meiga , que capta perfeitamente a inocência das crianças ao descobrir o mundo.
    • O Homem que Amava Caixas
    • De maneira simples e bonita, este livro fala sobre o relacionamento entre pai e filho. Com ilustrações alegres e muita sensibilidade, O Homem que Amava Caixas conta a história de um homem que era apaixonado por caixas e por seu filho. O único problema é que, como muitos pais, ele não sabia como dizer ao filho que o amava.
    Texto e ilustrações: STEPHEN MICHAEL KING Tradução: GILDA DE AQUINO
    • De maneira simples e bonita , este livro fala sobre o relacionamento entre pai e filho. Com ilustrações alegres e muita sensibilidade , O Homem que Amava Caixas conta a história de um homem que era apaixonado por caixas e por seu filho. O único problema é que, como muitos pais, ele não sabia como dizer ao filho que o amava.
  • Desenvolvendo a sequência did ática
    • Elaborar, junto com os alunos, uma lista de palavras e expressões utilizadas para despertar o interesse do leitor. Deixar a lista exposta na sala de aula para consulta.
  • Lista de palavras e expressões
    • Hist ó ria: engraçada e meiga
    • Cenário: vasto céu luminoso
    • Personagens:
        • criatividade de Estela
        • curiosidade de Marcos
    • Livro: interessante aventura ; maneira simples e bonita
    • Autor(a): encanta os leitores
    • Ilustrações: alegres e muita sensibilidade
  • Desenvolvendo a sequência did ática
    • Módulo 4 – Produção coletiva
    • Selecionar mais um conjunto de indicações para serem lidas e apreciadas pela turma. Solicitar que destaquem os trechos que geraram curiosidade , que despertaram o desejo de ler o livro.
    • Selecionar um livro conhecido pelo grupo e propor a escrita coletiva de uma indicação (professora atua como escriba).
  • Desenvolvendo a sequência did ática
    • Planejando a escrita da indicação liter ária:
      • Decidir com a turma sobre o que vão escrever (escolher 2 ou 3 itens):
          • Autor?
          • Cen ário?
          • Personagens?
          • Ilustrações?
          • Enredo/hist ória?
          • Tema?
  • Desenvolvendo a sequência did ática
        • Escolhido(s) o(s) aspecto(s), elaborar uma lista, no quadro, junto com a turma, com as informações que serão utilizadas no texto.
        • Redigir o texto no quadro, lê-lo com a turma e fazer os ajustes necessários.
    • Reproduzir a indicação em um cartaz , ilustrar com desenhos das crianças e colar na sala;
    • Reproduzir a indicação para os alunos colarem no caderno .
    Desenvolvendo a sequência did ática
  • Desenvolvendo a sequência did ática
    • Módulo 5 – Produção Final (individual)
    • Combinar com a bibliotec ária o empréstimo de um livro para cada criança, de preferência um livro que conheçam, já tenham lido e gostem. Cada criança escolhe o que lhe apraz.
    • Levar os livros para a sala de aula para que as crianças possam consultar suas caracter ísticas principais e decidir o que vão colocar em evidência em suas indicações literárias.
  • Desenvolvendo a sequência did ática
    • solicitar aos alunos que planejem sua escrita (o papel da professora, neste momento, é imprescind ível) :
          • como vão iniciar?
          • qual parte da hist ó ria vão recuperar?
          • o que vão dizer das ilustrações?
          • vão falar do autor e ilustrador?
          • como vão finalizar?
          • quais expressões vão utilizar para sensibilizar e/ou convencer a pessoa de ler o livro?
  • Desenvolvendo a sequência did ática
    • Revisão e reescrita das produções
    • Este é um momento trabalhoso e demorado, mas muito importante na construção dos conhecimentos pela turma.
    • Lembre-se que não basta indicar os erros ao aluno, é preciso mostrar sa í das, oferecer sugestões de modificações.
  • Passando a limpo
    • Depois de corrigido o texto de cada aluno, oferecer papel adequado para que passem a limpo.
    • Incluir em cada indicação liter ária a imagem da capa do livro, a qual pode ser uma reprodução feita pelo próprio aluno.
  • Elaboração da apresentação do catálogo
    • Levar novamente para a sala de aula alguns exemplares de catálogos que contenham ou não a apresentação. Levar também outros suportes textuais que contenham apresentação, como por exemplo, livro de receitas, livro didático, almanaque infantil;
    • Solicitar às crianças que procurem, em grupo, onde se localiza a apresentação;
    • Ler algumas apresentações para os alunos;
  • Elaboração da apresentação do catálogo
    • Conversar com a turma sobre as características do gênero “apresentação”: destacar que vão elaborar uma apresentação que anuncie o projeto desenvolvido pela turma e o objetivo de poder compartilhar com a comunidade escolar os prazeres de suas leituras, incentivando aos colegas que leiam os livros que eles já leram e gostaram;
    • Elaboração da apresentação do catálogo : os alunos criam o texto oralmente, a professora atua como escriba;
  • Elaboração da apresentação do catálogo
    • Leitura conjunta da apresentação, modificações necessárias;
    • Escolher um aluno para passar a limpo a apresentação.
  • Elaboração do índice e da capa do catálogo
    • Em outro momento, com os mesmos materiais da aula anterior, propor aos alunos que procurem o índice e observem como ele se organiza;
    • Dispor todas as indicações literárias em ordem pré-determinada pela turma (ordem alfabética, tamanho do texto do livro, aleatória) para que possam iniciar a confecção do índice;
  • Elaboração do índice e da capa do catálogo
    • propor à turma que se divida em grupos e desenhem a capa para o catálogo;
    • eleição da capa do catálogo da turma.
  • Produto Final: montagem do catálogo
    • organizar o catálogo com a capa, apresentação, índice e indicações literárias;
    • grampear e passar fita adesiva colorida nas bordas, pode ser encadernado ou feito no xerox como livro (depende da condição da escola).
  • Convite
    • combinar com a direção da escola, bibliotecária e professores o dia do lançamento do catálogo;
    • elaborar o convite com a turma (professora anota no quadro e alunos copiam em papéis adequados, com as informações previamente discutidas e ilustram/enfeitam seus convites).
    • entregar os convites aos colegas.
  • Exposição e apresentação dos livros e indicações literárias
    • para finalizar o projeto com os alunos, organizar uma mesa para colocarem alguns exemplares dos livros e o catálogo para que possam apresentar para os colegas (podem ser confeccionados cartazes anunciando a exposição).
  • Exposição e apresentação dos livros e indicações literárias
    • preparar alguns alunos para lerem algumas indicações do catálogo, uma história, ou dramatizarem ou fazerem um jogral.
  • Referências
    • Caminho para acessar indicações liter árias e imagens das capas dos livros:
            • www. educacaoecia.com.br
    • (à esquerda, clique em: infantil por editora)
    • www.telacritica.org/sinopse
    • Projeto did ático: Indicação literária. In: Revista Nova Escola – Edição Especial (Alfabetização), n°22, 2009.