Apresentação1 marinarosario

824 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
824
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação1 marinarosario

  1. 1. Escola Dr. Joaquim de BarrosTrabalho realizado por:Marina Rosário nº10Michelly Cristina nº117ºAano lectivo 2009/2010<br />
  2. 2. Alcoolismo<br />O que é - O alcoolismo é o conjunto de processos relacionados com o consumo excessivo e prolongado do álcool, ou seja, é o vício de ingestão excessiva de bebidas alcoólicas.         Existem várias variantes do alcoolismo: dependência, a abstinência, o abuso e a intoxicação por álcool (embriaguez).<br />
  3. 3. Aspectos gerais<br />O alcoolismo possui um forte poder de influência social e os alcoólicos tendem a evitar este estigma. Esta defesa natural para a preservação da auto-estima acaba por proporcionar atrasos na intervenção terapêutica. Para iniciar o tratamento é necessário que o alcoólico mantenha a sua auto-estima mas sem negar a sua condição de alcoólico.                  Existem vários aspectos que podem induzir ao alcoolismo: para ficar desinibido sexualmente, para evitar a vida sexual, devido a transtornos de ansiedade, depressões, insónias, problemas no trabalho/família/outros, etc.<br />
  4. 4. As manifestações que comprovam que alguém é alcoólico podem começar com vómitos, dores abdominais, diarreia, gastrites, aumento do tamanho do fígado, tornando-se frequentes pequenas contusões e outros tipos de ferimentos. Para além destas, acontecem geralmente esquecimentos e aumento da susceptibilidade a infecções.<br />
  5. 5. Quais são os motivos que levem alguém a consumir bebidas alcoólicas<br />- Porque o alcoólico tem necessidade de álcool para aceitar a realidade- Porque tem tendência a fugir às responsabilidades- Sofre de angústia, é agressivo resiste mal às frustrações e às tensões- Porque nele o nível de consciência tende a levá-lo a uma conduta impulsiva- Negligência perante a família- Frequentes perdas de emprego- Problemas financeiros- Agressividade perante a sociedade- Dificuldade em colaborar<br />
  6. 6. Problemas causados pelo alcoolismo<br />• Tubo digestivo e estômago: irritação da mucosa gástrica, o que pode provocar inflamação e ulceração e também diminui as secreções, ou seja, inibe a transformação dos alimentos. <br />• Fígado: neste órgão ocorre um processo conhecido como a cirrose alcoólica em que as células do fígado vão desaparecendo.<br />
  7. 7. Tratamento do alcoolismo<br />• Naltrexona: o objectivo desta substância é o bloqueio do prazer proporcionado pelo álcool, cortando o ciclo de reforço positivo que leva e mantém o alcoolismo. Os principais efeitos da naltrexona são o enjoo, o vómito, mas não são intensos ao ponto de impedir a continuação da sua ingestão.<br />• Acamprosato: esta substância além de inibir os efeitos da abstinência, inibe os efeitos do álcool, diminuindo as taxas de recaídas para os pacientes que interrompem o consumo do álcool. Esta substância também tem efeitos secundários, como a confusão mental leve, dificuldade de concentração, alterações das sensações nos membros inferiores, dores musculares e vertigens.<br />
  8. 8. Conclusão<br />O álcool é o principal factor de vários acidentes rodoviários, outros factores que também determinam a elevada taxa de álcool é a idade, o sexo, e fadiga. Os jovens constituem um grupo etário de risco no que se refere aos acidentes.Devido-> A procura de novas experiências-> A descoberta do desconhecido-> Da aventura e do prazer-> Adoptam comportamentos de risco-> Tentativa de afirmação e valorização pessoal levam-nos a testar os seus limites e capacidades, pondo em fio as suas vidas, entre o prazer de ser herói e o risco.<br />
  9. 9. apesar de não sermos alcoólicas, com este trabalho, aprendemos várias coisas<br />As pessoas que bebem muito deveriam parar de beber porque estão a pôr as suas vidas em risco, mas podem beber só um pouco (à hora da refeição).<br />

×