Apresentacao proinfancia

390 visualizações

Publicada em

Estrutura e organização da Educação Infantil

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
390
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentacao proinfancia

  1. 1. Estrutura e Organização do Funcionamento da Educação Infantil (arquivo da Creche Carochinha)
  2. 2. Proposta Pedagógica É a identidade de uma instituição educativa. Revela: contexto, história, sonhos, desejos, crenças, valores, saberes e concepções e, a partir disso, os princípios e diretrizes que orientam sua ação de educar e cuidar crianças.
  3. 3. Considerações importantes  Toda instituição possui uma proposta que, na prática, se materializa nas ações, mesmo quando ela não está registrada.  A sistematização convida à reflexão.  Uma proposta pedagógica é dinâmica, e em continua construção.
  4. 4. Fundamentos legais e pedagógicos da proposta pedagógica  Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB 9394/96) - estabelecimentos de ensino elaboram suas propostas pedagógicas com a participação dos professores.  Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil – Resolução CEB nº 1, 7/04/99 - princípios, fundamentos e procedimentos que orientam as IEI na articulação, no desenvolvimento e na avaliação das propostas.  Regulamentação da Educação Infantil definida pelo Conselho Municipal de Educação ou pelo Conselho Estadual de Educação
  5. 5. implementação e avaliação da proposta Proposta Pedagógica sistematizada Organização Provisoriedade Compromisso Intencionalidade Unidade/coerência Participação Consistência Contexto
  6. 6. Alguns elementos constitutivos  História da instituição.  Contexto sócio-político-cultural.  Concepção de:  educação infantil;  aprendizagem e conhecimento;  infâncias e crianças,  indissociabilidade entre educar e cuidar;  diversidade e pertencimento  Objetivos.
  7. 7. Alguns elementos constitutivos  Organização e gestão do trabalho:  eixos e aspectos a serem trabalhados;  tempos; espaços e materiais;  planejamento, acompanhamento e avaliação;  critérios de matrícula; enturmação e agrupamentos das crianças;  quadro de recursos humanos;  condições de trabalho dos profissionais;  múltiplas relações e interações que se estabelecem entre os diversos atores envolvidos.
  8. 8. Critérios de matrícula  Devem ser transparentes, amplamente discutidos e divulgados na comunidade, inclusivos e regulamentados pelos Conselho Estadual ou Municipal.
  9. 9. Enturmação  Enturmação é a forma como a instituição agrupa as crianças.  É importante que a criança tenha um grupo de referência na instituição:  para a criança: é um fator de segurança, aprofundando e tornando as amizades sólidas;  para a família: cria uma rede de relações;  para a professora: condições de planejamento e organização do trabalho.
  10. 10. Organização dos agrupamentos de crianças Deve ser:  dinâmica e assegurada no planejamento tanto da instituição, quanto do grupo de professores;  considera a criança e seu tempo de formação;  coerente com os espaços físicos da instituição e com os aspectos da prática pedagógica;  flexível em relação aos espaços, às idades e às atividades, possibilitando interações diversas.
  11. 11. Razão professora/criança  O número de crianças nos agrupamentos deve considerar características do espaço físico, do grupo de crianças, do quadro de pessoal.  Observar a regulamentação estadual ou municipal.
  12. 12. Organização dos espaços, materiais e ambientes  A organização dos espaços revela as concepções presentes e a forma como as crianças estão sendo convidadas a aprender sobre o mundo e sobre si mesmas.  Características: desafiador, flexível, interativo, revelador das produções das crianças, adequado às especificidades das faixas etárias da educação infantil.
  13. 13. Quadro de recursos humanos da instituição Definido na proposta pedagógica:  Direção.  Coordenação pedagógica.  Docentes – exigência legal para a formação inicial e continuada. Conhecimentos necessários. Rede pública – Exigência de concurso e plano de carreira.  Funcionários.
  14. 14. Sujeitos envolvidos na elaboração, implementação e avaliação da Proposta Pedagógica  Adultos responsáveis – papéis diferenciados (família, professores, direção, coordenação, funcionários).  Elaborar, implementar e avaliar uma proposta é tarefa de toda instituição, todos precisam se sentir responsáveis pelo processo educativo.  É preciso criar canais de participação e organizar espaços e tempos para que todos possam discutir, opinar, decidir, propor e acompanhar ativamente o processo.
  15. 15. Estratégias de construção de relacionamento entre família e a instituição  Organização: envolver os pais nas decisões relativas à organização das propostas e do trabalho cotidiano.  Comunicação clara: mural, parede da escola, reuniões coletivas, individuais.  Intercâmbio: trocas constantes, cada família tem uma expectativa em relação à educação das crianças – entrevista inicial, ficha de caracterização, processo de acolhida.
  16. 16. O tempo gira como o sol: mas o tempo que volta não é o mesmo tempo porque eu não faço 5 anos toda vez que é meu aniversário. (Donald, criança italiana de 5 anos e 4 meses – citado no Livro “O coletivo infantil em creches e pré-escolas: falas e saberes”. Ana Lúcia Goulart de Faria (org.) Cortez ED. 2007.p.15)

×