Estudo da Bíblia

1.171 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.171
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
197
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudo da Bíblia

  1. 1. Bibliografía • A Bíblia as suas Ordens: Frei pio de Sampaio. • Bíblia Sagrada; Padre Antonio de Figueiredo. • O Segredo das Bem Aventuranças. José Lazaro Boberg.
  2. 2. Bíblia • Significados: Livros, do grego. Escritura ou Sagrada escritura, Lei, Livros Santos, ou, Santas escrituras. • Escritas num período de 14 séculos, por mais de 50 autores. • Contém 73 livros do Gênesis ao Apocalipse, em línguas diferentes. • A.T. Originalmente em Hebraico. • Em Aramaico , a língua de Jesus: Tobias, Ester, Judite, Daniel, Esdras, Evangelho de Mateus. • Em grego, todos os outros.
  3. 3. Conteúdo • 1. Personagem principal: Jesus o Cristo, aparece através das profecias, no Antigo Testamento e como realidade no Novo Testamento. • 2. Tema básico: Plano de Deus para reunir os homens e o mundo, Anunciado no A.T. e consumado no N.T. • 3. Uma história: relação de Deus e seu povo; no A.T. Os Israelitas e no N.T. Os Cristãos. • 4.Objetivos: Firmar a unicidade de Deus, numa época politeísta e cheia de cultos. A unidade e harmonia do conjunto se explica pela inspiração divina.
  4. 4. • Século 13 a. c. aparecimento do 1º livro do A.T.....Abraão. • Em cópias manuscritas pelas sinagogas . Século 4 a. c. cópias em pergaminho, • ( peles de animais) mais duráveis, daí o nome de” volume “ou “enrolo”. • Em 1456 : 1º Bíblia em papel por Gutenberg. • Com a dispersão do povo Judeu, a versão Hebraica foi traduzida para o grego e daí apareceram várias outras adicionando ou retirando livros e textos. • São 3 as cópias mais famosas, em grego: • Código do Vaticano : sec. 4 d.c. • Código Sinótico: séc. 4.d. c. • Código Alexandrino : séc 5 d.c. • A tradução mais antiga é a Versão Alexandrina, ou dos Setenta, quando 72 sábios imigraram para o Egito no séc. 2 e 3 a.c. A versão dos setenta é chamada de Antigas Latinas. • A lista completa dos livros do A.T. e N.T. Foi determinada no Sínodo de Hipona. No séc. 4 d.c. nova versão intitulada “ Vulgata” seria a oficial da Igreja. • São Jerônimo recebe a incumbência do Papa Damásio de fazer a revisão da Bíblia em 384 era cristã. • Cardeal Estevão Langton a divide em capítulos em 1263.( idade média). • A divisão em versículos coube ao impressor parisiense, Roberto Estevão . • Indica-se Martinho Lutero como o 1º a traduzir a Bíblia para uma língua moderna, entretanto já haviam outras : 30 edições em Alemão, 26 em Francês, 20 em Italiano, 19 em Holandês, 6 em Boêmio, 2 em Espanhol.: Sua indignação foi contra a venda das indulgencias para a construção do Vaticano. • . Versões
  5. 5. Divisão de capítulos e significados • Foi idealizada para fazer referencias e facilitar citações , por Estevão Langton, Arcebispo de Cantuária. • A divisão em versículos por Roberto Estevão num longo processo de idealização. • A virgula ( , ) ou ( : ) para separar capítulos de versículos. • O ponto ( . ) separa versículos quando não contínuos. • Ex. Gen. 10, ou : 15 . 25. • O traço separa ( - ) versículos contínuos ex. Gen. 10,ou : 15-18. • O ponto e virgula ( ;) separa grupos de capítulos e versículos de um mesmo evangelista . Ex. Gen. 10 ou : , 15-18 ; 21,ou : 15-18.
  6. 6. A. T. Livros Doutrinários. 7 • A.T = Antigo Testamento..................... • Aliança de Jeová com seu povo. • • Joel. • Salmos. • Provérbios. • Eclesiastes. • Pacto ou Antiga Aliança. • Cântico dos Cânticos. • Sabedoria. • Eclesiástico.
