Cultura, Games e Design Criativo
Kao Tokio
Kao
Professor de Design Digital [Cultura de Games, Vetor, Efeitos]
Especialização em Mídias Interativas [Senac SP]
Educaçã...
MinecraftGrandeJatte-ArtbySuntro
Cultura?!?
Parte I
Sim. Seu trabalho como designer de games precisa ser respeitado!
Uma Tarde de Domingo na Ilha de Grande Jatte - Georges-Pierre Seurat [1884]
Cultura
Seria Georges Seurat o primeiro pixel ...
Uma Tarde de Domingo na Ilha de Grande Jatte - Georges-Pierre Seurat [1884]
Cultura
Que viagem... :)
Cultura
Porém, Seurat estava criando uma nova estética, utilizando
todo o potencial das descobertas da teoria científica d...
Cultura
Audiência Pública com Marta Suplicy em 19/02/2013
Nem todos concordam que game é Cultura, no entanto...
Cultura
Esta é a declaração de Marta Suplicy sobre os games:
“No caso dos jogos digitais, eu acho que eu seria contra... e...
“O Brasil inventou seus próprios
jogos, como o jogo de capoeira.
O jogo e a brincadeira fazem parte
de nosso dia a dia. Nã...
Cultura
A Sociologia Empírica do Lazer - Joffre Dumazedier
“Nas sociedades do período arcaico, o trabalho e o jogo
estão i...
Cultura
"Nem livros, nem cinema, nem
música, nada disso é Cultura.
Esses são apenas alguns dos
meios que podem ser usados,...
Cultura
Buckner & Garcia
Aqui, uma linguagem já estabelecida como arte [a música] se
apropria de outra, emergente. Há muit...
Outros exemplos da importancia da música nos games
Ícone
Pacman é importante na
história cultural dos games
por se tornar o primeiro ícone,
com o qual o os gamers
imergiam n...
Cultura de massa
Hypokrités
“Em março do ano de 534 a.C.,
[Psístrato] trouxe de Icária para Atenas
o ator Téspis, e ordenou que ele
partici...
Protagonismo
“É como se ele [o jogador] se
transformasse no próprio personagem
(num processo de identificação com
pontos d...
Protagonismo...
“Se restringirmos o termo
‘protagonista’ à sua mais simples
definição, como uma entidade física
no centro ...
E além!
“Busca-se a recreação para o
relaxamento, equilíbrio físico,
psicológico e fuga; o jogo,
porém, é diferente, pois ...
Jogo e Ludicidade
“Os jogos são
extensões do
homem social e do
corpo político [...]
Como extensões da
resposta popular às
...
“Esse jogo é uma encenação perfeita da vida sobrecarregada
dos norte-americanos nos anos 90 - do constante
bombardeio de t...
Psique
Glenn MacDonald
"Space Invaders deve larga parte de
seu apelo à sua trilha sonora
ameaçadora e paranóica [...] surd...
Glenn MacDonald
"Space Invaders deve larga parte de
seu apelo à sua trilha sonora
ameaçadora e paranóica [...] surda,
que ...
DesigndePersonagens-TomohiroNishikado
Game Design
Parte II
Evite errar a bola para uma maior pontuação
Design Criativo
Um design criativo exigirá todas as nossas referências sociais...
Vai uma Narrativa aí?!?
A narrativa é um dos recursos mais debatidos hoje em dia...
O Arco Narrativo
Syd Field
“É preferível o impossível verossímil ao possível inacreditável”
A Poética - Aristóteles
Introd...
“O percurso padrão da aventura mitológica do herói é uma
magnificação da fórmula representada nos rituais de passagem:
Sep...
A Jornada do Herói de Joseph Campbell
http://pt.slideshare.net/cyberkao/5-game-design-personagens-unibero-2010-upload
“Até Bioshock, a arte de escrever havia conquistado pouco
respeito na maioria dos videogames. O padrão era um
rabisco a pa...
