A origem do termo “complexidade” <ul><li>Do latim  complexus  - natureza composta ou intricada; o que é entrelaçado, tecid...
O que é um sistema complexo? <ul><li>Teoria da Complexidade ou dos Sistemas Complexos é “um novo campo da ciência que estu...
Exemplos de  Sistemas Complexos
... a leitura também é um sistema complexo
Abordagens de leitura Modelo Decodificador A leitura é uma  atividade perceptiva e mecânica . O fluxo de informação é  do ...
Características da leitura como sistema complexo
Leitura: um sistema complexo leitor autor texto conhecimento de mundo intenções expectativas conhecimento linguístico imag...
Entendendo a leitura como sistema complexo (1/3) <ul><li>Múltiplos componentes ou agentes: texto, leitor, autor, conhecime...
Entendendo a leitura como sistema complexo (2/3) <ul><li>A leitura é dinâmica, pois a compreensão do texto pode mudar com ...
Entendendo a leitura como sistema complexo (3/3) <ul><li>A leitura é um sistema aberto, uma vez que permite o fluxo de inf...
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A visão de leitura como sistema complexo

1.959 visualizações

Publicada em

Apresentação realizada no X Salínguas (01/06/2010), na Faculdade de Letras da UFRJ

Publicada em: Turismo, Esportes
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.959
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A visão de leitura como sistema complexo

  1. 2. A origem do termo “complexidade” <ul><li>Do latim complexus - natureza composta ou intricada; o que é entrelaçado, tecido em conjunto. </li></ul><ul><li>A um primeiro olhar, a complexidade é um tecido (complexus: o que é tecido junto) de constituintes heterogêneas inseparavelmente associadas: ela coloca o paradoxo do uno e do múltiplo. Num segundo momento, a complexidade é efetivamente o tecido de acontecimentos, ações, interações, retroações, determinações, acasos, que constituem nosso mundo fenomênico (MORIN, 2007 : 13). </li></ul>
  2. 3. O que é um sistema complexo? <ul><li>Teoria da Complexidade ou dos Sistemas Complexos é “um novo campo da ciência que estuda como as partes de um sistema concebem comportamentos do sistema como um todo e como esse sistema interage com seu ambiente” (New England Complex Systems Institute). </li></ul><ul><li>Um sistema complexo não é um estado, mas um processo. Cada componente do sistema pertence a um ambiente construído pela interação entre suas partes. Nada é fixo, ao contrário, existe um constante movimento de ação e reação e mudanças acontecem como passar do tempo (PAIVA, 2006 : 91). </li></ul>
  3. 4. Exemplos de Sistemas Complexos
  4. 5. ... a leitura também é um sistema complexo
  5. 6. Abordagens de leitura Modelo Decodificador A leitura é uma atividade perceptiva e mecânica . O fluxo de informação é do texto para o leitor e o significado encontra-se no texto . Modelo Psicolinguístico A leitura é uma atividade cognitiva . O fluxo de informação é do leitor para o texto e o significado encontra-se na mente do leitor . Modelo Interacional A leitura é uma atividade centrada na interação entre leitor e autor . O fluxo de informação é ascendente e descendente e o significado é construído a partir da interação leitor/ autor . Modelo Sócio-interacional A leitura é uma atividade social . O fluxo de informação é bidirecional e o processo de leitura é inserido em um contexto sócio-histórico-cultural .
  6. 7. Características da leitura como sistema complexo
  7. 8. Leitura: um sistema complexo leitor autor texto conhecimento de mundo intenções expectativas conhecimento linguístico imagens intertextualidade linguagem contexto social contexto histórico contexto cultural hipertexto frustrações gênero textual limitações temporais forma
  8. 9. Entendendo a leitura como sistema complexo (1/3) <ul><li>Múltiplos componentes ou agentes: texto, leitor, autor, conhecimento prévio, contexto sócio-histórico-cultural etc. </li></ul><ul><li>Parece impossível analisar, separadamente, o sistema de leitura, pois os componentes de um sistema complexo estão interligados. </li></ul><ul><li>O comportamento dos sistemas complexos emerge das interações entre os seus componentes. As partes do sistema não se somam, mas integram-se, podendo gerar um novo sistema. </li></ul>
  9. 10. Entendendo a leitura como sistema complexo (2/3) <ul><li>A leitura é dinâmica, pois a compreensão do texto pode mudar com o tempo. O dinamismo na interação dos constituintes do ato de ler ao longo do tempo faz com que os resultados das interações não sejam inteiramente previsíveis ou proporcionais. Tanto o processo de leitura como sua partes (leitor, autor, visão de mundo etc.) têm uma direção no tempo. </li></ul><ul><li>A não-linearidade também é uma característica da leitura e é mais facilmente identificada em hipertextos digitais. O sistema se comporta de uma maneira inesperada, mudando drasticamente a partir de pequenas alterações no estágio inicial. </li></ul>
  10. 11. Entendendo a leitura como sistema complexo (3/3) <ul><li>A leitura é um sistema aberto, uma vez que permite o fluxo de informação com o ambiente externo e é capaz de sofrer mutação ou desenvolver-se. Como essa troca de informações ocorre, as partes se reorganizam entre si, pois são altamente sensíveis a feedback. </li></ul><ul><li>A leitura também é adaptativa devido à capacidade de seleção natural e de auto-organização. Eles aprendem, ao longo do tempo, a reagir ativamente às variações no seu ambiente de modo que o todo se torna mais complexo. </li></ul>

×