A
E
G P
F
OLÁ COLEGUINHAS!!!!!!OLÁ COLEGUINHAS!!!!!!OLÁ COLEGUINHAS!!!!!!OLÁ COLEGUINHAS!!!!!!
ESTÃO GOSTANDO DO JORNAL DO...
O inverno é a estação do ano caracterizada por um período de frio intenso. Se inicia em
21 de junho e termina em 23 de set...
DICA DE INVERNO:
No inverno, a incidência de doenças respiratórias aumenta. Uma delas é a gripe, doença
viral que vem acom...
4º ANO
VULCÕES
Vulcão é um ponto da superfície terrestre por onde o material fundido (magma), gerado no
interior da terra ...
Regra de Jogo
O gênero textual Regra de Jogo é muito utilizado entre as crianças, principalmente entre os alunos já
alfabe...
Professor:
- O que é uma ilha?
Aluno:
- Um pedaço de terra
cercado de água por todos os
lados, menos um.
Professor:
- Meno...
A menina com síndrome de Down
Há alguns anos, nas olimpíadas especiais de Seattle, nove participantes, todos com
deficiênc...
SAÚDE BUCAL NAS ESCOLAS:
O projeto de Saúde Bucal nas escolas realizado pela odontóloga Luciana Cassol em
parceria com a S...
Uma história legal:O girassol solitárioSandra Diniz Costa
Num jardim muito bonito, não muito longe daqui...Um novo dia nas...
XADREZ
“O XADREZ É A ARTE QUE ILUSTRA A BELEZA DA LÓGICA!”(MickhailBotvinnik)
Vendo a lógica da frase, nossa escola trabal...
3º ANO:
As turmas do 3º ano trabalharam SEQUENCIA DIDÁTICA com a história: “ O SANDUÍCHE
DA MARICOTA”. Aproveitaram para e...
2º ano:
JOGO
No decorrer dos estudos, as turmas do segundo ano utilizaram-se de diversos jogos para
aprofundar seus conhec...
02- Matheus Souza Nunes NiedPatzlaff
05- Debora Elis Sauer Bock
06- Professora: Erika Kátia de Oliveira
07- Juliana Iasmin...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal gepf edicao 02 2015

555 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
555
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
294
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal gepf edicao 02 2015

  1. 1. A E G P F OLÁ COLEGUINHAS!!!!!!OLÁ COLEGUINHAS!!!!!!OLÁ COLEGUINHAS!!!!!!OLÁ COLEGUINHAS!!!!!! ESTÃO GOSTANDO DO JORNAL DO GRUPOJORNAL DO GRUPOJORNAL DO GRUPOJORNAL DO GRUPO ESCOLAR PAULO FREIREESCOLAR PAULO FREIREESCOLAR PAULO FREIREESCOLAR PAULO FREIRE?! POIS É, AGORA PRECISAMOS ESCOLHER UM NOME PARA O NOSSO JORNAL! PARTICIPEM DESSA ESCOLHA!PARTICIPEM DESSA ESCOLHA!PARTICIPEM DESSA ESCOLHA!PARTICIPEM DESSA ESCOLHA! JORNAL GRUPO ESCOLAR PAULO FREIRE 2ª EDIÇÃO/JULHO/2015 Informações, curiosidades, fotos, trabalhos, pesquisas, boas ações, sugestões, informações locais e regionais. Divulgue aqui!
