PROF. LÍVIO GIOSA GESTÃO SOCIAL RESPONSÁVEL     <ul><li>VI ENCONTRO DE PROFESSORES E  </li></ul><ul><li>COORDENADORES DOS ...
PROF. LÍVIO GIOSA <ul><li>Administrador de empresas com especialização  </li></ul><ul><li>pela New York University </li></...
CENÁRIO MUNDIAL <ul><li>Sociedade em Transformação </li></ul><ul><li>Instabilidade como regra do milênio </li></ul><ul><li...
OS IMPACTOS DA ECONOMIA NO MERCADO <ul><li>Menos receita </li></ul><ul><li>Ajustes internos </li></ul><ul><li>Revisão orga...
<ul><li>TRANSFORMAÇÕES DA SOCIEDADE: A LINHA DO TEMPO (25 ANOS) </li></ul><ul><li>IBASE E ECO 92 </li></ul><ul><li>OS VETO...
A EMPRESA E O AMBIENTE EM TRANSFORMAÇÃO <ul><li>Valorização do capital humano e dos seus Talentos </li></ul><ul><li>Princí...
QUAIS SÃO AS PALAVRAS DE ORDEM DAS EMPRESAS? <ul><li>REDUÇÃO DE DESPESAS </li></ul><ul><li>ATINGIMENTO DE METAS/ RESULTADO...
“ GESTÃO DAS COMPETÊNCIAS É O PONTO CHAVE PARA O SUCESSO DAS EMPRESAS”
ONDE ESTÃO AS COMPETÊNCIAS: <ul><li>NA GESTÃO </li></ul><ul><li>NOS PROCESSOS </li></ul><ul><li>NOS CONTROLES </li></ul><u...
EMPRESA AMBIENTE EXTERNO AMBIENTE INTERNO C O M P E T I T I V I D A D E C O M P E T Ê N C I A S PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO V...
OS NOVOS PARADIGMAS DA ADMINISTRAÇÃO <ul><li>Construindo Vantagens Competitivas </li></ul><ul><li>A gestão do conhecimento...
<ul><li>INSTRUMENTOS MODERNOS DE GESTÃO PASSAM PELO RECONHECIMENTO DOS SEGUINTES FATORES </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li...
cenário estratégia excelência inovação talento liderança
INOVAÇÃO <ul><li>A inovação no meio empresarial é conceituada como a exploração de novas ideias para melhorar os negócios,...
AS ORGANIZAÇÕES ASSUMINDO NOVAS PRÁTICAS, ALÉM DO SEU NEGÓCIO (JUNTO AO AMBIENTE INTERNO E JUNTO AO AMBIENTE EXTERNO)/ STA...
<ul><li>A SOCIEDADE RECONHECE NOVOS VALORES: </li></ul><ul><li>ÉTICA </li></ul><ul><li>CIDADANIA E PRESERVAÇÃO  </li></ul>...
<ul><li>DIFERENÇAS SOCIAIS INQUESTIONÁVEIS </li></ul><ul><li>MUDANÇAS CLIMÁTICAS EVIDENTES </li></ul><ul><ul><li>FILME: A ...
PRESSÕES EXTERNAS ORGANIZAÇÃO EFICIÊNCIA ECONÔMICA EQUILÍBRIO  AMBIENTAL EQUIDADE  SOCIAL MACRO-AÇÕES GLOBAIS 8 METAS  DO ...
TRIPLE BOTTOM LINE + GOVERNANÇA ALINHAMENTO  ESTRATÉGICO G AMBIENTAL ECONÔMICO
<ul><li>É a forma ética e responsável que a empresa desenvolve, estrategicamente, todas as suas ações, suas políticas, sua...
“ O PRIMEIRO PASSO PARA A SUSTENTABILIDADE CONSISTE EM CADA INDIVÍDUO ESTAR CONSCIENTE SOBRE O PODER QUE TEM PERANTE AS SU...
MUDANÇA DE ATITUDE
<ul><li>O MUNDO CORPORATIVO EM ERUPÇÃO  </li></ul>IMPACTOS   <ul><li>INTERNOS :  </li></ul><ul><li>MUDANÇA DO COMPORTAMENT...
