WWW.CURSORAIZES.COM.BRUNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ –                    UVA           CURSO DE PEDAGOGIA    VERA L...
WWW.CURSORAIZES.COM.BR              Julho / 2010VERA LUCIA BARRETO DA FONSECA SANTANA  O SURGIMENTO DE RECURSOS TECNOLÓGIC...
WWW.CURSORAIZES.COM.BR      O SURGIMENTO DOS RECURSOS TECNOLOGICOS NA                      EDUCAÇÃO        Desde a década ...
WWW.CURSORAIZES.COM.BRespaço? Como integrar as diferentes tecnologias ao trabalho pedagógico (computador,Internet, TV, víd...
WWW.CURSORAIZES.COM.BR       Um bom exemplo disso é que as TICs permitem que se ofereça grandequantidade de cursos variado...
WWW.CURSORAIZES.COM.BRem conjunto com as atividades dos alunos e sim agrupar os objetivos didáticosexistentes à estas mídi...
WWW.CURSORAIZES.COM.BR       Apesar de ser um instrumento considerado como grande aliado dodesenvolvimento cognitivo, da t...
WWW.CURSORAIZES.COM.BR(clientes), divulgam suas "marcas" com o slogan de são "interativas", "tecnológicas","modernas", "at...
WWW.CURSORAIZES.COM.BR       A Educação não pode estar a mercê de tudo o que a tecnologia de informação ecomunicação pode ...
WWW.CURSORAIZES.COM.BRInteração sejam habilidades essenciais do ser humano, tanto na convivência físicacomo na virtual.   ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O SURGIMENTO DE RECURSOS TECNOLÓGICOS NA EDUCAÇÃO

1.567 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Esportes
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.567
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O SURGIMENTO DE RECURSOS TECNOLÓGICOS NA EDUCAÇÃO

  1. 1. WWW.CURSORAIZES.COM.BRUNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ – UVA CURSO DE PEDAGOGIA VERA LUCIA BARRETO DA FONSECA SANTANA O SURGIMENTO DE RECURSOS TECNOLÓGICOS NA EDUCAÇÃO TOBIAS BARRETO / SE WWW.CURSORAIZES.COM.BR
  2. 2. WWW.CURSORAIZES.COM.BR Julho / 2010VERA LUCIA BARRETO DA FONSECA SANTANA O SURGIMENTO DE RECURSOS TECNOLÓGICOS NA EDUCAÇÃO Trabalho apresentado à disciplina Enfoques metodológicos: Tecnologias da Informação e Comunicação sob orientação da professor José Oliveira, do curso de Pedagogia da Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA como parte e requisito da avaliação. WWW.CURSORAIZES.COM.BR
  3. 3. WWW.CURSORAIZES.COM.BR O SURGIMENTO DOS RECURSOS TECNOLOGICOS NA EDUCAÇÃO Desde a década de 1980 temos presenciado uma acelerada revoluçãotecnológica que, ao passar dos anos, tem demandado um novo perfil de profissionalpara atuar no mercado de trabalho. Esta nova exigência mundial corroborou para que,na escola, a maneira como vinha sendo conduzido o processo ensino-aprendizagemfosse mais fortemente questionada. Esse questionamento dizia respeito àsnecessidades de desenvolvimento de competências para trabalhar com as maisdiversas Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) e as Novas Tecnologias deInformação e Comunicação (NTIC), bem como acompanhar a crescente velocidadecom que novos mecanismos tecnológicos são criados. Como reflexo desta nova ordem, as escolas começam aos poucos, aimplementar recursos tecnológicos e a incentivar os professores a utilizá-los em suaspráticas. Isto acontece porque aqueles que nasceram em meio a esta revoluçãotecnológica, têm outras expectativas com relação à escola. Não faz mais sentido sedeslocar de sua casa para ouvir as preleções dos professores, por vezesdescontextualizadas, se através da internet, na comodidade do lar, pode-se acessarum vídeo transmitido em tempo real, o qual faz tão bem ou até melhor do que faria oprofessor tendo em vista condições em que se encontra a maioria das escolas. TIC é a abreviação de "Tecnologia da Informação e Comunicação", podemosdizer que TIC é um conjunto de recursos tecnológicos que, se estiverem integrados entresi, podem proporcionar a automação e/ou a comunicação de vários tipos de processosexistentes nos negócios, no ensino e na pesquisa científica, na área bancária efinanceira, etc. Ou seja, são tecnologias usadas para reunir, distribuir e compartilharinformações, como