“Donkey Kong continha as figuras clássicas do vilão, do herói e
da princesa indefesa presa no alto da torre, recorrendo ao...
“Se Jumpman morresse, retornava na parte inferior da tela,
pronto para assumir o desafio do nível novamente.
Cada jogo cri...
“[...] ocasionais cenas animadas pré-renderizadas (muitas
delas impressionantes para a época) serviam para enfatizar
event...
Essa tal de Diegese...
“Em Myst, você era o errante anônimo que podia
ser o herói, mesmo estando isolado e sozinho”.
All Y...
Heavy Rain
Essa tal de Diegese...
“O slogan do jogo, ‘Quão longe você iria para salvar
alguém que ama?’ cria uma base fort...
Design de Personagens
Ao desenvolver seu personagem, considere os aspectos formais
da criação e também as características ...
Design de Personagens
Sonic foi concebido como um personagem seguro de si, dono
de uma ousadia pretenciosa e imodesta, de ...
Design de Personagens
The Legend of Zelda Spirit Tracks (2006)
The Day of the Tentacle (1993)
Metal Gear Solid: Ground Zer...
Design de Personagens
Dois bons exemplos de literatura voltada ao desenvolvimento de
personagens com profundidade psicológ...
Concept Art de fases para Half Life
Level Design
Level Design
“Quando chega a hora de criar o jogo a partir dos elementos
iniciais [do Game Design], é necessário um especi...
Level Design
““O Level Design simplista, controles datados e gráficosO Level Design simplista, controles datados e gráfico...
Super Mario Sunshine
Quackshot
Design Criativo
Half Life
Os elementos que compõem o design criativo de um game
devem estar...
Referências Cinematográficas
L. A. Noire, The Secret of the Monkey Island, GTA Vice City e Silent Hill
Referências Comportamentais
Braid, Papo & Yo, Halo 4 e Pacman
“Portanto, temos um homem que parece mais máquina
que humano e uma IA que parece mais humana do que
máquina. Os dois não s...
Design Inovador
Guitar Hero, Warcraft, Sonic, Shadow of Colossus e Mirror’s Edge
Interface
“O trabalho do designer de Interface do Usuário requer não
somente forte senso de design, mas também a habilidad...
Interface
Star Wars Rebelion (1998) Masss Effect (2007)
O jogo à esquerda não deixa claro o que é clicável e apresenta
inú...
Interface
Star Wars Rebelion (1998) Masss Effect (2007)
?
Interface
Dead Space (2008) SW Republic Commando Eudemons Online (2007)
A ‘vida’ em Dead Space tem apresentação visual int...
Violência nos Games
Embora o assunto não esteja necessariamente ligado ao design
de games, é outro tema relevante em termo...
Violência
Games Violent Aggression - Christopher Ferguson
“uma meta-análise mais recente identificou problemas
significati...
Violência
Do TV and Electronic Games Predict Children´s Psychological Adjustment? – A. P., H. S., D. W., M. H.
“Jogos elet...
Explorando...
“o ser humano aprecia o jogo e as brincadeiras até
o fim da sua vida, até a morte. Os jogos têm a
finalidade...
“No realismo virtual ocorrem situações que são metáforas de
espaço-tempo em realidade virtual totalmente imersiva [...] o
...
Referências
•Para Marta, Game Não é Cultura. Sim, Ele É – Cybergeek: http://is.gd/nMWXI1
•Opinião: Mi-mi-mi meus jogos não...
Artes e Ilustrações
• Space Invaders: http://nes--still-the-best.deviantart.com/
• http://www.prizebudgetforboys.com/site/...
Obrigado!