  7. 7. Livros do Antigo Testamento Livros Históricos 46 • Gênesis. • Êxodo. • Levítico. • Números. • Deuteronômio. • Josué. • Juízes. • Rute. • I Samuel ( I Reis) • 2 Samuel ( 2 Reis). • 2 Crônicas. • 150 Salmos. • Provérbios. • Eclesiastes. • Cânticos. 3 Reis. • 4 Reis I Paralipomenos. • 2 Paralipomeros. • Esdras. • Neêmias. • Jô. • Tobias • Judite. • Ester. • I Macabeus. • 2Macabeus. • Ezequiel. • Daniel. • Jeremias( as Lamentações).
  8. 8. A. T. Livros Proféticos 18 livros • Isaías. • Jeremias. • Lamentações. • Baruc. • Ezequiel. • Daniel. • Oseias. • Joel. • Amós. • Abdias. • Jonas. • Miqueias. • Naum. • Habacuc . Zafonias. Ageu. Zacarias. Malaquias.
  9. 9. Novo Testamento • Nascimento. • Vida e morte de Jesus. • Ensinamentos morais. N.T. = Novo Testamento. Relata a vinda do Cristo Jesus e sua relação com o povo escolhido e os Cristãos.
  10. 10. N. T. Livros Históricos • Mateus. • Marcos. • Lucas. • João. • Atos dos Apóstolos. • 14 Epístolas de Paulo. • 3 Epístolas de João. • 1 Epístola de Judas. • 2 Epístolas de Pedro. • 1 Epístola de Tiago. • Apocalipse de João.
  11. 11. N.T. Livros Doutrinários. 21 livros • Romanos. • I Coríntios. • 2 Coríntios. • Gálatas. • Efésios. • Filipenses. • Colossences. • I Tessalonicenses. • 2 Tessalonicenses. • Judas. • Paulo. • I Timóteo. • 2 Timóteo. • Tito. • Filemon • Hebreus. • I Pedro. • 2 Pedro. • I João. • 2 João. • 3 João. • Evangelho de Tomé ( 1947)
  12. 12. Evangelho segundo o Espiritismo código • 1. Evangelho segundo o espiritismo é um código moral e neste sentido deve ser encarado pelos espíritas. • 2. Vai direto a essência, parte principal que é o ensino moral. • 3. É objetivo e sintético nas instruções morais. • 4. As questões morais são instrumentos de trabalho diário, de aplicação prática. Desenvolver Virtudes. • 5. É um código Divino, uma regra de conduta, abrange circunstâncias da vida privada, publica, e, o princípio de todas as relações sociais fundadas na mais rigorosa justiça.
  13. 13. Evangelho segundo o Espiritismo Conteúdo Matérias • 1. Atos da vida comum do Cristo. • 2. Os milagres. • 3. As profecias. • 4. As palavras que serviram para o estabelecimento dos dogmas da igreja. • 5. O ensino moral.
  14. 14. Livro dos Espíritos Espírito Verdade e colaboradores. Época histórica. Século 19. Princípios: Imortalidade da Alma. Natureza dos espíritos e suas relações com os homens. Leis Morais. Vida presente e vida futura.
  15. 15. Virtudes e Vícios ...Ciência. • Bibliografia. A Bussola do Prazer: David J. Linden. • Virtudes e vícios possuem a mesma unidade neural onde o prazer é a bussola, e, os genes dessa unidade representam 60% de vulnerabilidade. • O prazer está associado a liberação de dopamina no cérebro. • Incidência aumenta proporcionalmente ao descontrole do sistema prazer e recompensa. • Dependência: gera mudanças químicas e elétricas dos neurônios. • Tratamentos: psicoterapias, drogas, vacinas e estímulos elétricos, ( capacetes) transformadores de corrente elétrica.( futuro).
  16. 16. Virtudes e vícios.....Religião • Caminho, Verdade e vida. Emmanuel. Lição 129. • “ Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela própria concupiscência. Tiago, 1 :14. • • “ Ser tentado é ouvir a malícia própria, é abrigar os inferiores alvitres de si mesmo, porquanto ainda que o mal venha do exterior, somente se concretiza e persevera se com ele afinamos, na intimidade do coração”. • Recorda-te de que cada dia tem situações magnéticas especificas. Considera a essência de tudo que te atraiu no curso das horas e eliminarás os males próprios, atendendo ao bem que Jesus deseja.
