Gestão dos atestados médicos

765 visualizações

Publicada em

Gestão dos Atestados Médicos

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
765
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gestão dos atestados médicos

  1. 1. Gestão dos Atestados Médicos IV Reunião Científica da APAMT Gestão do Absenteísmo nas Empresas 08 de junho de 2013 Gestão dos Atestados Médicos Jean Alexandre Corrêa Vieira Coordenação Médica Planta Guabirotuba e CDs, Curitiba-PR Electrolux do Brasil S/A
  2. 2. • Objetivo: demonstrar que a gestão do absenteísmo não é função exclusiva do departamento médico. • Apresentação – Aspectos conceituais Agenda – Aspectos conceituais – Absenteísmo • Categorias • Causas • Impacto econômico • Geração de Indicadores – Gestão através de práticas ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  3. 3. Documento que atesta a ausência do empregado por motivo de doença, podendo ser expedido, em termos legais, Atestado ser expedido, em termos legais, exclusivamente por médico ou odontólogo. Leis 5081/66 e 605/49 ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  4. 4. • Deve ser recebido pela empresa para abono de falta no trabalho • Pode ser discordado pelo médico da empresa » Lei 8213/91, art.60, p.4 e Parecer 10/2012 do CFM Atestado • Não existe legislação específica a respeito de quanto tempo depois do recebimento do atestado o empregado deve entregá-lo na empresa (mas é importante estabelecer um limite) • O CID é do paciente e não da empresa! » Resolução 1658/2002 do CFM ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  5. 5. É a freqüência e/ou duração do tempo de trabalho perdido quando os empregados não comparecem ao trabalho por falta, atraso ou a algum motivo interveniente. Absenteísmo ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  6. 6. • Ausência por motivos particulares não justificados por doença e sem amparo legal.Voluntário • Ausência mesmo que o trabalhador não deseje (por suspensão, por prisão ou outro motivo que o impeça de chegar ao trabalho). Compulsório • Faltas amparadas por lei ou faltas justificadas: licença maternidade e paternidade, morte, doação de sangue,Legal CategoriasQuick & Lapertosa (1982) maternidade e paternidade, morte, doação de sangue, serviço militar, convocação eleitoral entre outras. Legal • Relacionados ou não ao trabalho. Doenças ou Acidentes • Diz respeito às pessoas que comparecem ao local de trabalho, mas, por motivos variados, não conseguem manter a produtividade e criatividade dentro do normal Presenteísmo ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  7. 7. Insatisfação e baixa motivação para trabalhar Presença de líderes despreparados para conduzirem suas equipes Higiene e Segurança no Trabalho, Ergonomia Falta de desafios e de comprometimento Ausência de Feedback e de identificação com a tarefa Falta de comunicação e transparência Causas Ferramentas inadequadas para o exercício da profissão e jornada de trabalho Pouca ou nenhuma perspectiva de crescimento interno, melhora de remuneração e benefícios Cobrança de metas inatingíveis Clima interno pesado RH focado em DP Souto (1980) •Camufladas por atestados graciosos ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira •Sinalizam riscos reais de adoecimento
  8. 8. Razões diversas de caráter familiar Atrasos involuntários ou por motivos de força maior Faltas voluntárias por motivos pessoais Causas Dificuldades e problemas financeiros Souto (1980) ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  9. 9. Distúrbios Osteoneuromioarticulares Sofrimento Psíquico Doenças Crônicas Não-Transmissíveis Dependência Química Acidentes fora do trabalho Atividades com sobrecarga biomecânica Causas pessoais Alta demanda psicológica Pressão por metas Cardiovasculares Gastrintestinais Respiratórias * Gestacionais Álcool Drogas ilícitas * Faltas não justificadas Causas Atividades repetitivas Falta de rodízios Excesso de horas extras Doenças degenerativas Trabalhos monótonos Má adaptação ao trabalho que roda turnos Subcarga qualitativa * Gestacionais A tratativa de TODAS as causas deve ser MULTIDISCIPLINAR! ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  10. 10. Custos Diretos (produção) Lucratividade Produtividade •Perda de produtividade do trabalhador ausente •Os que substituem Potencial de erro Retrabalho, Acidentes •Máquinas paradas Indiretos (encargos sociais, impostos) Produtividade Relações Humanas•Horas extras para outros empregados •Custos para reposição de pessoal •Custos para treinamento dos novos ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  11. 11. • Atestados: maior prevalência entre 3 meses e 24 meses de trabalho • 01 a 02 dias correspondem às maiores ocorrências; a partir de 03 dias maior é o impacto para a empresa • No Brasil, em média, quantos dias perdidos tem uma pessoa por ano e qual o custo estimado? Custos • Employees in the UK take an average 10 days’ unscheduled absence from their jobs each year, compared to 5.5 days in the US and 4.5 days in Asia-Pacific • With the average UK salary at £25,000, the professional services firm estimates that absenteeism is costing the economy approximately £32 billion per year • U.S. Workforce Illness Costs $576B Annually From Sick Days To Workers Compensation Chartered Institute of Personnel and Development (CIPD), 2011 Forbes, 12/09/2012 ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  12. 12. • Desafio: PRESENTEÍSMO – Não é “tangível” pelo atestado médico – Difícil mensurar perda de produtividade • Pode trabalhar o dia inteiro sem produzir nada Custos • Pode trabalhar o dia inteiro sem produzir nada • Nos EEUU: perdas de U$ 150bi/ano ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  13. 13. Índice de Freqüência (IF) = nº de atestados do período nº médio de funcionários do período Índice de Gravidade (IG) = nº de dias perdidos no período nº médio de funcionários do período Indicadores Básicos nº dias perdidos Porcentagem de Tempo Perdido (PTP) = no período_____ X 100 nº programado de dias de trabalho no período PTP acumulado > 1,2% = ALTO (Couto, 1987) Média PR em 2011 = 3,3% (235 empresas, 200mil funcionários, 4º Benchmarking Paranaense de RH – ABRH-PR) ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  14. 14. – 03 Ambulatórios em 02 Fábricas – 01 Ambulatório em CD – 01 Clínica de Fisioterapia in company – 01 Academia – 50 profissionais Como estamos trabalhando... SERVIÇO DE SAÚDE OCUPACIONAL ELECTROLUX CURITIBA – 50 profissionais – 01 Médico Coordenador Coorporativo – 01 Médico Coordenador Local – 08 Médicos Examinadores – 01 Médica Clínica – 01 Enfermeira do Trabalho – 01 Psicólogo – 01 Nutricionista – 02 Técnicas de Enfermagem do Trabalho ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira – 18 Auxiliares de Enfermagem – 02 Fonoaudiólogas – 02 Fisioterapeutas do Trabalho Ergonomistas – 03 Fisioterapeutas Assistenciais – 08 Fisioterapeutas/Educadores Físicos para GL – 03 Educadores Físicos na Academia – 02 Assistentes Administrativos
  15. 15. • RH e Lideranças – Recrutamento e Seleção – Programa de Benefícios, Planejamento de Carreira – Integração Como estamos trabalhando... – Integração – Treinamento ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  16. 16. • Exame Médico Admissional – Anamnese: Perfil Biopsicossocial • Estado civil/nº de filhos/estado de saúde dos familiares • Como vai se locomover para a empresa/para casa • Aspectos sobre estado mental: tipo de personalidade, capacidade de resistência, perfil “ficar de olho”, etc. Como estamos trabalhando... capacidade de resistência, perfil “ficar de olho”, etc. • Hx cirurgias/fraturas/internações/uso de órteses/fisioterapia • Hx de doenças respiratórias, auditivas, alergias • Riscos Críticos: diabetes, anemias, cardiopatias, neuropatias, HAS, uso de álcool e drogas, etc. • Atividade física: tipo, frequencia, Hx de traumas • Histórico ocupacional: o que, como, em que condições fazia ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  17. 