Kao 'Cyber' Tokio
cyberkao@gmail.com
www.gamecultura.com.br
www.gamestorming.com
www.slideshare.net/cyberkao
TWI...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cultura, Games e Design Criativo / mar 2014

1.336 visualizações

Publicada em

Palestra apresentada em 15/03, no Camp Games 2014

Publicada em: Educação
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.336
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cultura, Games e Design Criativo / mar 2014

  1. 1. Cultura, Games e Design Criativo Kao Tokio
  2. 2. Kao Professor de Design Digital [Cultura de Games, Vetor, Efeitos] Especialização em Mídias Interativas [Senac SP] Educação Artística e Artes Cênicas [Belas Artes SP] Mestrando em Comunicação e Semiótica [PUC SP] Agente Cultural [SESC SP] Editor/Redator/Colaborador [GameStorming / Geek / GameCultura] [Ilustrador, Quadrinhista, Roteirista, Modelador, Maquetista, ...]
  3. 3. MinecraftGrandeJatte-ArtbySuntro Cultura?!? Parte I Sim. Seu trabalho como designer de games precisa ser respeitado!
  4. 4. Uma Tarde de Domingo na Ilha de Grande Jatte - Georges-Pierre Seurat [1884] Cultura Seria Georges Seurat o primeiro pixel artista do mundo???
  5. 5. Uma Tarde de Domingo na Ilha de Grande Jatte - Georges-Pierre Seurat [1884] Cultura Que viagem... :)
  6. 6. Cultura Porém, Seurat estava criando uma nova estética, utilizando todo o potencial das descobertas da teoria científica da visão cromática, a partir das pesquisas de Isaac Newton. Da mesma forma, os pixel artistas de hoje utilizam-se das ferramentas disponibilizadas pelos recursos digitais para a criação de artes elaboradas com uma estética que foge aos padrões convencionais da ‘arte contemporânea’.
  7. 7. Cultura Audiência Pública com Marta Suplicy em 19/02/2013 Nem todos concordam que game é Cultura, no entanto...
  8. 8. Cultura Esta é a declaração de Marta Suplicy sobre os games: “No caso dos jogos digitais, eu acho que eu seria contra... eu não acho que isso seria cultura, jogos digitais [...] Na hora que vocês conseguirem ter alguma coisa que possa ser considerada arte ou cultura [rindo] eu acho que pode ser revisto [...] Eu tenho certeza que talvez [sic] vocês consigam fazer alguma coisa cultural mas, por enquanto, o que nós temos acesso, não credencia como cultura.” Felizmente, nem todos concordam com a Ministra:
  9. 9. “O Brasil inventou seus próprios jogos, como o jogo de capoeira. O jogo e a brincadeira fazem parte de nosso dia a dia. Não seria diferente com os jogos eletrônicos”. Cultura Discurso do Ministro na abertura da EGS em 19/11/2004 “Cultura como tudo aquilo que, no uso de qualquer coisa, se manifesta para além do mero valor de uso. Cultura como aquilo que, em cada objeto que produzimos, transcende o meramente técnico”. Discurso do Ministro na transmissão do cargo em 02/01/2003 Gilberto Gil
  10. 10. Cultura A Sociologia Empírica do Lazer - Joffre Dumazedier “Nas sociedades do período arcaico, o trabalho e o jogo estão integrados às festas pelas quais o homem participa do mundo dos ancestrais”. (p. 26)
  11. 11. Cultura "Nem livros, nem cinema, nem música, nada disso é Cultura. Esses são apenas alguns dos meios que podem ser usados, ou não, para se transmitir Cultura". Artigo para o Uol em 05/04/2013 “Cultura é o que sobra depois da sua experiência com esses suportes. É aquilo que muda alguma coisa em você”. Roger Tavares Entendeu, dona Marta? Ou quer que faça uma pixel art??? :)
  12. 12. Cultura Buckner & Garcia Aqui, uma linguagem já estabelecida como arte [a música] se apropria de outra, emergente. Há muitas relações transmidiáticas que envolvem diferentes linguagens culturais.
