NBR 9077 - IT 11
 A fim de que sua população possa
abandoná-las, em caso de incêndio,
completamente protegida em sua
integridade física;in...
 Esta Norma se aplica a todas as
edificações, classificadas quanto à sua
ocupação, constantes na Tabela 1 do
Anexo, indep...
 ACESSO - Caminho a ser percorrido pelos
usuários do pavimento, constituindo a rota
de saída horizontal, para alcançar a ...
 ALTURA DA EDIFICAÇÃO - Medida em
metros entre o ponto que caracteriza a
saída ao nível de descarga, sob a projeção
do pa...
 UNIDADE DE PASSAGEM – Largura
mínima para a passagem de uma fila de
pessoas, fixada em 0,55 m
ANTECÂMARA - Recinto que a...
 ESCADA DE EMERGÊNCIA - Escada
integrante de uma rota de saída, podendo
ser uma escada enclausurada à prova de
fumaça, es...
 NÍVEL DE ACESSO - Nível do terreno no
ponto em que se atravessa a projeção do
paramento externo da parede do prédio, ao
...
 SAÍDA DE EMERGÊNCIA, ROTA DE SAÍDA
OU SAÍDA - Caminho contínuo, devidamente
protegido, proporcionado por portas,
corredo...
 CORRIMÃO OU MAINEL - Barra, cano ou
peça similar, com superfície lisa,
arredondada e contínua, localizada junto às
pared...
 CORRIMÃO OU MAINEL
 Acessos ou rotas
de saídas
horizontais: isto é,
acessos às escadas,acessos às escadas,
quando houver, e
respectivas port...
 Escadas e rampas
 Descargas
 As saídas de emergência são
dimensionadas em função da população da
edificação;
A população de cada pavimento da edifica...
 A largura das saídas deve ser dimensionada
em função do número de pessoas que por
elas deva transitar, observados os seg...
 A largura das saídas deve ser dimensionada
em função do número de pessoas que por
elas deva transitar, observados os seg...
 A largura das saídas, isto é, dos acessos,
escadas, descargas, e outros, é dada pela
seguinte fórmula:
 N = número de u...
 Tabela 1
 Tabela 5
 Exemplo:
 Dimensionar a largura das portas para saída para
um salão de baile com 1.110 m².
 Divisão F6 = 2 pessoas/m² ...
Saídas de emergência parte 1   cálculo da população
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Saídas de emergência parte 1 cálculo da população

1.936 visualizações

Publicada em

Cálculo para determinação da população com a finalidade de dimensionar as saídas de emergÊncia

Publicada em: Engenharia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.936
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
221
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
138
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Saídas de emergência parte 1 cálculo da população

