31° SEMANA MAÇONICA DE UBERABA E REGIÃO
DIRETORIA ULMUR AGOSTO 2014 À AGOSTO 2015
P Presidente
Ir.`. Mário José Caetano Afonso
Vice – Presidente
Ir.`. Firmino Lib...
Simbologias DeMolay
Significado dos Paramentos
1 - As capas - As capas são paramentos de uso exclusivo dos 23 oficiais de um capítulo. Nenhum
...
5 - Mestre Conselheiro - Possui como i
nsígnia dois malhetes cruzados simbolizando o poder e autoridade. O segundo malhete...
01 - A COROA simboliza a Coroa da Juventude, nos embra contentemente nossas
obrigações e os sete preceitos da Ordem.
02 –O...
O campo branco na bandeira Demolay simboliza pureza e limpeza de pensamento, palavra e ação.
Ela lembra ao Demolay das pal...
A COROA simboliza a Coroa da Juventude, nos lembra contentemente nossas obrigações e os sete
preceitos da Ordem.
OS NOVE R...
A Ordem DeMolay é uma sociedade discreta de princípios filosóficos, fraternais, iniciáticos e
filantrópicos, para jovens d...
Os princípios da Ordem são baseados em 7 virtudes, consideradas cardeais (1. Amor Filial, 2.
Reverência pelas Coisas Sagra...
Sete Virtudes Cardeais de um Demolay
A Ordem Demolay invoca sete luzes, simbolizando as sete virtudes cardeais de um DeMol...
Espelhos servem para refletir o rosto, a arte
para enxergar a alma
Arte é sair do lugar comum.
Olhar alguém nos olhos, por...
Significado simbólico do espelho
O espelho pode assumir diversos significados simbólicos, mas quase todos estão ligados à ...
Os contos de fadas existem há milénios, em diversas culturas, em todos os continentes existem
histórias com estruturas e n...
Contos: “Os sete cabritinhos”, “Branca de neve e os sete anões”
O número doze é visto como figuração de um ciclo completo,...
História do Espelho
Com a Ascensão das mídias digitais, a repercussão das imagens pelo mundo tomou uma dimensão
nunca ante...
História do Espelho
A primeira ação em prol da popularização dos espelhos aconteceu no século XVII. No ano de
1660, o rei ...
ESPELHO
Tomás Baêna
O espelho (do latim speculum) exerceu desde sempre um grande fascínio sobre o espírito humano pois ger...
No mito de Narciso, a acção do espelho (a água) reflecte a devastação do ser subjugado pela sua aparência.
O torpor mortal...
Para J. Lacan (1901-1981), o Estádio do Espelho detém um valor fulcral no desenvolvimento da criança,
promovendo uma ident...
A. Maude).
- WINNICOTT, D. W., “Mirror-role of mother and family in child development”, Playing and reality, London:
Routl...
Nós E O Espelho!!
A mídia coloca um padrão de beleza, que com isso deixa muitas pessoas se sentindo feia, e não se
valoriza, deixa sua auto-...
Cerimônia do Espelho
– Cerimônia Branca
em Homenagem
aos Pais
Pontos de interrogação que somente aos poucos, com o decorrer do
tempo, vão sendo respondidos. Assim é a vida, misteriosa ...
Que viveu com luta e sacrifícios, sempre colocando a família como seu
bem mais precioso, suportando sempre as dificuldades...
Esse professor, que incansavelmente mostra-me o melhor caminho,
tantas vezes não seguido por simples teimosia, e que tanta...
Tantos os caminhos que me mostraste para fazer de mim um homem de
bem. E hoje aqui estou, forte, crescido, maduro...
Mas n...
Como tudo
começou...
• Em 1919, Frank Sherman Land conhece Louis Gordon
Lower e seus amigos, e, no dia 19 de fevereiro, nasce a
idéia de um "Cl...
Porque Jacques
DeMolay?
• A Ordem é inspirada na história e exemplo de Jacques
de Molay, 23º e último Grão-Mestre (cargo mais alto da
hierarquia) ...
Mas quem eram os
templários?
• “Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de
Salomão” ou apenas “Ordem dos Templários”.
• Criada em 1118 em Jer...
• Presos simultaneamente numa sexta-feira, 13 de
outubro.
• Extinção aprovada pelo Papa no Concílio de Vienne
(1311-1312)....
Ordem DeMolay
no Brasil
• Em 1970, o Tio Alberto Mansur conhece, através da
leitura do "The New Age - Junho 1969", a Ordem
DeMolay.
• Em Março de ...
CAPÍTULO UNIÃO DE UBERABA N°148 DA ORDEM DEMOLAY
TIO ALBERTO
MANSUR
MOTINHA , KLEBINHO , M.`. M .`. RÉGIS ,TIO ALBERTO MANSUR , M.`. M .`FABIANO
Curiosidades
Demolay ‘s famosos
Desde a fundação da Ordem em 1919 milhares de jovens tiveram a oportunidade de serem iniciados nas file...
Nas forças armadas se destaca a figura do Coronel James Nicholas Rowe, iniciado no capítulo M P James, McAllen no estado d...
Membros Notáveis
A Ordem Demolay desde sempre veio formando grandes homens que se tornaram famosos devido aos
seus feitos....
Membro Notável
• Bill Clinton
Membros Notáveis
• Bill Clinton
• Gerhard Schröder
• Walt Disney
• Mickey Mouse
• Dante
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Cerimonia do espelho   22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cerimonia do espelho 22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.

518 visualizações

Publicada em

31° SEMANA MAÇÔNICA DE UBERABA E REGIÃO,APRESENTAÇÃO DA ORDEM DEMOLAY PELO CAPÍTULO UNIÃO DE UBERABA N°148 ,E CERIMÔNIA DO ESPELHO

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
518
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cerimonia do espelho 22 de agosto de 2015 da e .`. v .`.

