Eficiência Energética
em Sistemas Energéticos Comerciais
Rubens Bruncek Ferreira
Diretor Presidente de Serviços
Eficiência Energética
Fonte: ABESCO | 2014
“Com Eficiência Energética 1MWh custa metade do preço se comparado
à qualquer f...
• A eletricidade é a principal forma de
energia consumida no setor comercial.
• Nos últimos anos correspondeu cerca de
90%...
Padrões de uso para edificações comerciais nos dias úteis
Os regimes operacionais são informações essenciais para a realiz...
Alternativas Suprimento Energético
• Cogeração
• Climatização
• Geração na ponta
• Energia solar
• Iluminação
• Tecnologia...
Cogeração a gás
• Cogeração é a produção simultânea e de forma
seqüenciada, de duas ou mais formas de
energia a partir de ...
A utilização do gás natural apresenta melhor custo benefício e um
aproveitamento superior, quando utilizado na cogeração.
...
Vantagens:
• Auto-suficiência e maior confiabilidade na produção de energia elétrica com paralelismo
permanente da concess...
Crescente importância Bacia de Santos e de parceiros da Petrobras no pré-sal > produção piloto de Tupi em 2010.
Bolívia ma...
Capacidade de fornecimento de gás nacional em SP:
cresce de 600 mil m³/dia para 22,2 milhões m³/dia
São Carlos
Geração na ponta
Usina a diesel
Itú Plaza Shopping
A Diesel e Gás Natural.
Grupos geradores que atuam no horário de
ponta....
• A utilização de energia solar fotovoltaica vem
crescendo em todo o mundo, impulsionada
pelas metas de redução das emissõ...
Potencial brasileiro para a tecnologia solar
Fonte: ANEEL, BNDES, EPE, Roland Berger Strategy Consultants
POTENCIAL
4,55
5...
Estacionamento solar
Principal tendência é a de que futuramente, nossos carros serão movidos a
energia elétrica provenient...
Simulação de carga – 815 kWp
Exemplo economia gerada – cidade de Campinas
Produção anual de 1.125,3 MWh – sistema de 815 k...
Telhados solares
Prédio Comercial | China
Hotel | Portugal
Cond. Residencial | Alemanha
Cond. Residencial | Alemanha
Solar filmes finos | Prédios de vidro
Willis Tower | EUA
Prédio público | Espanha CIS Tower| Inglaterra Sede banco| Inglat...
Iluminação
O fim da comercialização das lâmpadas
incandescentes até o final de 2016 abre a
discussão sobre sua melhor subs...
Case iluminação interna TRT Campinas
Fonte: CPFL Paulista
Equipamentos antigos Tecnologia LED
Redução de energia
(MWh/ano)...
• Elevadores de sistema regenerativo: permitem utilização
de parte da energia devolvida pelo elevador durante seu
funciona...
Consumo de energia por computadores e CPDs
• Nos EUA, empresas desperdiçam cerca de US$ 2,8
bilhões/ano com energia elétri...
O site Planeta Sustentável afirmou que os Centros de Processamento
de Dados consomem 2% de toda a eletricidade gerada no m...
Iluminação
Eficiência Energética em praças de
alimentação
Conforto Térmico – Sistema de Resfriamento Evaporativo
• Aplicad...
Iluminação
Eficiência Energética em praças de
alimentação
Conforto Luminoso
• Utilização de luz natural de forma complemen...
Empresa do grupo CPFL Energia que atende indústrias, concessionárias
e comércio com toda infraestrutura para transmissão, ...
A CPFL Serviços oferece soluções completas
para o consumo e geração de energia em
alta tensão, tais como:
o Projeto, const...
Atuação nos segmentos comercial, industrial
e terciário, e vasto portfólio no atendimento
a concessionárias e cooperativas...
Autoprodução Por que investir?
o Geração na ponta e backup;
o Cogeração (diesel/gás natural);
o Climatização (frio/quente)...