  1. 1. NBR 9077 - IT 11
  2. 2.  A fim de que sua população possa abandoná-las, em caso de incêndio, completamente protegida em sua integridade física;integridade física;  Para permitir o fácil acesso de auxílio externo (bombeiros), para o combate ao fogo e a retirada da população.
  3. 3.  Esta Norma se aplica a todas as edificações, classificadas quanto à sua ocupação, constantes na Tabela 1 do Anexo, independentemente de suas alturas,Anexo, independentemente de suas alturas, dimensões em planta ou características construtivas
  4. 4.  ACESSO - Caminho a ser percorrido pelos usuários do pavimento, constituindo a rota de saída horizontal, para alcançar a escada ou rampa, área de refúgio ou descarga.ou rampa, área de refúgio ou descarga.  Os acessos podem ser constituídos por corredores, passagens, vestíbulos, balcões, varandas e terraços.
  5. 5.  ALTURA DA EDIFICAÇÃO - Medida em metros entre o ponto que caracteriza a saída ao nível de descarga, sob a projeção do paramento externo da parede dodo paramento externo da parede do prédio, ao ponto mais alto do piso do último pavimento, não considerando pavimentos superiores destinados exclusivamente a casas de máquinas, caixas d’água, e outros.
  6. 6.  UNIDADE DE PASSAGEM – Largura mínima para a passagem de uma fila de pessoas, fixada em 0,55 m ANTECÂMARA - Recinto que antecede a ANTECÂMARA - Recinto que antecede a caixa da escada, com ventilação natural garantida por janela para o exterior, por dutos de entrada e saída de ar ou por ventilação forçada (pressurização);
  7. 7.  ESCADA DE EMERGÊNCIA - Escada integrante de uma rota de saída, podendo ser uma escada enclausurada à prova de fumaça, escada enclausurada protegida oufumaça, escada enclausurada protegida ou escada não enclausurada.  ÁREA DO MAIOR PAVIMENTO - Área do maior pavimento da edificação, excluindo o da descarga.
  8. 8.  NÍVEL DE ACESSO - Nível do terreno no ponto em que se atravessa a projeção do paramento externo da parede do prédio, ao se entrar na edificação.se entrar na edificação.
  9. 9.  SAÍDA DE EMERGÊNCIA, ROTA DE SAÍDA OU SAÍDA - Caminho contínuo, devidamente protegido, proporcionado por portas, corredores, halls, passagens externas, balcões, vestíbulos, escadas, rampas ou outrosvestíbulos, escadas, rampas ou outros dispositivos de saída ou combinações destes, a ser percorrido pelo usuário, em caso de um incêndio, de qualquer ponto da edificação até atingir a via pública ou espaço aberto, protegido do incêndio, em comunicação com o logradouro.
  10. 10.  CORRIMÃO OU MAINEL - Barra, cano ou peça similar, com superfície lisa, arredondada e contínua, localizada junto às paredes ou guardas de escadas, rampas ouparedes ou guardas de escadas, rampas ou passagens para as pessoas nela se apoiarem ao subir, descer ou se deslocar
  11. 11.  CORRIMÃO OU MAINEL
  12. 12.  Acessos ou rotas de saídas horizontais: isto é, acessos às escadas,acessos às escadas, quando houver, e respectivas portas ou ao espaço livre exterior, nas edificações térreas;
  13. 13.  Escadas e rampas
  14. 14.  Descargas
  15. 15.  As saídas de emergência são dimensionadas em função da população da edificação; A população de cada pavimento da edificação A população de cada pavimento da edificação é calculada pelos coeficientes da Tabela 5 da NBR 9077, considerando sua ocupação, dada naTabela 1 do Anexo da mesma NBR.
  16. 16.  A largura das saídas deve ser dimensionada em função do número de pessoas que por elas deva transitar, observados os seguintes critérios:critérios:  A) os acessos são dimensionados em função dos pavimentos que servirem à população;  B) as escadas, rampas e descargas são dimensionadas em função do pavimento de maior população, o qual determina as larguras mínimas para os lanços correspondentes aos demais pavimentos, considerando-se o sentido da saída.
  17. 17.  A largura das saídas deve ser dimensionada em função do número de pessoas que por elas deva transitar, observados os seguintes critérios:critérios:  A) os acessos são dimensionados em função dos pavimentos que servirem à população;  B) as escadas, rampas e descargas são dimensionadas em função do pavimento de maior população, o qual determina as larguras mínimas para os lanços correspondentes aos demais pavimentos, considerando-se o sentido da saída.
  18. 18.  A largura das saídas, isto é, dos acessos, escadas, descargas, e outros, é dada pela seguinte fórmula:  N = número de unidades de passagem, arredondado para número inteiro;  P = população, conforme coeficiente daTabela 5;  C = capacidade da unidade de passagem, conformeTabela 5.
  19. 19.  Tabela 1
  20. 20.  Tabela 5
  21. 21.  Exemplo:  Dimensionar a largura das portas para saída para um salão de baile com 1.110 m².  Divisão F6 = 2 pessoas/m² de área, logo: Divisão F6 = 2 pessoas/m² de área, logo:  P = 2 pessoas/m² x 1.110 m² = 2220 pessoas  C=100 (tabela 5)  N = 2220/100 = 22,2. (utilizar o próximo nº inteiro)  Largura = 23 x 0,55 m = 12,65 m

×