2º Ciclo do Ensino Básico Linhas Orientadoras de Acção Projecto de Educação para a Saúde e  Educação Sexual Agrupamento de...
Referencial teórico – 2º Ciclo <ul><li>Desenvolvimento de um corpo sexuado </li></ul><ul><li>O 2º Ciclo do Ensino Básico a...
Objectivos – 2º Ciclo <ul><li>Desenvolver uma moral sexual; </li></ul><ul><li>Conhecimento do corpo; </li></ul><ul><li>Des...
Conteúdos – 2º Ciclo <ul><li>5º Ano </li></ul><ul><li>Puberdade — aspectos biológicos e emocionais; </li></ul><ul><ul><li>...
Conteúdos – 2º Ciclo <ul><li>6º Ano </li></ul><ul><li>Reprodução humana e crescimento; contracepção e planeamento familiar...
Orientações metodológicas <ul><li>4 Blocos de 90 minutos. </li></ul><ul><li>A construção do conceito de sexualidade deve i...
Orientações metodológicas <ul><li>Responsabilidade  – referida às decisões e às escolhas pessoais; à repercussão das escol...
Orientações metodológicas <ul><li>No 2º ciclo do Ensino básico pretende-se continuar a promover a educação para a saúde e ...
Orientações metodológicas <ul><li>Notas importantes: </li></ul><ul><li>Não ensinar a mais </li></ul><ul><li>Preservar a in...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Linhas Orientadoras de Acção - 2º Ciclo

711 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
711
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
95
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Linhas Orientadoras de Acção - 2º Ciclo

  1. 1. 2º Ciclo do Ensino Básico Linhas Orientadoras de Acção Projecto de Educação para a Saúde e Educação Sexual Agrupamento de Escolas de Valbom Novembro de 2010 Agrupamento de Escolas de Valbom
  2. 2. Referencial teórico – 2º Ciclo <ul><li>Desenvolvimento de um corpo sexuado </li></ul><ul><li>O 2º Ciclo do Ensino Básico abrange período distintos de evolução da sexualidade dos jovens e do seu desenvolvimento global, caracterizados por mudanças rápidas e em ritmos muito diferenciados de jovem para jovem. As acções de educação sexual devem, pois, ter em conta o facto de envolverem populações muito heterogéneas em termos de desenvolvimento, dúvidas, preocupações e respostas emocionais. </li></ul><ul><li>Da mesma forma, as disparidades quanto a contextos de vida familiares, económicos ou socioculturais, devem ser tomadas em consideração quando se trabalha neste domínio. </li></ul><ul><li>A educação sexual tem por base o projecto de vida ligado aos objectivos pessoais e às tarefas a desenvolver para os atingir. </li></ul>Agrupamento de Escolas de Valbom
  3. 3. Objectivos – 2º Ciclo <ul><li>Desenvolver uma moral sexual; </li></ul><ul><li>Conhecimento do corpo; </li></ul><ul><li>Desenvolver relacionamentos positivos; </li></ul><ul><li>Prevenção de abusos. </li></ul>Agrupamento de Escolas de Valbom
  4. 4. Conteúdos – 2º Ciclo <ul><li>5º Ano </li></ul><ul><li>Puberdade — aspectos biológicos e emocionais; </li></ul><ul><ul><li>O corpo em transformação; </li></ul></ul><ul><ul><li>Caracteres sexuais secundários; </li></ul></ul><ul><ul><li>Normalidade, importância e frequência das suas variantes biopsicológicas; </li></ul></ul><ul><li>Diversidade e respeito; </li></ul><ul><li>Sexualidade e género; </li></ul>Agrupamento de Escolas de Valbom
  5. 5. Conteúdos – 2º Ciclo <ul><li>6º Ano </li></ul><ul><li>Reprodução humana e crescimento; contracepção e planeamento familiar; </li></ul><ul><li>Compreensão do ciclo menstrual e ovulatório; </li></ul><ul><li>Prevenção dos maus tratos e das aproximações abusivas; </li></ul><ul><li>Dimensão ética da sexualidade humana. </li></ul>Agrupamento de Escolas de Valbom
  6. 6. Orientações metodológicas <ul><li>4 Blocos de 90 minutos. </li></ul><ul><li>A construção do conceito de sexualidade deve integrar todas as dimensões: biológica, psicológica, ética e cultural. </li></ul><ul><li>A sexualidade deve ser vista ao longo de todo o ciclo de vida com etapas e metas específicas em cada fase, objectivos e competências próprias de cada etapa. </li></ul><ul><li>Os adolescentes e jovens ao longo do seu desenvolvimento devem integrar um quadro de valores no âmbito da educação sexual tais como: </li></ul>Agrupamento de Escolas de Valbom
  7. 7. Orientações metodológicas <ul><li>Responsabilidade – referida às decisões e às escolhas pessoais; à repercussão das escolhas que faço da forma que faço e do que terei que assumir. </li></ul><ul><li>Relação de paridade – como o olhar para o outro ao mesmo nível. Que os interesses do outro, os seus problemas e questões com que se confronta sejam valorizadas ao mesmo nível que as minhas. Tenham o mesmo peso de importância. </li></ul><ul><li>Intimidade – vinculada à moral sexual da sociedade, das famílias e do grupo de amigos. </li></ul><ul><li>Respeito por si e pelo outro – como norma da convivência a dois. O respeito do outro como ele é, o respeito pelas decisões que toma, pelas escolhas que faz. O respeito por mim pelo que sou e pelo que pretendo ser. </li></ul><ul><li>Fidelidade ao projecto de vida – ligada aos objectivos pessoais e às tarefas a desenvolver para os atingir. </li></ul><ul><li>Liberdade – como componente essencial duma vivência autónoma aceitando-se e desenvolvendo o que se é, e aceitando o outro como é. </li></ul>Agrupamento de Escolas de Valbom
  8. 8. Orientações metodológicas <ul><li>No 2º ciclo do Ensino básico pretende-se continuar a promover a educação para a saúde e a educação sexual através da leitura, de outras actividades lúdicas e de sessões temáticas. </li></ul><ul><li>Como pilar estratégico todos os conteúdos a desenvolver devem ser referenciados ao Projecto de vida a construir ligado aos objectivos pessoais e às tarefas a desenvolver para os atingir. </li></ul>Agrupamento de Escolas de Valbom
  9. 9. Orientações metodológicas <ul><li>Notas importantes: </li></ul><ul><li>Não ensinar a mais </li></ul><ul><li>Preservar a intimidade de alunos e educadores </li></ul><ul><li>Utilizar uma linguagem familiar, mas não utilizar calão </li></ul><ul><li>Não mentir, mas utilizar uma linguagem para a qual os alunos estejam preparados – utilizar analogias e metáforas </li></ul><ul><li>Não emitir opinião pessoal, falar sempre na generalidade, apontando as vantagens e/ou desvantagens dos vários pontos de vista </li></ul><ul><li>Ter em atenção os vários tipos de famílias existentes na actualidade, falar sempre em adultos de referência </li></ul>Agrupamento de Escolas de Valbom

×