  2. 2. O inverno é a estação do ano caracterizada por um período de frio intenso. Se inicia em 21 de junho e termina em 23 de setembro. O inverno nos países mais frios apresenta algumas características que não temos no Brasil, mas que acontecem apenas no sul do país como as geadas e nevascas. Em outras localidades do mundo, nos países do hemisfério norte, o inverno é bem rigoroso, onde as pessoas usam roupas bem quentes, umas sobrepostas às outras, botas, luvas, gorros e cachecóis, para se protegerem do frio, mantendo-se aquecidas. No inverno alimentação deve ser à base de produtos mais energéticos e calóricos, para suprir as necessidades de aquecimento do nosso corpo. Além disso, pratos quentes como sopas, chás e chocolates são mais agradáveis de ser consumidos. O organismo gasta mais energia para se manter aquecido e os alimentos que ingerimos é que vão ajudá-lo a se manter quente. É comum que nessa época do ano as pessoas engordem devido a esse fator, além de ficarem mais quietas, paradas, muitas vezes longe das atividades físicas. Neblina – característica do inverno brasileiro Como o Brasil é um país de clima tropical, não possui estações bem definidas e o inverno aqui pode ser visto com maior facilidade na região sul do país, com geada em vários pontos, principalmente nos locais mais altos.
  3. 3. DICA DE INVERNO: No inverno, a incidência de doenças respiratórias aumenta. Uma delas é a gripe, doença viral que vem acompanhada por sintomas como febre, dores no corpo e indisposição. Precisamos seguir algumas dicas para lutar contra a doença de maneira a aumentar a prevenção e reduzir os casos. Lavebem as mãos: Manter as mãos limpas é a principal recomendação para evitar gripes e outras doenças infectocontagiosas. Não existe um número máximo ou mínimo de vezes recomendado para fazer a higiene das mãos, mas nunca esqueça de lavá-las após tossir ou espirrar, antes e depois de ir ao banheiro por exemplo. O uso do álcool gel substitui com eficiência a lavagem com água e sabão. Alimente-sebem:Comer bem não significa comer muito. "Para evitar a gripe, inclua na sua rotina alimentos capazes de fortalecer o sistema imunológico. Frutas cítricas, como laranja, limão, acerola, abacaxi e morango, são conhecidas por conter bons níveis de vitamina C, mas couve, rúcula, repolho e outros vegetais folhosos também são ricos nessa substância. Evite ficar em locais fechados: Uma tendência no inverno é manter janelas e portas sempre fechadas para evitar que o frio entre. Embora isso deixe o ambiente mais aconchegante, essa prática também facilita a disseminação de doenças, uma vez que o ar não circula. Sempre que possível, mantenha uma fresta aberta para permitir a circulação do ar. Cubra a boca ao espirrar e tossir: Cubra a boca ao tossir ou espirar com o antebraço, essa prática simples evita que o vírus se espalhe. Não se esqueça de lavar as mãos ou usar álcool gel após espirrar ou tossir. Evite trabalhar ou ir a escola se estiver doente: Se possível, evite sair caso tenha gripe muito forte com dores pelo corpo e febre. Além de ajudar o seu corpo a se recuperar, isso evita que a doença se espalhe. Volte às suas atividades depois que estiver recuperado. Apresente atestado médico para não se prejudicar. Beba bastante líquido: A ingestão de líquidos, principalmente a água, é importante caso a doença cause febre, uma vez que pode acontecer desidratação. Além disso, a água ajuda a fluidificar as secreções da garganta e nariz, ajudando o paciente a respirar melhor. Invista também em chás e sucos de frutas naturais. Os últimos são fáceis de ingerir e proporcionam ao paciente as vitaminas e minerais necessários. Não compartilhe copos, toalhas e objetos de uso pessoal. Medicamentos: use medicamentos somente com prescrição médica e siga bem as instruções. Transporte: no transporte público ou escolar, procure manter as janelas abertas mesmo em dias chuvosos ou frios.
