É breve,é pequena,a distânciaque separao avôdo neto.
Feito o aradoque rasgaa terra,a passagemdo tempodeixa sulcosna alma eno rosto.
“As viagenssucedem-se eacumulam-secomo asgerações;Entre o netoque foste e oavô que serás,que paiterás sido?”José Saramago
A única coisa que nós temos de fato é a vida.E com ela podemos fazer tudo, ou nada.
Pais, filhos e netos.No fim das contas, cada um tem quecaminhar com seus próprios passos.
Buscar uma experiência de significação,trilhar a senda do auto-aperfeiçoamento.
A vida é um instante, um sopro.Quantas gerações já vieram e se foram,quantas ainda virão e igualmente passarão...
A vida é um instante, um sopro.Menos deuma horade vida.O primeirobeijo.
Há quemsustente queé o amordas mães quemantém omundo emseu eixo.
Memóriaspoéticas eafetivas.Os pequenosgestos einstantesque revestemde belezae ternurao tempo.
Nos vagões da existência terrena,por um breve instante passeamos.
O ato de observar é a única chaveque abre a porta dos mistérios.
A paisagem de fora, a vemoscom os olhos de dentro.
A paisagem é um estado de alma.Na realidade, o que vemos está em nós.
Não vemos o que vemos,vemos o que somos...
“Se podes olhar, vê.Se podes ver, repara.”
Ter olhos para a beleza do céu, para a poesia das nuvens.
Cultivar a quietude do espíritocomo potência de transformação.
Ter um olhar capaz de discernir a beleza invisível.
A filosofia oriental nos ensina quea mais bela imagem não tem forma.
Resgatar a beleza, a poesia e a espiritualidadecapazes de suavizar a nostalgia do Absoluto.
...Cultivar a magia eo encantamento dese estar no mundo.
...Cativar a via do Silênciodentro de nós.
...Esta existência terrena é umaoportunidade de despertarmosda letargia e do sono.
...Esta existência terrenaé a infância da Eternidade.
...Uma oportunidade para nosaproximarmos da Pura Luzque habita nossa finitude.
...Felizes os que aproveitamcom sabedoria a preciosaaventura que é o existir.
...Feliz o olhar capazde discernir a belezado invisível...
Tema musical: “Carino”, Chris Spheeris um_peregrino@hotmail.com
Beleza Invisível (José Saramago)
Beleza Invisível (José Saramago)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Beleza Invisível (José Saramago)

777 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
777
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
103
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Beleza Invisível (José Saramago)

  1. 1. É breve,é pequena,a distânciaque separao avôdo neto.
  2. 2. Feito o aradoque rasgaa terra,a passagemdo tempodeixa sulcosna alma eno rosto.
  3. 3. “As viagenssucedem-se eacumulam-secomo asgerações;Entre o netoque foste e oavô que serás,que paiterás sido?”José Saramago
  4. 4. A única coisa que nós temos de fato é a vida.E com ela podemos fazer tudo, ou nada.
  5. 5. Pais, filhos e netos.No fim das contas, cada um tem quecaminhar com seus próprios passos.
  6. 6. Buscar uma experiência de significação,trilhar a senda do auto-aperfeiçoamento.
  7. 7. A vida é um instante, um sopro.Quantas gerações já vieram e se foram,quantas ainda virão e igualmente passarão...
  8. 8. A vida é um instante, um sopro.Menos deuma horade vida.O primeirobeijo.
  9. 9. Há quemsustente queé o amordas mães quemantém omundo emseu eixo.
  10. 10. Memóriaspoéticas eafetivas.Os pequenosgestos einstantesque revestemde belezae ternurao tempo.
  11. 11. Nos vagões da existência terrena,por um breve instante passeamos.
  12. 12. O ato de observar é a única chaveque abre a porta dos mistérios.
  13. 13. A paisagem de fora, a vemoscom os olhos de dentro.
  14. 14. A paisagem é um estado de alma.Na realidade, o que vemos está em nós.
  15. 15. Não vemos o que vemos,vemos o que somos...
  16. 16. “Se podes olhar, vê.Se podes ver, repara.”
  17. 17. Ter olhos para a beleza do céu, para a poesia das nuvens.
  18. 18. Cultivar a quietude do espíritocomo potência de transformação.
  19. 19. Ter um olhar capaz de discernir a beleza invisível.
  20. 20. A filosofia oriental nos ensina quea mais bela imagem não tem forma.
  21. 21. Resgatar a beleza, a poesia e a espiritualidadecapazes de suavizar a nostalgia do Absoluto.
  22. 22. ...Cultivar a magia eo encantamento dese estar no mundo.
  23. 23. ...Cativar a via do Silênciodentro de nós.
  24. 24. ...Esta existência terrena é umaoportunidade de despertarmosda letargia e do sono.
  25. 25. ...Esta existência terrenaé a infância da Eternidade.
  26. 26. ...Uma oportunidade para nosaproximarmos da Pura Luzque habita nossa finitude.
  27. 27. ...Felizes os que aproveitamcom sabedoria a preciosaaventura que é o existir.
  28. 28. ...Feliz o olhar capazde discernir a belezado invisível...
  29. 29. Tema musical: “Carino”, Chris Spheeris um_peregrino@hotmail.com

×