A Pintura De Iman Maleki (Orlando)

443 visualizações

Publicada em

A Pintura De Iman Maleki

Publicada em: Diversão e humor, Turismo
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
443
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Pintura De Iman Maleki (Orlando)

  1. 1. A ARTE DE IMAN MALEKI Música: Imagina (Cristian Castro)
  2. 4. O pintor iraniano Imán Maleki, é um dos maiores representantes do realismo na actualidade. Foi galardoado com o prémio William Bouguereau e o prémio "Chairmanás Choise" na II Competição Internacional do “Art Renewal Center”. Alguns consideram-no o melhor pintor de arte realista do mundo. “Os seus desenhos competem com as melhores câmaras digitais”, asseguram.
  3. 6. Os detalhes com que estão desenhados os jeans e os edifícios da paisagem de fundo são fascinantes.
  4. 8. Repara nos restos de giz ou de gesso nas mãos e pernas deste chaval que admira a sua recente “obra prima”… está perfeito.
  5. 9. Domina como ninguém os claro-escuros…
  6. 12. Sem dúvida, talvez Júlio Romero de Torres, se sentisse orgulhoso desta obra…
  7. 13. As suas pinturas mostram ao mundo a forte personalidade do povo iraniano...
  8. 14. A sensibilidade e a realidade quotidiana com que vivem.
  9. 18. Este “retrato de um emigrante” transmite-nos e impacta-nos toda a força e a crueza da realidade quotidiana do seu país.
  10. 21. Imán Maleki nasceu em 1976, em Teherão, e desde menino sentiu fascínio pela arte.
  11. 22. Estudou com o melhor pintor hiperrealista do Irão, Morteza Katouzian.
  12. 23. Graduou-se na Universidade de Arte, de Teherão, como desenhador.
  13. 24. Aqui, demonstra o domínio do branco e preto...
  14. 25. E, também, do traço simples e seguro.
  15. 26. Qualquer cena é boa para a reflectir na sua obra…
  16. 27. que por vezes adquire temas “épicos”, para nos recordar o passado glorioso do Irão
  17. 29. Até se permite em algum detalhe de surrealismo
  18. 30. Espero que tenhas gostado da obra deste estupendo pintor e, se assim for, reenvia aos teus amigos.
  19. 31. FIM Autor: António Tradução e adaptação: Linito www.sitecuriosidades.com.br

×