IMPACTOS   <ul><li>INTERNOS :  (cont.) </li></ul><ul><li>ÉTICA E CIDADANIA CORPORATIVA </li></ul><ul><li>PRÁTICAS DE VALOR...
<ul><li>EXTERNOS :  </li></ul><ul><li>CONSTRUÇÃO DA MARCA </li></ul><ul><li>IMAGEM INSTITUCIONAL </li></ul><ul><li>RELAÇÕE...
<ul><li>RELAÇÕES COM OS FORNECEDORES/ REDE DE  </li></ul><ul><li>FORNECEDORES SUSTENTÁVEIS </li></ul><ul><li>     A ORGAN...
<ul><li>RELAÇÕES COM AS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS  </li></ul><ul><li>RECONHECIMENTO DO MERCADO ATRAVÉS DAS  </li></ul><ul><...
<ul><li>Visão estratégica da Instituição </li></ul><ul><li>Criação do Núcleo de Sustentabilidade </li></ul><ul><li>Conscie...
<ul><li>Empresa </li></ul><ul><li>ONG’s </li></ul><ul><li>Poder Público </li></ul><ul><li>Sociedade Civil </li></ul><ul><l...
<ul><li>Responsabilidade Social nas empresas </li></ul><ul><li>Lideranças Sociais em ONG’s </li></ul><ul><li>Gestão Ambien...
 
O ISE é um índice que tem por objetivo refletir o retorno de uma carteira composta por ações de empresas com reconhecido c...
<ul><li>ESTE SERÁ O FUTURO DO MERCADO? </li></ul><ul><li>A DECISÃO DAS NAÇÕES EM MINIMIZAR AS EMISSÕES DE CARBONO ATINGEM ...
“ A CONTENÇÃO DO AQUECIMENTO GLOBAL NÃO DEPENDE SOMENTE DE PROGRAMAS BEM ESTRUTURADOS, DESENVOLVIMENTO DE NOVAS TECNOLOGIA...
Sócio-ambiental se escreve junto Sócio-ambiental é uma palavra só Equilíbrio sócio-ambiental. Pense bem antes de mexer.
“ Construir uma sociedade economicamente viável, socialmente justa, ambientalmente equilibrada e eticamente responsável, s...
Mais informações acesse nosso site:   www.liviogiosa.com.br E-mail:   [email_address] Telefax: (11) 3887-8485
A triste história dos sacos plásticos descartáveis que “ganhamos” com tanta cordialidade das lojas…
Informações fornecidas pela Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos revelam que são consumidos anualmente entre 5...
Menos de 1% dos sacos é reciclado.  É mais caro reciclar um saco do que produzir um novo.
“ Existe   uma economia áspera por trás da reciclagem dos sacos plásticos. Processar e reciclar uma tonelada de sacos cust...
Então … O que acontece com os saquinhos ?
Um  estudo de 1975 demostrou que as embarcações transoceânicas lançam aproximadamente 4 milhões de kilogramas de plástico ...
Os sacos são arrastados …
…  até diferentes lugares do planeta
…  até os mares, lagos e rios.
Os sacos encontram o caminho para o mar nos bueiros e encanamentos.  CNN.com/tecnhology 16/11/ 2007
Já foram  encontrados sacos plásticos flutuando ao norte do Círculo Ártico, e também muito mais ao sul, nas Ilhas  Malvinas.
Os sacos plásticos representam mais de 10% dos dejetos que chegam às costas dos EUA.   Programa de Monitoramento de Dejeto...
Os saquinhos plásticos se fotodegradam: com o passar do tempo se decompõe em petro-polímeros menores e mais tóxicos CNN.co...
que finalmente contaminarão os solos e as vias fluviais. CNN.com/tecnhology 16/11/2007
Como conseqüência, partículas microscópicas podem entrar para a cadeia alimentar. CNN.com/tecnhology 16/11/2007
O efeito sobre a vida silvestre pode ser catastrófico. WWF 2005
As aves ficam presas sem esperança . WWF 2005
 
Cerca de 200 diferentes espécies de vida marinha, incluindo baleias, golfinhos, focas e tartarugas morrem por causa dos sa...
