A historia da loja humanitas n°1419 gosp - gob

434 visualizações

Publicada em

HISTÓRIA DA LOJA MAÇÔNICA HUMANITAS N°1419 - GOSP/GOB

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
434
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A historia da loja humanitas n°1419 gosp - gob

  1. 1. A HISTORIA DA LOJA HUMANITAS N°1419 – GOSP ( GOB) - que é na conseqüência o Inicio do Rito SCHRÖDER no BRASIL. > Fundada em 14 de Julho de 1952. < Tudo começou bem germanicamente, em volta de uma instituição típica: O “STAMMTISCH”, uma mesa reservada no restaurante BRAHMA no centro de São Paulo, lugar de encontros dos freqüentadores alemães naquela época, mas numa forma diferente do estereotipo imaginado pelos brasileiros, “alemães bebendo cerveja e cantando em voz alta”. Nem todos que se encontravam nesta mesa eram alemães, mas também homens sérios de várias origens dos paises do centro da Europa, que se comunicavam na língua alemã. Este era o lugar de intercâmbio de idéias e experiências, avaliando, o que já tinham alcançado na vida e já foi demandado deles em conseqüência da Segunda Guerra Mundial – durante e pós-guerra. Trocando sonhos sobre o futuro e suas perspectivas filosóficas sobre os seus destinos nesta vida terrestre. As perguntas de toda humanidade giravam e vieram à tona: “DE ONDE VENHO, QUEM SOU EU e PARA ONDE IREI” O coração destes membros do “Stammtisch” estava composto de Irms..., em grande parte já iniciados em sua lojas e orientes de origem: Alemanha, Rússia, Áustria, Hungria, Checoslováquia. Neste ambiente se formou e concretizou-se a idéia em fundar uma nova própria loja no Brasil, com a bagagem da filosofia e dos conhecimento de um ritual conhecido por eles: O RITO ALEMÃO de FRIEDRICH LUDWIG SCHRÖDER, quem era Irm-membro e mais tarde VenMstda loja ABSALOM ZU DEN DREI NESSELN, fundada em 1737 em HAMBURGO/ALEMANHA, e que fazia mais tarde parte da formação da “UNIÃO DAS CINCO LOJAS DO HAMBURGO”.
  2. 2. [ Com as outras Lojas: St. Georg zur grünen Fichte – 1773 + Emanuel zur Mainbaum – 1774 + Ferdinand Caroline zu den drei Sternen – 1776 + Ferdinand zum Felsen – 1787.] Eu considero pessoalmente o Irm FRIEDRICH LUDWIG SCHRÖDER o reformador da Maçonaria Alemã e Europa - Central, como representou o MARTIN LUTHER para a Igreja cristã na sua época. Para formar esse novo Templo maçônico da “HUMANITAS” e construir sua base sobre o maior número de obreiros possível, foram publicados até discretos anúncios no “Jornal Alemão” de São Paulo, convidando e levando ao conhecimento de interessados e “homens de bons co stumes” a fundação da loja. A seleção levou bastante tempo, mas conforme consta nos registros da loja, “a campanha“ foi um sucesso. No dia 14 de Julho de 1952 a “HUMANITAS” nasceu na casa do Irm... HENRIQUE HILLEBRECHT, conhecido hoteleiro, arrendatário do Grande Hotel de Campos de Jordão e do famoso Hotel Toriba , da Adega Cave na rua Consolação e do já mencionado restaurante Brahma na esquina das Avenidas Ipiranga e São João, ladeado pelos Irms... fundadores: JORGE LERCHE, HEINRICH PUFLEB, MAX GROSSMANN, BRUNO GROSSMANN, CARLOS MOEHL, ERNESTO HIPPEL, ADOLF RÖSNER, EUGEN TRANSKY, e REINHOLD WEIDNER. E COM ISTO NASCEU e COMEÇOU TAMBÉM O RITO SCHRÖDER NO BRASIL. Diga-se de passagem, que nosso IrmHENRIQUE HILLEBRECHT – no espirito típico maçônico - acolheu mais de trinta alemães, prisoneiros de guerra, que fizeram parte da tripulação de 244 marinheiros do navio „WINDHUK“, qual se refugiu no porto de Santos durante o incicio da segunda guerra, vindo da Africa do Sul. Naquele tempo o maior e mais moderno navio de passageiros e carga, fazendo excurções entre HAMBURGO – o lugar de origem do nosso Rito SCHRÖDER - e os portos dos paises do SUL do CONTINENTE AFRICANO. Após da forçada declaração de guerra do Brasil à Alemanha - eles foram aprisoandos e colocados nos campos de concentração brasileiros, principalmente concentrado em Pindamonhangaba e Guaratinguetá/SP.