  13. 13. Outros exemplos da importancia da música nos games
  14. 14. Ícone Pacman é importante na história cultural dos games por se tornar o primeiro ícone, com o qual o os gamers imergiam no jogo e pelo qual o público não jogador passou a encarar esta mídia de outra forma... O personagem tornou-se uma cultura de massa e, como tal, apareceu em toda sorte de bens de consumo, chegando a estrelar na capa da TIME, algo que muita celebridade não fez.
  15. 15. Cultura de massa
  16. 16. Hypokrités “Em março do ano de 534 a.C., [Psístrato] trouxe de Icária para Atenas o ator Téspis, e ordenou que ele participasse da Grande Dionisíaca. Téspis teve uma nova e criativa ideia que faria história. Ele se colocou à parte do coro como solista”. (p. 104/105) História Mundial do Teatro - Margot Berthold Historicamente, a ideia de um mediador entre nós e o universo ficcional sempre esteve presente. Na Grécia antiga, o ator [ou hipokrités] protagonizava este papel, inserindo o público em uma realidade ficcional que o conduzia aos dramas e tragédias. A catarse era um importante recurso imersivo nesta mídia.
  17. 17. Protagonismo “É como se ele [o jogador] se transformasse no próprio personagem (num processo de identificação com pontos de vista semelhantes aos que ocorrem no cinema) e, para que isso se efetive de maneira mais concreta, é importante que ele veja e escute o que acontece nos mesmos padrões de sua vida fora dos games”. (p. 47) Game Over - Lynn Alves Os ambientes digitais dos games apenas atualizam essa relação imersiva por meio de um protagonista, que pode ser o avatar de um personagem ou nossa própria conduta interativa no jogo
  18. 18. Protagonismo... “Se restringirmos o termo ‘protagonista’ à sua mais simples definição, como uma entidade física no centro de algum tipo de ação, todos os jogos têm um protagonista [...] com frequência os games [dos anos 80] não tinham qualquer narrativa e ainda assim mantinham a atenção do jogador por horas. Porque? Porque esse jogador estava controlando alguma entidade distinta (ou protagonista)”. (p. 31) Video Game Art - Nic Kelmann
  19. 19. E além! “Busca-se a recreação para o relaxamento, equilíbrio físico, psicológico e fuga; o jogo, porém, é diferente, pois sugere crescimento, aperfeiçoamento de habilidades e progressão em direção a um objetivo”. (p. 214) Jogo, Teatro & Pensamento - Richard Courtney “O jogo é fato mais antigo que a cultura, pois esta, mesmo em suas definições menos rigorosas, pressupõe sempre a sociedade humana” Homo Ludens - Johan Huizinga
  20. 20. Jogo e Ludicidade “Os jogos são extensões do homem social e do corpo político [...] Como extensões da resposta popular às tensões do trabalho, os jogos são modelos fiéis de uma cultura”. (p. 264) Os Meios de Comunicação - Marshall McLuhan Tetris-ArtbyInvaders
  21. 21. “Esse jogo é uma encenação perfeita da vida sobrecarregada dos norte-americanos nos anos 90 - do constante bombardeio de tarefas que exigem nossa atenção e que devemos, de algum modo, encaixar em nossas agendas superlotadas, não sem antes limparmos nossa mesa de trabalho a fim de abrir espaço para o próximo e violento assalto”. (p. 142) Tetris: Uma Reflexão... Janet Murray - Hamlet no Holodeck
  22. 22. Psique Glenn MacDonald "Space Invaders deve larga parte de seu apelo à sua trilha sonora ameaçadora e paranóica [...] surda, que vai acelerando seu tempo à medida em que os invasores inimigos vão pressionando, cada vez mais próximos" SpaceInvaders-ArtbyNES O game trabalha em muitas camadas de nossa psique, por meio das conquistas, na internalização de lógicas e mecânicas, superando as ansiedades e frustrações das derrotas etc.