A CPFL Serviços conta com uma unidade em
S. J. do Rio Pardo para realização de serviços
de manutenção, recuperação, logíst...
© CPFL Energia 2014. Todos os direitos reservados.
Workshop EE 2014 - 06. Rubens Bruncek - Eficiência Energética em Sistemas Energéticos Comerciais
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Workshop EE 2014 - 06. Rubens Bruncek - Eficiência Energética em Sistemas Energéticos Comerciais

2.284 visualizações

Publicada em

Apresentação do Workshop Cenário de Eficiência Energética no Brasil realizado na CPFL Energia em 16/07/2014.

Publicada em: Serviços
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.284
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
781
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
40
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Workshop EE 2014 - 06. Rubens Bruncek - Eficiência Energética em Sistemas Energéticos Comerciais

  1. 1. Eficiência Energética em Sistemas Energéticos Comerciais Rubens Bruncek Ferreira Diretor Presidente de Serviços
  2. 2. Eficiência Energética Fonte: ABESCO | 2014 “Com Eficiência Energética 1MWh custa metade do preço se comparado à qualquer fonte de geração de energia elétrica.” • Economizar 1MWh a partir da Efic R$ 60 • Gerar 1 MWh hidráulico R$ 120 • Implantação Efic = 0,9 MR$/MW Belo Monte = 1,7MR$/MW
  3. 3. • A eletricidade é a principal forma de energia consumida no setor comercial. • Nos últimos anos correspondeu cerca de 90% da energia consumida no setor. • Projeção de sustentação dessa proporção para os próximos anos, por se tratar de consumo relacionado à iluminação, refrigeração e força motriz praticamente cativo da energia elétrica. Consumo Energia Elétrica Setor Comercial Fonte: CPFL Paulista | 2013 0,1% 0,6% 0,8% 3,4% 5,8% 17,0% 22,4% 30,9% 18,9% Outros Forno Equipamento de hospital Transporte interno Camara fria Computador Força motriz MOTOR Ar condicionado Iluminação Consumo no comércio de alta tensão *Elevadores, escadas rolantes, esteiras de mercadorias e freezers supermercados *
  4. 4. Padrões de uso para edificações comerciais nos dias úteis Os regimes operacionais são informações essenciais para a realização da simulação de eficiência energética Fonte: Comgás | 2010
  5. 5. Alternativas Suprimento Energético • Cogeração • Climatização • Geração na ponta • Energia solar • Iluminação • Tecnologia para Elevadores • Computadores e CPDs • Eficiência Energética em praças de alimentação
  6. 6. Cogeração a gás • Cogeração é a produção simultânea e de forma seqüenciada, de duas ou mais formas de energia a partir de um único combustível. • O processo mais comum é a produção de eletricidade e energia térmica (calor ou frio) a partir do uso de gás natural e/ou de biomassa, entre outros. • Os sistemas de cogeração tanto de biomassa quanto de gás natural são ambientalmente sustentáveis pois produzem baixos níveis de emissão e além disso, possibilitam mitigação dos impactos. Cogeração Shopping Bonsucesso
  7. 7. A utilização do gás natural apresenta melhor custo benefício e um aproveitamento superior, quando utilizado na cogeração. Uma central de cogeração pode produzir: • Energia Elétrica; • Frio para refrigeração de ambientes; • Água quente para abastecimento. ClimatizaçãoCogeração
  8. 8. Vantagens: • Auto-suficiência e maior confiabilidade na produção de energia elétrica com paralelismo permanente da concessionária elétrica; • Maior eficiência energética – 30% ( elétrica e térmica); • Os rejeitos térmicos dos motores são aproveitados para a produção de água gelada; • Central de água gelada com custo de manutenção menor e baixo nível de ruído; • Balanço ambiental positivo: atendimento pleno da legislação ambiental; • Evita custos de transmissão e de distribuição de eletricidade; • Auto-suficiência e maior confiabilidade na produção de energia elétrica com a cogeração a gás natural servirá para substituir os atuais sistemas de ar condicionado com os refrigerantes Cloro Flúor Carbono, Hidro Cloro Flúor Carbono ou Hidro Flúor Carbono, que também são grandes responsáveis pela emissão de gases causadores do efeito estufa.
