Rumos da Expansão Portuguesa - correção da ficha de trabalho

3.544 visualizações

Publicada em

Depois de entregue a ficha de trabalho com a elaboração da cronologia da Expansão e da localização geográfica, são debatidos os contéudos através do ppt

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.544
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
51
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rumos da Expansão Portuguesa - correção da ficha de trabalho

  1. 1. Correção da ficha de trabalh0
  2. 2. Nº Ano Conquista/ Descoberta Conquistador/ Descobridor 1 1415 D. João ICeuta
  3. 3. PORQUE FOI CONQUISTADA CEUTA PELOS PORTUGUESES? CEUTA – A CHAVE DO MEDITERRÂNEO? ANALISAR O MAPA DA PÁGINA 13 DO MANUAL E AS FONTES HISTÓRICAS
  4. 4. PORQUE FOI CONQUISTADA CEUTA PELOS PORTUGUESES? “Era esta cidade de Ceuta, no tempo da sua prosperidade (…) muito fértil em pão, vinho, carnes, frutas, pescarias de variadas espécies de peixes e outras muitas coisas dignas de louvor” Duarte Pacheco Pereira, Esmeraldo de Situ Orbis, século XVI “Ceuta é uma mui notável cidade e mui azada (propícia, própria) para se tomar, e isto sei eu principalmente por um meu criado que lá mandei tirar alguns cativos (escravos) de que tinha emprego, ele me contou como é uma mui grande cidade rica e mui formosa, e como de todalas partes a cerca o mar, afora uma mui pequena parte por que hão saída para a terra.” Gomes Eanes de Zurara, Crónica da Tomada de Ceuta, 1449-1450
  5. 5. PORQUE FOI CONQUISTADA CEUTA PELOS PORTUGUESES? 1. Entreposto comercial – chegada das rotas caravaneiras 2. Fertilidade dos solos 3. Posição estratégica no estreito de Gibraltar 4. Expansão cristã 5. Combate à pirataria muçulmana 6. Armar cavaleiros os filhos de D. João I 7. Exercício da principal função da nobreza: fazer a guerra 8. Antecipação a Castela no expansionismo 9. Afirmação da nova dinastia no contexto interno e europeu
  6. 6. “CEUTA É UM SORVEDOURO DE GENTE E DE DINHEIRO” Infante D. Pedro PORQUE É QUE CEUTA FOI UM FRACASSO ECONÓMICO? 1. Os muçulmanos desviaram as suas rotas comerciais para outras cidades do Norte de África 2. A situação de guerra em redor da cidade e a morte de soldados portugueses era constante 3. Os campos de cultivo de cereais eram continuamente atacados e destruídos 4. Ceuta passou a seu uma cidade cristã isolada, mantida com grande esforço financeiro e militar http://pt.portugal.wikia.com/wiki/Conquista_de_Ceuta
  7. 7. PERÍODO DO INFANTE D. HENRIQUE
  8. 8. Nº Ano Conquista/ Descoberta Conquistador/ DescobridorInfanteD.Henrique 1 1415 D. João I 2 Madeira 3 Diogo Silves 4 1434 5 Rio do Ouro 6 1441 7 1443 Nuno Tristão 8 1460 Ceuta 1419- 1420 João Gonçalves Zarco, Tristão Vaz Teixeira, Bartolomeu Perestrelo 1427 Açores Dobragem Cabo Bojador Gil Eanes 1436 Afonso Baldaia Cabo Branco Antão Gonçalves Baixos de Arguim Serra Leoa Pedro de Sintra
  9. 9. PERÍODO DE D. AFONSO V Pela Graça de Deus, Rei de Portugal e do Algarve, e Senhor de Ceuta (1438-1458) Pela Graça de Deus, Rei de Portugal e do Algarve, e Senhor de Ceuta e de Alcácer em África (1458-1471) Pela Graça de Deus, Rei de Portugal e dos Algarves, d'Aquém e d'Além-Mar em África (1471-1481)
  10. 10. Nº Ano Conquista/ Descoberta Conquistador/ Descobridor D.AfonsoV 9 1471 10 1469- 1474 Conquista de Arzila e de Tânger D. Afonso V Serra Leoa a Cabo de Sta. Catarina Arrendamento da costa africana a Fernão Gomes
  11. 11. PERÍODO DE D. JOÃO II Pela Graça de Deus, Rei de Portugal e dos Algarves, d'Aquém e d'Além-Mar em África (1481-1485) Pela Graça de Deus, Rei de Portugal e dos Algarves, d'Aquém e d'Além-Mar em África, e Senhor da Guiné (1485-1495)
  12. 12. Nº Ano Conquista/ Descoberta Conquistador/ Descobridor D.JoãoII 11 Foz do rio Zaire 12 Bartolomeu Dias Diogo Cão Dobragem do Cabo das Tormentas ou da Boa Esperança 1483 1488
  13. 13. PERÍODO DE D. Manuel I Pela Graça de Deus, Rei de Portugal e dos Algarves, d'Aquém e d'Além-Mar em África, e Senhor da Guiné (1495-1499) Pela Graça de Deus, Rei de Portugal e dos Algarves, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia (1499-1521)
  14. 14. Nº Ano Conquista/ Descoberta Conquistador/ Descobridor D.Manuel 13 1498 14 Pedro Álvares Cabral Vasco da Gama Descoberta do Caminho Marítimo para a Índia 1500 Brasil
  15. 15. 12 3 45 6 7 8 9 10 11 12 13 14
  16. 16.  p.14, fonte 1 - colonização e exploração da Madeira e dos Açores;
  17. 17.  p. 15, fonte 2 - Cabo Bojador;
  18. 18.  p. 16, fonte 1 - mapa das políticas de D. Afonso V e D. João II;
  19. 19. A RIVALIDADE LUSO- CASTELHANA PELO DOMÍNIO DOS MARES
  20. 20. PORTUGALCASTELA DIVISÃO DO MUNDO ENTRE PORTUGAL E CASTELA Cristovão Colombo 1492 – Descoberta da América (Antilhas) por Castela Que problema se levanta?
  21. 21.  p. 17, fonte 2 COMO É RESOLVIDO O PROBLEMA?
  22. 22.  p. 20, fonte 1 – exploração da costa ocidental africana noção de feitoria (Arguim e S. Jorge da Mina, produtos económicos, tráfico de escravos e monopólio régio);
  23. 23. Escrever no caderno as definições de: 1. capitanias-donatarias 2. feitorias 3. mare clausum 4. mare liberum 5. política de sigilo.
  24. 24. Professora Cristina Barcoso Lourenço profcristinalourenco@gmail.com http://www.agrupamontenegro.com/site/ http://agrupamontenegro.com/becre/site/ http://moodle.agrupamontenegro.com/ Departamento de Ciências Sociais e Humanas Grupo de HGP/História

×