Filo Chordata (Cordados)
Profª Cristiane Bassani Medeiros
Características Gerais
o Triblásticos;
o Celomados;
o Deuterostômios;
o Herbívoros, carnívoros ou onívoros;
o Habitam dive...
Apresentam em pelo menos uma fase da vida:
o Notocorda: bastão fibroso e flexível localizado na região
dorsal. Fornece sus...
Classificação dos cordados
Protocordados
o Exemplo: Anfioxo;
o Animal marinho que vive quase sempre enterrado na areia;
o Notocorda persiste por toda...
Anatomia interna de um anfioxo
Protocordados
o Exemplo: taliáceos e ascídias;
o Exclusivamente marinhos e a maioria vive fixados às rochas;
o Corpo reves...
Anatomia interna de uma ascídia
Craniados
o Possuem crânio (proteção do encéfalo);
o Maioria com coluna vertebral (sustentação e proteção de
parte do sist...
Ágnatos
o Respiração branquial;
o Corpo cilíndrico e alongado;
o Boca circular e sem maxila;
o Notocorda presente em toda ...
Peixes
o Sistema digestório completo;
o Sistema circulatório fechado;
o Coração com duas cavidades (um átrio e um
ventrícu...
o Nadadeiras pares (estabilidade e agilidade na natação);
o Nadadeira caudal bem desenvolvida;
o Linha lateral;
o São ecto...
Peixes cartilaginosos
(Chondrichthyes)
o Representados por tubarões, cações, raias e quimeras;
o Esqueleto cartilaginoso c...
o Nadadeira pélvica se diferencia em clásper;
o Possuem cloaca (sistema excretor e reprodutor);
o Dioicos, fecundação inte...
Tubarão
QuimeraRaia
Cação
Cloaca
Clásper
Peixes ósseos
(Osteichthyes)
o Representados por todos os peixes não citados
anteriormente;
o Esqueleto ósseo;
o Glândulas...
o Flutuação controlada pela bexiga natatória;
o Dioicos, fecundação externa, ovíparos e desenvolvimento
direto ou indireto...
Anfíbios
o Parte da vida no meio terrestre;
o Pele fina, lisa, sem escamas e úmida (glândulas mucosas);
o Pele pobre em qu...
o São carnívoros;
o Dentículos em uma ou ambas as maxilas;
o Língua elásticas e pegajosa;
o São ectotérmicos;
o Fecundação...
Classificação dos Anfíbios
o Do grego an, “sem”, e oura, “cauda”;
o Rãs, pererecas e sapos;
o Sem cauda na fase adulta;
o ...
Classificação dos Anfíbios
o Do grego oura, “cauda”, e delos, “evidente”;
o Salamandras;
o Corpo alongado, cauda e membros...
Classificação dos Anfíbios
o Do grego gymné, “nu”, e ophis, “serpente”;
o Cobras-cegas ou cecílias;
o Corpo alongado e sem...
2 ano cordados peixes_anfíbios
2 ano cordados peixes_anfíbios
2 ano cordados peixes_anfíbios
2 ano cordados peixes_anfíbios
2 ano cordados peixes_anfíbios
2 ano cordados peixes_anfíbios
2 ano cordados peixes_anfíbios
2 ano cordados peixes_anfíbios
2 ano cordados peixes_anfíbios
2 ano cordados peixes_anfíbios
2 ano cordados peixes_anfíbios
2 ano cordados peixes_anfíbios
2 ano cordados peixes_anfíbios
2 ano cordados peixes_anfíbios
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2 ano cordados peixes_anfíbios

162 visualizações

Publicada em

Características gerais dos cordados, peixes e anfíbios
2º ano do Ensino Médio

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
162
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2 ano cordados peixes_anfíbios