  1. 1. 31° SEMANA MAÇONICA DE UBERABA E REGIÃO
  2. 2. DIRETORIA ULMUR AGOSTO 2014 À AGOSTO 2015 P Presidente Ir.`. Mário José Caetano Afonso Vice – Presidente Ir.`. Firmino Libório Leal Seg. Vice _ Presidente Ir.`. José Carlos de Sousa Junior Tesoureiro Ir.`. Elias Abrahão Dahas Neto Secretário Ir.`. Elzo Paulo de Almeida Mestre de Cerimônias Luiz Fernando Ribeiro de Paiva Chanceler Ir.`. José Antônio Barbosa Pinto Neto
  3. 3. Simbologias DeMolay
  4. 4. Significado dos Paramentos 1 - As capas - As capas são paramentos de uso exclusivo dos 23 oficiais de um capítulo. Nenhum DeMolay que não ocupe cargo, deverá usá-las, a não ser de casos de substituição de algum oficial faltoso. A capa possui o mesmo símbolo do manto, indicando assim a realeza e a nobreza. 2 - Significado das cores da capa - O interior da capa, a cor vermelha, representa o sacrifício do nosso eu, para o nosso aprimoramento e evolução. Já a cor branca representa a união de todas as cores ou a luz em sua plenitude. A cor preta representa o mistério, simboliza a morte na qual as forças da vida são transformadas do ponto de vista humano. 3 - A vestimenta Alvi-negra - A vestimenta alvi-negra (camisa branca social, calças, meias e sapatos pretos) simboliza a dualidade entre os opostos, assim como a luz é oposta à sombra. Outro fato importante, é que a vestimenta alvi-negra não é usada com freqüência nos outros países, sendo introduzida no Brasil pelo grupo de maçons que instalaram a ordem em nosso país. 4 - As jóias dos oficiais - Em muitas tradições as jóias representam as verdades espirituais. Devemos analisar algumas características comuns nas jóias antes das particulares : 4.1 - Fita vermelha - Todas as jóias dos oficiais possuem uma fita vermelha formando um cordão simbolizando um círculo. No cordão temos simbolizando e representando o círculo ou a roda: símbolo universal, complexo, e de origem tão antiga quanto o homem. 4.2 - Ramos loiros - Todas as insígnias dos oficiais possuem dois ramos loiros, um de cada lado representando a glória e o triunfo.
  5. 5. 5 - Mestre Conselheiro - Possui como i nsígnia dois malhetes cruzados simbolizando o poder e autoridade. O segundo malhete representa a união da Maçonaria com a Ordem DeMolay para o preparo das novas gerações. 6 - 1º e 2º Conselheiros - Possuem como insígnia dois mini-malhetes representando a liderança. 7 - Escrivão ou Secretário - possuem como insígnia a pena ou caneta. 8 - Tesoureiro - possui como insígnia a chave, que é o símbolo de iniciação e do saber. 9 - Hospitaleiro - possui como insígnia a sacola. 10 - 1º e 2º Diáconos - possuem como insígnia a ave simbolizando os Estados superiores do ser humano. 11 - Capelão - possui como insígnia o livro sagrado. 12 - Mestre de Cerimônias - possui como insígnia dois bastões cruzados. O bastão é um atributo de poder semelhante ao malhete. 13 - Porta Bandeira - possui como insígnia a bandeira ou o estandarte, representando assim o nosso amor ativo na pátria e na causa DeMolay. 14 - Preceptores - em número de 7, cada preceptor possui como insígnia a coroa da juventude. 15 - Organista ou Mestre de Harmonia - possui como insígnia a harpa. 16 - Sentinela - possui como insígnia duas espadas cruzadas. O simbolismo da espada está ligado à idéia de ação e justiça. 17 - Orador - possui como insígnia o papiro (erva cuja as folhas faziam o material que os sacerdotes egípcios escreviam). 18 - 1º e 2º Mordomos - possui como insígnia a comum cópia (de acordo com os antigos, era aonde levava os alimentos).
  6. 6. 01 - A COROA simboliza a Coroa da Juventude, nos embra contentemente nossas obrigações e os sete preceitos da Ordem. 02 –OS DEZ RUBIS, honram o fundador e os nove jovens que participaram da formação da Ordem Demolay, Frank S. Land, Louis Lower, Ivan Bentley, Clyde Stream, Gorman McBride, Edmund Marshall, Ralph Sewlle e Elmer Dorsey. No começo se tinha uma pérola para cada componente mater vivo e um rubi para um falecido. 03 - O ELMO, simboliza o cavalheirismo, sem o qual não é possível mostrar a delicadeza do caráter. 04 - A LUA quarto-crescente é um sinal de segredo e lembra ao Demolay o seu dever de nunca revelar segredos da Ordem ou trair uma confidência de um amigo ou irmão. 05 - A CRUZ DE CINCO BRAÇOS simboliza a pureza de intenção. Lembrando o lema: "Nenhum Demolay falhará como cidadão, como líder, como homem." 06 - AS ESPADAS CRUZADAS denotam justiça, retidão e piedade. Simboliza nossa luta contra a arrogância, tirania e intolerância. 07 - AS ESTRELAS RODEANDO A LUA simbolizam os desejos e deveres de irmandade entre os membros da Ordem. 08 - A COR AMARELA predominante, significa a luz. 09 - A COR VERMELHA significa força, energia e coragem. 10 - A COR AZUL está para equilibrar o vermelho, formando o homem perfeito.
  7. 7. O campo branco na bandeira Demolay simboliza pureza e limpeza de pensamento, palavra e ação. Ela lembra ao Demolay das palavras do salmista que escreveu (orou), “Crie em mim um coração limpo, oh Deus.” As três listras divergentes vermelhas, as quais trespassam o campo branco, representam as colunas básicas e a fundação da Ordem Demolay. Esses são: Amor a Deus, Amor à Família e Amor ao País. Elas divergem através do branco para simbolizar que essas colunas devem se espalhar durante a vida do indivíduo. As listras convergem num campo vermelho o qual tem a forma de um quadrado oblongo, ou retângulo, o que simboliza a união do DeMolay com a Maçonaria. O vermelho é emblemático da coragem, e relembra ao Demolay dos muitos sacrifícios que a juventude de nossa nação tem feito para defender as liberdades que nós gozamos como cidadãos. O emblema oficial Demolay está centrado em volta de uma coroa o que é simbólico da Coroa da Juventude e constantemente relembra um Demolay de suas obrigações e os Sete Princípios de sua Ordem. As dez pedras preciosas da coroa são em honra ao fundador Frank S. Land e os nove jovens cujos laços de amizade atraíram-nos na formação da Ordem Demolay. Os rubis vermelhos honram o fundador e os dez originais que já morreram. O elmo é emblemático da cavalaria, sem a qual não pode haver fineza de caráter. A lua crescente é um sinal de segredo e constantemente relembra aos Demolays de sua promessa de nunca revelar os segredos ou trair a confiança de um amigo. A cruz branca de cinco braços simboliza a pureza de intenções do indivíduo para sempre lembrar o lema da Ordem, “Nenhum Demolay deve falhar como cidadão, como líder ou como homem.” As espadas cruzadas denotam justiça, força e piedade. Elas simbolizam a incessante batalha de um Demolay contra a arrogância, despotismo e intolerância. As estrelas circundando a lua crescente são simbólicas de esperança e devem sempre lembrar um DeMolay daquelas obrigações e deveres os quais um Irmão sempre tem com um outro. O Significado da Bandeira da Ordem Demolay