  23. 23. Glenn MacDonald "Space Invaders deve larga parte de seu apelo à sua trilha sonora ameaçadora e paranóica [...] surda, que vai acelerando seu tempo à medida em que os invasores inimigos vão pressionando, cada vez mais próximos" SpaceInvaders-ArtbyNES Psique De certa forma, portanto, Space Invaders pode ser visto como uma metáfora para o instinto de preservação da espécie humana, cujo resultado inevitável [na vida e no jogo] é a morte.
  24. 24. DesigndePersonagens-TomohiroNishikado Game Design Parte II
  25. 25. Evite errar a bola para uma maior pontuação Design Criativo Um design criativo exigirá todas as nossas referências sociais e culturais para a criação de interfaces compreensíveis, elementos cativantes, imersão, desafio progressivo, mecânicas etc.
  26. 26. Vai uma Narrativa aí?!? A narrativa é um dos recursos mais debatidos hoje em dia...
  27. 27. O Arco Narrativo Syd Field “É preferível o impossível verossímil ao possível inacreditável” A Poética - Aristóteles Introdução - Complicação - Clímax - Desfecho Apresentação - Sequência - Plot Point - Final “Unificados pelo impulso dramático de ação e personagem, os elementos da história são ‘arranjados’ de uma forma particular e depois revelados visualmente”. • Aula de Roteiro 14 – Emílio Baraçal
  28. 28. “O percurso padrão da aventura mitológica do herói é uma magnificação da fórmula representada nos rituais de passagem: Separação - Iniciação - Retorno - que podem ser considerados a unidade nuclear do Monomito" O Poder do Mito - Joseph CampbellO Poder do Mito - Joseph Campbell O Arco Narrativo Urna Funerária Etrusca no Museu Guarnacci. - Odisseu e as Sereias
  29. 29. A Jornada do Herói de Joseph Campbell http://pt.slideshare.net/cyberkao/5-game-design-personagens-unibero-2010-upload
  30. 30. “Até Bioshock, a arte de escrever havia conquistado pouco respeito na maioria dos videogames. O padrão era um rabisco a partir de ‘A filha do Presidente foi raptada. Você é durão o bastante para trazê-la de volta?’ Mesmo hoje a maioria dos designers de game espera que as palavras não signifiquem muito em qualquer jogo”. O Arco Narrativo All Your Base are Belong to Us - Harold Goldberg
  31. 31. “Donkey Kong continha as figuras clássicas do vilão, do herói e da princesa indefesa presa no alto da torre, recorrendo ao imaginário coletivo dos contos de fadas universais e estabelecendo um diálogo fluído com o público jogador, que conseguia criar identidade e empatia com o contexto do jogo”. Essa tal de Diegese... Video Game Design - Tocchio
  32. 32. “Se Jumpman morresse, retornava na parte inferior da tela, pronto para assumir o desafio do nível novamente. Cada jogo criava três Jumpmen (três vidas se tornaram padrão em jogos), com mais vidas para altas pontuações. Havia algo de Espiritual sobre o conceito de um homem que retorna da morte várias vezes para completar uma tarefa deixada por fazer. Encarar o monstro era um ritual de purificação para Jumpman, sendo a impureza da forma (quando derrotado) punida com a morte. Este jogo de Miyamoto, e todos os demais jogos posteriores, poderiam ser vistos como uma cerimônia digital de purificação Shintô”. (p. 38) Super Mario: How Nintendo Conquered America - Jeff Ryan Essa tal de Diegese...
  33. 33. “[...] ocasionais cenas animadas pré-renderizadas (muitas delas impressionantes para a época) serviam para enfatizar eventos da história como fugas, lutas e a morte de um personagem importante”. Essa tal de Diegese... Os Tipos de narrativas em Jogo – Leonardo Ferraira
  34. 34. Essa tal de Diegese... “Em Myst, você era o errante anônimo que podia ser o herói, mesmo estando isolado e sozinho”. All Your Base are Belong to Us - Harold Goldberg
  35. 35. Heavy Rain Essa tal de Diegese... “O slogan do jogo, ‘Quão longe você iria para salvar alguém que ama?’ cria uma base forte do que trata Heavy Rain - pessoas normais que se encontram em condições extraordinárias, que trazem suas percepções à tona”. Analysis of Psychological Thriller Game "Heavy Rain” - Hime Sutomo
  36. 36. Design de Personagens Ao desenvolver seu personagem, considere os aspectos formais da criação e também as características do ambiente no qual ele se insere. Kratos tem estética clássica e humaniforme... Os Mechwarriors lembram vagamente a estrutura humana e parecem desprovidos de sentimentos em razão da solidez de seu design de linhas angulosas e falta de expressividade...