Morrem depois de ingerir os sacos plásticos, que confundem com comida.
Então … O que podemos fazer ?
Se usamos uma bolsa de tecido, podemos economizar 6 saquinhos plásticos por semana.
Ou seja, 24 sacos por mês.
Ou seja, 288 sacos por ano.
Ou seja,  22.176 sacos ao longo da vida.
Se apenas  1 de cada 5  pessoas  neste país fizesse isso, economizaríamos 1.330.560.000.000   sacos plásticos  durante nos...
Bangladesh proibiu os sacos plásticos . MSNBC.com, 08/03/2007
A China proibiu os sacos plásticos gratuitos. CNN.com/asia 09/01/2008
Irlanda foi o primeiro país da Europa a cobrar impostos sobre os sacos plásticos em 2002. Desta forma, reduziu o consumo e...
Ruanda proibiu os sacos plásticos em 2005.  Associated Press
Israel, Canadá, Índia, Botswana, Quênia, Tanzânia, África do Sul, Taiwan e Cingapura também proibiram ou estão em vias de ...
Em  27 de março de 2007, São Francisco tornou-se a primeira cidade dos EUA a proibir os sacos  plásticos. NPR.org (Nationa...
Oakland e Boston estão considerando essa possibilidade. The Boston Globe 20/05/2007
No Brasil... O Rio de Janeiro já as proibiu e outras cidades estudam o mesmo
Os sacos plásticos são feitos de polietileno: um termoplástico que se obtém a partir do petróleo. CNN.com/tecnhology 16/11...
Reduzindo o uso dos sacos plásticos diminuirá o consumo de petróleo, recurso não renovável que gera tantos conflitos...
A China economizará 37 milhões de barris de petróleo por ano graças à proibição dos sacos plásticos gratuitos. CNN.com/asi...
É possível ! Tem gente que ignora tudo isto… mas VOCÊ JÁ SABE!!!
É questão de fazer um pequeno esforço e logo a gente se acostuma a levar a sacola de pano às compras como era antigamente....
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Gestão Social Responsável

3.600 visualizações

Publicada em

Palestra: Gestão Social Responsável

Palestrante: Adm. Lívio Giosa (Vice-Presidente da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil – ADVB)

Evento: VI EPOCRAD - - Encontro de Professores e Coordenadores dos Cursos de Administração.

Realização: CRA/BA - Conselho Regional de Administração da Bahia.

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.600
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
91
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gestão Social Responsável

  1. 1. PROF. LÍVIO GIOSA GESTÃO SOCIAL RESPONSÁVEL     <ul><li>VI ENCONTRO DE PROFESSORES E </li></ul><ul><li>COORDENADORES DOS CURSOS DE </li></ul><ul><li>ADMINISTRAÇÃO </li></ul><ul><li>VIII FÓRUM DE ENSINO DE ADMINISTRAÇÃO </li></ul>
  2. 2. PROF. LÍVIO GIOSA <ul><li>Administrador de empresas com especialização </li></ul><ul><li>pela New York University </li></ul><ul><li>Especialista em modelos de Gestão Empresarial </li></ul><ul><li>Presidente do CENAM: Centro Nacional de </li></ul><ul><li>Modernização Empresarial </li></ul><ul><li>Vice Presidente da ADVB – Associação dos </li></ul><ul><li>Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil </li></ul><ul><li>Sócio-Diretor da G, LM Assessoria Empresarial </li></ul><ul><li>Coordenador Geral do IRES – Instituto ADVB de </li></ul><ul><li>Responsabilidade Socioambiental </li></ul><ul><li>Professor dos cursos de MBA e Pós-Graduação (FAAP, USP, UNICSUL) </li></ul><ul><li>Autor dos Livros: “Terceirização: Uma </li></ul><ul><li>abordagem estratégica” - Editora Meca, 8ª </li></ul><ul><li>edição; “O Brasil Profissional: a hora e a vez da </li></ul><ul><li>competência” - Ed. Meta; “As Grandes Sacadas </li></ul><ul><li>de Marketing do Brasil” – Ed. Senac </li></ul>
  3. 3. CENÁRIO MUNDIAL <ul><li>Sociedade em Transformação </li></ul><ul><li>Instabilidade como regra do milênio </li></ul><ul><li>“ Nova Economia” incorporando a visão da Economia Verde (Reflexos Futuros nos diversos setores) </li></ul><ul><li>Mercado em ebulição: estamos mesmo no “Olho do furacão” </li></ul>
  4. 4. OS IMPACTOS DA ECONOMIA NO MERCADO <ul><li>Menos receita </li></ul><ul><li>Ajustes internos </li></ul><ul><li>Revisão organizacional </li></ul><ul><li>Governança Corporativa atenta e com controles mais rígidos </li></ul>
  5. 5. <ul><li>TRANSFORMAÇÕES DA SOCIEDADE: A LINHA DO TEMPO (25 ANOS) </li></ul><ul><li>IBASE E ECO 92 </li></ul><ul><li>OS VETORES DE TRANSFORMAÇÃO DA SOCIEDADE </li></ul><ul><li>O CONSUMIDOR CONSCIENTE </li></ul><ul><li>A EMPRESA ASSUMINDO NOVOS PAPÉIS, ALÉM DO SEU NEGÓCIO (NO AMBIENTE INTERNO E NO AMBIENTE EXTERNO) </li></ul><ul><li>A REDE SOCIAL </li></ul>RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL: HISTÓRICO E CONCEITOS
  6. 6. A EMPRESA E O AMBIENTE EM TRANSFORMAÇÃO <ul><li>Valorização do capital humano e dos seus Talentos </li></ul><ul><li>Princípios Éticos em evidência </li></ul><ul><li>Sustentabilidade como visão estratégica e modelo de negócio </li></ul><ul><li>Uso adequado da tecnologia como fator diferencial </li></ul>
  7. 7. QUAIS SÃO AS PALAVRAS DE ORDEM DAS EMPRESAS? <ul><li>REDUÇÃO DE DESPESAS </li></ul><ul><li>ATINGIMENTO DE METAS/ RESULTADOS </li></ul><ul><li>BUSCA DA QUALIDADE </li></ul><ul><li>RELEVÂNCIA ÀS COMPETÊNCIAS </li></ul>OTIMIZAÇÃO DOS RECURSOS <ul><li>RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL E SUSTENTABILIDADE </li></ul>
  8. 8. “ GESTÃO DAS COMPETÊNCIAS É O PONTO CHAVE PARA O SUCESSO DAS EMPRESAS”
  9. 9. ONDE ESTÃO AS COMPETÊNCIAS: <ul><li>NA GESTÃO </li></ul><ul><li>NOS PROCESSOS </li></ul><ul><li>NOS CONTROLES </li></ul><ul><li>NA APLICAÇÃO DOS RECURSOS </li></ul><ul><li>NA ESTRATÉGIA (Ambiente interno/ ambiente externo = Vantagens Competitivas) </li></ul>
  10. 10. EMPRESA AMBIENTE EXTERNO AMBIENTE INTERNO C O M P E T I T I V I D A D E C O M P E T Ê N C I A S PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO VANTAGENS COMPETITIVAS
  11. 11. OS NOVOS PARADIGMAS DA ADMINISTRAÇÃO <ul><li>Construindo Vantagens Competitivas </li></ul><ul><li>A gestão do conhecimento como referência </li></ul><ul><li>Utilizando a inteligência e a criatividade sempre! </li></ul><ul><li>Inovando através da tecnologia </li></ul><ul><li>Fidelizando o cliente e respeitando o consumidor </li></ul><ul><li>A Responsabilidade Socioambiental: a Empresa Cidadã é eticamente correta </li></ul>