  8. 8. A COROA simboliza a Coroa da Juventude, nos lembra contentemente nossas obrigações e os sete preceitos da Ordem. OS NOVE RUBIS E UMA PÉROLA, honram o fundador e os nove jovens que participaram da formação da Ordem Demolay, Frank S. Land, Louis, Ivan Bentleym Clyde Stream, Gorman McBride, Edmund Marshall, Ralph Sewlle e Elmer Dorsey. No começo se tinha uma pérola, que é o Ir. Jerome Jacobson, o único vivo. O ELMO, simboliza o cavalheirismo, sem o qual não é possível mostrar a delicadeza do caráter. A LUA quarto-crescente é um sinal de segredo e lembra ao Demolay o seu dever de nunca revelar segredos da Ordem ou trair uma confidência de um amigo ou irmão. A CRUZ DE CINCO BRAÇOS simboliza a pureza de intenção. Lembrando o lema: "Nenhum Demolay falhará como cidadão, como líder, como homem." AS ESPADAS CRUZADAS denotam justiça, retidão e piedade. Simboliza nossa luta contra a arrogância, tirania e intolerância. AS ESTRELAS RODEANDO A LUA simbolizam os desejos e deveres de irmandade entre os membros da Ordem. A COR AMARELA predominante, significa a luz. A COR VERMELHA significa força, energia e coragem. A COR AZUL está para equilibrar o vermelho, formando o homem perfeito. Significado da Coroa da Juventude Demolay
  9. 9. A Ordem DeMolay é uma sociedade discreta de princípios filosóficos, fraternais, iniciáticos e filantrópicos, para jovens do sexo masculino com idade compreendida entre os 12 e os 21 anos. É uma organização neo-templária fundada nos Estados Unidos, em 18 de Março de 1919, pelo maçon Frank Sherman Land patrocinada e mantida pela Maçonaria[carece de fontes], oficialmente desde 1921, que na maioria dos casos cede espaço para as reuniões dos Capítulos DeMolays e Priorados da Ordem da Cavalaria - denominações dascélulas da organização.São 7 preceptores, uma tríade, e outros cargos. A Ordem é inspirada na vida e morte do nobre francês Jacques de Molay, 23º e último Grão- Mestre da Ordem dos Templários, morto em 18 de março de 1314 junto ao Preceptor da Normandia, Geoffroi de Charney por contestar as falsas acusações de prática de diversas heresias como infidelidade à Igreja, sodomia, adoração de ídolos etc. Pode-se acreditar que o motivo de tais acusações fosse a ambição do Rei Filipe IV, o Belo e o Papa Clemente V, pelas posses da Ordem dos Templários, pois em caso de prisão, os bens do acusado passariam a pertencer ao Estado francês. A Ordem Demolay possui cerca de 8 milhões de membros em todo o mundo e mais de 200 mil no Brasil. O DeMolay que completa 21 anos de idade, é denominado Sênior DeMolay, perde seu direito a voto e o de ocupar cargos efetivo e passa a poder acompanhar os trabalhos do Capítulo através da "Associação DeMolay Alumni". No Brasil, a Ordem é distribuída em mais de setecentos e noventa capítulos, sendo que os milhares de DeMolays regulares de todos os Estados da federação se reúnem freqüentemente. No mundo, a Ordem DeMolay pode ser encontrada em vários países como Argentina, Aruba (Países Baixos), Alemanha, Austrália, Bolívia, Brasil, Canadá, Colômbia, Estados Unidos, Filipinas, França, Guam (Estados Unidos), Itália, Japão, México, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai. No dia 8 de abril de 2008, o Estado de São Paulo estabeleceu o Dia do DeMolay, através da Lei Estadual nº 12.905, a ser comemorado anualmente no dia 18 de março. Em 19 de janeiro de 2010, foi promulgada a Lei Federal nº 12.208 que insituiu o dia 18 de março como o Dia Nacional do DeMolay, seguindo o exemplo paulista, sendo que a escolha da data marca o falecimento de Jacques de Molay, herói e mártir que inspirou o nome da Ordem.
  10. 10. Os princípios da Ordem são baseados em 7 virtudes, consideradas cardeais (1. Amor Filial, 2. Reverência pelas Coisas Sagradas, 3.Cortesia, 4. Companheirismo, 5. Fidelidade, 6. Pureza e 7. Patriotismo), incentivando cada membro a trilhar seu caminho seguindo esses preceitos, que são considerados pela Ordem como diferenciais na vida de um líder e de um Homem de Bem, também como determinantes para seu destino. DeMolay SCORDFB Os baluartes da Ordem são a defesa das Liberdades: "Religiosa" representada pelo Livro Sagrado. (No Brasil, país de maioria cristã, uma Bíblia Sagrada). "Civil", representada pela Bandeira Nacional. "Intelectual", representada pelos Livros Escolares. Assim prescreve a ética de um DeMolay: Um DeMolay respeita Deus acima de tudo; Um DeMolay honra todas as mulheres; Um DeMolay ama e honra seus pais; Um DeMolay é honesto; Um DeMolay é leal a ideais e amigos; Um DeMolay executa trabalhos honestos; Um DeMolay sempre permanece inabalável a favor das escolas públicas; Um DeMolay é o orgulho de sua Pátria, seus pais, sua família e seus amigos; A palavra de um DeMolay é tão válida quanto sua confiança Princípios
  11. 11. Sete Virtudes Cardeais de um Demolay A Ordem Demolay invoca sete luzes, simbolizando as sete virtudes cardeais de um DeMolay, que iluminam seus caminhos conforme passam pela estrada da vida, simbolizando tudo que é bom e correto, a base de suas vidas. Amor Filial: é o amor e carinho que devemos ter por nossos pais, que nos semearam, geraram, nos ensinaram as primeiras lições de nossas vidas e se sacrificaram por nós. Através deles nós tivemos as primeiras lições de educação, respeito e na crença em Deus. Reverência pelas Coisas Sagradas: significa a crença em Deus, não importando a sua religião. Para ser um DeMolay o jovem tem que ter fé Nele. Cortesia: educação, respeito e solidariedade são princípios que um DeMolay procura por em prática usando a filantropia, mas somente válida quando é feita com sentimento, colocando o coração naquilo que faz. Os DeMolays possuem o seguinte pensamento: "Para ser útil à sociedade não é necessário ser um DeMolay, mas para ser um DeMolay é necessário ser útil à sociedade". Companheirismo: é ser um amigo leal, tanto nas horas boas quanto nas ruins. O verdadeiro companheiro e amigo é aquele que estende a mão para um Irmão em momentos de dificuldade. Companheirismo é levar uma chama de amizade no coração, para que, quando um amigo estiver no meio do túnel, ela possa iluminar e mostrar onde está a saída. Fidelidade: é sempre acreditar em seus ideais e virtudes, mantendo em segredo tudo aquilo que lhe for confiado. É ser fiel a Deus, à sua Pátria e a seus amigos, seguindo o exemplo de fidelidade de Jacques DeMolay, que preferiu morrer a trair seus Irmãos ou faltar com seu juramento. Pureza: é ser um cidadão idôneo, puro de alma e de coração; é sempre estar de bem com a própria consciência. É manter a mente longe de tudo que vá contra os princípios de um bom cidadão. Patriotismo: é respeitar e defender a nossa Pátria, nosso Estado e nossa Cidade e, além disso, conservar tudo que diz respeito ao patrimônio público, como escolas, asilos, orfanatos e hospitais, que prestam ajuda às pessoas mais carentes de nossa sociedade.
