A ARTE DO
RENASCIMENTO
A reinvenção das formas
artísticas
ITÁLIA, BERÇO DO RENASCIMENTO
• Riqueza e prosperidade
das cidade italianas.
• Descoberta da cultura
clássica.
• Protecção...
A REINVENÇÃO DAS FORMAS
ARTÍSTICAS
CARACTERÍSTICAS GERAIS
A REINVENÇÃO DAS FORMAS ARTÍSTICAS
IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE

CLASSICISMO
• Recuperação de elementos...
A REINVENÇÃO DAS FORMAS ARTÍSTICAS
IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE

MENTALIDADE RENASCENTISTA: HUMANISMO E...
A REINVENÇÃO DAS FORMAS ARTÍSTICAS
IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE

CAPACIDADE TÉCNICA
• Vivo sentido de c...
ARQUITECTURA
IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE
CLASSICISMO

Brunelleschi, Capela dos Pazzi, 1421
IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE
CLASSICISMO

Alberti, Palácio Rucellai, Florença, 1460
IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE
A INVENÇÃO DA PERSPECTIVA
“Nesse tempo, ele (Brunelleschi) começou a prati...
PINTURA
IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE
INFLUÊNCIA DO GÓTICO FINAL

Giotto – O Beijo de Judas, Capela
Scrovegni, 1...
IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE
INFLUÊNCIA DO GÓTICO FINAL

Irmãos
Limbourg, Livro
de
Horas,
encomenda do
...
IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE
CLASSICISMO

BOTTICELLI, Sandro – Nascimento de Vénus, 1485, têmpera sobre...
SANDRO BOTICCELLI (1445-1510) –
A PRIMAVERA (1478), Galeria Uffizi, Florença
IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE
SFUMATO

Leonardo da Vinci, Santa
Ana, a Virgem e o Menino,
óleo sobre mad...
LEONARDO DA VINCI (1452-1519) – VIRGEM DOS
ROCHEDOS (c. 1483), National Gallery, Londres e
MUSEU DO LOUVRE, PARIS
LEONARDO DA VINCI (1452-1519) – MONA LISA/LA
GIOCONDA (1506/1507), MUSEU DO LOUVRE, PARIS
LEONARDO DA VINCI (1452-1519) – A ÚLTIMA CEIA
(1497), REFEITÓRIO DE SANTA MARIA DELLE GRAZIE,
MILÃO
RAFAEL (1483-1520) – A ESCOLA DE ATENAS (1511),
STANZA DELLA SEGNATURA, VATICANO
IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE
PINTURA A ÓLEO
Jan Van Eyck–Os esponsais dos Arnolfini, 1434, óleo sobre
m...
CAPELA SISTINA

http://www.vatican.va/various/cappelle/sisti
na_vr/index.html
ESCULTURA
IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE
GEOMETRIZAÇÃO DAS COMPOSIÇÕES

•
•

A – Pietá, Miguel Ângelo, mármore, 174...
IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE
CONTRAPPOSTO

Hércules e Anteu, António Pollaiuolo, bronze, século XV.
Not...
IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE
CLASSICISMO

Jovem
adulto,
modelado segundo os
cânones clássicos do
herói ...
PERFECCIONISMO E REALISMO
IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE
PERFECCIONISMO E REALISMO TÉCNICOS

Desenhos de Leonardo da Vinci sobre o ...
IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE
REALISMO

Lebre, Durer, Albrecht,
aguarela e guache sobre
papel, 25X22,5 c...
Cristina Barcoso Lourenço
8º ano
Escola EB 2/3 de Montenegro,
Faro
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Arte no Renascimento

1.420 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.420
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arte no Renascimento