  9. 9. Crescente importância Bacia de Santos e de parceiros da Petrobras no pré-sal > produção piloto de Tupi em 2010. Bolívia manutenção de oferta contratada e GNL oferece flexibilidade ao atendimento do mercado termoelétrico. A evolução da cogeração a gás natural nos últimos anos
  10. 10. Capacidade de fornecimento de gás nacional em SP: cresce de 600 mil m³/dia para 22,2 milhões m³/dia São Carlos
  11. 11. Geração na ponta Usina a diesel Itú Plaza Shopping A Diesel e Gás Natural. Grupos geradores que atuam no horário de ponta. Benefícios: • Redução de gastos com energia nos horários de ponta – fornecimento concessionária tem custo elevado; • O sistema entra em operação de forma automática, sem causar oscilação elétrica; • Autossuficiência energética com ganho de produtividade; • Utilização também como backup.
  12. 12. • A utilização de energia solar fotovoltaica vem crescendo em todo o mundo, impulsionada pelas metas de redução das emissões de gases do efeito estufa, aumento da participação de energias renováveis na matriz mundial e redução do consumo por aumento de eficiência energética. • No Brasil, com a introdução da nova legislação de micro e mini geração distribuída, os investimentos em energia solar só tendem a aumentar. • Hoje os sistemas fotovoltaicos deixaram de ser apenas aplicações pontuais e se tornaram um importante complemento a rede. Energia Solar © CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. Energia Solar Usina Solar de Tanquinho
  13. 13. Potencial brasileiro para a tecnologia solar Fonte: ANEEL, BNDES, EPE, Roland Berger Strategy Consultants POTENCIAL 4,55 5,25 6,65 3,15 Mapa da radiação brasileira anual (kWh/ m2) Iniciativas de incentivo no Brasil BNDES poderá viabilizar linhas de crédito para a microgeração de energia por meio das distribuidoras e instaladoras dos sistemas de geração. Atualmente há recursos do Fundo Clima, que incentiva projetos com menor impacto ambiental e uma linha específica do Programa de Sustentação do Investimento para aquisição de equipamentos, com taxas de juros atrativas; além do financiamento tradicional para empreendimentos alternativos. Desenvolve SP - isenção do ICMS dos bens e equipamentos destinados à produção de energia por meio de fonte renováveis solar fotovoltaicas. A mudança faz parte do Plano Paulista de Energia (PPE) que pretende saltar dos atuais 55,5% para 69% de participação das fontes renováveis até 2020. Atualmente o Desenvolve SP já oferece a menor taxa de juros e o maior prazo para financiamentos voltados a projetos sustentáveis. o Comparável aos melhores índices de irradiação do mundo (Desertos do Sudão e Mojave) o Índice de irradiação médio no Brasil muito superior ao da Alemanha (1,1kWh/m²)
  14. 14. Estacionamento solar Principal tendência é a de que futuramente, nossos carros serão movidos a energia elétrica proveniente de fontes renováveis. O Estacionamento Solar é a primeira solução em projetos feita com essa visão, pois propicia a captação da energia solar e a conversão da mesma em energia elétrica que fica disponível ao cliente.