  12. 12. Espelhos servem para refletir o rosto, a arte para enxergar a alma Arte é sair do lugar comum. Olhar alguém nos olhos, por exemplo, quando já ninguém mais faz isso, acostumados que estamos em conversar por telas, vidros, telefones, máscaras... minimamente interessados em ouvir e/ou perceber o outro. Silenciar e tentar captar a essência alheia é muito mais significativo que o solilóquio descontrolado e sem profundidade que vivenciamos hoje.
  13. 13. Significado simbólico do espelho O espelho pode assumir diversos significados simbólicos, mas quase todos estão ligados à verdade, à sinceridade e à pureza. Segundo os dicionários de símbolos, os espelhos podem ser encarados como instrumentos de autocontemplação e reflexão do universo. Ligados ao mito de Narciso, jovem que se vê a si mesmo, podem representar a consciência humana, simbolizando o pensamento em si mesmo. Muitas vezes, o objecto especular tem sentido ambíguo, pois simboliza a verdade, que supostamente mostra a mentira, por gerar enganos e imagens deturpadas. Os espelhos também podem ser emblemas de pureza e sinceridade, ao se apresentarem límpidos, ao mesmo tempo que trazem significados pejorativos, tal como a vaidade, um dos sete pecados mortais. Portanto, o espelho está presente na actual vida quotidiana, seja na simples representação física do objecto, ou, nos símbolos que traz de referências passadas. É o espelho quebrado dá sete anos de azar. É o espelho que leva Alice para um de seus mundos mágicos. È ao espelho que a madrasta má faz as suas perguntas. Forte é sua presença e mais intensa ainda é sua simbologia. Contos de Fadas, mitos, lendas e fábulas, são temas que mexem com o nosso interior. Muitas vezes, estas histórias estão cheias de simbologia, que nos vão ajudar a resolver problemas no nosso eu. “Castelo” Introspecção ao nosso mundo interior; busca de autoconhecimento; “Espelho mágico” Símbolo do conhecimento e da sabedoria é o instrumento da iluminação; simboliza também o coração do iniciado; “Floresta” Símbolo do inconsciente, pela obscuridade e pelo enraizamento profundo; “Relógio” Ligado ao simbolismo do tempo e ao ciclo da vida; “Castiçal” Símbolo de luz espiritual, de semente de vida e de salvação; “Pai” Ligado ao simbolismo da dominação, da posse, do valor, é uma forma de representação da autoridade; representa a consciência diante dos impulsos instintivos e dos desejos espontâneos do inconsciente; “Lobo” Imagem inciática e arquetípica cujo simbolismo está ligado ao fenómeno de alternância dia-noite, morte-vida; também simboliza a sexualidade instintiva.
  14. 14. Os contos de fadas existem há milénios, em diversas culturas, em todos os continentes existem histórias com estruturas e narrativas semelhantes aos contos que conhecemos. (...) Apenas para citar um exemplo: A história da Cinderela, tem um registo de narrativa muito semelhante à sua, na China do séc.. IX d.c.”. Elementos que estruturam um conto de Fadas: - Situação Inicial; - Conflito; - Antagonismos ou elementos do malévolo; - Herói /heroína; - Objecto Mágico; - O Motivo; - Resolução dos conflitos / Final. Estes contos são muito simbólicos e respondem ao universo da criança: - Era uma vez... - Num Reino Encantado… - Há muitos, muitos anos... - Num lugar distante... Com esta narrativa temos um princípio, um meio e um fim, ficando assim a criança a perceber a existência de uma tipologia que não é sua, ela é inteiramente pertencente a um mundo imaginário. Numerologia nos contos infantis. A numerologia funciona, como um elemento simbólico, nos contos infantis. Os números mais encontrados são o 3 , 4 e o 12. O três é associado à sagrada família, à Santíssima Trindade. A composição do homem (corpo, alma, espírito). As três esferas concêntricas do Universo: natural, humano e divino. Os três ciclos de vida: nascimento, apogeu, morte. Contos: “Três fios de ouro do cabelo do Diabo”, “Três Porquinhos”, entre outros. O sete é o número mágico, por excelência. Na Bíblia aparece 77 vezes. No quotidiano, temos os sete dias da semana, sete notas musicais, sete cores do arco-íris, sete pecados mortais. Diz-se que representa a totalidade do Universo em movimento.
  15. 15. Contos: “Os sete cabritinhos”, “Branca de neve e os sete anões” O número doze é visto como figuração de um ciclo completo, como símbolo da ordem cósmica, ou seja, como perfeita representação do mundo manifestado ordenadamente. A expressão mais completa do simbolismo do doze é o zodíaco composto por doze signos que são as estações percorridas pelo sol no seu circuito anual. Contos: “As doze princesas” e “Os doze irmãos”
  16. 16. História do Espelho Com a Ascensão das mídias digitais, a repercussão das imagens pelo mundo tomou uma dimensão nunca antes imaginada. Em questão de segundos, uma foto ou vídeo pode atravessar computares de diferentes lugares do planeta em um movimento de natureza incontrolável. Contudo, mesmo com a intensidade contemporânea desse fenômeno, a observação de imagens é uma prática bastante comum na história humana. A primeira manifestação desse fato provavelmente aconteceu quando o homem observou o seu reflexo na água. Por meio desse simples exercício, o homem começou a reconhecer a sua própria imagem e agregar outros elementos que determinam a compreensão de sua identidade. Foi a partir desse momento, junto ao processo de dominação da natureza, que os espelhos foram ganhando espaço e importância. Segundo o apontamento de alguns pesquisadores, a primeira tentativa de se fabricar um espelho aconteceu na Idade de Bronze, há cerca de 3000 a.C.. Através do polimento de metais e pedras, algumas antigas populações do atual Irã seriam responsáveis pela fabricação dos primeiros espelhos de toda a História. Longe de parecer com os espelhos atuais, os modelos dessa época somente refletiam os contornos de uma imagem bastante distorcida. Somente nos fins do século XIII é que espelhos com maior nitidez foram fabricados. Combinando uma camada de vidro e uma fina lâmina de metal, os espelhos podiam agora revelar nitidamente as feições do indivíduo. Contudo, assim como as novidades que aparecem no mercado, os espelhos eram raros e custavam muito caro. Entre os séculos XV e XVI, um espelho de proporções médias poderia valer mais que as pinturas de um pintor renascentista ou um poderoso navio de guerra.