exemplo: sites da Web, equipamentos de informática (hardware esoftware), telefonia, quiosques de informação e balcões de serviços automatizados. Sãoaparelhos como: televisão, rádio, retro-projetor, aparelho de vídeo cassete, aparelho deDVD, computador entre outros, estes, são meios de comunicação de massa, que visaexpor preparar para novas tecnologias. O uso da Tecnologia de Informação e Comunicação - TIC na escola temevidenciado a necessidade de repensar questões relacionadas à aprendizagem e à práticado professor. Como lidar com a diversidade, a abrangência e a rapidez de informações ea provisoriedade do conhecimento? Como lidar com o novo conceito de tempo e WWW.CURSORAIZES.COM.BR
  4. 4. WWW.CURSORAIZES.COM.BRespaço? Como integrar as diferentes tecnologias ao trabalho pedagógico (computador,Internet, TV, vídeo...)? Para entender estas questões torna-se necessário que osprofessores possam assumir uma postura de aprendente que compartilha com seuspares, alunos e com a comunidade em geral, a busca de saberes e a construção de redesde conhecimentos, com vistas a resolver os problemas do contexto e melhorar aqualidade de vida. As propostas de formação devem, portanto, propiciar uma aprendizagemcontínua, na qual o professor aprende fazendo, refletindo e reconstruindo sua práticapedagógica no seu contexto de atuação. A educação a distância - EaD assume uma novadimensão quando ocorre através dos ambientes virtuais de aprendizagem, os quaisviabilizam a formação contextualizada, permitindo aos professores ultrapassar asbarreiras do tempo e do espaço para reconstruir sua prática pedagógica, a partir de seucontexto e da articulação deste com realidade local e global. A utilização das tecnologias da informação e comunicação (TIC), no sistema educativo deve visar um horizonte de atuação dos professores que não se limita à simples melhoria da eficácia do ensino tradicional ou à mera utilização tecnológica escolar, através dos meios informáticos. As TIC têm um papel profundo na educação. Elas proporcionam: Novos objetivos para a educação que emergem uma sociedade de informação e da necessidade de exercer uma cidadania participativa crítica e interveniente; Novas concepções acerca da natureza dos saberes, valorizando o trabalho cooperativo; Novas vivências e práticas escolares, através do desenvolvimento de interfaces entre escolas e instituições, tais como bibliotecas, museus, associações de apoio à juventude, entre outros; Novas investigações científicas em desenvolvimento no ensino superior, entre outros. È indispensável ter presente a utilização das TIC na educação porque estas consistem em escolarizar as atividades que têm lugar na sociedade, procurando adapta-las aos seus objetivos. As TIC, na educação, permitem uma compreensão profunda do mundo em que vivemos enriquecendo o conhecimento. WWW.CURSORAIZES.COM.BR
  5. 5. WWW.CURSORAIZES.COM.BR Um bom exemplo disso é que as TICs permitem que se ofereça grandequantidade de cursos variados a pessoas em áreas longínquas, principalmente aquelasdesprovidas de bons colégios ou faculdades. Ou seja, através do uso de meioseletrônicos para gravação e transmissão de conteúdos educacionais, vários segmentospodem ser beneficiados. Assim, é esperado um aumento da oferta de aprendizado,independente de locais e de horários fixos, ou seja, permitindo se estudar em casa, emuma biblioteca ou até mesmo no local de trabalho no horário mais conveniente ao aluno. Temos acompanhado o desenvolvimento e o sucesso desta nova modalidadeeducacional em vários países, que está gerando enormes quantidades de informações naforma digital, com grande potencial de aproveitamento e reutilização. Isto quer dizerque ela propiciará também, em um futuro não muito distante, que instituições de locaisgeográficos distantes, mas que tenham objetivos e interesses em comum, possamusufruir os mesmos recursos educacionais. Por que não? Podemos pensar também em planejar grupos de estudos que trabalhem de forma"colaborativa", mesmo estando localizados geograficamente distantes um do