  4. 4. 4º ANO VULCÕES Vulcão é um ponto da superfície terrestre por onde o material fundido (magma), gerado no interior da terra e, ocasionalmente, material não fundido são expelidos. Estes materiais se acumulam ao redor do centro emissor, dando lugar a relevos com morfologias diferentes. De acordo com esta definição, um vulcão não representa unicamente uma morfologia (em formato de cone ou montanha), mas é o resultado de um complexo processo que inclui a formação, ascensão, evolução, emissão de magma e depósito destes materiais. Os vulcões são uma manifestação superficial da energia interna da Terra. A temperatura e a pressão são incrementadas na medida em que nos aproximamos do interior do planeta, alcançando uma temperatura de 5000°C no núcleo. O efeito combinado da temperatura e da pressão em diferentes profundidades provoca um comportamento diferente que se estruturam em diferentes camadas. Alguns vulcões são mais ativos do que outros. Pode se dizer que alguns estão continuamente em erupção, pelo menos no presente geológico. Na Cordilheira dos Andes, estima-se que existam mais de 60 vulcões que podem ser considerados ativos. Em uma erupção violenta de um vulcão a lava está carregada de vapor e outros gases, como dióxido de carbono, hidrogênio, monóxido de carbono e dióxido de enxofre, que escapam damassa de lava expelida nas grandes explosões, ascendem formando uma turva e densa nuvem, estas nuvens descarregam, muitas vezes, chuvas copiosas. Porções grandes e pequenas de lava são expelidas em direção ao exterior, e formam uma fonte ardente de gotas e fragmentos classificados como bombas, brasas ou cinzas, segundo seus tamanhos e formatos.As nuvens de vapor e poeira assim expelidas podem produzir efeitos atmosféricos e climáticos duradouros. Como fazer um vulcão em casa. Você vai precisar de: Bicarbonato de sódio /Detergente /Corante vermelho/Vinagre Um vulcão (um copo, passado jornal ao redor e depois argila ou gesso até ficar com forma de vulcão) Para preparar a lava, juntar num copo, pequenas proporções de: Bicarbonato de sódio, detergente e corante vermelho. Para completar esta "mistura vulcânica", coloque o que está no copo no cone do vulcão e depois acrescente 30 ml de vinagre. Assim vai desencadear a mini erupção vulcânica. Explicação Quando se adiciona a mistura ao vinagre, coloca-se em contato o bicarbonato de sódio, que é uma substância alcalina, com o vinagre, uma substância ácida. O bicarbonato de sódio reage com o ácido acético (vinagre), nessa reação acontece a fervescência,onde é liberado um gás, o DIÓXIDO DE CARBONO, ou gás carbônico. A reação entre eles origina milhões de bolinhas de dióxido de carbono que arrastam consigo a "lava" do vulcão. Os alunos Bárbara Scortegagna e Victor Hugo Soares da Silva realizaram a experiência na escola, apresentando para todos os alunos que ficaram encantados.
  5. 5. Regra de Jogo O gênero textual Regra de Jogo é muito utilizado entre as crianças, principalmente entre os alunos já alfabetizados, que conseguem ler e interpretar as orientações contidas em textos que acompanham diversos jogos. Porém, antes mesmo de aprenderem a ler, as crianças já interagem com o gênero, em forma de registro oral. Sobre a Regra de Jogo, os alunos precisam saber e reconhecer qual é o contextos de produção, sua função social, qual a forma de organização e que saibam interpretar adequadamente as informações nele contidas, das quais depende a boa execução do jogo. Regra de Jogo é um gênero que se faz uso tanto na oralidade quando na escrita. Quando não conhecemos o jogo, buscamos informações sobre a execução do mesmo em texto escrito. Porém, uma vez compreendidas tais informações, passamos a reproduzi-las oralmente. A sócio cultura de alguns