  15. 15. Simulação de carga – 815 kWp Exemplo economia gerada – cidade de Campinas Produção anual de 1.125,3 MWh – sistema de 815 kWp: • Tarifa A4 – R$ 240.317,15 – referente a bandeira verde – THS Verde – TUSD+TE • Tarifa grupo B – R$ 356.559,71 – referente a bandeira verde – residencial normal – TUSD+TE Escopo usina
  16. 16. Telhados solares Prédio Comercial | China Hotel | Portugal Cond. Residencial | Alemanha Cond. Residencial | Alemanha
  17. 17. Solar filmes finos | Prédios de vidro Willis Tower | EUA Prédio público | Espanha CIS Tower| Inglaterra Sede banco| Inglaterra
  18. 18. Iluminação O fim da comercialização das lâmpadas incandescentes até o final de 2016 abre a discussão sobre sua melhor substituta. • Tecnologia LED: comercializadas com 170 lumens por Watt e vida útil maior que as demais lâmpadas; têm também alto índice de reprodução de cor; podem ser reguladas; ligam e desligam instantaneamente. • Com o uso da tecnologia a LED, o consumo de energia elétrica nacional para iluminação pode ser reduzido em 90%. • A energia consumida pelo LED é revertida em iluminação e não em calor. A cada 3,5 W de energia reduzida há uma economia de 1 W no consumo do ar condicionado e/ou refrigeração – fonte Solelux • Crescimento do mercado de LEDs nos últimos anos: 30%. • Expectativa LED: 2015 terá 45% do mercado de iluminação. • Aumentar adesão: governo brasileiro precisa desonerar impostos sobre lâmpadas, controladores de luz e luminárias de LED. O futuro da iluminação R$ 512,50 R$ 440,00 R$ 142,50 R$ 125 R$ 2,50 R$ 5 R$ 10 R$ 50 GASTO TOTAL APÓS 25 MIL HORAS Incandescente Halógena Fluorescente compacta Led 1 Dicroica 50W 1 LED 6W Economia EE = 44W Economia AC = 13W Total economia = 57W
  19. 19. Case iluminação interna TRT Campinas Fonte: CPFL Paulista Equipamentos antigos Tecnologia LED Redução de energia (MWh/ano) Redução de demanda (kW) 676,43 177,91 Economia de energia aproximadamente 16 mR$/ano Lâmpadas fluorescentes de 32 e 40 Watts Lâmpadas tubulares de LED 9 e 18 Watts
  20. 20. • Elevadores de sistema regenerativo: permitem utilização de parte da energia devolvida pelo elevador durante seu funcionamento para a rede elétrica interna da edificação, resultando em 35% de economia. • Elevadores ecoeficiente – gearless: operam sem engrenagem e dispensam o uso de óleo lubrificante. Tem um consumo de energia 30% menor em comparação aos elevadores convencionais. • Elevadores com sistema de antecipação de chamada e destino: amplia a capacidade de tráfego de um conjunto de elevadores com economia de eletricidade de 30%. O andar de destino é informado no hall e, antes de entrar no elevador, há uma indicação de qual máquina irá atender. Elevadores inteligentes consomem menos enegia.
  21. 21. Consumo de energia por computadores e CPDs • Nos EUA, empresas desperdiçam cerca de US$ 2,8 bilhões/ano com energia elétrica consumida por computadores que são deixados ligados após o fim do expediente. Metade dos microcomputadores corporativos dos EUA permanecem ligados pós-expediente. • Se 100 mil usuários desligarem os computadores ao final de cada dia, a economia de energia poderá ser de mais de 2.680 quilowatts hora (kWh) – fonte HP • O monitor é o componente que mais consome energia, representando 50% do total. Quando um monitor estiver desligado, essa porcentagem cai para 10% do consumo do computador. Já no caso da CPU, o consumo continua sendo de aproximadamente 70W – fonte Unicamp • Recomendação: os monitores devem ser desligados se forem ficar sem uso por mais de 15 minutos. No caso dos computadores, a recomendação é que sejam desligados quando a inatividade for superior a meia hora.