  12. 12. <ul><li>INSTRUMENTOS MODERNOS DE GESTÃO PASSAM PELO RECONHECIMENTO DOS SEGUINTES FATORES </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Capital Humano </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Processos </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Tecnologia </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Especialização </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><li>SUCESSO </li></ul><ul><li>EMPRESARIAL </li></ul>
  13. 13. cenário estratégia excelência inovação talento liderança
  14. 14. INOVAÇÃO <ul><li>A inovação no meio empresarial é conceituada como a exploração de novas ideias para melhorar os negócios, criando vantagens competitivas e gerando sucesso no mercado </li></ul><ul><li>Todas as empresas podem inovar desde que procurem por em prática ideias e métodos diferentes, que resultem em novos produtos, serviços, formas de negociação e processos inovadores. </li></ul>
  15. 15. AS ORGANIZAÇÕES ASSUMINDO NOVAS PRÁTICAS, ALÉM DO SEU NEGÓCIO (JUNTO AO AMBIENTE INTERNO E JUNTO AO AMBIENTE EXTERNO)/ STAKEHOLDERS. QUEBRANDO PARADIGMAS
  16. 16. <ul><li>A SOCIEDADE RECONHECE NOVOS VALORES: </li></ul><ul><li>ÉTICA </li></ul><ul><li>CIDADANIA E PRESERVAÇÃO </li></ul><ul><li>AMBIENTAL </li></ul><ul><li>PARTICIPAÇÃO </li></ul>
  17. 17. <ul><li>DIFERENÇAS SOCIAIS INQUESTIONÁVEIS </li></ul><ul><li>MUDANÇAS CLIMÁTICAS EVIDENTES </li></ul><ul><ul><li>FILME: A VERDADE INCONVENIENTE – AL GORE </li></ul></ul><ul><ul><li>RELATÓRIO IPCC/ ONU </li></ul></ul><ul><ul><li>15ª CONFERÊNCIA DO CLIMA DA ONU (Copenhagen) </li></ul></ul><ul><li>PRESSÕES EXTERNAS </li></ul><ul><li>VANTAGENS COMPETITIVAS </li></ul><ul><li>“ MUNICÍPIO VERDE”/ EMPREGOS VERDES (OIT) </li></ul>OS FATORES SUSTENTÁVEIS QUE REGEM A NOVA RELAÇÃO DOS IES/ PODER PÚBLICO COM A SOCIEDADE:
  18. 18. PRESSÕES EXTERNAS ORGANIZAÇÃO EFICIÊNCIA ECONÔMICA EQUILÍBRIO AMBIENTAL EQUIDADE SOCIAL MACRO-AÇÕES GLOBAIS 8 METAS DO MILÊNIO (políticas públicas) GLOBAL COMPACT (iniciativa privada) PROTOCOLO DE KYOTO (ações públicas e privadas) AGENDA 21 (ações públicas e privadas) DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL RELATÓRIO ONU DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS (sociedade) AS PRESSÕES Alunos e Professores Investidores Fornecedores Comunidades 3º Setor Público Interno GOVERNANÇA + RELATÓRIOS DE SUSTENTABILIDADE
  19. 19. TRIPLE BOTTOM LINE + GOVERNANÇA ALINHAMENTO ESTRATÉGICO G AMBIENTAL ECONÔMICO
  20. 20. <ul><li>É a forma ética e responsável que a empresa desenvolve, estrategicamente, todas as suas ações, suas políticas, suas práticas, suas atitudes, tanto com a comunidade quanto com o seu corpo funcional. Enfim, com o ambiente interno e externo à organização, e com todos os agentes interessados no processo. </li></ul><ul><li>Do ponto de vista do ambiente externo, com relação aos projetos sociais, eles devem ter metodologia, recursos disponíveis e atingirem resultados que levem ao bem comum e à inclusão social . </li></ul>Responsabilidade Sócio-Ambiental Sustentabilidade Sustentabilidade é o princípio de uma sociedade que mantém as características necessárias para um sistema social justo, ambientalmente equilibrado e economicamente próspero por um longo período de tempo. G