jogos infantis Não se conhece a origem dos jogos infantis. Seus criadores são anônimos. Sabe-se apenas, que são provenientes de práticas abandonadas por adultos, de fragmentos de romances, poesias, mitos e rituais religiosos. A tradicionalidade e universalidade dos jogos assenta-se no fato de que povos distintos e antigos como os da Grécia e Oriente brincaram de amarelinha, de empinar papagaios, jogar pedrinhas e até hoje as crianças o fazem quase da mesma forma. Esses jogos foram transmitidos de geração a geração. Muitos jogos preservam sua estrutura inicial, outros modificaram-se, recebendo novos conteúdos. A sua força se explica pelo poder da expressão oral. A antiguidade de muitos jogos tradicionais infantis é atestada pela obra Rei de CastilleAllphonse X que, em 1283, redigiu o primeiro livro sobre jogos na literatura europeia. Nesta obra, segundo Grunfed (1979), o rei descreve diversos jogos presentes até os tempos atuais como: o pião, a amarelinha, o jogo de ossinho ou saquinho, o xadrez, o tiro ao alvo, o jogo de fio ou cama-de-gato, os jogos de trilha, o gamão, entre outros. Os alunos do 4º matutino e vespertino recuperaram alguns jogos e brincadeiras infantis, enfatizando as regras. Depois foram colocar os jogos em prática. E um dos jogos é o jogo da Queimada. 4º ANO- JOGOS Queimada Material: uma bola de vôlei ou de borracha Local: terreno plano (as crianças e adolescentes utilizam, muitas vezes, uma rua não movimentada). Formação: à vontade, em campo marcado. Nº de jogadores: 20 a 40. Atividade: intensa. Qualidades desenvolvidas: rapidez de movimento, destreza, domínio, cooperação, etc. Este jogo pode ser realizado com 20 ou mais jogadores. O terreno, deve ser de forma retangular e delimitada por fortes linhas. Os jogadores são preparados em dois grupos iguais, tanto quanto possível em número de habilidade como em número de jogadores. Cada time se coloca num campo, sendo que apenas um jogador de cada time deverá se colocar atrás da linha de fundo do campo adversário. Para decidir sobre a posse de bola, no início do jogo, esses dois jogadores virão colocar-se ao centro, entre os dois campos; procede-se então, como para início do jogo de basquete: “bola ao ar”. Feito isso, voltam os jogadores aos seus lugares, entregando-se a bola a qualquer jogador do time que obteve, para começar a partida, mediante o apito do instrutor. O objeto visado é fazer o maior número possível de prisioneiro em cada campo. Será vencedor o grupo que, no fim de um tempo previamente determinado, fizer maior número de prisioneiros, ou então, aquele que aprisionar todos os jogadores adversários.
  6. 6. Professor: - O que é uma ilha? Aluno: - Um pedaço de terra cercado de água por todos os lados, menos um. Professor: - Menos um?! Qual lado de uma ilha não é cercado de água? Aluno: - O de cima! Você sabia qual é o prato preferido dos Três Mosqueteiros? Peixe-espada! Cliente: - Um copo de água, por favor? Garçom: - É para beber? Cliente: - Não, é para dar um mergulho!Que tipo de cachorro não tem rabo? Cachorro - quente O que tem 20 cabeças mas não pensa? Uma caixa de fósforos. O que começa com C, termina com A e pode ter um milhão de letras no meio? Uma carta