  17. 17. História do Espelho A primeira ação em prol da popularização dos espelhos aconteceu no século XVII. No ano de 1660, o rei francês Luís XIV designou um de seus ministros para que subornasse artesãos venezianos, detentores de uma eficiente técnica de fabricação de espelhos. Graças a essa tramoia, os franceses tiveram condições para construir o lendário salão de espelhos encontrado no Palácio de Versalhes. A partir da Revolução Industrial, os espelhos começaram a ficar mais baratos. Dessa forma, o útil adereço começou a adentrar os ambientes domésticos de famílias das mais variadas classes sociais. Mais que um simples apetrecho para o exercício da vaidade, os espelhos nos permitem conhecer importantes princípios da Física, integram o funcionamento de várias máquinas e até servem como objeto de decoração. Por Rainer Sousa
  18. 18. ESPELHO Tomás Baêna O espelho (do latim speculum) exerceu desde sempre um grande fascínio sobre o espírito humano pois gera um espaço de ambiguidade: a imagem que reflecte é simultaneamente idêntica (ainda que invertida) e ilusória. O espelho assume, assim, sentidos radicalmente opostos: representa a verdade (símbolo mariano) e a aparência (símbolo demoníaco). A crítica de Platão (427-347 a. C.) sobre o simulacro assenta precisamente nesta relação entre o objecto real e o seu enganador reflexo. Inscrito no campo animado da experiência e da actividade psíquica, o espelho veicula o sentido de verdade equívoca, sendo considerado “o símbolo por excelência do Simbolismo” (Michaud, 1949). Nesta medida, assume uma função estética de destaque em todos os campos artísticos. Na obra cinematográfica Orfeu (1949), de J. Cocteau (1889-1963), o espelho assume-se como lugar de passagem para realidades imaginárias, conduzindo ao mundo da morte. O simbolismo do conceito é brilhantemente ilustrado na Literatura pelo conto de H. C. Andersen (1805-1875) A Rainha da Neve (1845), onde o diabo fabrica um espelho que exagera os mais pequenos defeitos dos objectos reflectidos. Ao elevá- lo ao céu, com o objectivo de lá reflectir os anjos, o espelho desliza das mãos do demónio partindo-se em milhões de pedaços. Estes penetram nos olhos e nos corações dos homens que passam a contemplar em seu redor apenas o mal e a fealdade. L. Tolstoy (1828-1910) descreve, na obra Guerra e Paz (1869), um ritual de adivinhação popular no qual uma rapariga vislumbra num espelho o rosto do seu futuro marido. Na Pintura, o espelho pode tornar presente uma personagem ou um objecto situado fora do campo do quadro; veja-se “As Meninas” (1656) de Velásquez (1599-1660). O espelho constitui-se também como um instrumento técnico ou conceptual que corrige a percepção do espaço. L. B. Alberti (1404-1472) e L. da Vinci (1452-1519) recomendavam o seu uso aos pintores; F. Brunelleschi (1377-1446) e Filarète (1400- 1469) atribuíram-lhe o valor de princípio normativo de construção espacial. Na Arquitectura, os espelhos são utilizados para ampliar e aprofundar o espaço reduzido. Na Arte dos Jardins e dos Parques, os espelhos de água sugerem um segundo céu na profundidade das paisagens invertidas e tornam grandiosas as iluminações das festas nocturnas (Sourian, 1990).
  19. 19. No mito de Narciso, a acção do espelho (a água) reflecte a devastação do ser subjugado pela sua aparência. O torpor mortal vivenciado por Narciso demonstra que a reflexão de que o espelho é paradigma não designa apenas o simples acto do olhar mas o percurso de uma invenção do próprio ao outro e do conhecido ao desconhecido através de uma génese de formas e sentidos (Minazzoli, 1990). O reflexo convida à reflexão: no esforço para se descobrir a si próprio, o pensamento pode definir-se como espelho vivo da Inteligência divina. Assim, a reflexão do sujeito sobre a teologia da imagem e da semelhança transforma a metafísica do espelho numafilosofia da arte e da criação (Jacob, 1990). Para lá do espelho encontra-se a demanda pela vida sonhada, realizada pelos artistas e pelos místicos, que torna possível o acesso a uma experiência espiritual unificadora. Os Sufistas representam o Universo como um conjunto de espelhos nos quais a Essência infinita se contempla sob múltiplas formas. O coração humano, símbolo do centro solar, da iluminação, da sabedoria, do conhecimento e da profundidade do inconsciente reflecte, para os budistas, a natureza de Siddhartha e, para os taoistas, o Céu e a Terra. Segundo Angelus Silesius (1624-1677), o coração é o espelho de Deus (Chevalier & Gheerbrant, 1982). O vínculo entre o espelho e a alma foi esboçado por inúmeros pensadores. Segundo Plotino (205-270), a imagem de um ser está disposta de forma a receber a influência do seu modelo como se fosse um espelho (Enéadas, 4: 3). Este não se limita a reproduzir uma imagem mas participa activamente na Beleza, surgindo uma intensa simbiose entre o sujeito contemplado e o espelho que o contempla (Chevalier & Gheerbrant, 1982). De acordo com S. Gregório de Nissa (cc. 330-395), assim como um espelho retém na sua superfície polida os traços do ser que perante ele se apresenta, também a alma purificada de todas as impurezas terrestres capta a imagem da Beleza incorruptível (Daniélou, 1954). A este respeito, S. Paulo refere: “E todos nós, com a face descoberta, reflectimos como num espelho a glória do Senhor, somos transfigurados nessa mesma imagem cada vez maisresplandecente, pela acção do Senhor que é Espírito” (II Coríntios, 3:18). O conceito também foi alvo de interpretações psicológicas. A Especulação (originalmente a observação dos movimentos estelares com o auxílio de um espelho) considera que o conhecimento se reflecte na mente como num espelho, orientando-se para a contemplação da verdade. Distingue-se da recepção passiva dos dados da experiência pois implica a descoberta de algo novo (Cabral, 1997-2001). G. Bachelard (1884- 1962), na obra A Água e os Sonhos (1942), destaca “a Psicologia do Espelho”.