  3. 3. Libertados após guerra – sem documentos e recursos – o IrmHILLEBRECHT, nosso fundador da loja „HUMANITAS“ e do Rito SCHRÖDER no Brasil, deu à estes seus patricios trabalho em varios atribuições no GRANDE HOTEL de CAMPOS DO JORDÃO, qual vilarejo naquela época ainda se desenvolveu para um lugar turistico nas montanhas para os Paulistanos, até lá somente conhecido como uma aldeia para reconvalecentes da turberculose. (Veja: Livro de CAMÕES FILHO – O CANTO DO VENTO / „WINDHUK“ – A História dos Prisioneiros Alemães nos Campos de Concentração Brasileiros). A “HUMANITAS” prosperou , cresceu, iniciou e acolheu mais que 150 obreiros ativos, trabalhando no idioma alemão no “RITO SCHRÖDER”, ganhando respeito e elogios pelas suas “obras esotéricas e peças de arquitetura maçônica”. Até a década de 70 a freqüência regular oscilava entre 35 e 40 irmãos. No dia “22 de Maio de 1992” começou uma nova fase da loja. Com a ajuda valiosa do “GRANDE ORIENTE DE SÃO PAULO” e seu GRÃO MESTRE, o saudoso Irm RUBENS BARBOSA DE MATTOS e a iniciativa do nosso VenMestreda “LOJA HUMANITAS”, Irm GERRY LINGFIELD, os trabalhos passarem a se realizar no TEMPLO do PALÁCIO MAÇÔNICO na Rua São Joaquim, 457, Liberdade, Centro de São Paulo, após muitos anos de atividade na Rua Lisboa, 1120 - Sede e junto com as lojas da GRANDE LOJA de INGLATERRA, Distrito America do Sul - Divisão Norte. A partir do ano desta mudança a “HUMANITAS” começo trabalhar o Ritual SCHRÖDER no idioma português, preservando os ideais básicos da filosofia e tradição “SCHRÖDERIANA”, partimos para uma nova fase de desafios. Com as traduções dos rituais e os textos dos catecismos e explicações necessários na língua portuguesa, os Irmsda Loja tomarem em conjunto todo cuidado para avaliar com vigor o rico conteúdo filosófico, mantendo toda essência das expressões do SCHRÖDER, preservando a sua formação literária na existência verbal, nas palavras e frases utilizadas, tentando com um especial esforço eliminar e evitar qualquer alteração na sua composição e seu sentido humanístico dentro e conforme o original do RITO trazido da Alemanha, preservando assim seu fundamento e no mesmo momento sua simplicidade tão profunda, com seu simbolismo sábio e sua abrangência ritualística, que só podemos chamar uma obra da nossa ARTE REAL VERDADEIRA..
  4. 4. Por isso tudo nos estamos muito orgulhosos pela existência do RITO SCHRÖDER no BRASIL, agora já há 52 anos. E como nos estamos percebendo: Este Rito encontra mais e mais apreciadores entre os nossos Irmsem todo o Brasil. Histórias similares podem provavelmente ser descritos por todas as outras lojas, que se formaram logo após nos anos que seguiram; com o inicio das suas fundações e atuações – sendo “seguidores” do Rito SCHRÖDER ou não, subordinadas a diferentes potencias de ORIENTES e GRANDE LOJAS. Isto aconteceu especialmente nos Estados do Sul do Brasil, onde haviam mais descendentes e colonizadores ALEMÃES. Citando de livros e enciclopédias oficiais históricos publicados: [ABRAMI] Ritos Maçônicos no Brasil, parte: RITO SCHRÖDER: Criado por Frederick Louis (Ludwig) Schröder, em 1766 na Alemanha, com a idéia de a Maçonaria conter apenas as suas características fundamentais iniciais, sem nenhum acréscimo. Estudou muito as origens maçônicas para compor este rito. Os Rituais de Schröder foram aprovados em 1801 pela Assembléia dos Veneráveis Mestres da Grande Loja de Hamburgo, Alemanha, sendo praticados por alemães e seus descendentes em diversos países. No Brasil, com a colonização germânica no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina e São Paulo, o Rito estabeleceu-se inicialmente no idioma Alemão. Mais tarde foi traduzido para o Português e hoje é reconhecido pelas Grandes Lojas Estaduais - CMSB, pelo G.O.B. e pelos Grandes Orientes Estaduais Independentes - COMAB. O Ir.'. Schröder entendia a Maçonaria como uma união de virtudes e não, uma sociedade esotérica. Por isso, enfatizou no seu Ritual o ensinamento dos valores morais e a difusão do puro espírito humanístico, dentro do verdadeiro amor fraternal. Preservando a importância dos símbolos e resgatando o princípio que afirma ser "a verdadeira Maçonaria a dos Três Graus de São João". Pelo seu trabalho e exemplo, o Ir.'. Schröder é venerado e respeitado hoje, como no passado, sendo homenageado pelas antigas Lojas alemãs e por Lojas e Irmãos de todo o mundo. O Rito Schröder apresentou expressivo crescimento a partir de 1995, quando havia cerca de 14 Lojas no Brasil. Por utilizar um Templo simples, com poucos paramentos e cargos, torna-se muito mais fácil "trabalhar" em
  5. 5. uma Oficina Schröder. Tudo isso contribui para aumentar o número de Oficinas que adotam o Rito. Atento a este movimento, o G. O. B. criou em 1999 o cargo de Grande Secretário Geral de Orientação Ritualística - Adjunto para o Rito Schröder, não por acaso, ocupado por um dos integrantes do Colégio de Estudos. Alguns aspectos principais chamam a atenção de todos os Irmãos que entram em contato com o Rito: a simplicidade da Liturgia, que em nada diminui sua beleza e profundidade; as palavras amáveis do V.M. ao iniciando e aos Irmãos; a valorização das qualidades morais do homem; o estímulo ao auto-conhecimento. Contribuição irmão Wagner da Cruz .`. M .`. I .`.

×