  7. 7. A menina com síndrome de Down Há alguns anos, nas olimpíadas especiais de Seattle, nove participantes, todos com deficiência mental, alinharam-se para a largada da corrida dos 100 metros rasos. Ao sinal, todos partiram, não exatamente em disparada, mas com vontade de dar o melhor de si, terminar a corrida e ganhar. Um dos garotos tropeçou no asfalto, caiu e começou a chorar. Os outros oito ouviram o choro. Diminuíram o passo e olharam para trás. Então viraram e voltaram. Todos eles. Uma das meninas com Síndrome de Down ajoelhou, deu um beijo no garoto e disse: - Pronto, agora vai sarar! E todos os noves competidores deram os braços e andaram juntos até a linha de chegada. O estádio inteiro levantou e os aplausos duraram muitos minutos… Talvez os atletas fossem deficientes mentais… Mas com certeza, não eram deficientes espirituais… “Isso porque, lá no fundo, todos nós sabemos que o que importa nesta vida, mais do que ganhar sozinho é ajudar os outros a vencer, mesmo que isso signifique diminuir os nossos passos…” As férias de inverno já estão chegando e as crianças além de merecer um descanso podem aproveitar o tempo livre para estimular a criatividade, o raciocínio lógico. Um bom livro com figuras ajudam na fixação da história e estimulam a imaginação. Brincadeiras que não sejam eletrônicos fazem a diversão ficar melhor. Alguns lápis e muitas folhas em branco, para que desenvolvam grandes desenhos. Uma boa ideia é incentivar algumas criações, como um pequeno livro ou espalhar os desenhos pela casa. Participar de programas culturais como teatros, cinemas e bibliotecas são sempre bem vindos. Incentivar bons hábitos, nunca é cedo ou tarde demais! As crianças têm energia de sobra, mas também é preciso ficar atento na alimentação. Os alimentos são responsáveis em repor todos os nutrientes que o organismo necessita. Por este motivo, uma boa dica aos pais é preparar vitaminas, sanduíches e frutas. Outro fator importante é não deixar as crianças muitas horas durante o dia sem se alimentar. Se a rotina de ir a escola todos os dias pode por alguns dias ser esquecida, procure também esquecer do relógio. Aproveite para visitar os parentes, alguns lugares que você goste e claro, tire muitas fotos para guardar cada momento. Porém, também éimportante que os pais separem um tempo para curtir a tão merecida folga com seu filho e fugir um pouco da rotina, (pois nem sempre conseguem conciliar suas folgas com as férias dos filhos) para que a criança recarregue as energias para o próximo semestre que se inicia. Boas férias!!!
  8. 8. SAÚDE BUCAL NAS ESCOLAS: O projeto de Saúde Bucal nas escolas realizado pela odontóloga Luciana Cassol em parceria com a Secretaria de Saúde e Secretaria de Educação tem o objetivo de promover a saúde bucal, contribuindo para a prevenção de doenças bucais, doença periodontal, garantindo um futuro mais saudável para os escolares. A oportunidade de aprender a como cuidar bem da sua higiene oral no seu local de aprendizado, permite a criança educar também os seus hábitos. A cárie problema de saúde pública que atinge praticamente toda a população brasileira. O processo educativo é usado em Odontologia visando às mudanças de comportamento necessárias à manutenção, recuperação e promoção de saúde sendo a escola um espaç importante de informação em saúde. Nesse contexto, estão sendo realizadas atividades educativas com os escolares, além da escovação dental supervisionada, que tem o objetivo de orientar e estimular os alunos a incorporar hábitos de higiene bucal, além de flúor na cavidade bucal, por meio do creme dental e bochecho fluoretado. Dica da dentista: A escovação deve ser realizada após cada uma das refeições: café da manhã, almoço e jantar. O ideal é utilizar escovas macias ou extra macias inferiores e o mesmo tempo nos dentes superiores Odontóloga Luciana Cassol O projeto de Saúde Bucal nas escolas realizado pela odontóloga Luciana Cassol em parceria com a Secretaria de Saúde e Secretaria de Educação tem o objetivo de promover a saúde bucal, contribuindo para a prevenção de doenças bucais, especialmente cárie dentária e doença periodontal, garantindo um futuro mais saudável para os escolares. A oportunidade de aprender a como cuidar bem da sua higiene oral no seu local de aprendizado, permite