O Iluminismo

19.957 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
19.957
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
88
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Iluminismo

  1. 1. <ul><li>A cultura e o iluminismo em Portugal face à Europa </li></ul>
  2. 2. Escola Básica 2,3 da Cruz de Pau Disciplina: História Professora: Sílvia Mendonça Nome: Tatiana Turma: 8º B Numero: 23 Ano Lectivo: 2008/2009
  3. 3. Índice: Introdução ----------------------------------------------------------------------------- 1 O iluminismo na Europa e em Portugal ------------------------------------ 2,3,4,5 Imagens relativamente ás academias, bibliotecas… --------------------- 6,7,8 Iluministas mais conhecidos ------------------------------------------------- 9,10,11, 12,13,14 Resumo ---------------------------------------------------------------------------- 15,16 Conclusão ------------------------------------------------------------------------ 17 Bibliografia ------------------------------------------------------------------------- 18,19, 20.
  4. 4. <ul><li>Introdução: </li></ul><ul><li>Na disciplina de História a professora Sílvia Mendonça solicitou os alunos para que eles fizessem um trabalho cujo tema seria atribuído por páginas do livro, mas que também poderiam ser retiradas informações de livros ou da internet. </li></ul><ul><li>Com este trabalho pretendo a ficar a saber o que é o iluminismo e de várias coisas alusivas a esse tema. </li></ul><ul><li>Espero que gostem. </li></ul>
  5. 5. O Iluminismo na Europa e em Portugal! Século XVIII Europa cria movimento chamado Movimento das Luzes ou Iluminismo Consiste em instruir (ensinar) o Homem com a luz da sabedoria e da cultura Este movimento defendia o: Espírito de tolerância As ideias de progresso e de liberdade E valorização da razão.
  6. 6. <ul><li>Para as ideias sobre o iluminismo terem sido postas em pratica os governantes tiveram de: </li></ul><ul><li>Melhorar as condições de vida da população </li></ul><ul><li>Fundar escolas onde o ensino seguisse os princípios da Razão e do Progresso, única forma de libertar o Homem da ignorância e do obscurantismo. Ele seria tanto mais livre e feliz quanto mais instruído ou iluminado fosse. </li></ul><ul><li>Impedir a acção de instituições repressivas como, por exemplo, a inquisição. </li></ul><ul><li>A acção destes déspotas esclarecidos ou iluminados tinha como objectivo promover o desenvolvimento cultural do seu país e melhorar as condições de vida dos grupos não privilegiados. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>A critica da ordem estabelecida e a difusão das novas ideias: </li></ul><ul><li>As revoluções liberais foram conduzidas por uma serie de “desejos” </li></ul><ul><li>O desejo de uma sociedade mais igualitária </li></ul><ul><li>O desejo de um novo regime politico…. </li></ul><ul><li>Que se basearam na : </li></ul><ul><li>Separação de poderes e : </li></ul><ul><li>Na soberania popular . </li></ul>
  8. 8. As ideias das luzes propagaram se, rapidamente, por toda a Europa e América do Norte mas para isso ouve uma contribuição de: Academias e associações de cientistas que desenvolveram investigações e experiencias que logo depois foram divulgadas em livros e jornais “ Encyclopédie” uma obra dirigida por Diderot e D'Alembert composta por 35 volumes que foi publicada entre 1751 e 1772. A maçonaria, que teria sido reorganizada em Inglaterra em 1717 que era constituída essencialmente por: nobres; filósofos e cientistas. Estes defendiam a valorização da razão, o Progresso e a Igualdade. Os clubes, cafés e salões onde se discutiam ideias e se transmitiam conhecimentos. As universidades que contribuíam com as suas vastas bibliotecas.
