Figuras de linguagem

1.529 visualizações

Publicada em

Figuras de Linguagem

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.529
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
508
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Figuras de linguagem

  1. 1. FIGURAS DE LINGUAGEM AS PALAVRAS E SEUS SENTIDOS
  2. 2. Aliteração: repetição de sons consonantais.
  3. 3. “ Velho vento vagabundo!  No teu rosnar sonolento  Leva ao longe este lamento,  Além do escárnio do mundo. ” Cruz e Sousa
  4. 4. Assonância: consiste na repetição de sons vocálicos.
  5. 5. A onda a onda anda aonde anda a onda? onda ainda onda ainda anda aonde? aonde? a onda a onda. Manuel Bandeira
  6. 6. Paronomásia: consiste na aproximação de palavras de sons parecidos, mas de significados distintos.
  7. 7. “Eu que passo, penso e peço.”  "Na vida tudo passa, até uva-passa"
  8. 8. Anáfora: consiste na repetição de uma palavra no início de versos ou frases
  9. 9. “Amor é um fogo que arde sem se ver; É ferida que dói e não se sente; É um contentamento descontente; É dor que desatina sem doer .”
  10. 10. “Nem tudo que ronca é porco,  Nem tudo que berra é bode,  Nem tudo que reluz é ouro.”
  11. 11. Polissíndeto: consiste na repetição de conectivos ligando termos da oração ou elementos do período.
  12. 12. “E sob as ondas ritmadas e sob as nuvens e os ventos e sob as pontes e sob o sarcasmo[...]”
  13. 13. Metáfora: consiste em empregar um termo com significado diferente do habitual. A metáfora é uma comparação em que o conectivo comparativo fica subentendido.
  14. 14. “Meu pensamento é um rio subterrâneo.” “Seus olhos são dois oceanos.” “Minha vida é uma colcha de retalhos.”
  15. 15. Comparação: a diferença entre a comparação e a metáfora é que a comparação precisa de elementos comparativos (tal qual, como e outros).
  16. 16. “Ela é como uma linda flor do meu jardim.” “É que teu riso penetra n'alma Como a harmonia de uma orquestra santa.” Castro Alves “A Via-Láctea se desenrolava Como um jorro de lágrimas ardentes” Olavo Bilac
  17. 17. Metonímia: é um tipo de metáfora, só que mais intensa.  “Não tinha teto em que se abrigasse.” (teto em lugar de casa – Parte pelo todo)  “Sócrates tomou a morte.” (O efeito é a morte, a causa é o veneno)  “O meu irmãozinho adora danone.” (Marca pelo produto)  Gosto de ouvir Legião Urbana. (Autor pela obra) Entre outros
  18. 18. Antítese: consiste na aproximação de termos contrários, de palavras que se opõem pelo sentido.
  19. 19. “Não existiria som se não houvesse o silêncio Não haveria luz se não fosse a escuridão A vida é mesmo assim Dia e noite, não e sim”.
  20. 20. Paradoxo: Estruturalmente parece uma antítese, entretanto, as palavras em oposição anulam-se, ferindo uma lógica entre as palavras. (Oposição simultânea)
  21. 21. “Amor é ferida que dói e não se sente / É um contentamento descontente [...]” “E onde queres bandido sou herói.” (Caetano Veloso) "Já estou cheio de me sentir vazio." (Renato Russo)
  22. 22. Ironia: é a figura que apresenta um termo em sentido oposto ao usual, obtendo-se, com isso, efeito crítico ou humorístico.
  23. 23. “A excelente Dona Inácia era mestra na arte de judiar de crianças.” “Marcela amou-me durante quinze meses e onze contos de réis.” Machado de Assis)
  24. 24. Eufemismo: consiste em substituir uma expressão por outra menos brusca; em síntese, procura-se suavizar alguma afirmação desagradável. Ele enriqueceu por meios ilícitos. (para não dizer que ele roubou)
  25. 25. Hipérbole: trata-se de exagerar uma ideia com finalidade enfática. Ex.: “Estou morrendo de sede.” (em vez de estou com muita sede)
  26. 26. Pleonasmo: Consiste na repetição de um termo ou ideia, com as mesmas palavras ou não.
  27. 27. "E rir meu riso e derramar meu pranto” (Vinícius de Moraes) “Chove chuva, chove sem parar.” "Vi claramente visto o lume vivo" (Camões)
  28. 28. Prosopopeia, Humanização ou Personificação: consiste em atribuir a seres inanimados predicativos que são próprios de seres animados. “O jardim olhava as crianças sem dizer nada.”
  29. 29. Gradação: é a apresentação de ideias em progressão ascendente ou descendente "Surpreso, admira o seu porte, sentindo-se vivo, o maior, o invencível".
  30. 30. Catacrese: era um tipo de metáfora, que devido ao uso contínuo, perdeu o valor literário que tinha. Ex.: “O pé da mesa estava quebrado.”
  31. 31. Outros exemplos: folhas de livro  dente de alho  céu da boca  cabeça de prego asa da xícara 
  32. 32. Sinestesia: trata-se de mesclar, numa expressão, sensações percebidas por diferentes órgãos do sentido.
  33. 33. “A luz crua da madrugada invadia meu quarto.” “Cheiro verde” “Jefferson e sua voz aveludada” “Doces sensações de nostalgia.”

×