a criança educar também os seus hábitos. A cárie problema de saúde pública que atinge praticamente toda a população brasileira. O processo educativo é usado em Odontologia visando às mudanças de comportamento necessárias à manutenção, recuperação e promoção de saúde sendo a escola um espaç importante de informação em saúde. Nesse contexto, estão sendo realizadas atividades educativas com os escolares, além da escovação dental supervisionada, que tem o objetivo de orientar e estimular os alunos a incorporar hábitos de higiene bucal, além de flúor na cavidade bucal, por meio do creme dental e bochecho fluoretado. A escovação deve ser realizada após cada uma das refeições: café da manhã, almoço e jantar. O ideal é utilizar escovas macias ou extra macias. O tempo de escovação deverá ser de 1 à 2 minutos nos dentes inferiores e o mesmo tempo nos dentes superiores. O projeto de Saúde Bucal nas escolas realizado pela odontóloga Luciana Cassol em parceria com a Secretaria de Saúde e Secretaria de Educação tem o objetivo de promover a especialmente cárie dentária e doença periodontal, garantindo um futuro mais saudável para os escolares. A oportunidade de aprender a como cuidar bem da sua higiene oral no seu local de aprendizado, permite a criança educar também os seus hábitos. A cárie dentária é um problema de saúde pública que atinge praticamente toda a população brasileira. O processo educativo é usado em Odontologia visando às mudanças de comportamento necessárias à manutenção, recuperação e promoção de saúde sendo a escola um espaço importante de informação em saúde. Nesse contexto, estão sendo realizadas atividades educativas com os escolares, além da escovação dental supervisionada, que tem o objetivo de orientar e estimular os alunos a incorporar hábitos de higiene bucal, além de disponibilizar o A escovação deve ser realizada após cada uma das refeições: café da manhã, almoço e jantar. O ideal é . O tempo de escovação deverá ser de 1 à 2 minutos nos dentes
  9. 9. Uma história legal:O girassol solitárioSandra Diniz Costa Num jardim muito bonito, não muito longe daqui...Um novo dia nasceu.O sol começou a brilhar, cheio de alegria, dando luz e calor para todo o mundo...De repente, num cantinho do jardim, o sol descobriu uma nova florzinha, que tinha nascido de madrugada.A florzinha girava, girava, girava...Acompanhava todos os movimentos do sol.Por isso, ele logo descobriu que era um girassol. - Bom dia sol! - disse a flor, sorrindo. Desde que eu era uma semente, lá no fundo da terra, estava morrendo de vontade de te encontrar! Sou Giraflor, um girassol que acaba de nascer! - Bom dia, flor! Você é muito bonita! Está gostando daqui? - Estou, sim! É tudo muito bonito! Mas... Eu estou me sentindo um pouco sozinha... Será que você me faz um favor? E o sol, prontamente, respondeu: - Pois não, se eu puder... O que você deseja? - Bem, como eu estou muito sozinha... Ainda não conheço ninguém... Será que você não podia arranjar uns amigos para mim? - Ah, flor, isso eu não posso fazer por você, ninguém pode. - Por que, sol? - Amigos ninguém arruma para ninguém. Amigos a gente conquista. - Como assim, sol? - Um amigo, flor, é o maior tesouro que se pode ter. Se a pessoa for a mais rica do mundo e não tiver amigos, será uma podre mendiga... Mas... amigos a gente tem que merecer... E conquistar! A florzinha era toda interrogação: - E que eu posso fazer para conquistar amigos? - Também não existe uma regra certa. Com o tempo você vai descobrir. Disse o sol. Bem agora vou indo... - Ah, sol, não me deixe sozinha aqui! - Que é isso, flor? Eu não posso ficar aqui só com você. Não queira prender seus amigos, porque é o primeiro passo para perder os que amamos... Eu vou, mas volto e, enquanto