  1. 1. A ARTE DO RENASCIMENTO A reinvenção das formas artísticas
  2. 2. ITÁLIA, BERÇO DO RENASCIMENTO • Riqueza e prosperidade das cidade italianas. • Descoberta da cultura clássica. • Protecção da cultura pelos mecenas. • Rivalidade artística entre as cidades. • Fuga de sábios de Bizâncio para Itália. Florença
  3. 3. A REINVENÇÃO DAS FORMAS ARTÍSTICAS CARACTERÍSTICAS GERAIS
  4. 4. A REINVENÇÃO DAS FORMAS ARTÍSTICAS IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE CLASSICISMO • Recuperação de elementos arquitectónicos grecoromanos – colunas, pilastras, capitéis, cornijas, frontões, arcos de volta perfeita, abóbadas de berço, cúpulas. • Recuperação da teoria clássica de ordem arquitectónica. • Adopção de temáticas e figuras da mitologia e da História clássicas. • Gosto pela representação do corpo humano. O nu ressurge glorificando, no Homem, a perfeição divina das suas formas. • Sentido da harmonia, simetria e da ordem.
  5. 5. A REINVENÇÃO DAS FORMAS ARTÍSTICAS IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE MENTALIDADE RENASCENTISTA: HUMANISMO E INDIVIDUALISMO Papel central do Homem como autor, objecto e medida de todas as representações. Importância do retrato. INFLUÊNCIA DA ARTE DO PERÍODO GÓTICO FINAL Ponto de partida para a: a) Humanização das personagens; b) Descoberta da Natureza; c) Inclusão dos cenários arquitectónicos ou naturais
  6. 6. A REINVENÇÃO DAS FORMAS ARTÍSTICAS IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE CAPACIDADE TÉCNICA • Vivo sentido de captação do real. • Perfeccionismo e realismo técnicos apoiados no desenho projectual. • Perspectiva – conjunto de regras geométricas que permitem reproduzir, numa superfície plana, objectos e pessoas com aspecto tridimensional. • Estrutura geométrica de composições. • Contrapposto – noção de movimento. • Sfumato – passagem das cores mais escuras para mais claras • Pintura a óleo – invenção flamenga que favorece a visualização de detalhe e a obtenção de uma gama de cores rica em tonalidades.
  7. 7. ARQUITECTURA
  8. 8. IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE CLASSICISMO Brunelleschi, Capela dos Pazzi, 1421
  9. 9. IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE CLASSICISMO Alberti, Palácio Rucellai, Florença, 1460
  10. 10. IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE A INVENÇÃO DA PERSPECTIVA “Nesse tempo, ele (Brunelleschi) começou a praticar aquilo que pintores de hoje chamam a perspectiva. É um dos propósitos dessa ciência mostrar racionalmente as diminuições e os aumentos que os olhos humanos vêem segundo as coisas estão afastadas ou próximas; mostrar, dimensões que correspondem à distância a que se encontram, todas as espécies de construções, planícies, montanhas, formas e outras coisas, qualquer que seja distância. Foi ele quem criou a regra em que se baseia tudo o que depois foi feito.” António Manetti, matemático e astrónomo (1423-1497), Vida de Brunelleschi Brunelleschi, interior da Igreja de S. Lourenço, Florença, 1421
  11. 11. PINTURA
  12. 12. IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE INFLUÊNCIA DO GÓTICO FINAL Giotto – O Beijo de Judas, Capela Scrovegni, 1305-1306. Giotto – Entrada de Cristo em Jerusalém, Capela de Arena, 1305-1306. Giotto (1267-1337). Novidade formal da revelação do real, criação de efeitos de perspectiva, ilusão da terceira dimensão. Gótico pela graciosidade, elegância, frescura das cores.
  13. 13. IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE INFLUÊNCIA DO GÓTICO FINAL Irmãos Limbourg, Livro de Horas, encomenda do duque de Berry. Cada mês é simbolizado por uma imagem que aludia aos trabalhos agrícolas ou mesteres Setembro Outubro