  21. 21. “ O PRIMEIRO PASSO PARA A SUSTENTABILIDADE CONSISTE EM CADA INDIVÍDUO ESTAR CONSCIENTE SOBRE O PODER QUE TEM PERANTE AS SUAS ESCOLHAS COTIDIANAS: COMO CONSOME, COMO DESCARTA, SEUS HÁBITOS E MODO DE VIDA. É UMA QUESTÃO DE ATITUDE, VER-SE COMO PARTE DO MUNDO E NÃO COMO UM CONSUMIDOR DO MUNDO” Lívio Giosa DESAFIO
  22. 22. MUDANÇA DE ATITUDE
  23. 23. <ul><li>O MUNDO CORPORATIVO EM ERUPÇÃO </li></ul>IMPACTOS <ul><li>INTERNOS : </li></ul><ul><li>MUDANÇA DO COMPORTAMENTO ESTRATÉGICO </li></ul><ul><li>INSTITUCIONAL </li></ul><ul><li>MUDANÇA DE COMPORTAMENTO PESSOAL: </li></ul><ul><li>COLABORADOR SUSTENTÁVEL </li></ul>ALINHANDO ESTES CONCEITOS E PRÁTICAS COM OS DIVERSOS SEGMENTOS DE ATUAÇÃO DAS UNIVERSIDADES/ IES
  24. 24. IMPACTOS <ul><li>INTERNOS : (cont.) </li></ul><ul><li>ÉTICA E CIDADANIA CORPORATIVA </li></ul><ul><li>PRÁTICAS DE VALORIZAÇÃO DOS COLABORADORES/ CORPO DOCENTE/ CORPO DISCENTE </li></ul><ul><li>“ PRODUÇÃO” LIMPA </li></ul><ul><ul><li>Neutralização de Carbono </li></ul></ul><ul><ul><li>Compensação </li></ul></ul>
  25. 25. <ul><li>EXTERNOS : </li></ul><ul><li>CONSTRUÇÃO DA MARCA </li></ul><ul><li>IMAGEM INSTITUCIONAL </li></ul><ul><li>RELAÇÕES COM O PÚBLICO-ALVO </li></ul><ul><li>RELAÇÕES COM OS STAKEHOLDERS </li></ul><ul><li>RELAÇÕES COM A MÍDIA </li></ul><ul><li>RELAÇÃO COM OS GOVERNOS </li></ul><ul><li>RELAÇÃO COM A COMUNIDADE/ SOCIEDADE </li></ul>IMPACTOS
  26. 26. <ul><li>RELAÇÕES COM OS FORNECEDORES/ REDE DE </li></ul><ul><li>FORNECEDORES SUSTENTÁVEIS </li></ul><ul><li>  A ORGANIZAÇÃO COMO AGENTE DE TRANSFORMAÇÃO NA CADEIA PRODUTIVA </li></ul><ul><li>“ COMPRAS VERDES LIMPAS” </li></ul><ul><ul><li>Madeira certificada </li></ul></ul><ul><ul><li>Materiais diversos </li></ul></ul><ul><ul><li>Green Building </li></ul></ul>IMPACTOS
  27. 27. <ul><li>RELAÇÕES COM AS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS </li></ul><ul><li>RECONHECIMENTO DO MERCADO ATRAVÉS DAS </li></ul><ul><li>PRÁTICAS: </li></ul><ul><ul><ul><li>RELATÓRIO SOCIOAMBIENTAL; E </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>BALANÇO SOCIAL </li></ul></ul></ul><ul><li>RELATÓRIO GRI – GLOBAL REPORTING INITIATIVE </li></ul>IMPACTOS
  28. 28. <ul><li>Visão estratégica da Instituição </li></ul><ul><li>Criação do Núcleo de Sustentabilidade </li></ul><ul><li>Conscientização sobre o tema junto a todos os públicos </li></ul><ul><li>Ambiente de Pesquisa </li></ul><ul><li>Disciplinas específicas e abordagem horizontal </li></ul><ul><li>Cartilha de Sustentabilidade e publicação de estudos técnicos </li></ul><ul><li>Programa de Voluntariado </li></ul><ul><li>Ações de Sustentabilidade junto ao corpo discente (concursos, projetos, etc.) </li></ul><ul><li>Projetos de Sustentabilidade junto à comunidade </li></ul><ul><li>Relatório de Sustentabilidade </li></ul>A DISCUSSÃO SOBRE SUSTENTABILIDADE E OS IES