  20. 20. Para J. Lacan (1901-1981), o Estádio do Espelho detém um valor fulcral no desenvolvimento da criança, promovendo uma identificação primordial estruturante face ao mundo fragmentário da relação original com a entidade materna. A criança de 6 a 8 meses reconhece na imagem do espelho a sua totalidade e neutraliza a angústia associada à sua discordância relacional, assumindo uma imagem ideal que capta de forma plena o seu ser. D. W. Winnicott (1896-1971) retomou a ideia do espelho como Estádio Inaugural da Estruturação do Sujeito: a criança transforma a mãe na encarnação viva do espelho antes de nele reconhecer, numa segunda fase, a família e o campo social. BIBLIOGRAFIA - ANDERSEN, H. C., Hans Christian Andersen’s The Snow Queen. New York: Tundra Books, 2000 (tradução de K. Setterington). - BACHELARD, G., L’Eau et les rêves. Paris: Corti, 1942. - CABRAL, R. (dir.), Logos: enciclopédia luso-brasileira de filosofia. Lisboa: Verbo, 1997-2001. - CHEVALIER, J., GHEERBRANT, A. (dir.), Dictionnaire des symboles. Paris: Robert Laffont/Jupiter, 1982. - DANIÉLOU, J., “La colombe et la ténèbre dans la mystique byzantine ancienne”, Eranos Jahrbuch, 1954. - GORGULHO, G. S., STORNIOLO, I, & ANDERSON, A. F. (dir.), A Bíblia de Jerusalém. S. Paulo: Edições Paulinas, 1985. - JACOB, A. (dir.), Encyclopédie philosophique universelle. Paris: PUF, 1990. - LACAN, J., “Le stade du miroir comme formateur de la fonction du je”, Écrits, Paris: Seuil, 1966. - MICHAUD, G., Message poétique du symbolisme. Paris: Nizet, 1949. - MINAZZOLI, A., La première ombre: réflexion sur le miroir et la pensée. Paris: Minuit, 1990. - PLOTINO, Enéadas III-IV. Madrid: Gredos, 1985 (tradução de J. Igal). - SOURIAN, A., Vocabulaire d’esthétique. Paris: PUF, 1990. - TOLSTOY, L. War and peace. Oxford/New York: Oxford University Press, 1998 (tradução de L. Maude e A. Maude).
  21. 21. A. Maude). - WINNICOTT, D. W., “Mirror-role of mother and family in child development”, Playing and reality, London: Routledge, 1971.
  22. 22. Nós E O Espelho!!
  23. 23. A mídia coloca um padrão de beleza, que com isso deixa muitas pessoas se sentindo feia, e não se valoriza, deixa sua auto-estima cair. Eleve a tua alma e libere a fera linda que esconde dentro do seu ser!! Contarei uma história para vocês, reflita um pouco e me diga o que achou. Veja a beleza aflorar dentro de você!! Alguém, muito desanimado, entrou numa Igreja e em determinado momento disse para Deus: "Senhor, aqui estou porque em igrejas não há espelhos, pois nunca me senti satisfeito com minha aparência". Subitamente uma folha de papel caiu aos seus pés, vinda do alto do templo. Atônito, ele a apanhou e nela viu a seguinte mensagem: Minha criatura, nenhuma das minhas obras veio ou ficou sem beleza, pois a feiúra é invenção dos homens e não minha. Não importa se um corpo é gordo ou magro, ele é o templo do espírito e este é eterno. Não importa se braços são longos ou curtos, sua função é o desempenho do trabalho honesto. Não importa se as mãos são delicadas ou grosseiras, sua função é dar e receber o bem. Não importa a aparência dos pés, sua função é tomar o rumo do Amor e da Humildade. Não importa o tipo de cabelo, se ele existe ou não numa cabeça, o que importa são os pensamentos que por ela passam. Não importa a forma ou a cor dos olhos, o que importa é que eles vejam o valor da vida. Não importa um formato de nariz, o que importa é inspirar e expirar a Fé. Não importa se a a boca é graciosa ou sem atrativos, o que importa são as palavras que saem dela. A beleza está no olhar sincero, no jeito humilde de ser, o num simples sorriso para mudar todo o dia de uma pessoa!! Gratidão!! Bjs *-* Tânia Siqueira
  24. 24. Cerimônia do Espelho – Cerimônia Branca em Homenagem aos Pais
  25. 25. Pontos de interrogação que somente aos poucos, com o decorrer do tempo, vão sendo respondidos. Assim é a vida, misteriosa e incerta, como o dia de amanhã, uma realidade tão simples para que a possamos definir e tão complexa para que a possamos entender. Questionando-me sobre o desconhecido, por diversas vezes, encontrei- me frente ao espelho, a olhar fixamente meu próprio reflexo, tentando descobrir no fundo de meus olhos o que o futuro me reservava, buscando uma fórmula ideal para a minha vida. E foi num desses momentos que, ao invés de enxergar meu próprio rosto refletido, vi uma outra imagem, não muito nítida, formar-se na superfície do vidro. Com um pouco mais de atenção, percebo ser um rosto, de um outro homem, entretanto não consigo decifrar quem seja. Assim paro por alguns instantes, a examinar essa face misteriosa e ao mesmo tempo familiar, que se forma de maneira a sobrepor-se perfeitamente à minha. Sua identidade não se mostra, porém os traços de seu rosto revelam as marcas do caráter e a trajetória de vida daquele homem no espelho. Traços que passo a percorrer a partir daí. Vejo em suas linhas que é um homem já vivido, que carrega consigo a experiência de muitas glórias e dissabores, que traz nas mãos a marca do trabalho. Um homem incansável, sábio e virtuoso na busca de seus ideais, nunca deixando que outros valores sobrepusessem aos de sua consciência.
  26. 26. Que viveu com luta e sacrifícios, sempre colocando a família como seu bem mais precioso, suportando sempre as dificuldades da vida diária. Um cidadão que traz consigo os mais elevados ideais de justiça e que faz das palavras sua única arma, sempre em defesa da verdade. Um ser humano, que busca ser perfeito em todos os seus atos, e que como todo ser humano comete erros diariamente, mas que tem coragem para admiti-los, repará-los e de aprender com eles. Termos e condições de uso: é permitido pelo Autor o uso do presente texto na forma de publicação, impressa e eletrônica, transmissão e reprodução, notadamente a apresentação ao público, desde que estritamente para finalidades relacionadas à Ordem DeMolay e seus Capítulos, qualquer que seja o órgão administrador a que estejam vinculados, sendo vedado adaptações, modificações e traduções ao texto sem prévio consentimento, bem como a omissão de sua autoria, quando publicado ou reproduzido. Não está autorizada a apresentação do presente texto em solenidades de organizações pára-maçônicas que não a Ordem DeMolay. Lei n.º 5.988/73. – ORDEM DEMOLAY, COMPANHEIRISMO e FIDELIDADE – Cerimônia do Espelho – Cerimônia Branca em Homenagem aos Pais Escrita por Daniel Ramos Gonçalves - Respeite o direito autoral. Indique sempre o autor ao utilizar a obra - Esse é o homem do espelho. E agora, vejo que esse homem é meu pai. Esse contador de histórias, responsável por tantas recordações alegres, que me ensinou a percorrer os caminhos da vida, de minha infância até aqui, fazendo de todos os instantes uma eterna e inesquecível brincadeira. Esse grande mercador de sonhos que traz nos olhos a esperança e a vontade de ver seus filhos crescidos e felizes, que nunca mediu esforços para proporcionar a mim todas as oportunidades de uma vida e um futuro melhor.
