Afirmação do Expansionismo europeu

2.138 visualizações

Publicada em

COMO É QUE OS POVOS PENINSULARES CONSTROEM E ORGANIZAM OS SEUS IMPÉRIOS COLONIAIS

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.138
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
59
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Afirmação do Expansionismo europeu

  1. 1. A AFIRMAÇÃO DO EXPANSIONISMOEUROPEU: OS IMPÉRIOS PENINSULARES 1
  2. 2. 2
  3. 3. 3
  4. 4. In acetatos Constância Editores 4
  5. 5. Tratado de Tordesilhas In acetatos Constância Editores 5
  6. 6. In acetatos Constância Editores 6
  7. 7. Organização e exploração comercialRelações entre portugueses e africanos 7
  8. 8. Vamos interpretar as fontes… De que modo os portugueses descreveram os africanos? De que modo os africanos descreveram a chegada dos portugueses? In Amaral, Cláudia e outros, Descobrir a História 8 8
  9. 9. VAMOS ANALISAR A FONTE 1, Feitoria de ArguimPÁG. 20, PARA RESPONDER ÀS http://www.prof2000.pt/users/maria_soa/descobrimentos2.htmQUESTÕES: 1.1.Classifica a a fonte Classifica fonte histórica. histórica. 2. Descreve a fonte histórica. 2. O que são feitorias? 3. O que significa: “(…) em todo o Oceano não havia navios latinos senão as caravelas de Portugal” 9
  10. 10. Interpretação de fontes históricas 1. Classifica a fonte histórica. 2. Descreve a fonte histórica.In Amaral, Cláudia e outros, Descobrir a História 8 10
  11. 11. O aproveitamento económico da costa ocidental africanaQuais osprodutos http://www.prof2000.pt/users/maria_soa/descobrimentos2.htmeconómicosexplorados nacosta ocidentalafricana? 11
  12. 12. Vamos descobrir conceitos… 1. O que significa tráfico de escravos? 2. A quem pertencia a organização e a exploração do comércio ? (monopólio régio) 12
  13. 13. Organização e exploração comercialRelações entre portugueses e asiáticos 13
  14. 14. As políticas dos vice reis da Índia Francisco de Almeida, 1450-1510 Vice rei 1505-1509 Afonso Albuquerque, 1453-1515 Vice rei 1509-1515 14
  15. 15. Três explicações sobre o domínio dos portugueses no oceano Índico 1. Em que concordam as explicações dos autores das fontes A e B? 2. Em que diferem as explicações C e A? 3. Qual das três explicações será menos válida em História? 15In Amaral, Cláudia e outros, Descobrir a História 8
  16. 16. A organização do Império Português do OrienteVamos ler fontes históricas…Página 22, fonte 11. Como se chamava a rota que estabelecia o comércio entre Portugal, África e o Oriente?2. Que tipo de embarcação fazia a rota do Cabo?3. Qual era a instituição que dirigia todo o comércio da Índia e da costa ocidental africana? 16
  17. 17. O Império Português do Oriente no séc. XVI: bases, rotas e produtos In Amaral, Cláudia e outros, Descobrir a História 8 17
  18. 18. Encontro de culturasComo os Portugueses viram os Japoneses“A gente do Japão é pouco cobiçosa e muito educada. Quando sevai à sua terra, os mais ricos convidam-vos para comer e dormirem suas casas (…). São muito desejosos de saberem de nossasterras e de todas as coisas. Em casa, é costume estarem assentadoscom as pernas cruzadas. (…) Comem no chão como osMouros, com pauzinhos como os Chineses e cada pessoa em suatigela.Estimam muito falar baixo e têm-nos a nós por destemperadosporque falamos alto. Cada dia se lavam duas vezes (…). Asmulheres são (…) muito limpas e fazem em casa todo o trabalhocomo tecer, fiar e coser. As mulheres honradas são muitoveneradas de seus maridos; os maridos são mandados por elas.São mulheres que vão onde querem, sem perguntarem a seus 18maridos.” Jorge Álvares, Informação sobre o Japão, 1547
  19. 19. Encontro de culturasComo os Japoneses viram os Portugueses“Não sei se existem entre eles regras de etiqueta:bebem um copo sem o oferecerem aos outros; comemcom os dedos e não com pauzinhos (…); mostram osseus sentimentos sem nenhuma vergonha. Nãocompreendem a nossa escrita (…). Nampo Bunshi, Crónica Japonesa, 1606 19
  20. 20. Organização e exploração comercialRelações entre portugueses e ameríndios 20
  21. 21. Vamos ler fontes históricas…Página 23, fonte 2Trabalhar a Carta de Pêro Vaz deCaminha (TPC) 21
  22. 22. Organização e exploração comercialRelações entre espanhóis e ameríndios 22
  23. 23. Vamos ler fontes históricas…Páginas 24 e 25 fontes 1, 2 e 3Responder às questões 1 e 2 (pág. 25) 23
  24. 24. 24
  25. 25. As novas rotas do comércio intercontinental: dinamização dos centros económicos europeusCirculação de produtos e as suas repercussões no quotidiano 25
  26. 26. Vamos ler fontes históricas…Páginas 26 e 27 fontes 1 e 2Responder às questões 1, 2 e 3 (pág.27) 26
  27. 27. 27
  28. 28. Permutas culturais 28
  29. 29. Permutas linguísticas 29
  30. 30. 30
  31. 31. 1. Navegação astronómica2. Capitão-donatário3. Colonização4. Feitoria5. Mare clausum e mare liberum6. Aculturação7. Missionação8. Império colonial9. Monopólio comercial10.Tráficos de escravos 31
  32. 32. AMARAL, Cláudia e outros, Descobrir a História 8, Porto, Porto Editora, 2007OLIVEIRA, Ana e outros, Novo História 8, Lisboa, Texto Editores, 2007 32
  33. 33. Departamento de Ciências Sociais e Humanas Grupo de HGP/HistóriaProfessora Cristina Barcoso Lourenço profcristinalourenco@gmail.com http://www.agrupamontenegro.com/site/ http://agrupamontenegro.com/becre/site/ http://moodle.agrupamontenegro.com/

×