você me espera, vai conhecer novos amigos. Tchau! Meio desapontada, a florzinha respondeu: - Está bem... Eu estou confusa, mas... Tchau! Algum tempo depois, chegou, Vagarosa, a lagartinha, e as duas começaram logo a conversar: - Bom dia, quem é você? - Sou Vagarosa, uma lagarta muito charmosa. E você? - Sou Giraflor, um girassol. Você quer ser minha amiga? Estou tão sozinha!... - É claro que sim! Sou amiga de todas as plantas! Vagarosa era um pouco gulosa e, assim, foi logo perguntando: - E já que somos amigas, será que eu podia pegar um pedacinho da sua folhinha? Eu estou com uma fome! E elas parecem ser uma delícia! Giraflor ficou uma fera: - O quê!!! Comer a minha folha?!!! Sua gulosa!! É assim que você quer ser minha amiga? Para tirar um pedaço de mim? Vá-se embora daqui, sua feiosa! Não deixo e não deixo! Coitada da Vagarosa! Que susto! Vagarosa foi saindo devagar, toda desapontada, e disse: - Puxa, Giraflor! Eu não ia comer tudo, só um pedacinho! Eu estou com muita fome... Você tem tantas folhas, não ia nem fazer falta... E como você quer ter amigos se não quer dar nem um pouquinho de você para seus amigos? Tchau! Giraflor nem ligou, estava muito brava. Daí a pouco, chegou Abelim, a abelhinha, e Giraflor esqueceu a raiva. - Sou Abelim e sei que você é um girassol, conheço todas as flores! Quer ser minha amiga? - Claro que eu quero, estou muito sozinha aqui... Sou Giraflor. - Ótimo! E... Já que somos amigas, que tal, que tal deixar eu pegar um pouquinho de seu néctar para fazer mel? Todas as flores me dão o néctar e eu as ajudo, espalhando o pólen pelos campos e enchendo a vida de flores... Já sabem a resposta de Giraflor, né? Ficou de novo aquela onça: - Você também? Mas o que é isto? Você também quer me roubar? Vagarosa queria minhas folhas, você quer o meu néctar! Assim, como é que eu fico? Abelim era mais brava que Vagarosa e respondeu: - Olha aqui, sua florzinha metida a besta! Eu só ia tirar um pouquinho do seu néctar e, depois, você ia fabricar mais. Além disso, eu também ia ajudar você, levando o pólen até outro jardim para que outros girassóis nascessem. Mas pode deixar. Existem muitas flores que ficam felizes em ajudar. Pode ficar com tudo... Sozinha! Tchau! Foi a vez da Giraflor ficar desapontada e triste. E foi nessa tristeza que o sol a encontrou quando voltou: - Mas o que é isto, minha amiga? O que foi que aconteceu? - Ah, sol! Esses amigos! Cada um quer um pouco de mim! E eu? Como vou ficar? Sem Nada! Eles não são amigos, são um bando de fominhas! O sol sorriu e respondeu: - Ah! Quer dizer que a minha florzinha já está aprendendo a sua parte na vida? - Eu não, estou é muito triste com esses falsos amigos... - Sabe, flor, ser amigo é assim: é dar da gente mesmo para todos... Mas não se preocupe! O que a gente dá é o que a gente tem... Tudo o que a gente dá volta para gente em alegria e carinho. E, também, ninguém quer tudo de você... Apenas uma parte... - Mas ser amigo é muito difícil! - Mais difícil que viver sem amigos, flor? - Bem... Não... Sim... Não sei... Ficar sozinha também é muito ruim... O sol aproveitou a sua dúvida e continuou: - Um sorriso de um amigo aquece o nosso coração, como o sol da manhã... As flores que damos a um amigo perfumam primeiro o nosso coração... O amor que damos a um amigo é música primeiro em nossa alma... A pessoa que não quer dar nada de si pode ter muitas coisas, mas é sozinha e vive num deserto chamado solidão. Esta é a pior pobreza que existe... É, então, flor, que descobrimos que um amigo é o melhor presente que podemos ter! Giraflor pensou bastante em tudo que o sol tinha dito e resolveu chamar os amigos de volta, gritou o mais alto que pode: - Amigos, voltem! Os amigos resolveram dar uma nova chance à florzinha.