  27. 27. Esse professor, que incansavelmente mostra-me o melhor caminho, tantas vezes não seguido por simples teimosia, e que tantas vezes me amparou na volta, quando a vida me mostrou que ele estava certo. Esse sujeito que me ensinou a colocar virtudes para guiar meus passos. Esse companheiro de aparência firme e séria, que raramente deixa transparecer seus sentimentos, mas que carrega consigo um coração doce e um espírito amigo. Muitas vezes disciplinador, de mão pesada, que repreende o erro com firmeza, ainda que mergulhado em remorsos, para que as lições sejam passadas, mas também aquele que protege, acaricia e consola, nas horas em que mais necessito de um ombro amigo. Esse cara cheio de manias, às vezes dono da verdade, que se irrita fácil, que reclama, mas que apesar de todas suas falhas, tenta ser o melhor pai a cada momento, a fim de me ensinar a verdadeira essência da vida. Esse é o meu pai, meu amigo, meu parceiro de todos os dias, meu maior incentivador, meu rochedo de apoio e companheiro de tantas e tantas horas de lições, ensinamentos, histórias e experiências. Esse sujeito que doou anos de sua vida para mim, e continuará doando. Um homem que somente com o tempo fui compreendendo. Pai, o tempo tem desses mistérios. O tempo ensina. Nunca deixamos de ser pai e filho, mas muitos foram os momentos perdidos, em que nos conflitamos, e que agora lamento por não termos agido de outra forma. Foi preciso o trabalho do tempo para perceber que não temos tempo a perder. Pai, o tempo corre, silencioso. Antes eras tu que me apresentava como teu filho, hoje sou eu, que orgulhoso, te apresento como meu pai.
  28. 28. Tantos os caminhos que me mostraste para fazer de mim um homem de bem. E hoje aqui estou, forte, crescido, maduro... Mas não te enganes, porque ainda assim, sou aquele menino de sempre... a criança que carregaste no colo em tantos momentos e que com certeza ainda irás carregar novamente. Pai, o tempo maltrata, sem piedade. Tenho medo, pois sei que um dia ele irá te levar. E ficarão aqui, eu e este imenso vazio. Mas estarás comigo o tempo todo, porque sou teu fruto e guardadas estarão as lembranças de todos os nossos momentos. Porque existirá a certeza de nosso reencontro e da amizade já imortalizada. Mas Pai, o tempo também dá respostas. E um dia se encarregará de me colocar sentado em teu lugar, e haverá uma criança também em meu lugar. E nesse dia, espero, ao olhar no espelho e ver novamente aquele semblante, que não seja apenas uma imagem tua, mas uma imagem minha, do que sou, a resposta de que percorri bem o meu caminho, a resposta do dever cumprido, como pai e como filho. Sei que nunca poderei compensar esta dívida que devo a ti, em tempo, em esforços, em sorrisos e em abraços, e se não expresso em palavras o meu sentimento por ti, é porque é algo que elas não poderiam definir, algo que se percebe apenas no olhar. Por isto pai, aceite este meu silêncio como uma forma de agradecimento e de expressar tudo o que tu significas para mim. Esta é a minha forma de dizer te amo. – ORDEM DEMOLAY, COMPANHEIRISMO e FIDELIDADE –
  29. 29. Como tudo começou...
  30. 30. • Em 1919, Frank Sherman Land conhece Louis Gordon Lower e seus amigos, e, no dia 19 de fevereiro, nasce a idéia de um "Clube" para rapazes. • Os rapazes escolhem o nome "Conselho DeMolay" para o seu "Clube" em 24 de março. Primeira reunião do Conselho DeMolay em Kansas City, organizado pelo fundador, Frank Sherman Land. • Ritual é escrito por Frank Arthur Marshall. • O nome oficial é mudado para Ordem DeMolay.
  31. 31. Porque Jacques DeMolay?
  32. 32. • A Ordem é inspirada na história e exemplo de Jacques de Molay, 23º e último Grão-Mestre (cargo mais alto da hierarquia) da Ordem dos Templários. • Nascido em 1244. • Ingressou na Ordem, em 1265, com 21 anos. • Morto em 1314. • Foi perseguido pela Inquisição da Igreja Católica e condenado a fogueira por ordem do Rei Filipe IV de França, por não entregar seus companheiros ou faltar com fidelidade à seus juramentos.
  33. 33. Mas quem eram os templários?
  34. 34. • “Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão” ou apenas “Ordem dos Templários”. • Criada em 1118 em Jerusalém por 9 Cavaleiros Franceses. • Fizeram voto de Pobreza. • Asseguravam proteção aos peregrinos dos territórios cristãos na Terra Santa, conquistados durante as Cruzadas. • Declarados "isentos de jurisdição episcopal". • Embrião do moderno Sistema Bancário. • Possuíam segredos só revelados aos membros. • Em1306, já haviam mais de 700 Conventos e Comendarias pela Europa. • Em 1307, começam a ser perseguidos, acusados de Heresia.
  35. 35. • Presos simultaneamente numa sexta-feira, 13 de outubro. • Extinção aprovada pelo Papa no Concílio de Vienne (1311-1312). • Em 1314, Jacques DeMolay é condenado a morte.
  36. 36. Ordem DeMolay no Brasil
  37. 37. • Em 1970, o Tio Alberto Mansur conhece, através da leitura do "The New Age - Junho 1969", a Ordem DeMolay. • Em Março de 1975, como Soberano Grande Comendador A.A.S.R. no Brasil, Tio Mansur decide que a meta principal de sua gestão seria a criação da Ordem DeMolay no Brasil. • Em 1979, Tio Mansur é nomeado Oficial Executivo do Supremo Conselho Internacional. • No dia 16 de agosto de 1980, é instalado o 1° capítulo da ordem DeMolay no Brasil, na cidade do Rio de Janeiro, com 59 jovens iniciados.
