Teoria de produção e de custos

1.151 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.151
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teoria de produção e de custos

  1. 1. 2 Indice 1. Introdução ................................................................................................................................ 3 1.1. Objectivos......................................................................................................................... 3 1.1.1. Geral .......................................................................................................................... 3 1.1.2. Especificos ................................................................................................................ 3 2. Metodologia ............................................................................................................................. 4 3. Revisão bibliografica ............................................................................................................... 4 Graficos: Representação dos diferentes custos ............................................................................... 7 3. Conclusão ................................................................................................................................ 8 4. Referências Bibliográficas ....................................................................................................... 9
  2. 2. 3 1. Introdução Uma das questões mais importantes da Economia diz respeito à produção, seja esta de bens materiais ou de serviços. O processo produtivo corresponde à combinação técnica de diferentes fatores de produção em busca da fabricação de determinada quantidade de bens (Kwasnicka, 2000) citado por FERREIRA, 2001. Uma empresa busca aperfeiçoar seu processo produtivo de modo a ampliar sua capacidade de produção e ganhar espaço em seu Mercado(Kwasnicka; citado por FERREIRA, 2001). A produção pode ser definida como o processo pelo qual uma firma transforma os fatores de produção adquiridos em produtos ou serviços para a venda no mercado. Assim, pode-se dizer que a firma ou empresa é uma intermediária comprando insumos (inputs, fatores de produção), combinando-os segundo um processo de produção escolhido e vendendo produtos (outputs) no mercado (GENEROSO; 2002) O processo de produção pode ser entendido como a técnica pelo qual um ou mais produtos são obtidos pela utilização de determinadas quantidades de fatores de produção. Se esse processo for simples, obter-se-á, com a combinação dos fatores, um único produto; quando, pela combinação dos fatores for possível produzir mais de um produto, ter-se-á um processo de produção múltipla (CARVALHO, 1989) citado por NETO; 1990. O estudo sobre a produção é um dos mais interessantes e importantes temas da ciência econômica. Nele é analisado como a empresa se comporta de modo a melhorar sua eficiência produtiva, ou seja, aproveitar ao máximo sua capacidade de produção com vistas à maximização do lucro (GENEROSO, 2002). Assim, o estudo dos processos produtivos é de vital importância para o bom desempenho da firma no ambiente econômico. A busca pela maior produção é simultânea à luta pela redução de custos. 1.1.Objectivos 1.1.1. Geral  Falar da produção e custos; 1.1.2. Especificos  Identificar e definir os conceitos basicos da função produção;  Descrever os diferentes tipos de custos;  Falar da teoria de produção e de custos e sua importância;