  37. 37. Design de Personagens Sonic foi concebido como um personagem seguro de si, dono de uma ousadia pretenciosa e imodesta, de grande vínculo psicológico com o público juvenil a quem o jogo se destinava... Também ousada, Lara Croft apresentava uma independência destemida, que combinava com os movimentos da personagem no jogo e seu perfil de caçadora de tesouros na história
  38. 38. Design de Personagens The Legend of Zelda Spirit Tracks (2006) The Day of the Tentacle (1993) Metal Gear Solid: Ground Zero (2013) Killer Instinct (2013) Estéticas diferentes nos induzem a relações diferenciadas com os personagens e o ambiente do jogo. Orchid, por exemplo, apela ao jovem público masculino, cheio de hormônios... ?!
  39. 39. Design de Personagens Dois bons exemplos de literatura voltada ao desenvolvimento de personagens com profundidade psicológica, características marcantes e outros fatores relevantes aos games atuais
  40. 40. Concept Art de fases para Half Life Level Design
  41. 41. Level Design “Quando chega a hora de criar o jogo a partir dos elementos iniciais [do Game Design], é necessário um especialista para implementar o projeto. Esta é a essência do Level Design, a aplicação de idéias da equipe de forma jogável [...] os designers criam regras e sistemas que formam a espinha dorsal de todos os jogos, mas cabe ao Level Designer de implementá-los e torná- los adequadamente funcionais”. Game Level Design – Ed Byrne BlenderLevelEngineLogic
  42. 42. Level Design ““O Level Design simplista, controles datados e gráficosO Level Design simplista, controles datados e gráficos ligeiramente desatualizados não são apelo para iniciantes daligeiramente desatualizados não são apelo para iniciantes da série, e os fãs podem se surpreender em quão velho parece”.série, e os fãs podem se surpreender em quão velho parece”. Gaming Trend - Travis NorthupGaming Trend - Travis Northup ““Os gráficos estão notadamente piores, o sistema de capturaOs gráficos estão notadamente piores, o sistema de captura de movimento se foi, o mundo do streaming já não existe, ede movimento se foi, o mundo do streaming já não existe, e inexplicavelmente o multiplayer online também foi tirado”.inexplicavelmente o multiplayer online também foi tirado”. PGNx Media -PGNx Media - http://is.gd/Qg498y ““Claramente uma tentativa de lucrar pela última vez com aClaramente uma tentativa de lucrar pela última vez com a franquia. O Level Design é medíocre e a ausência de recursosfranquia. O Level Design é medíocre e a ausência de recursos é inaceitável”.é inaceitável”. Tony Hawk's Project 8 Review - Hilary Goldstein Tony Hawk Project 8 (2006)
  43. 43. Super Mario Sunshine Quackshot Design Criativo Half Life Os elementos que compõem o design criativo de um game devem estar integrados à sua estética e conceito. Estes tres exemplos demonstram a atenção com a coesão conceitual
  44. 44. Referências Cinematográficas L. A. Noire, The Secret of the Monkey Island, GTA Vice City e Silent Hill
  45. 45. Referências Comportamentais Braid, Papo & Yo, Halo 4 e Pacman
  46. 46. “Portanto, temos um homem que parece mais máquina que humano e uma IA que parece mais humana do que máquina. Os dois não só completam um ao outro, mas dependem totalmente um do outro e, como podemos ver nos acontecimentos de Halo 4, isso só pode realmente ser descrito como o amor”. Referências Comportamentais Forbes - Erik Kain
  47. 47. Design Inovador Guitar Hero, Warcraft, Sonic, Shadow of Colossus e Mirror’s Edge
  48. 48. Interface “O trabalho do designer de Interface do Usuário requer não somente forte senso de design, mas também a habilidade para pensar logicamente e entender a psicologia do jogador e a interação do jogo”. (p. 247) Creating Art of the Game - Matthew Omernick (2007)
  49. 49. Interface Star Wars Rebelion (1998) Masss Effect (2007) O jogo à esquerda não deixa claro o que é clicável e apresenta inúmeras janelas ao longo do gameplay. À direita, o visual limpo e ao mesmo tempo integrado define os ícones com clareza
  50. 50. Interface Star Wars Rebelion (1998) Masss Effect (2007) ?