  29. 29. <ul><li>Empresa </li></ul><ul><li>ONG’s </li></ul><ul><li>Poder Público </li></ul><ul><li>Sociedade Civil </li></ul><ul><li>sobre o tema Sustentabilidade </li></ul>IES ALINHADOS COM AS DEMANDAS DA:
  30. 30. <ul><li>Responsabilidade Social nas empresas </li></ul><ul><li>Lideranças Sociais em ONG’s </li></ul><ul><li>Gestão Ambiental </li></ul><ul><li>Inovação e Gestão do Conhecimento </li></ul>IES ALINHADOS COM AS NOVAS PROFISSÕES: <ul><li>PROGRAMA EMPREGOS VERDES (OIT) </li></ul>
  31. 32. O ISE é um índice que tem por objetivo refletir o retorno de uma carteira composta por ações de empresas com reconhecido comprometimento com a responsabilidade social e a sustentabilidade empresarial, e também atuar como promotor das boas práticas no meio empresarial brasileiro.
  32. 33. <ul><li>ESTE SERÁ O FUTURO DO MERCADO? </li></ul><ul><li>A DECISÃO DAS NAÇÕES EM MINIMIZAR AS EMISSÕES DE CARBONO ATINGEM AS ORGANIZAÇÕES E AS PESSOAS? </li></ul><ul><li>O QUE É POSSÍVEL, ENTÃO, FAZER NA ATIVIDADE PROFISSIONAL DOS ADMINISTRADORES? </li></ul>QUESTÕES ESTRATÉGICAS
  33. 34. “ A CONTENÇÃO DO AQUECIMENTO GLOBAL NÃO DEPENDE SOMENTE DE PROGRAMAS BEM ESTRUTURADOS, DESENVOLVIMENTO DE NOVAS TECNOLOGIAS E UTILIZAÇÃO DE FONTES DE ENERGIA LIMPAS. DEPENDE, TAMBÉM, DO COMPROMETIMENTO DE ORGANIZAÇÕES E CIDADÃOS EM AVALIAR E MUDAR HÁBITOS DE VIDA E PRÁTICAS DE PRODUÇÃO.” O DESAFIO!
  34. 35. Sócio-ambiental se escreve junto Sócio-ambiental é uma palavra só Equilíbrio sócio-ambiental. Pense bem antes de mexer.
  35. 36. “ Construir uma sociedade economicamente viável, socialmente justa, ambientalmente equilibrada e eticamente responsável, significa um ajuste imediato da consciência de cada organização, dirigentes e cidadãos”. LÍVIO GIOSA
  36. 37. Mais informações acesse nosso site: www.liviogiosa.com.br E-mail: [email_address] Telefax: (11) 3887-8485
  37. 38. A triste história dos sacos plásticos descartáveis que “ganhamos” com tanta cordialidade das lojas…
  38. 39. Informações fornecidas pela Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos revelam que são consumidos anualmente entre 500 bilhões e um trilhão de sacos plásticos ao redor do mundo. (National Geographic 02/09/2003)
  39. 40. Menos de 1% dos sacos é reciclado. É mais caro reciclar um saco do que produzir um novo.
  40. 41. “ Existe uma economia áspera por trás da reciclagem dos sacos plásticos. Processar e reciclar uma tonelada de sacos custa U$ 4.000. A mesma quantidade de sacos é vendida no mercado de matérias-primas a U$ 32 ”. Jared Blumenfeld, Diretor do Departamento de Meio Ambiente em São Francisco.
  41. 42. Então … O que acontece com os saquinhos ?
  42. 43. Um estudo de 1975 demostrou que as embarcações transoceânicas lançam aproximadamente 4 milhões de kilogramas de plástico ao mar por ano. As lixeiras do mundo não estão inundadas de plástico porque a maior parte do plástico acaba no oceano . Academia Nacional de Ciências dos EUA.