  3. 3. 4 2. Metodologia  Revisão bibliograficas – Que consistiu em consultar diferentes artigos publicados relacionados com o tema, seguida da sua analise, sintese e posterior redição dos aspectos tidos como relevantes para o presente trabalho. 3. Revisão bibliografica 3.1.Conceitos basicos de Função de produção  Produção: é o processo de transformação dos factores adquiridos pela empresa em produtos para a venda no mercado.  Função produção (Q = f (K, L) - Expressa a relação entre o volume de bens produzidos e a quantidade de factores necessários para a sua produção.  Produto total - é a quantidade do produto que se obtem da utilização do factor variavel, mantendo-se fixa a quantidade dos demais factores (Pt=Q). Exemplo: Produção de 2500 longalinas de Eucaliptus em 1ha de espaçamento de 2m*2m, onde o factor variavel é a terra.  Produto Medio – é o produto total por unidade do factor variavel: (Pmel= PT/L).  Produtividade media do factor – é o resultado do quociente da quantidade total produzida pela quantidade utilizada desse factor; assim tem-se: 𝑄𝑢𝑛𝑎𝑡𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 𝑑𝑜 𝑝𝑟𝑜𝑑𝑢𝑡𝑜 a. Produtividade media da mão-de-obra: Pmen = 𝑛𝑢𝑚𝑒𝑟𝑜 b. Produtividade media do capital: Pmek = c. Produtividade média da terra: Pmet = 𝑑𝑒 𝑡𝑟𝑎𝑏𝑎𝑙ℎ𝑎𝑑𝑜𝑟𝑒𝑠 𝑄𝑢𝑎𝑛𝑡𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 𝑑𝑜 𝑝𝑟𝑜𝑑𝑢𝑡𝑜 𝑁𝑢𝑚𝑒𝑟𝑜 𝑑𝑒 𝑚𝑎𝑞𝑢𝑖𝑛𝑎𝑠 𝑄𝑢𝑎𝑛𝑡𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 𝑝𝑟𝑜𝑑𝑢𝑧𝑖𝑑𝑎 á𝑟𝑒𝑎 𝑐𝑢𝑙𝑡𝑖𝑣𝑎𝑑𝑎  Produto Marginal – é variaço do produto total resultante da utilização de uma unidade adicional do factor variavel: PmgL = (Qx – Qx-1).  Produtividade marginal do fator – é relação entre as variações do produto total e as variações da quantidade utilizada do factor. a. Produtividade marginal da mão-de-obra: Pmgn = b. Produtividade marginal do capital: Pmgk = c. Produtividade marginal da terra: Pmgt = 𝑉𝑎𝑟𝑖𝑎çã𝑜 𝑑𝑜 𝑝𝑟𝑜𝑑𝑢𝑡𝑜 𝐴𝑐𝑟𝑒𝑠𝑐𝑖𝑚𝑜 𝑑𝑒 1 𝑢𝑛𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 𝑑𝑒 𝑚𝑎𝑜 𝑑𝑒 𝑜𝑏𝑟𝑎 𝑉𝑎𝑟𝑖𝑎çã𝑜 𝑑𝑜 𝑝𝑟𝑜𝑑𝑢𝑡𝑜 𝐴𝑐𝑟𝑒𝑠𝑐𝑖𝑚𝑜 𝑑𝑒 1 𝑢𝑛𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 𝑑𝑜 𝑓𝑎𝑐𝑡𝑜𝑟 𝑐𝑎𝑝𝑖𝑡𝑎𝑙 𝑉𝑎𝑟𝑖𝑎çã𝑜 𝑑𝑜 𝑝𝑟𝑜𝑑𝑢𝑡𝑜 𝐴𝑐𝑟𝑒𝑠𝑐𝑖𝑚𝑜 𝑑𝑒 1 𝑢𝑛𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 𝑑𝑒 á𝑟𝑒𝑎 𝑐𝑢𝑙𝑡𝑢𝑣𝑎𝑑𝑎
  4. 4. 5 3.2.Teoria de Produção e de Custos Fatores de produção são bens ou serviços que possam ser transformados pelo processo produtivo em novos produtos. Ou seja, elementos que a empresa utiliza no processo produtivo. Os fatores de produção são, de maneira geral, os bens ou serviços transformáveis no processo. Existem fatores de produção primários e secundários. Os primários correspondem àqueles que não são produzidos por outra empresa, e os fatores de produção secundários, derivam do processo produtivo realizado por alguma empresa. Portanto, os fatores primários são os fatores naturais que existem independentemente da ocorrência de processo produtivo anterior. Já os secundários são os que necessitam da realização de processo produtivo para criá-los (CARVALHO, 1989) citado por: (FERREIRA, 2001). O processo de produção é composto por dois fatores: trabalho e capital. O fator de produção “capital” é composto por toda a tecnologia, maquinários e terras que a empresa possui. O fator “trabalho”, por sua vez, se refere à quantidade de mão-de-obra disponível para utilização no processo produtivo da empresa (CHIAVENATO, 1998). O processo produtivo pode ser classificado em “capital intensivo” ou em “mão-de-obra intensiva”. O processo produtivo é de capital intensive quando o fator mais utilizado é o capital. Já quando o fator de produção mais utilizado é o trabalho, o processo produtivo é classificado de mão-de-obra intensive (NETO, 1990). A relação técnica entre a quantidade física de fatores e a quantidade física da produção em determinado período de tempo é exposta pela função de produção. A função de produção pode ser definida como a relação entre a produção de um bem e os insumos ou fatores necessários para produzi-lo. Uma função de produção pode ser apresentada na forma genérica Q = f (L, K), onde Q é a produção total, L é o fator de produção trabalho e K é o fator de produção capital. Outros fatores, como as matérias-primas, podem também fazer parte da função de produção (SANDRONI, 1987). Citado por NETO; 1990. A teoria de produção propriamente dita, preocupa-se com a relação tecnica ou tecnologica entre a quantidade fisica de produtos (outputs) e de factores (inputs), enquanto que a teoria de custos de produção relaciona a quantidade fisica de produtos com os preços dos factores de producao.