17. • Exame Médico Admissional – Exame Físico: Estático e Dinâmico • Identificar sinais não mencionados na anamnese • SV: PA, CA, IMC Como estamos trabalhando... • Inspeção: cicatrizes, manchas de pele, simetria (contraturas, abaulamentos, encurtamentos), varizes • Manobras para ombros, cotovelos, punhos, mãos e dedos, coluna, quadris, joelhos, tornozelos, pés e dedos • A clínica é soberana! ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  18. 18. • Exames Médicos Periódicos – Mudanças no padrão de saúde/doença encontrados no admissional. – Como está o trabalho? Como estamos trabalhando... – Como está o trabalho? – Dores, sofrimento psíquico (presenteísmo?) ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  19. 19. • Consultas Específicas – Retornos de Atestados • Registro do atestado em Software de SO Como estamos trabalhando... • ≥ 24h para CID´s M, S, F ( Programa Saúde Plena) • ≥ 3 dias para demais CID´s ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  20. 20. • Ambulatório de Queixas Osteoneuromioarticulares – Atestados CID M, S, espontânea ou dirigida – Prevenção de Lesão na fase de Fadiga, Dor e Desconforto Como estamos trabalhando... Desconforto »Postos críticos restrição + tto – Atendimento dos 3 turnos – Anamnese, Exame Físico, Exames Complementares, AET, Restrições, Interface com chefias ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  21. 21. • Consultas Específicas – Programa Saúde Plena: atestados por absenteísmo por sofrimento psíquico, demanda espontânea ou dirigida. – Urgências e Emergências • Serviço Terceirizado para remoção • Serviço de Remoção Móvel Próprio para uso na empresa Como estamos trabalhando... • Serviço de Remoção Móvel Próprio para uso na empresa • 01 Ambulatório para Pronto-atendimento • Médicos Examinadores em contato com as chefias – PAI (Protocolo de Atendimento Integrado de Acidentes de Trabalho) • Redução da PTP • Atestado deixa de ser externo e passa a ser interno • Monitoramento do acidentado ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  22. 22. • Ergonomia Física – Ergonomia de Concepção: arranjo físico do local de trabalho, manipulação de cargas, aplicação de FAE – AET de processos que envolvem atividades repetitivas, com vibração, força e postura estática • Cognitiva Como estamos trabalhando... • Cognitiva – Inclusão nos RAE de aspectos como percepção, atenção, cognição, controle motor pelo funcionário. • Macroergonomia – Através de remodelação do COEGO (definição de políticas, processos e envolvimento ativo na concepção de novos projetos para otimização da Organização do Trabalho) ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  23. 23. • Programa de Qualidade de Vida – Medicina assistencial in company – Serviço de Nutrição – Programa Saúde Plena – Presenteísmo, Problemas Pessoais, Dependências Químicas • Orientação, encaminhamento, documentação • Interdependência com as lideranças Reuniões periódicas sobre indicadores Como estamos trabalhando... Interdependência com as lideranças – Reuniões periódicas sobre indicadores – Validação de restrições médicas • AQO, Retornos ao Trabalho, ATs – Apoio do board estratégico da empresa • Alianças – Rede assistencial de referência (multiespecialidades) – Hospitais de referência para atendimento de AT´s – Reabilitação DQ ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  24. 24. • Gestão dos atestados – Envolvimento Multidisciplinar • Políticas Corporativas de Promoção de Saúde e Prevenção de Doenças e Acidentes (QVT) Conclusão Prevenção de Doenças e Acidentes (QVT) • Recrutamento, Seleção e Valor às pessoas • Exame Médico Admissional rigoroso • Equipe de Saúde Ocupacional focada • Epidemiologia, Indicadores e Planos de Ação ___________________________________________________ Jean Alexandre Corrêa Vieira
  25. 25. Obrigado! jean.vieira@electrolux.com.br 41. 9223-2329

×