outro, masparticipando de trabalhos, como se estivessem todos em um ambiente de rede dentro deuma mesma sala de aula. Penso que, para que as TICs tenham grande participação na sociedade e obtenhasucesso, seja necessário rever, repensar e mudar os modelos que formam a base daeducação, em todos os seus níveis, alinhando-os a um mundo moderno, novo, rápido eexigente. E mais, mudar atitudes e concepções. O cotidiano escolar e a aprendizagem dos alunos são fatores importantes quedevem ser levados em consideração no uso justo e correto das TICs. As inúmerassituações em que usamos estas tecnologias devem ser motivos de questionamentos ereflexão sobre quais são as reais contribuições que elas estão trazendo ou de que formaelas podem influenciar na evolução destes processos educacionais. É esperado um aumento nos programas de formação, tanto de educadores quantode gestores escolares, incorporando as TICs na escola, fazendo com que tenham contatopermanente com os processos envolvidos, conheçam as inúmeras possibilidades dautilização destas tecnologias no ensino, mudando toda a organização da escola. Devemos incentivar o desenvolvimento de metodologias de formação voltadapara o contexto das escolas, repensar teorias e modelos e principalmente interagir comtodos os participantes desta "rede", de forma que se mudem as formas de aprender comesta tão especial tecnologia. Afinal integrar não é somente utilizar estas diversas mídias WWW.CURSORAIZES.COM.BR
  6. 6. WWW.CURSORAIZES.COM.BRem conjunto com as atividades dos alunos e sim agrupar os objetivos didáticosexistentes à estas mídias, desenvolvendo novos aprendizados, construindo umaexperiência rica e consistente. Historicamente a Educação tem passado por determinadas mudanças em seusprocessos metodológicos. Papert (1994), diz que na esteira do espantoso progresso daciência e da tecnologia, algumas áreas como as telecomunicações, o lazer, os transportese a medicina passaram por mega-mudanças. Contudo, no campo educacional astransformações não foram tão notáveis. Ainda, segundo Papert (1994) é certo que sehoje fosse colocado um grupo de médicos do início do século passado em um centrocirúrgico moderno, por certo que esses antigos cirurgiões não teriam a menorcompetência para assumirem o trabalho ali desenvolvido, pois não dominam acomplexidade dos inúmeros aparelhos utilizados e nem os procedimentos adotados. Noentanto, se fossem colocados professores do inicio do século passado em uma sala deaula atual, estes certamente se sentiriam intrigados em relação a alguns poucos objetosestranhos, mas perceberiam plenamente a finalidade do que se estava sendo trabalhado epoderiam, com facilidade, assumir a classe. Portanto, é imprescindível discutir e apontaros motivos que tem a educação escolar de retardar o uso das tecnologias de informaçãoque já estão disponíveis para que sejam utilizadas na pratica docente. “Se a educação escolar, deve, hoje, preparar pessoas para viverem, como indivíduos, cidadãos e profissionais, no século XXI, em que a presença da tecnologia na vida diária, social e profissional será maior ainda, por que não nos valemos para educar, dos recursos tecnológicos à nossa disposição?” (CHAVES, 2006) A inserção da tecnologia a serviço da educação é algo que deve ser incorporadaao processo ensino-aprendizagem, com vistas a contribuir para a melhoria na qualidadedo ensino. É isso que relata Niskier (1993) ao afirmar sobre a necessidade de buscarnovas dimensões para o uso de tecnologias. Para Chaves (2006), normalmente quando se usa o termo tecnologia naEducação, a atenção se concentra no uso do computador, que se tornou o ponto deconvergência de todas as tecnologias mais recentes (rádio, a fotografia, o cinema, TV, ovídeo) e também das mais antigas (a escrita, a fala, giz, o quadro-negro). WWW.CURSORAIZES.COM.BR