  17. 17. Virtudes L.E. Filosofia. • Def: virtude é a disposição firme e constante na prática do Bem. • L E. É a resistência voluntária ao arrastamento das más tendências. • É fazer o bem por impulso instintivo, espontâneo, natural por hábito, sem esforço ou dificuldade. • Características: • L. E. 893 . Sacrifício voluntário do interesse pessoal. • Prática da caridade desinteressada. • Despir-se de intenções ocultas. • Todas as virtudes são meritórias porque são indícios de progresso na prática do bem.
  18. 18. Evangelho segundo Espiritismo Virtudes • E.s.E. cap9, item 8. • A sabedoria humana reside em duas palavras: • Devotamento e Abnegação. • Devotamento: é dedicação, afeição com religiosidade, com sentimento de amor profundo a uma causa ou criatura. Abnegação: é desprendimento, desinteresse, renúncia, sacrifício voluntário do que há de egoístico nos desejos e tendências naturais do homem, em proveito de uma causa, ideia ou pessoa. 1. L.E.912. A natureza corpórea visa suas paixões, interesses, desejos e para combatê-las é somente praticar a abnegação.
  19. 19. Virtudes a conquistar • Devotamento • Abnegação. • Humildade. • Resignação. • Piedade. • Generosidade. • Afabilidade. • Compreensão. • Perdão. • Brandura. • Renúncia. • Companheirismo. • Indulgência. • Misericórdia. • Paciência. • Mansuetude. • Vigilância. • Dedicação. • Gratidão. • Alegria. • Paz. Abundância. Tranquilidade. • Confiança. • Amor.
  20. 20. Manual Prático do Espírita Ney Prieto Peres • Porque desejamos as virtudes? A que nos propomos? • L.E. 909. O homem poderia vencer suas más tendências pelos seus próprios esforços? • Sim, mas o que lhe falta é a vontade. • Vontade: é a expressão de nosso livre arbítrio. Por ela damos nossos testemunhos e demonstramos nossos ideais no bem. • .Ela é constituída de fatores dinâmicos como: • Auto domínio, impulso, deliberação, determinação, e, ação. • O que nos movimenta numa atividade é o interesse que está por trás. Caminhos: • Auto observação, Relaxamento, Meditação, Vigilância, Orar, ler , Automatização do bem, Auto sugestão, Comprometer-se espiritualmente. • “Quando nosso contexto é filosófico moral, fundamentado no conhecimento da natureza espiritual do homem, sua origem seu destino, nas leis morais que nos regem, nossa motivação se amplia , impulsionamos nossa vontade a buscar nosso progresso moral dentro dos padrões e ensinos no modelo de perfeição que é Jesus,”
  21. 21. Método Pratico de Auto- Análise • Método das cinco fases: • Santo Agostinho 1. Preparação. • 2. Sintonia Espiritual. • 3. Reflexão. • 4. Detalhamento. • 5. Renovação.
  22. 22. Como Programar a transformação Manual Prático do Espírita Ney Prieto Peres • 1. fazer da intenção uma realização efetiva. • 2. Disposição firme e constante. • 3. Não idealizar resultados imediatos. 4. Saber que os ideais são flutuantes. 5. Valorizar firmeza, resistência e vontade. 6. Evitar auto punição. 7. Vencer os fracassos. 8 . Estabelecer metas. O tempo depende do condicionamento no vicio. Resultado? Concentração nos esforços, etapas pequenas e, individualização dos vícios ( um a um).
  23. 23. Textos do A.T. e N. T. • Apresentar cópia de capítulos e versículos a serem encontrados na Bíblia,
  24. 24. Vícios
  25. 25. DEFEITOS
  26. 26. DEFEITOS
  27. 27. VIRTUDES
  28. 28. VIRTUDES
  29. 29. VIRTUDES
  30. 30. Conclusão Fé • Religiosidade. • Vontade. • Livre Arbítrio.

×