  14. 14. IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE CLASSICISMO BOTTICELLI, Sandro – Nascimento de Vénus, 1485, têmpera sobre tela, 172,5X278,5cm, Uffizi, Florença. Presume-se que seja uma encomenda do mercador Lorenzo di Perfrancesco de Médici. Vénus emergiu do mar numa concha que é impelida para a praia pelos alados eólicos, no meio de uma chuva de rosas. Quando está prestes a pisar a terra, uma ninfa recebe-a com um manto de púrpura. É a história do nascimento de Vénus – símbolo do mistério através do qual a mensagem da beleza divina viera ao mundo. A Vénus é tão bela que não nos apercebemos do comprimento incomum do seu pescoço ou do acentuamento dos seus ombros.
  15. 15. SANDRO BOTICCELLI (1445-1510) – A PRIMAVERA (1478), Galeria Uffizi, Florença
  16. 16. IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE SFUMATO Leonardo da Vinci, Santa Ana, a Virgem e o Menino, óleo sobre madeira, 1510, 168cmX112cm A técnica do sfumato modela suavemente as personagens e o espaço envolvente e dá profundidade à paisagem que serve de fundo à obra.
  17. 17. LEONARDO DA VINCI (1452-1519) – VIRGEM DOS ROCHEDOS (c. 1483), National Gallery, Londres e MUSEU DO LOUVRE, PARIS
  18. 18. LEONARDO DA VINCI (1452-1519) – MONA LISA/LA GIOCONDA (1506/1507), MUSEU DO LOUVRE, PARIS
  19. 19. LEONARDO DA VINCI (1452-1519) – A ÚLTIMA CEIA (1497), REFEITÓRIO DE SANTA MARIA DELLE GRAZIE, MILÃO
  20. 20. RAFAEL (1483-1520) – A ESCOLA DE ATENAS (1511), STANZA DELLA SEGNATURA, VATICANO
  21. 21. IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE PINTURA A ÓLEO Jan Van Eyck–Os esponsais dos Arnolfini, 1434, óleo sobre madeira, 81,8X59,70 cm, National Gallery, Londres Jan Van Eyck pode ter sido o inventor da pintura a óleo. Pode-se trabalhar mais devagar, com maior exactidão, fazer cores lustrosas, dar relevo com pincel de ponta fina. Giovanni Arnolfini, mercador italiano que fora aos Países Baixos em viagem de negócios com a noiva Jeanne de Chenany. Representa os esponsais: jovem acaba de pousar mão direita sobre a esquerda de Arnolfini e este parece estar prestes a colocar a sua mão direita na esquerda dela, como símbolo de união. O pintor pode ter sido chamado nesse momento, como um notário.Isso explicaria o escrito na parede – “Johannes de eyck fuit hic”. Traduz a realidade como se apresenta aos olhos.
  22. 22. CAPELA SISTINA http://www.vatican.va/various/cappelle/sisti na_vr/index.html
  23. 23. ESCULTURA
  24. 24. IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE GEOMETRIZAÇÃO DAS COMPOSIÇÕES • • A – Pietá, Miguel Ângelo, mármore, 174cm de altura 1498-1501. B – David, Donatello, bronze, 165cm de altura, 1430-1440
  25. 25. IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE CONTRAPPOSTO Hércules e Anteu, António Pollaiuolo, bronze, século XV. Notável composição onde, para além do rigor anatómico, é de salientar o movimento expressivo dos corpos, harmonizados em duas linhas sinuosas que se aproximam e se afastam sinuosamente.
  26. 26. IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE CLASSICISMO Jovem adulto, modelado segundo os cânones clássicos do herói atleta. Explorando o sentido dramático da cena, Miguel Ângelo representa-o antes do combate, concentrado e inquieto, mas determinado. É essa inquietação que enriquece o seu rosto, de traços clássicos e idealizados. David, Miguel Ângelo, 15011503, mármore, 250cm de altura
  27. 27. PERFECCIONISMO E REALISMO
  28. 28. IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE PERFECCIONISMO E REALISMO TÉCNICOS Desenhos de Leonardo da Vinci sobre o corpo humano
  29. 29. IMITAÇÃO E SUPERAÇÃO DOS MODELOS DA ANTIGUIDADE REALISMO Lebre, Durer, Albrecht, aguarela e guache sobre papel, 25X22,5 cm, 1502 Ervas, Durer, Albrecht, aguarela, pena e tinta, lápis e aguada sobre papel, 40,3X31,1cm, 1503
  30. 30. Cristina Barcoso Lourenço 8º ano Escola EB 2/3 de Montenegro, Faro

×