A Educação Profissional e a Inclusão de Pessoas com Deficiência - Amankay

1.119 visualizações

Publicada em

Apresentação realizada pelo Amankay Instituto de Estudo e Pesquisa durante o Fórum da Educação Profissional do Estado de São Paulo em 11 de junho de 2013

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.119
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Educação Profissional e a Inclusão de Pessoas com Deficiência - Amankay

  1. 1. Fórum da Educação Profissional  do Estado de São PauloA Educação Profissional e a Inclusão de Pessoas com DeficiênciaJunho 2013www.amankay.org.br
  2. 2. A Inclusão de Pessoas com Deficiência na escola e no trabalhoMarta Gilwww.amankay.org.br
  3. 3. Situação mundial da Infância 2013          UNICEFVeja a criança, antes da deficiênciaVeja a pessoa, antes da deficiênciawww.amankay.org.br
  4. 4. Educação, preparação para a Vida Um dia, todos nós saímos da escola... O que levamos conosco? Conhecimentos teóricos Habilidades: comunicação, raciocínio, convivência, autonomia ... Amizades Valores e princípios Daí a importância de proporcionar Educação para TODOS De conviver com a Diversidade Mas...e quando isso não acontece? Ou acontece “de faz de conta”?www.amankay.org.br
  5. 5. Impactos da exclusão educacionalA exclusão nega a crianças com deficiência os benefícios duradouros da educação: Melhor emprego, segurança social e econômica e oportunidades para uma participação plena na sociedade Investimento na educação pode contribuir para sua futura eficácia como membros da força de trabalho Cada ano adicional de escolarização pode aumentar em até 10% a renda potencial de um indivíduo A educação inclusiva pode liberar outros membros da família de algumas de suas responsabilidades como cuidadores  e permitir que reassumam atividades produtivas – ou que simplesmente descansemwww.amankay.org.br
  6. 6. Como é a entrada no mercado de trabalho?PcD• Nem sempre têm a mesmaqualidade de aprendizagem• Auto estima• Oportunidades de desenvolverprotagonismo, potencial, deexperimentar limites, ousar, sabertrabalhar em grupo...• Situações de exclusão, de bullying,de ser “invisível”, de ser “café comleite”...Empresas• Exigem qualificação• Nem sempre têm informaçõescorretas sobre a inclusão• Nem sempre olham a pessoa• Deficiência não é profissão• Nem sempre oferecem condiçõesde trabalho adequadas:acessibilidade – em todos ossentidoswww.amankay.org.br
  7. 7. www.amankay.org.br
  8. 8. Mudanças Convenção sobre os Direitos das PcD Aumento da escolaridade Aumento das contratações Cases exitosos Na Educação No Trabalho Maior visibilidade Plano Viver sem Limitewww.amankay.org.br
  9. 9. Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência 2007 – Brasil assina a Convenção (signatário) 2008 – Decreto Legislativo 186 – Ratificação da Convenção comstatus de Emenda Constitucional 2009 – Decreto Executivo 6.949 – Promulgação da Convençãopelo Poder ExecutivoEla já está em vigor!www.amankay.org.br
  10. 10. Artigo 27 – Trabalho e EmpregoOs Estados Partes reconhecem o direito das pessoascom deficiência ao trabalho, em igualdade deoportunidades com as demais pessoas.Esse direito abrange o direito à oportunidade de semanter com um trabalho de sua livre escolha ouaceitação no mercado laboral, em ambiente de trabalhoque seja aberto, inclusivo e acessível a pessoas comdeficiênciawww.amankay.org.br
  11. 11. MEC ‐ Censo Escolar 2010http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=16179
