Ebd escrituras sagradas 01

982 visualizações

Publicada em

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
982
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ebd escrituras sagradas 01

  1. 1. Escola Bíblica Dominical Igreja Batista ElShadai DF – 2012ESCRITURAS SAGRADAS Organizadora: Dagmar Miriam Wendt
  2. 2. Declaração Doutrinária da CBB Através dos tempos, os batistas se têm notabilizado pela defesa de princípios: 1º) A aceitação das Escrituras Sagradas como única regra de fé e conduta.
  3. 3. Declaração Doutrinária da CBB Declaração Doutrinária da CBB Escrituras Sagradas “A Bíblia é a Palavra de Deus em linguagem humana. É o registro da revelação que Deus fez de si mesmo aos homens.”
  4. 4. 3 Formas de Revelação AnalógicaPessoal Antrópica
  5. 5. Meios de revelaçãoEventos históricos Encarnação Discurso divino
  6. 6. Destino reveladoDeus não te engana!
  7. 7. Projetos Concretos de Vida 1. Que tipo de homem é feliz? Por quê? 2. Como devemos guardar nosso caminho? 3. O que os mandamentos de Deus me fazem? 4. O que o rei fez quando ouviu a Lei? 6. Ela é útil para quê? 5. O que significa a Escritura ser inspirada?
  8. 8. Inspiração das EscriturasDeus Bíbliasopra Homem = Instrumento
  9. 9. Inspiração“Toda a Escritura é “Theopneustos” inspirada por Deus e = útil para o ensino, respirado por Deus para a repreensão, para fora para a correção, divinamente ex-pirado para a educação na justiça.” 2 Tm3.16 soprado por Deus A respiração de Deus (Espírito Santo) produziu a Escritura. “O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nascido do Espírito.” João 3.8
  10. 10. E agora? Preciso ler einterpretaro que Deus escreveu para mim!
  11. 11. Considerações sobre Interpretaçãoa) Escrita em idiomas diferentes do nosso.b) É muito antiga. c) Fala sobre pessoas, lugares, ideias e conceitos que culturalmente nós não temos. d) Não devemos permitir que nossos pressupostos influenciem na interpretação do texto.
  12. 12. Requisitos para o Intérpretea) Estar em harmonia com Autor da Bíblia. “Porque nunca jamais qualquerb) Crer na inspiração profecia foi dada por vontadeplena e na inerrância humana; entretanto, homens santos falaram da parte dedas Escrituras. Deus, movidos pelo Espírito Santo.” 2 Pedro1.21c) Ter humildade. “Outra razão ainda temos nós para, incessantemente, dar graças a Deus: é que, tendo vós recebido a palavra que de nós ouvistes, que é de Deus, acolhestes não como palavra de homens, e sim como, em verdade é, a palavra de Deus, a qual, com efeito, está operando eficazmente em vós, os que credes.” 1 Tess 2.13
  13. 13. Tarefas do Intérprete 1ª 2ªExegese Hermenêutica Lá AquiEntão Agora
  14. 14. 1ª tarefa: ExegeseÉ o estudo cuidadoso e sistemático da Escritura para descobrir o significado original que foi pretendido.É basicamente uma tarefa histórica, descobrir intenção original. Contexto? Conteúdo?
  15. 15. 1 3 Ferramentas 2
  16. 16. Ferramentas
  17. 17. 2ª tarefa: HermenêuticaÉ o campo da interpretação, é a ciência que nos ensina os princípios, leis e métodos de interpretação.Procurar a relevância atual dos textos antigos.Todas pessoas praticam hermenêutica, ainda que nada saibam acerca da exegese. Por isso tantas diferenças entre cristãos. O que quer dizer hoje?
  18. 18. Métodos1. Analítico Observação Interpretação Aplicação Correlação 2. Sintético 3. Temático 4. Biográfico 5. Estudo Indutivo
  19. 19. Dificuldades O mandamento era só para Timóteo ou também para todos nós?1 Timóteo 5.23 Não continues a beber somente água; usa um pouco de vinho, por causa do teu estômago e das tuas frequentes enfermidades.2 Timóteo 3.14 Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste ...uso de cabelo comprido por homens ...proibição de mulheres falarem na igreja...
  20. 20. Que tipos dediretrizes são necessárias para umainterpretação correta das Escrituras?
  21. 21. Princípios Gerais de Interpretação1. Premissa: Bíblia tem autoridade e é inspirada por Deus.2. A Bíblia é seu próprio intérprete.3. A fé salvadora e o Espírito Santo são imprescindíveis.4. Interprete experiência pessoal à luz da Escritura, não o contrário.5. Exemplos bíblicos só têm autoridade se amparados por uma ordem.6. O propósito da Bíblia é mudar nossas vidas, não aumentar nosso conhecimento.7. Cada cristão tem o direito e a responsabilidade de investigar e interpretar pessoalmente a Palavra de Deus.8. A história da Igreja é importante, mas não decisiva na interpretação.9. Todas promessas de Deus na Bíblia estão disponíveis ao Espírito Santo a favor dos crentes de todas as gerações.
  22. 22. Princípios gramaticais de interpretação1. A Escritura tem somente um sentido e é literal.2. Interprete palavras no sentido que tinham no tempo do autor.3. Interprete palavras e frases em relação ao seu contexto.4. As principais partes e figuras de uma parábola representam certas realidades. Considere somente essas principais partes e figuras quando estiver tirando conclusões.5. Interprete as palavras dos profetas no seu sentido comum, literal e histórico, a não ser que o contexto ou a maneira como se cumpriram indiquem claramente que têm sentido simbólico. O cumprimento delas pode ser por etapas, cada cumprimento sendo uma garantia daquilo que há de seguir-se.
  23. 23. Princípios históricos de interpretação1. Desde que a Escritura originou-se num contexto histórico, só pode ser compreendida à luz da história bíblica.2. Embora a revelação de Deus nas Escrituras seja progressiva, tanto o V.T. como o N.T. são partes essenciais desta revelação e formam uma unidade.3. Os fatos ou acontecimentos históricos se tornam símbolos de verdades espirituais, somente se as Escrituras assim os designarem.
  24. 24. Princípios teológicos de interpretação1. Você precisa compreender gramaticalmente a Bíblia, antes de compreende-la teologicamente.2. Uma doutrina não pode ser considerada bíblica, a não ser que resuma e inclua tudo o que Escritura diz sobre ela.3. Quando parecer que duas doutrinas ensinadas na Bíblia são contraditórias, aceite ambas como escriturísticas, crendo confiantemente que elas se explicarão dentro de uma unidade mais elevada.4. Um ensinamento simplesmente implícito na Escritura pode ser considerado bíblico quando uma comparação de passagens correlatas o apóia.
  25. 25. Tarefa de casa:Visão de Jesus sobre o AT • Mt 19:4-5 • Lc 17:28 • Jo 10:34s • Mt 11:21 • Mt 22:32 • Lc 4:26 • Jo 8:56 • Lc 4:25-28 • Mc 12:26 • Jo 3:14 • Lc 11:31 • Mt 5:17 • Lc 11:30 • Mc 10:19 • Mt 23:35 • Lc 24:46, Jo 5:39 • Mt 12:3 • Mt 22:29, Lc 24:25 • Lc 17:26 • Mt 15:3

×