O publico feminino no mercado consumidor

1.495 visualizações

Publicada em

O público feminino inserido no mercado consumidor, histórico e desafios para as marcas no ambiente de marketing.

Publicada em: Marketing
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.495
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
298
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O publico feminino no mercado consumidor

  1. 1. Quebra de verdades e ritos sociais tradicionalistas Incremento salarial e alcance de novas oportunidades Tripla jornada, dividida entre vida familiar, pessoal e profissional Contribui como mais um membro da família em atividade CRISTIANO MORLEY
  2. 2. A mulher como novo e crescente consumidor Empresas têm identificado esse perfil de público Revistas exclusivas e portais especiais sobre universo feminino Conteúdo direcionado especificamente para a mulher Produtos de higiene e beleza com lideranças no mercado mundial Extensões de marcas e adequações de produtos Canais Exclusivos CRISTIANO MORLEY
  3. 3. O comportamento do mercado através da segmentação por gênero Estratégias de abordagem adequadas para esse público consumidor Lançamento de novos produtos e adaptações de outros Posicionamento das marcas e Atuação do varejo no ponto de venda Atração dessa demanda emergente CRISTIANO MORLEY
  4. 4. “São muitos clientes, e eles se diversificam em suas exigências de compra. A empresa precisa identificar os segmentos de mercado que poderá atender com eficácia” KOTLER CRISTIANO MORLEY
  5. 5. “em um grande grupo que é identificado a partir de suas preferências, poder de compra, localização geográfica, atitudes de compra e hábitos de compra similares” KOTLER CRISTIANO MORLEY
  6. 6. “marketing de nicho o autor conceitua como um pequeno grupo alvo do mercado em que não está completamente atendido em suas necessidades” KOTLER CRISTIANO MORLEY
  7. 7. Diversidade de consumidores X Eficácia, precisão X Esforços de marketing Preferências específicas Esforços de investimentos ganham maior poder de assertividade Marketing local apresenta atuação direcionada geograficamente Marketing individual retoma o atendimento das necessidades individuais CRISTIANO MORLEY
  8. 8. Padrões de segmentação de mercado Preferências Homogêneas X Difusas e X Conglomeradas Características Geográficas X Demográficas X Psicográficas dos consumidores Consumidor tenha maior satisfação CRISTIANO MORLEY
  9. 9. A II Guerra Mundial (1939-1945) representou uma oportunidade de entrada das mulheres americanas no mercado de trabalho Johnson e Learned CRISTIANO MORLEY
  10. 10. Movimentos ativistas nas décadas de 1960 “Liberdade sexual” ocasionada pela disseminação da pílula anticoncepcional Rendeu uma forma de alavancar sua posição na sociedade – Planejar filhos Protagonista na disputa de sua independência financeira - mercado de trabalho Nascimento de uma camada de consumo como alvo de grandes marcas com produtos CRISTIANO MORLEY
  11. 11. Nos EUA 27% dos domicílios são chefiados por uma mulher solteira, que é responsável por toda a renda domiciliar Johnson e Learned CRISTIANO MORLEY
  12. 12. Na antiga divisão do trabalho recaía à mulher a função de comprar Permitiam à dona de casa sair à rua Oportunidade de atividade pública como a 1ª forma de libertação da mulher Compradora na procura por produtos para toda a família Como consumidora, quando surgiram os 1ºs produtos femininos de uso pessoal Afinidade, pesquisa, avaliação dos produtos CRISTIANO MORLEY
  13. 13. Mais mulheres diplomadas em graduação, 57%, e 40% apenas em MBA´s São donas de 40% de todo universo de empresas americanas Controlam 51% da riqueza particular do país Compradoras ou influenciadoras na aquisição de 80% de todas as mercadorias nas famílias em que o casal trabalha, 22,7% das mulheres ganham mais que os maridos. CRISTIANO MORLEY
  14. 14. Desde o momento em que o consumidor acorda até o momento de dormir coexistem diversos com marcas e oportunidades de compra, em distintos formatos Blackwell
  15. 15. Os consumidores devem ser entendidos como aqueles que vão realmente ter a experiência de usar/consumir o produto ou serviço ao final dessa cadeia Simonetti CRISTIANO MORLEY
  16. 16. O Iniciador, O Influenciador, O Decisor, Comprador e Usuário Plataformas para atender necessidades de forma mais eficiente Árvore de decisão diferente no ato da compra Histórico de influências Gerenciamento de Categoria no Varejo CRISTIANO MORLEY
  17. 17. O papel da mulher se expande no ambiente de compra Responsável por itens da família Responsável por sua lista de interesse e uso pessoal CRISTIANO MORLEY
  18. 18. “As mulheres percebem o mundo através do próprio gênero. É uma questão de impressão genética” Popcorn e Marigold CRISTIANO MORLEY
  19. 19. Tecido conectivo maior, transmite rapidamente dados entres os dois lados do cérebro Potencializa tomadas de decisões mais rápidas e holísticas Sistema límbico das mulheres foi identificado em pesquisas como profundo e maior O homem tem um cérebro maior e mais células cerebrais Tendência de uso maior do lado esquerdo, compreendendo-os como mais lineares CRISTIANO MORLEY
  20. 20. “... marca é um nome, termo, símbolo, desenho ou uma combinação desses elementos, que deve identificar os bens ou serviços de um fornecedor ou grupo de fornecedores e diferenciá-los dos da concorrência” American Marketing Association Keller e Machado CRISTIANO MORLEY
  21. 21. Níveis de significados da marca Atributos, benefícios, valores, cultura, personalidade e usuário Como produto que contém outras dimensões que o diferenciam Diferenças competitivas no mercado: racionais e tangíveis Poder influenciador na percepção de qualidade do produto CRISTIANO MORLEY
  22. 22. Brand Equity como construção de marca forte pode ser baseada no cliente Customer-based Brand Equity abordagem sob a perspectiva do consumidor O Brand Equity depende de diferenças nas respostas do consumidor Rede associativa de memória, para a lembrança de marca com “nós” E os “elos” de ligação que representam a força da associação entre informações CRISTIANO MORLEY
  23. 23. Vantagens de aprendizagem - o fator conhecimento da marca apresenta relevância Vantagens de consideração - quando no momento de necessidade do consumidor Vantagens de escolha os consumidores que consideram as marcas eleitas Identificação de marca, significado de marca, respostas à marca, fidelidade CRISTIANO MORLEY
  24. 24. Universo feminino, como público potencial consumidor Estruturais mudanças familiares e profissionais da mulher Gênero como mais propenso às oportunidades de venda Responsável tanto pelas aquisições familiares quanto de bens pessoais Crescente participação no mercado de trabalho Seguimento que se apresenta com destacado crescimento Consumo feminino na qualidade de demanda latente CRISTIANO MORLEY
  25. 25. A construção de marca e sua valorização como patrimônio da empresa Branding consolida oportunidades para a indústria impactar o público feminino Entender o varejo como situação de consumo e shopper pela mulher Investimentos diversos pela indústria Lançamentos de novos produtos, Readequações, Extensões de linha CRISTIANO MORLEY

×