  5. 5. 6 3.2.1. Importância de Produção e Custos  Servem de base para análise das relações existentes entre produção e custos de produção;  Servem de apoio para a analise da procura da empresa com relação aos factores de produção que utilizam (Para produzir bens, as empresas dependem da disponibilidade de factores de producao). 3.2.2. Classificação dos Custos de Produção a. Custos fixos e Variáveis; 1. Custos fixos: São aqueles que contabilizam os gastos com os fatores fixos (construções, canais, estrutura hidráulica, aeradores, balanças); 2. Custos variáveis: São aqueles que contabilizam a compra dos fatores variáveis (rações, medicamento). b. Curto e Longo prazo. 1. Curto prazo - Consideram-se os custos fixos e variáveis. 2. Longo prazo - Todos os factores variam, portanto apresentando somente custos variáveis. c. Custos Totais (CT) - São a soma dos custos fixos(CF) e variáveis (CV) realizados durante o processo produtivo; Matematicamente: CT = CV + CF d. Custos unitários: São os custos por unidade do produto. Os custos unitários envolvem o custo fixo médio (CFMe), o custo variável médio (CVMe), o custo médio (CMe), e o custo marginal (CMa). Matematicamente:  CFMe = CF/Q  CVMe = CV/Q  Cma = dCT/dQ  CMe=CT/Q=(CF+CV)/Q A análise dos custos de produção é feita em termos de custos totais ou de custos unitários.
  6. 6. 7 Graficos: Representação dos diferentes custos
  7. 7. 8 3. Conclusão Os conceitos basicos a ter em conta quando se fala da função produção são: a função produção, produto total, produto médio e produto marginal. Onde função produção (Q = f (K, L) - é a relação entre o volume de bens produzidos e a quantidade de factores necessários para a sua produção; Produto total, a quantidade do produto que se obtem da utilização do factor variavel, mantendo-se fixa a quantidade dos demais factores (Pt=Q; Produto Medio, que é o produto total por unidade do factor variavel: (Pmel= PT/L); e Produto Marginal que é variaço do produto total resultante da utilização de uma unidade adicional do factor variavel: PmgL = (Qx – Qx-1). A produtividade media e marginal em função do factor constitui a quantidades do produto pelo factor em causa. Havendo para ambos em função a mão-de-obra, capital, bem como em função a terra. Os custos são classificados em fixos e variaveis, onde os custos fixos são aqueles que contabilizam os gastos com os fatores fixos, enquanto custos variáveis as que contabilizam a compra dos fatores variáveis. Os de curto e longo prazo, nos de curto prazo consideram-se os custos fixos e variáveis e nos longo prazo todos os factores variam. Os custos ainda podem ser classificados em custos totais são a soma dos custos fixos e variáveis realizados durante o processo produtivo; e os custos unitários que são os custos por unidade do produto,envolvendo o custo fixo médio (CFMe), o custo variável médio (CVMe), o custo médio (CMe), e o custo marginal (CMa). O processo de produção é composto por dois fatores: trabalho e capital. O fator de produção capital é composto por toda a tecnologia, maquinários e terras. O fator trabalho refere à quantidade de mão-de-obra disponível para utilização no processo produtivo. Assim o processo produtivo é classificado em função do factor mais utilizado (capital intensivo ou em mão-de-obra intensive). A função de produção pode ser definida como a relação entre a produção de um bem e os insumos ou fatores necessários para produzi-lo (Q = f (L, K). A produção e custos servem de base para análise das relações existentes entre produção e custos de produção; bem como no apoio para a analise da procura da empresa com relação aos factores de produção que utilizam.
  8. 8. 9 4. Referências Bibliográficas  CARVALHO, Marcell; Teoria da Produção; Portugal; 1989; 89pp.  CHIAVENATO, Idalberto; Administração - Teoria, Processo e Prática; Brasil; Editora Campus; 1998; 22pp.  FERREIRA, Simone Bacellar Leal; Introdução à Administração; Editora Atlas; Serviço Brasileiro de apoio às Micro e Pequenas Empresas- SEBRAE; 2001; 76pp.  GENEROSO, Ruy Alexandre; Funções Centrais das Empresas; 2002; 45pp.  http://www.academiaeconomica.com/2013/04/funcao-de-producao.html, acessado no dia 29/09/2013, às 12 horas.  NETO, Giácomo Balbinotto; Teoria Microeconômica I; UFRGS; Brasil; 1990; 34pp.

×