  7. 7. WWW.CURSORAIZES.COM.BR Apesar de ser um instrumento considerado como grande aliado dodesenvolvimento cognitivo, da transmissão da informação entre outros, inúmerosrecursos e possibilidades de uso, que haja a capacitação do usuário. Noffs (apud CUNHA, 2003), fazendo referência ao uso do computador faz aseguinte afirmação: “Para se falar em inclusão na educação não basta instalarcomputadores em escolas públicas. É preciso capacitar o professor para que eletransforme sua aula utilizando a ferramenta digital”. A falta de domínio das novas tecnologias levanta barreiras e impõe restriçõesquanto ao uso dos instrumentos (computador/internet). Para preparar aulas emmultimídias, o professor precisa ter certo conhecimento quanto ao uso das ferramentasdisponíveis. Na preparação e elaboração de aulas com recursos multimídias (imagens, sons,vídeos, textos, animações) é possível estimular o desenvolvimento das habilidadespictóricas. Como instrumento mediador e planejador desse tipo de atividade, ocomputador será um grande aliado. Por meio dele é possível integrar diversas mídias edemais recursos tecnológicos, logo se torna um recurso perfeito para a sala de aula. Com o uso do computador e de softwares, o professor pode inserir nas aulasapresentações com multimídias, fotos obtidas com sua máquina fotográfica digital,filmagens produzidas na filmadora, os retroprojetores tomam uma nova forma,passando para a TV. Inúmeras são as escolas que não têm utilizado esses recursos de uma formaadequada, por falta de conhecimento, por falta de treinamento e muitos pela resistênciaà mudança de novos hábitos. O professor deverá ficar atento para uma real mudança naelaboração de suas aulas, procurando no mercado, os softwares que se adaptam à suaproposta de ensino. A utilização deste novo recurso disponível “a TV Multimídia” em sala de aula, éuma excelente estratégia de ensino para a escola, para os professores e principalmentepara os alunos que serão beneficiados com aulas mais dinâmicas abordando temasatuais. Cabe ao professor, pesquisar e se especializar neste campo para adquirircompetência na elaboração de suas aulas com multimídias, de modo a transmitir osconteúdos aos seus alunos. Mas, se por um lado, a presença das TIC no cenário escolarse faz necessária para atender as expectativas dos estudantes e o movimento domercado; por outro, somente isto, não representa nenhum ganho significativo, do pontode vista da aprendizagem. Muitas escolas particulares, na tentativa de atrair mais alunos WWW.CURSORAIZES.COM.BR
  8. 8. WWW.CURSORAIZES.COM.BR(clientes), divulgam suas "marcas" com o slogan de são "interativas", "tecnológicas","modernas", "atuais", pelo simples fato de disporem de laboratórios de informática,equipamentos eletrônicos de vigilância, ou qualquer outro dispositivo hi-tec. Quando falamos em tecnologia, logo pensamos em todos os aparatos elétricos eeletrônicos que estão a nossa disposição nos dias atuais; mas esquecemos que todos osartefatos que foram elaborados e construídos para ajudar a superar as limitações dohomem, são tecnologias. Partindo deste pressuposto, livros, calças, meias, canetas, lápis, ... fazem partedo acervo tecnológico, assim como televisão, giz, celulares, computadores, DVD,câmeras digitais. A diferença é que estes últimos são recursos mais avançados, o que decerta forma, nos comprova que na atualidade vivemos um período de intensa produçãotecnológica. Entretanto, até que ponto esta produção tecnológica intensa é positiva para ohomem? Neste arsenal de informações, será que a escola está sabendo aproveitá-la embenefício de uma Educação de qualidade? Bem, acreditamos que para responder a estas questões é interessante abordarmosum ponto fundamental: a diferença entre informação e conhecimento. Ter acesso e obter informações não é sinônimo de ter conhecimento. Adisponibilidade de livros, jornais, revistas, documentários e até mesmo a Internet,garantem o acesso a informação; não ao conhecimento. Uma informação não setransforma em conhecimento de forma imediata, é preciso que o indivíduo compreenda-a, interprete-a e estabeleça um sentido para a mesma. É preciso que as informações sejam trabalhadas conjuntamente em várias situações de aprendizagem, de modo que o aluno possa estabelecer relações, comparar, diferenciar, experimentar, analisar, atribuir significado e sistematizar os conceitos envolvidos num processo contínuo de (re) construção do conhecimento (Piaget, 1977). Piaget nos fala do conhecimento como um processo de adaptação através doequilíbrio constante da acomodação e da assimilação das estruturas de interação dosujeito com o objeto e do objeto com o sujeito. WWW.CURSORAIZES.COM.BR