  51. 51. Interface Dead Space (2008) SW Republic Commando Eudemons Online (2007) A ‘vida’ em Dead Space tem apresentação visual integrada ao design do personagem [trilha verde], assim como a arma no meio identifica a munição com clareza. Excesso de cores vivas pode poluir o visual do game, como visto no quadro final
  52. 52. Violência nos Games Embora o assunto não esteja necessariamente ligado ao design de games, é outro tema relevante em termos culturais quando se fala em jogos eletrônicos. Inúmeras pesquisas têm demonstrado que não existem comprovações de relação direta entre os jogos e o potencial comportamento violento de determinados jovens; ao contrário, algumas fontes indicam que esta vivência pode aplacar o eventual instinto agressivo natural em muitos dos casos... Obviamente, não custa ser prudente e evitar exposições desnecessárias, bem como seguir as orientações da Classificação Indicativa do Ministério da Justiça do Brasil!
  53. 53. Violência Games Violent Aggression - Christopher Ferguson “uma meta-análise mais recente identificou problemas significativos no processo de publicação da literatura [isto é, nas pesquisas de outros autores] e descobriu que a relação entre o hábito de jogar vídeo games e o comportamento agressivo foi efetivamente 0%”. Media & Violence - Karen Boyle “Apesar de mais de 60 anos de pesquisa sobre os efeitos [da violência na mídia], a relação entre representação e realidade permanece tremendamente contestada e revisões dos resultados deste vasto corpo de pesquisa científica são notoriamente inconclusivos.“ (p. 36 )
  54. 54. Violência Do TV and Electronic Games Predict Children´s Psychological Adjustment? – A. P., H. S., D. W., M. H. “Jogos eletrônicos não foram associados a problemas de conduta [infantil]. Não foram encontradas associações entre qualquer tipo de lazer em frente à tela e sintomas emocionais, hiperatividade/desatenção, problemas de relacionamento ou comportamento social.” The Art of Computer Game Design – Chris Crawford “O jogo oferece as experiências psicológicas do conflito e do perigo sem as consequências de danos reais; uma forma segura de experimentar a realidade”.