  10. 10. XADREZ “O XADREZ É A ARTE QUE ILUSTRA A BELEZA DA LÓGICA!”(MickhailBotvinnik) Vendo a lógica da frase, nossa escola trabalha firmemente neste propósito. No último dia 30 de junho, realizamos um pequeno torneio envolvendoalunos do 4º e 5º ano da nossa escola e do Núcleo Educacional Municipal Nova Estrela. Foi um momento de muitas expectativas, concentração, esforço e dedicação de todos os alunos. Parabéns à todos os competidores pela participação e que continuem empenhados nas aulas em sala e ou em outras competições dentro e fora do município. Mas é claro que sempre temos vencedores. Parabéns aos ganhadores: Masculino 5º ano: 1º lugar:Diego Kleemann 2º lugar: Joel Vicari 3º lugar: Gabriel Veirich 4º lugar: Bruno Deparis 5º lugar: Gabriel Altmann Feminino 5º ano: 1º lugar:Sara Schneider 2º lugar: Isabelle Pech 3º lugar: Jéssica Müller 4º lugar: StéfaniGrosser 5º lugar: Camila Ruck Masculino 4º ano: 1º lugar: Alisson Rigoti 2º lugar: Pietro Patzlaff 3º lugar:VinícuisFuelber (escola de Nova Estrela) 4º lugar: Natan do Canto 5º lugar: Felipe Kiekow Feminino 4º ano: 1º lugar:Bárbara Scortegagna 2º lugar: Júlia Kaiber 3º lugar: Paola Born 4º lugar: Brenda Rauber 5º lugar:AnabelButh
  11. 11. 3º ANO: As turmas do 3º ano trabalharam SEQUENCIA DIDÁTICA com a história: “ O SANDUÍCHE DA MARICOTA”. Aproveitaram para enfatizar a importância da alimentação saudável, onde cada aluno fez um sanduíche utilizando ingredientes de sua preferência.
  12. 12. 2º ano: JOGO No decorrer dos estudos, as turmas do segundo ano utilizaram-se de diversos jogos para aprofundar seus conhecimentos, pois quando a aprendizagem acontece de forma lúdica seu processo é mais facilmente consolidado. Com esse objetivo, trabalhamos com o jogo “O número maior”, o qual os alunos aprenderam as regras e jogaram. Em seguida foi proposta a escrita das regras de forma coletiva, fazendo os devidos registros. O jogo tem como objetivo explorar a noção de valor posicional necessário para entender o sistema de numeração decimal. Para tanto, o aluno precisa perceber que lugar o algarismo ocupa no número a ser formado. Quer saber como se joga? • Material a ser usado:Cartas enumeradas de 0 a 9. (Quatro vezes o mesmo algarismo). • Número de participantes:De dois a quatro jogadores. • Modo de jogar: - As cartas deverão ficar viradas para baixo no centro da mesa. - Cada jogador deverá pegar duas ou três cartas do monte (com 2 cartas o jogador irá formar números compostos com dezenas e unidade, já com 3 cartas forma-se números com centena, dezena e unidade). - Cada jogador deverá apresentar seu número ao adversário, falando o nome do número formado. - O jogador que tiver o número maior ganha as cartas da rodada. - Vence o jogo quem juntou mais cartas em seu monte. Fácil, não é? Agora é sua vez.
  13. 13. 02- Matheus Souza Nunes NiedPatzlaff 05- Debora Elis Sauer Bock 06- Professora: Erika Kátia de Oliveira 07- Juliana Iasmin HartmannLuckemeier 08- Kaio Ludovico Sorgetz Pastore 12- Maria Eduarda Zanella Brand 14- Izabel Gisele Zwirtes 15- Kauan Felipe Wermeier 16- Anabel Fernanda Buth 18-Nathan Fernando Grosser Tiago Maia Coelho 21- Diego Gabriel Kleemann Sandra Mara UssingerSchuck 24- Sofia Souza Nunes Patzlaff 25- Isabel Cristine HüttelHeinrichs 27- Gilcemar Gilmar Ost 28- Agente de Copa e Higienização: Andréia Aparecida Pereira 29- Professora: Ederli Carla Rauschkolb Weber COORDENAÇÃO GERAL: Diretora Andréia Adamy e secretária Michele Wasem MENTORES DO PROJETO: Alunos do apoio pedagógico: NatháliaGottschalk- Nicole Gottschalk- Hemilly Martins da Conceição- Gabriel Hilger- Ana Carolina dos Santos- Patrick Wilske- Luan Grosser. COLABORADORES: Professores, alunos e coordenação pedagógica da escola.

×