Causas da degradação de solos em moçambique, ppoint

8.707 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.707
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
82
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Causas da degradação de solos em moçambique, ppoint

  1. 1. Degradação de solo Degradação do solo é a modificação das características físicas, químicas e biológicas do solo. A exposição do solo à alguns agentes físicos e químicos, contribui para o processo de degradação, e consequentemente ocorre a diminuição da produtividade. As formas para se degradar o solo são diversas, as mais comuns são; desmatamento, expansão desordenada de cidades, poluição, uso de substâncias tóxicas e o intemperismo. A degradação pode contribuir para a deterioração do solo, sendo ela por interferência humana ou por factores naturais, incluindo as variações climáticas.
  2. 2. Causas da degradação do solo A principal causa da degradação dos solos é a utilização inadequada dos mesmos; que se deve, segundo GEF (2003), a três fenómenos: práticas agrícolas inadequadas; excesso de pastoreio e desflorestação. Práticas agrícolas modernas, utilizadas sem critério, com densidades excessivas e com os períodos de pousio cada vez mais curtos, com ou sem fertilizantes, podem levar ao enfraquecimento da capacidade natural do solo de recuperar a sua fertilidade, levando assim à sua degradação e à redução da sua produtividade agrícola. Em solos irrigados, a principal causa da degradação é a má gestão dos sistemas de água e de irrigação, que levam frequentemente ao encharcamento e à salinização do solo, reduzindo ainda a produtividade agrícola.
  3. 3. Causas da degradação (cont.)  As cabeças de gado e outros herbívoros degradam o solo de dois modos: promovendo maior perda da cobertura vegetal, pelo consumo e, maior compactação do solo sob as patas dos mesmos.  Dentre as várias actividades humanas, o abate de árvores, queimadas descontroladas, práticas inadequadas na agricultura, o uso e aproveitamento de terras em áreas propensas à erosão de solos; influencia na degradação dos solos em Moçambique.  A desflorestação é uma perda de coberto florestal, que leva consequentemente à degradação de solos.  Segundo SANTOS (2009), a desflorestação é a principal causa da degradação de solos, em particular quando seguida de sobre-exploração agrícola e sobre-pastoreio em áreas não adequadas para a agricultura.
  4. 4. Consequências da degradação desolos Segundo as organizações CIAT, TSBF e ICRAF (2002) citadas por SANTOS (2009), a degradação dos solos leva: À redução da cobertura vegetal; Ao aumento das alterações dos habitats naturais; À redução da qualidade da água; Ao aumento do risco de insectos e doenças devido à redução da capacidade de controlo biológico; Ao aumento da prevalência de eventos catastróficos como deslizamentos de terras e cheias; Quando o solo estiver no seu estado mais avançado de degradação, leva à desertificação, que é o estágio final.
  5. 5. Prevenção contra a degradação desolos  O uso do solo de forma sustentável seria a solução, porque previne efeitos degradantes visando a sua preservação, baseando em princípios conservacionistas, usando o solo de acordo com seu potencial produtivo e suas necessidades de proteção. Por isso foram criadas leis que orientam o uso do solo.  Uma dessas leis torna obrigatório que, antes de se proceder à ocupação do solo, é necessário o estudo do ambiente com finalidade de descobrir os possíveis impactos gerados. (MICOA; 2007). 

×