  38. 38. CAPÍTULO UNIÃO DE UBERABA N°148 DA ORDEM DEMOLAY TIO ALBERTO MANSUR
  39. 39. MOTINHA , KLEBINHO , M.`. M .`. RÉGIS ,TIO ALBERTO MANSUR , M.`. M .`FABIANO
  40. 40. Curiosidades
  41. 41. Demolay ‘s famosos Desde a fundação da Ordem em 1919 milhares de jovens tiveram a oportunidade de serem iniciados nas fileiras de um capítulo, dentre os quais alguns se destacaram seja dentro da Ordem DeMolay ou seja fora dela atuando em diversos setores como na Política, nos esportes, nas forças armadas, em entretenimento, em negócios ou até mesmo dentro de algum programa espacial. No intuito de reconhecer o valor desses líderes o Supremo Conselho Internacional da Ordem DeMolay criou o "DeMolay Alumni Hall of Fame". Hoje esta galeria conta com cerca de 34 membros e a cada ano 3 novos membros são nomeados a terem a honra de contar com o seu nome inscrito nesta galeria. Dentro da Política a Ordem DeMolay tem o seu ponto forte, pois seu principal objetivo é a formação de líderes para um futuro próximo. Podemos citar dentro deste contexto e nomes que dentro do contexto americano deixaram suas marcas, são eles Bill Clinton, Mark Hatfield e Henry Jackson. Todos são chevaliers e possuem a legião de Honra da Ordem. · Bill Clinton - O irmão Bill foi iniciado em 1961 no capítulo Hot Springs, na cidade de mesmo nome no estado do Arkansas, tendo sido um DeMolay bastante ativo e também sido Mestre Conselheiro. O irmão Bill sempre foi um líder dentro e fora da Ordem DeMolay, no colégio sempre estava envolvido em tarefas relativas a sua classe sendo o presidente. Em 1978 ele foi eleito Governador do estado do Arkansas sendo posteriormente eleito o primeiro DeMolay presidente dos Estados Unidos em 1992. · Mark Hatfield - O irmão Mark foi iniciado no dia 14 de março de 1940 no capítulo Chemeketa no Oregon, sendo o primeiro Mestre Conselheiro do capítulo e também sido Mestre Conselheiro do estado do Oregon em 1941. Atualmente exerce o cargo de Governador do Oregon onde ocupa pela terceira vez, foi eleito senador dos EUA durante os anos de 1966 a 1990 sendo um dos mais respeitados senadores dos EUA. Dentro dos esportes se destacam as figuras de Bob Mathias, o único DeMolay, que aos 17 anos, ganhou uma medalha de ouro olímpica e ainda a única pessoa na história a ganhar duas medalhas de ouro no Decatlo, a primeira em Londres em 1948 e a segunda em Helsinque em 1952, o irmão Bob foi iniciado em 1945 no capítulo Tulare no estado da Califórnia no ano de 1945 e também faz parte do Hall da fama Olímpico. Ainda se destaca no beisebol as figuras de Pete Rose e a de Harmon Killebrew. Pete Rose figura no Guines como o jogador com o maior números de jogo disputados num total de 3.562 partidas, possui todas os prêmios que um jogador de beisebol pode sonhar em ter e também figura dentro do beisebol Hall da fama.
  42. 42. Nas forças armadas se destaca a figura do Coronel James Nicholas Rowe, iniciado no capítulo M P James, McAllen no estado do Texas. O irmão james foi Mestre Conselheiro, é chevalier, possui a legião de honra e ainda as honrarias de representante DeMolay e a chave de honra azul. Aprendeu dentro da Ordem DeMolay que o patriotismo é uma virtude indispensável servindo os EUA na guerra do Vietnã. Foi prisioneiro durante 5 anos das forças vietnamitas tendo a sorte de escapar, possui as mais altas honrarias oferecidas pelas forças armadas americanas, inclusive a estrela de prata. Em entretenimento se destacam as figuras de Walt Disney e a de John Wayne. O irmão Walt criador do Mickey Mouse e fundador da Disneylandia foi iniciado no capítulo Mãe, Kansas City no estado do Missouri no ano de 1923. Possui a legião de honra. John Wayne foi iniciado no capítulo Glendale, Califórnia no ano de 1924, tendo recebido também a legião de honra e ainda junto com o seu grupo ganhou 48 Oscars. O irmão John membro do capítulo Glendale no estado da Califórnia foi iniciado no ano de 1924, ele possui uma carreira muito respeitosa dentro do mundo do cinema, tendo recebido o Oscar como melhor ator em 1969. Dentro do ramo de negócios vários DeMolays se destacaram, com destaque ao irmão Alex Spanos iniciado no capítulo Stockton na Califórnia em 1940. O irmão e Tio Alex, maçom do grau 33 possui diversos negócios dentre os quais se destaca o time de futebol Americano do San Diego Chargers, dentre os trabalhos realizados pelo irmão Alex se destaca a iniciativa de divulgar a Ordem DeMolay dentro da cada revista de jogo dos Chargers, onde uma página é dedicada a Ordem DeMolay. O Irmão Walter Ploeser membro do capítulo Saint Louis no estado do Missouri iniciado em 1923 se destaca por ter sido o primeiro DeMolay a servir como Grande Mestre do Supremo Conselho da Ordem Internacional em 1952. O irmão Frank Borman membro do capítulo Arizona na ciade de Tucson estado do Arizona iniciado em 1943 foi o comandante da Apollo 8, primeira missão orbital a Lua em 1968, tendo recebido a primeira medalha de honra espacial do congresso. Todos essas pessoas pertencem a capítulos americanos, onde há Ordem DeMolay existe a 78 anos, não temos nenhum DeMolay brasileiro dentro desta lista, mas com certeza daqui a 50 anos alguns de nós estaremos figurando dentro deste contexto, pois temos certeza que a Ordem no Brasil só tem tendência a crescer e os DeMolays brasileiros poderão ter seus nomes inscritos dentro do cenário mundial da Ordem.
  43. 43. Membros Notáveis A Ordem Demolay desde sempre veio formando grandes homens que se tornaram famosos devido aos seus feitos. Internacionalmente temos, Bill Clinton, Walt Disney, Neil Armstrong e muitos outros. Aqui no Brasil não poderia ser diferente, temos várias personalidades que são DeMolays, são esses: o goleiro da seleção brasileira Júlio César, Pedro Cardoso o "Agostinho" da Grande Família, Giba e Dante jogadores da seleção de vôlei do Brasil, Mateus Pedro Liduário de Oliveira cantor de sertanejo que faz dupla com Jorge Aves(Jorge & Matheus), enfim, o leque de famosos brazucas não para por aqui, existem muitos outros. Uma coisa que chama a atenção é que uma modalidade de esporte chamada MMA, também vem trazendo Demolays como adeptos das Artes Marciais Mistas, um famoso irmão é o Thiago Tavares - Lutador Peso-Leve do UFC. O problema é que já percebi a crítica por ele ser Demolay e ser adepto deste esporte, já que transparece violência. Em minha conclusão, acredito que ele pratica um esporte e isso não faz com que ele se torne o que a Ordem Demolay abomina. Se por um acaso existir violência no MMA, essa violência é a verbal, já que os dois competidores ou lutadores estão aptos a golpear e ser golpeados, se esses estivessem usando suas habilidades de combate para fazer o mal aos outros, isso sim seria abominado, mas estão competindo com pessoas ao seu nível, dispostas a um boa luta e no fim um bom aperto de mãos! #quem luta não briga MMA é um esporte e não um ato de violência
  44. 44. Membro Notável • Bill Clinton
  45. 45. Membros Notáveis • Bill Clinton • Gerhard Schröder • Walt Disney • Mickey Mouse • Dante

×