  9. 9. Encyclopédie: publicada entre 1751 e 1772.Feita por vários intelectuais e cientistas Academias: desenvolviam investigações e experiencias em vários domínios que depois eram divulgadas em livros e jornais Imagens relativamente ás academias, bibliotecas…
  10. 10. Maçonaria: Era uma associação de carácter Universal, cujos membros acreditavam nos princípios de liberdade democracia, igualdade, aperfeiçoamento intelectual e fraternidade. Por isso foi uma associação iniciática, filosófica e educativa. Salões, cafés e clubes: eram (actualmente ainda são) lugares de convívio onde se discutiam ideias.
  11. 11. Vastas bibliotecas de universidades: serviam também para se discutirem ideias e transmitiam conhecimentos.
  12. 12. Iluministas mais conhecidos: .John Locke (1632 - 1704), foi um filósofo inglês Bento de Espinosa , foi um filósofo francês.
  13. 13. Montesquieu (Charles-Louis de Secondat, barão de La Brède e de Montesquieu) (1689-1755) ; foi um filósofo francês. Voltaire (codinome de François-Marie Arouet)(1694-1778), foi um filósofo e escritor francês.
  14. 14. Benjamin Franklin (1706-1790); foi um Naturalista francês. David Hume (1711-1776), foi um filósofo e historiador escocês.
  15. 15. Jean – Jacques Rousseau (1712-1778), Foi um filósofo, escritor, teórico, politico E compositor suíço. Denis Diderot (1713-1784) , foi um Filósofo e um escritor francês.
  16. 16. Adam Smith (1723-1790), foi um Economista e filósofo escocês. Immanuel Kant (1724-1804), foi um Filósofo alemão.
  17. 17. Gotthold Ephraim Lessing(1729–1781), Foi um escritor, dramaturgo e filósofo Alemão. Edward Gibbon (1737–1794), foi um Historiador inglês.
  18. 18. Resumo: Iluminismo Fundou-se durante o século XVIII (18). Procurar instruir o Homem com a “ Luz da sabedoria” A pratica só vinha depois do governante: Melhorar as condições de vida da população. Fundar escolas para que as pessoas fossem instruídas. Impedir o movimento de instituições repressivas como a inquisição.
  19. 19. <ul><li>O desejo de uma sociedade mais igualitária e de um novo regime politico fizeram com que as ideias iluministas se propagassem mais rapidamente . Para isso contribuíram: </li></ul><ul><li>As vastas bibliotecas </li></ul><ul><li>A maçonaria </li></ul><ul><li>A Encyclopédie Os clubes; cafés e salões </li></ul>As academias, as associações de cientistas e intelectuais
  20. 20. <ul><li>Conclusão: </li></ul><ul><li>Com este trabalho fiquei a saber o que era o iluminismo; quais os seus meios de propagação, quais os iluministas mais célebres… </li></ul><ul><li>Espero que vos tenha transmitido a mesma informação e que tenham percebido. </li></ul>
  21. 21. <ul><li>Bibliografia/webgrafia: </li></ul><ul><li>correiogourmand.com.br </li></ul><ul><li>cibelle.fotofrog.com.br </li></ul><ul><li>www.utdallas.edu </li></ul><ul><li>www.casadellibro.com </li></ul><ul><li>students.coleurop.be </li></ul><ul><li>curosophia.com </li></ul><ul><li>germanhistorydocs.ghi-dc.org </li></ul><ul><li>www.phiredup.com </li></ul><ul><li>www.nndb.com </li></ul>
  22. 22. <ul><li>www.elpais.com </li></ul><ul><li>www.philos-website.de </li></ul><ul><li>www.patrimonioslz.com.br </li></ul><ul><li>www.scielo.br </li></ul><ul><li>herodoto4.blogspot.com </li></ul><ul><li>www.wikipédia.com </li></ul><ul><li>acpc.br.pt </li></ul><ul><li>www.colegiosaofrancisco.com.br </li></ul><ul><li>dalvaradoprf313.wordpress.com </li></ul><ul><li>logistikon.blogspot.com </li></ul>
  23. 23. <ul><li>www.e-cultura.pt </li></ul><ul><li>Tomar.weblog.com </li></ul><ul><li>Oliveira, Ana - Novo História 8 volume I, Texto Editores , páginas 120 e 121, Lisboa, 1º edição, 3º tiragem, ISBN, 978-972-47-8. </li></ul>
  24. 24. FIM

×