  12. 12. Ensino superior• Matrículas de pessoas com deficiência na Educação Superioraumentaram 933,6% entre 2000 e 2010 (Portal Brasil)– 2000: 2.173 estudantes– 2010: 20.287 estudantes• Número de instituições de educação superior que atendem alunoscom deficiência– 2000: 1.180– 2010: 2.378 - destas, 1.948 contam com estrutura de acessibilidadepara os estudanteshttp://envolverde.com.br/educacao/matriculas‐de‐universitarios‐com‐deficiencia‐cresceram‐933‐em‐dez‐anos/?utm_source=CRM&utm_medium=cpc&utm_campaign=05
  13. 13. Pessoas com deficiência no mercado formal de trabalhoBrasil2009 288.5932010 306.0132011 325.291Fonte: RAIS – Relação Anual deInformações Sociais
  14. 14. Osasco e Região: o melhor exemplo31% das empresas metalúrgicas deOsascoe região contratam além do quedetermina a LeiFonte: Gerência Regional do Trabalho e Emprego de Osasco
  15. 15. “Construindo a inclusão da pessoa com deficiência no trabalho”José Carlos do CarmoAssociação Civil Cidadania Brasil e ÁureaEditora, 2011http://www.accbinclusao.org.br/noticia/22/livro-sobre-inclusao-na-construcao-pesada-tem-versao-digital
  16. 16. Para o ex ‐ presidente do SINICESP SPÉ crescente o número de empresas do setor da Construção Civil pesada queestão contratando, renovando contratos, incluindo o profissional com deficiênciaem seu quadro de funcionários.Agora é preciso divulgar isso a fim de mostrar como está acontecendo, paraque outras companhias vejam que é possível. Mais que tudo é precisodemonstrar que esses profissionais são dedicados, responsáveis e produtivos.E que se incluímos é também porque se trata de um bom negócio.Marlus Dall Stella, presidente do SINICESP/SP (2008-2011), Construindo a Inclusão da Pessoa comDeficiência no Trabalho, José Carlos do Carmo, São Paulo: Áurea Editora, 2011, p. 61
  17. 17. Visibilidade  consumo• Estimativa da FEBRABAN: o mercado de pessoas com deficiênciamovimenta cerca de R$ 100 bilhões por ano (2009)• Honda: o setor de automóveis adaptados representa de 7 a 9% doseu faturamento anual• Reatech 2011: Setor de produtos e serviços para reabilitaçãomovimenta aproximadamente 1,5 bilhão de reais/ano no Brasil: 800milhões: venda de carros e adaptações veiculares; 200 milhões:cadeiras de rodas• Dentre as 3 maiores feiras do gênero, no mundo• 50.000 visitantes (2012)• Gerou movimentação financeira de aproximadamente 300 milhõesreais• 250 expositores
  18. 18. Setor de Produtos e Serviços para PcDSegundo a Associação Brasileira das Indústrias e Revendedores deProdutos e Serviços para Pessoas com Deficiência (Abridef)– Setor composto por cerca de sete mil empresas, entre indústriase prestadores de serviços, em sua maioria de pequeno e médioportes– Movimentou cerca de R$ 3,5 bilhões em 2011 – quintuplicouseu faturamento em dez anos– 2012: a expectativa de crescimento é de 20%, impulsionadopelo Plano Viver sem Limite
  19. 19. Plano Viver sem Limite• Novembro 2011: lançamento do Plano Nacional dos Direitos da Pessoacom Deficiência - VIVER SEM LIMITE• Recursos: 7,6 bilhões de reais - 2011 a 2014• Reúne projetos pontuais que estavam previstos/andamento e propõe outros• Eixos– Educação– Saúde– Inclusão social– Acessibilidade
  20. 20. EducaçãoSaiba mais• www.diversa.org.br• www.saci.org.br• www.planetaeducacao.com.br• www.inclusive.org.br• http://sobreeducacao.blogspot.com/• http://portaldoprofessor.mec.gov.br/index.html• www.bancodeescola.com• http://www.movimentodown.org.br/educacao/educacao-e-sindrome-de-down• http://inclusaoja.com.br
  21. 21. Direitos, Trabalho e Tecnologia AssistivaSaiba mais• www.selursocial.org.br (Banco de vagas e currículos)• www.oit.org.br• http://portal.mte.gov.br• www.assistiva.org.br• http://assistiva.mct.gov.br (Catálogo Nacional de Tecnologias Assistivas)• http://www.ampid.org.br/v1• http://phylos.net/direito/• http://atitudeinclusao.org.br/guia/
  22. 22. Muito obrigada!martaalmeidagil@gmail.com

×