Análise da Retórica de um anúncio publicitário

10.034 visualizações

Publicada em

Patrícia e Ana

Publicada em: Educação
1 comentário
5 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.034
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.327
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Análise da Retórica de um anúncio publicitário

  1. 1. Ana Castro nº3 11º CPatrícia Martins nº 20 11º C
  2. 2. Não se deve maltratar osanimais para proveito doshumanos.Pessoas que frequentam o circo.
  3. 3. -Sensibilizar para os direitos dosanimais.-Proporcionar a compreensão daimportância de cada atitude e dassuas repercussões no mundoenvolvente.
  4. 4. A Associação Acção Animal em parceria com LPDA (Liga Portuguesa dos Direitos dosAnimais) são uma referência às entidades responsáveis. Estas são reconhecidas pelopúblico. Referência aos sites das Associações para esclarecimento de dúvidas
  5. 5. A partir da imagem…•A ideia dos animais estarem presosnuma jaula;•O facto do macaco estar pintadocomo um palhaço, com uma lágrimaa cair dos olhos;•Imagem escura que suscitatristeza, sofrimento, prisão. * Referência no Texto de Argumentação
  6. 6. SloganApelo ao auditório para que este não contribua para a violação dos direitos dos animais.
  7. 7. Título Alusão aos palhaços (atividade realizada pelos humanos), pois os animais também “fazem truques” nocirco (no entanto não épor motivação própria). Texto deargumentação
  8. 8. Expressões utilizadas nos Circos Vocativo (utilizado no Circo) Realidades chocantes para Frase no emocionar as imperativo pessoas IroniaTorna os animais uma espécie dehumanos, usados Uma palhaçada que não para um fim. tem piada nenhuma. Alusão aos macacos que são Uso de recursos vistos como estilísticos: palhaços Paradoxo
  9. 9. -Os animais têm capacidade desofrer e de sentir dor.-Não é moralmente aceitávelfazer sofrer animais paradivertimento do público.-Realidades chocantes quesensibilizam as pessoas.

×