  1. 1. Filo Chordata (Cordados) Profª Cristiane Bassani Medeiros
  2. 2. Características Gerais o Triblásticos; o Celomados; o Deuterostômios; o Herbívoros, carnívoros ou onívoros; o Habitam diversos locais; o Simetria bilateral; o Reprodução sexuada.
  3. 3. Apresentam em pelo menos uma fase da vida: o Notocorda: bastão fibroso e flexível localizado na região dorsal. Fornece sustentação. o Tubo nervoso dorsal: origina o sistema nervoso. o Cauda pós-anal: auxilia na locomoção do animal. Pode desaparecer completamente. o Fendas faringianas ou branquiais: orifícios localizados na faringe. Origina as brânquias ou são associadas à alimentação.
  4. 4. Classificação dos cordados
  5. 5. Protocordados o Exemplo: Anfioxo; o Animal marinho que vive quase sempre enterrado na areia; o Notocorda persiste por toda a vida do animal, e junto com a cauda pós-anal, ajuda na locomoção; o Fendas faringianas filtram o alimento e realizam a respiração; o Dioicos, fecundação externa e desenvolvimento indireto; o Sistema nervoso dorsal.  Cefalocordados
  6. 6. Anatomia interna de um anfioxo
  7. 7. Protocordados o Exemplo: taliáceos e ascídias; o Exclusivamente marinhos e a maioria vive fixados às rochas; o Corpo revestido por uma estrutura denominada túnica; o São animais filtradores (água entra pelo sifão inalante e sai pelo sifão exalante); o Fase adulta sem tubo nervoso dorsal, cauda pós-anal e notocorda; o Reprodução sexuada (maioria monoica) ou assexuada por brotamento formando colônias e desenvolvimento indireto.  Urocordados
  8. 8. Anatomia interna de uma ascídia
  9. 9. Craniados o Possuem crânio (proteção do encéfalo); o Maioria com coluna vertebral (sustentação e proteção de parte do sistema nervoso); o Notocorda e fendas faringianas podem desaparecer na fase adulta; o Possuem endoesqueleto (ósseo ou cartilaginoso); o É dividido em: • Agnatos (sem maxila); • Gnatostomados (com maxila).
  10. 10. Ágnatos o Respiração branquial; o Corpo cilíndrico e alongado; o Boca circular e sem maxila; o Notocorda presente em toda a vida; o Crânio cartilaginoso; o Pele lisa, sem escamas; o Representados por: • Feiticeiras: com crânio e sem coluna vertebral; • Lampreias: com crânio e coluna vertebral.
  11. 11. Peixes o Sistema digestório completo; o Sistema circulatório fechado; o Coração com duas cavidades (um átrio e um ventrículo); o Respiração branquial; o Formato hidrodinâmico do corpo e escamas auxiliam na natação;
  12. 12. o Nadadeiras pares (estabilidade e agilidade na natação); o Nadadeira caudal bem desenvolvida; o Linha lateral; o São ectotérmicos; o Divididos em peixes cartilaginosos e peixes ósseos; Peixes
  13. 13. Peixes cartilaginosos (Chondrichthyes) o Representados por tubarões, cações, raias e quimeras; o Esqueleto cartilaginoso com resquícios da notocorda; o Óleo no fígado auxilia na flutuação; o Boca com posição ventral e dentes serrilhados; o Fendas branquiais; o Estruturas sensoriais como narinas (detectam estímulos químicos) e ampolas de Lorenzini (detecção de campo elétricos) auxiliam na predação;
  14. 14. o Nadadeira pélvica se diferencia em clásper; o Possuem cloaca (sistema excretor e reprodutor); o Dioicos, fecundação interna e desenvolvimento direto; o Podem ser: • Ovíparos: ovos no ambiente externo; • Vivíparos lecitotróficos: ovos dentro da fêmea; • Vivíparos: fêmea “dá a luz” ao filhote. Peixes cartilaginosos (Chondrichthyes)
  15. 15. Tubarão QuimeraRaia Cação
  16. 16. Cloaca Clásper
  17. 17. Peixes ósseos (Osteichthyes) o Representados por todos os peixes não citados anteriormente; o Esqueleto ósseo; o Glândulas secretoras de muco sobre as escamas; o Boca em posição anterior; o Opérculo protege as brânquias e direciona a circulação da água no corpo do peixe;
  18. 18. o Flutuação controlada pela bexiga natatória; o Dioicos, fecundação externa, ovíparos e desenvolvimento direto ou indireto; o As larvas são chamadas alevinos; o Nos dipnoicos, a bexiga natatória participa da respiração, retirando gás oxigênio do ar ou do sangue. Ex.: Piramboia. Peixes ósseos (Osteichthyes)
  19. 19. Anfíbios o Parte da vida no meio terrestre; o Pele fina, lisa, sem escamas e úmida (glândulas mucosas); o Pele pobre em queratina; o Presença de glândulas paratoides nos sapos, que liberam veneno quando pressionadas; o Respiração branquial nas larvas; o Respiração cutânea e pulmonar nos adultos; o Sistema circulatório fechado; o Coração com três cavidades (dois átrios e um ventrículo);
  20. 20. o São carnívoros; o Dentículos em uma ou ambas as maxilas; o Língua elásticas e pegajosa; o São ectotérmicos; o Fecundação geralmente externa, com desenvolvimento indireto; o A larva é chamada é aquática (girino) e sofre metamorfose; o Geralmente são dioicos e possuem rituais de acasalamento; o Sistema digestório completo (cloaca); o Alguns possuem cuidado parental. Anfíbios
  21. 21. Classificação dos Anfíbios o Do grego an, “sem”, e oura, “cauda”; o Rãs, pererecas e sapos; o Sem cauda na fase adulta; o Quatro membros desenvolvidos; o Pernas alongadas e adaptadas ao salto; o Sacos vocais emitem sons na época do acasalamento, atitude conhecida como coaxar.  Anuros
  22. 22. Classificação dos Anfíbios o Do grego oura, “cauda”, e delos, “evidente”; o Salamandras; o Corpo alongado, cauda e membros curtos; o Podem medir de 15cm até 1,5m; o Habitam principalmente regiões temperadas do Hemisfério Norte; o Podem apresentar desenvolvimento direto (terrestres) ou indireto (aquáticas); o Adultos podem possuir características da fase larval, como cauda e brânquias, fenômeno conhecido como pedomorfose.  Urodelos
  23. 23. Classificação dos Anfíbios o Do grego gymné, “nu”, e ophis, “serpente”; o Cobras-cegas ou cecílias; o Corpo alongado e sem apêndice; o Passam a maior parte da vida embaixo do solo; o Olhos pouco desenvolvidos ou ausentes; o Possuem tentáculos sensoriais próximo às narinas.  Ápodes ou Gimnofionas

×