  55. 55. Explorando... “o ser humano aprecia o jogo e as brincadeiras até o fim da sua vida, até a morte. Os jogos têm a finalidade de nos ajudar na adaptação à realidade, além de facilitar sobremaneira o aprendizado, o comportamento cognitivo”. Cultura e Devoração - Ivan Bystrina “Explorar as percepções e emoções do jogador nos proporcionará um entendimento mais profundo de como os games que projetamos podem afetá-lo”. Design de Games – Uma Abordagem Prática - Paul Schuytema
  56. 56. “No realismo virtual ocorrem situações que são metáforas de espaço-tempo em realidade virtual totalmente imersiva [...] o ciberespaço está conferindo uma natureza experiencial para a ficção, da ordem da simulação interativa comportamental [...] o feedback da pessoa que interage no ambiente dá graus de realidade antes não alcançados”. (p. 60-62) Uma Nova Realidade Poéticas Imersivas e Realismo Virtual - Diana Domingues
  57. 57. Referências •Para Marta, Game Não é Cultura. Sim, Ele É – Cybergeek: http://is.gd/nMWXI1 •Opinião: Mi-mi-mi meus jogos não são cultura, e eu não sou culto – Roger Tavares / Uol: http://is.gd/ygBjXz •Space Invaders: http://nes--still-the-best.deviantart.com/ •A Timeline of Videogame Music - http://glenn-mcdonald.com/2005/12/09/a-timeline-of-videogame-music/ •HUIZINGA, Johan (2005) Homo Ludens. O Jogo como elemento da cultura. São Paulo: Perspectiva •GOSCIOLA, Vicente (2003) Roteiro para Novas Mídias: Do Game à Tv Interativa São Paulo: Ed. Senac •FERREIRA, Leonardo (2008) Os Tipos de Narrativas nos Jogos – Parte(s) 1/2/3. http://www.gamecultura.com.br/projeto/os-tipos-de-narrativas-nos-jogos-parte-1/parte-2/parte/3 •DUMAZEDIER, J. Sociologia empírica do lazer. São Paulo : Perspectiva / SESC. 1999 • Analysis of Psychological Thriller Game "Heavy Rain” - Hime Sutomo: http://is.gd/YguVNL •BYRNE, Edward. Game Level Design. Massachusetts: Charles River Media, 2005 Tony Hawk’s Pro Skater HD - Travis Northup: http://gamingtrend.com/game_reviews/tony-hawks-pro-skater-hd •Games Violent Aggression – Christopher Ferguson: http://bit.ly/162Uf3H •Do Television and Electronic Games Predict Children´s Psychological Adjustment? – A. Parkes, H. Sweeting, D. Wight, M. Henderson - http://is.gd/ioS9CI •CRAWFORD, Chris (1986) The Art of Computer Game Design •http://www.vancouver.wsu.edu/fac/peabody/game-book/Coverpage.html •ISBISTER, Catherina (2006) Better Game Characters by Design: A Psychological Approach New York: CRC Press •SHELDON, Lee (2004) Character Development and Storytelling for Games Connecticut: Cengage Learning •DOMINGUES, Diana (2003) Poéticas Imersivas e Realismo Virtual. LEÃO, Lucia (org.). Cibercultura. São Paulo: Nojosa Edições •http://www.forbes.com/sites/erikkain/2012/11/09/halo-4-is-a-beautiful-tragic-love-story/ •SCHUYTEMA, Paul (2008) Design de Games – Uma Abrodagem Prática. São Paulo: Cengage Learning • Cultura e Devoração - Ivan Bystrina - http://is.gd/G4DG57 • OMERNICK, Matthew (2004) Creating Art of The Game. New Riders Publishing • Aula de Roteiro 14 - https://zaphq.wordpress.com/2010/05/24/aula-de-roteiro-14/ •Tony Hawk's Project 8 Review -- http://xbox.ign.com/articles/745/745295p1.htmlhttp://xbox.ign.com/articles/745/745295p1.html •PGNx Media -PGNx Media - http://pgnx.net/reviews.php?page=full&id=12597http://pgnx.net/reviews.php?page=full&id=12597
  58. 58. Artes e Ilustrações • Space Invaders: http://nes--still-the-best.deviantart.com/ • http://www.prizebudgetforboys.com/site/java/pac-mondrian/test/pac_mondrian.html • http://novo.itaucultural.org.br/explore/produtos/detalhe/?cod=35516 • http://www.abstractmachine.net/blog/30-years-of-invasions/ • http://downloads.khinsider.com/game-soundtracks/album/myst-original-soundtrack/1.01-myst-theme.mp3
  59. 59. Obrigado! Kao 'Cyber' Tokio cyberkao@gmail.com www.gamecultura.com.br www.gamestorming.com www.slideshare.net/cyberkao TWITT ME: www.twitter.com/cyberkao

×