  9. 9. WWW.CURSORAIZES.COM.BR A Educação não pode estar a mercê de tudo o que a tecnologia de informação ecomunicação pode nos oferecer; entretanto de nada nos adianta contemplar nossasescolas com laboratórios de informática se não existir uma proposta pedagógica quecontemple uma prática inovadora de fato. A escola é lugar de mudanças não apenas detransmissão e preservação da cultura; neste aspecto os laboratórios sugerem mudanças,mas logicamente também propiciam desafios: temos novos espaços e materiaisdiferenciados que provocam dúvidas, incertezas quanto às práticas: Como ensinar eaprender? É sabido que através da Internet temos um vasto campo de informações quepodem ser abordados pela quantidade ou por especificidades, a escolha dependerá dealguns requisitos: objetivos do professor, características dos alunos, condições físicas doambiente informatizado, disponibilidade de tempo para a disciplina e/ou para a turma,além do estímulo o processo de aprendizagem dinamizando suas atividades em torno doLaboratório de Informática. Muitas são as propostas que existem em torno de uma melhor utilização dosrecursos telemáticos nas instituições de ensino, pois estão dando conta de que não éapenas num encontro ao vivo e em cores que a aprendizagem pode acontecer. É cada vez mais comum ouvirmos falar em cursos a distância, vídeo-aulas, tele-conferências, salas de bate-papo, onde a interação e a aprendizagem acontecem deforma muito produtiva e proveitosa. Tomemos por base o conceito de Telemática naEducação para entendermos melhor por que esta ferramenta ganha cada vez mais espaçoem ambientes educacionais. Telemática na Educação é a reunião das tecnologias de informática e detelecomunicações utilizadas no processo ensino-aprendizagem como ferramenta pararesolução de problemas e como meio de colaboração entre alunos e professores. Partindo do exposto no significado acima, podemos entender que não só ocomputador, a Internet, os softwares, mas todas as outras ferramentas detelecomunicações são bem vindas para enriquecer o processo do ensinar e do aprendertanto de professores quanto de alunos. Sendo assim, a televisão, o rádio, o vídeo, umacâmera digital, uma máquina fotográfica, até mesmo um aparelho de celular podefavorecer este processo. Na utilização de qualquer um destes meios, o que tem que ficar claro, é que atroca entre os envolvidos é essencial e não apenas mais uma forma (um poucoagradável) de apresentar um conteúdo. Hoje trabalhamos para que a Cooperação e a WWW.CURSORAIZES.COM.BR
  10. 10. WWW.CURSORAIZES.COM.BRInteração sejam habilidades essenciais do ser humano, tanto na convivência físicacomo na virtual. Ao ocuparmos qualquer uma das tecnologias de comunicação a nossapreocupação enquanto professores deve ser a de estimular a busca, provocarcuriosidades e não de dominar (se é que alguém consegue) o acesso às informações,desta maneira estaríamos fazendo o velho no novo, ou seja, tendo a mesma práticatradicional com ferramentas inovadoras. Logicamente não há receitas para o uso destes recursos (assim como acreditoque não exista fórmulas milagrosas para a aprendizagem), mas se começarmos peloestímulo, nosso aluno irá buscar, nós iremos auxiliá-los na organização destas buscas e,mais tarde teremos momentos de questionamentos para adaptação dos fatosapresentados à realidade.REFERÊNCIAS:CHAVES, Eduardo O. C. A Tecnologia e a Educação. Petrópolis: Vozes, 2006.NISKIER, Arnaldo. Tecnologia educacional: Uma visão política. Petrópolis: Vozes,1993.PAPERT, Seymour. A Máquina das crianças. Repensando a escola na era dainformática. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994. WWW.CURSORAIZES.COM.BR

×