  22. 22. O site Planeta Sustentável afirmou que os Centros de Processamento de Dados consomem 2% de toda a eletricidade gerada no mundo, crescendo 12% ao ano. Esse gasto é devido ao funcionamento 24 horas por dia de todos os equipamentos que compõe o sistema. Curva de carga | Sede CPFL Energia Consumo de energia por computadores e Data Centers
  23. 23. Iluminação Eficiência Energética em praças de alimentação Conforto Térmico – Sistema de Resfriamento Evaporativo • Aplicado em localidades com baixa aderência de ar condicionado - comércio, indústria e locais públicos • Economia de 90% a 95% de energia em relação ao ar condicionado • Avaliação da arquitetura do local, carga térmica, dados de vazão de ar bem projetadas proporcionam aumento significativo do desempenho do sistema
  24. 24. Iluminação Eficiência Energética em praças de alimentação Conforto Luminoso • Utilização de luz natural de forma complementar à iluminação local • Para que a luz natural seja aproveitada de maneira mais eficiente, sem ganhos térmicos, é necessário impedir a incidência solar direta no ambiente • Análise de iluminância pode ser feita por meio de software que projetam a melhor distribuição da iluminação + Iluminado - Iluminado Exemplo de avaliação de “iluminância” em praça de alimentação
  25. 25. Empresa do grupo CPFL Energia que atende indústrias, concessionárias e comércio com toda infraestrutura para transmissão, distribuição e autoprodução de energia, além de manutenções elétricas e recuperação de equipamentos. CPFL Serviços. Soluções completas em infraestrutura energética
  26. 26. A CPFL Serviços oferece soluções completas para o consumo e geração de energia em alta tensão, tais como: o Projeto, construção e manutenção de linhas e subestações de 69kV a 500kV; o Elaboração e gestão de projetos; o Serviços em linha viva; o CCM-T. Além disso, nossos projetos visam à eficiência energética no atendimento a novas conexões de consumo e geração, ampliações e retrofit de LT’s e SE’s. Nosso modelo de negócios oferece opções que garantem a viabilidade do empreendimento, seja em instalações turnkey ou até mesmo em regime de BOT (Build, Operate and Transfer). Com portfolio vasto no atendimento a indústria, comércio e concessionárias, seja para fontes de energia convencional ou energia renováveis. Sistemas de Transmissão
  27. 27. Atuação nos segmentos comercial, industrial e terciário, e vasto portfólio no atendimento a concessionárias e cooperativas. Nossos serviços: o Redes de distribuição o SE e Postos de Transformação o Eficiência Energética o Iluminação o Sistemas de Telecom o CCM-D Sistemas de Distribuição A CPFL Serviços oferece soluções customizadas para atendimento a instalações em média tensão, desde a elaboração do projeto a construção de toda a infraestrutura necessária para sistemas de distribuição de energia elétrica. Com experiência no mercado e atuação em todo o território nacional, a CPFL Serviços leva energia com qualidade e alta tecnologia até os pontos de consumo.
  28. 28. Autoprodução Por que investir? o Geração na ponta e backup; o Cogeração (diesel/gás natural); o Climatização (frio/quente); o Sistemas de Energia Solar. A CPFL Serviços promove o desenvolvimento e a implantação de projetos de eficiência energética para empreendimentos comerciais e industriais. Conheça nossas soluções em: o Autossuficiência energética e maior confiabilidade na produção de energia elétrica o Maior eficiência energética x Menor custo operacional o Mix energético (elétrico e térmico) o Balanço ambiental positivo Benefícios oferecidos: o Investimento de até 100%; o O&M e fornecimento de peças de reposição; o BOT (Build, Operate and Transfer).
  29. 29. A CPFL Serviços conta com uma unidade em S. J. do Rio Pardo para realização de serviços de manutenção, recuperação, logística e transporte de equipamentos elétricos para todo o Brasil. o Transformador de distribuição 15, 25 e 34,5 KV o Transformador de potência 35, 69 e 138 KV o Equipamento 15 KV o Inspeção e qualidade o Painéis de automação o Cadeia reversa Recuperação de Equipamentos Nossos Serviços
  30. 30. © CPFL Energia 2014. Todos os direitos reservados.

×