  43. 44. Os sacos são arrastados …
  44. 45. … até diferentes lugares do planeta
  45. 46. … até os mares, lagos e rios.
  46. 47. Os sacos encontram o caminho para o mar nos bueiros e encanamentos. CNN.com/tecnhology 16/11/ 2007
  47. 48. Já foram encontrados sacos plásticos flutuando ao norte do Círculo Ártico, e também muito mais ao sul, nas Ilhas Malvinas.
  48. 49. Os sacos plásticos representam mais de 10% dos dejetos que chegam às costas dos EUA. Programa de Monitoramento de Dejetos da Marinha americana.
  49. 50. Os saquinhos plásticos se fotodegradam: com o passar do tempo se decompõe em petro-polímeros menores e mais tóxicos CNN.com/tecnhology 16/11/2007
  50. 51. que finalmente contaminarão os solos e as vias fluviais. CNN.com/tecnhology 16/11/2007
  51. 52. Como conseqüência, partículas microscópicas podem entrar para a cadeia alimentar. CNN.com/tecnhology 16/11/2007
  52. 53. O efeito sobre a vida silvestre pode ser catastrófico. WWF 2005
  53. 54. As aves ficam presas sem esperança . WWF 2005
  54. 56. Cerca de 200 diferentes espécies de vida marinha, incluindo baleias, golfinhos, focas e tartarugas morrem por causa dos sacos plásticos. - Reporte WWF 2005
  55. 57. Morrem depois de ingerir os sacos plásticos, que confundem com comida.
  56. 58. Então … O que podemos fazer ?
  57. 59. Se usamos uma bolsa de tecido, podemos economizar 6 saquinhos plásticos por semana.
  58. 60. Ou seja, 24 sacos por mês.
  59. 61. Ou seja, 288 sacos por ano.
  60. 62. Ou seja, 22.176 sacos ao longo da vida.
  61. 63. Se apenas 1 de cada 5 pessoas neste país fizesse isso, economizaríamos 1.330.560.000.000 sacos plásticos durante nossas vidas.
  62. 64. Bangladesh proibiu os sacos plásticos . MSNBC.com, 08/03/2007
  63. 65. A China proibiu os sacos plásticos gratuitos. CNN.com/asia 09/01/2008
  64. 66. Irlanda foi o primeiro país da Europa a cobrar impostos sobre os sacos plásticos em 2002. Desta forma, reduziu o consumo em 90%. BBC Notícias 20/08/ 2002
  65. 67. Ruanda proibiu os sacos plásticos em 2005. Associated Press
  66. 68. Israel, Canadá, Índia, Botswana, Quênia, Tanzânia, África do Sul, Taiwan e Cingapura também proibiram ou estão em vias de proibir os sacos plásticos. PlanetSave.com, 16/02/2008
  67. 69. Em 27 de março de 2007, São Francisco tornou-se a primeira cidade dos EUA a proibir os sacos plásticos. NPR.org (National Public Radio)
  68. 70. Oakland e Boston estão considerando essa possibilidade. The Boston Globe 20/05/2007
  69. 71. No Brasil... O Rio de Janeiro já as proibiu e outras cidades estudam o mesmo
  70. 72. Os sacos plásticos são feitos de polietileno: um termoplástico que se obtém a partir do petróleo. CNN.com/tecnhology 16/11/2007
  71. 73. Reduzindo o uso dos sacos plásticos diminuirá o consumo de petróleo, recurso não renovável que gera tantos conflitos...
  72. 74. A China economizará 37 milhões de barris de petróleo por ano graças à proibição dos sacos plásticos gratuitos. CNN.com/asia 09/01/2008
  73. 75. É possível ! Tem gente que ignora tudo isto… mas VOCÊ JÁ SABE!!!
  74. 76. É questão de fazer um pequeno esforço e logo a gente se acostuma a levar a sacola de pano às compras como era antigamente... Topa? É apenas um convite. Se você não topar, não vai acontecer nada com você. Se você começar, vai se sentir melhor.

×