Palestra desafios na formação de multiplicadores internos triunfo

7.253 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.253
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
424
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra desafios na formação de multiplicadores internos triunfo

  1. 1. DESAFIOS NA FORMAÇÃO DEMULTIPLICADORES INTERNOS CAROLINA MANCIOLA
  2. 2. O QUE ACONTECERIA SENÃO HOUVESSE ALGUÉM QUE SOUBESSE COMO AGIR?
  3. 3. A gestão do conhecimento passou a ser um dos principais desafios das organizações.
  4. 4. Papel do RH E LÍDERES D U PSICÓLOGOS C ADMINISTRADORES A D NEGOCIADORES O ENGENHEIROS R E ADVOGADOS S AUTORITÁRIOS Joaquim Patto
  5. 5. Organizações que Aprendem Organizações que aprendem só podem ser construídas quando entendermos:  Que o mundo não é feito de forças separadas;  Que no mundo de hoje, a capacidade de aprender contínua e rapidamente é a única vantagem competitiva sustentável. Peter Senge
  6. 6. Conhecer 1. Como é feita a gestão do conhecimento na sua organização? 2. Como o conhecimento é difundido na sua organização?
  7. 7. Gestão e Difusão GERIR DIFUNDIR ORGANIZAR PROPAGAR INSTITUCIONALIZAR MULTIPLICAR
  8. 8. Difusão do Conhecimento LIDERANÇA MANUAIS CARRAPATO TREINAMENTO
  9. 9. Treinamento DESAFIOS • Garantir a Apreensão • Garantir a Aplicação • Garantir os Resultados
  10. 10. Questão de Perspectiva Resultados Comportamento Aprendizado Reação Kirk Patrick
  11. 11. Questão de Perspectiva RESULTADOS COMPORTAMENTO Quais os comportamentos devem ser colocados em prática? O que precisa ser aprendido para que os APRENDIZADO participantes estejam aptos? Que conteúdo precisa ser ministrado e de que REAÇÃO forma para que os participantes aprendam?
  12. 12. Questão de Perspectiva E Resultados S T Comportamento R A T É Aprendizado G I A Reação
  13. 13. Questão de Perspectiva Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 4 IMPACTO NO RESULTADO
  14. 14. Questão de Perspectiva Resultados T Comportamento Á T I C Aprendizado A Conteúdo Forma Reação
  15. 15. Reação FORMA CONTEÚDO EXPERIÊNCIA
  16. 16. ESSE É O MAIOR DESAFIO NA FORMAÇÃO DEMULTIPLICADORES INTERNOS
  17. 17. Alinhamento • Técnico O quê? • Comportamental Como? • Metodologia Para quê? • Funcionalidade Pra quem? • Público alvo Por quem? • Responsáveis pela aplicação
  18. 18. O quê
  19. 19. Como METODOLOGIAS GUIAS DE BOLSO VÍDEO AULA E-LEARNING RÁDIO/ TV COPORATIVA PRESENCIAL
  20. 20. Para quê
  21. 21. “Aquilo que eu ouço eu esqueço, Aquilo que eu vejo eu lembro,Aquilo que eu faço, eu aprendo” Confúcio
  22. 22. Ciclo de Aprendizagem Vivencial
  23. 23. Para quem Competência Inconsciente Excelência Competência Consciente Sabe que sabe Incompetência Consciente Sabe que não sabe Incompetência Inconsciente Não sabe que não sabe
  24. 24. Alinhamento • Técnico O quê? • Comportamental Como? • Metodologia Para quê? • Funcionalidade Pra quem? • Público alvo Por quem? • Responsáveis pela aplicação
  25. 25. Por quem
  26. 26. Por quem Pouco funcional Efetivo DIDÁTICA Cumpre tabela Pouco atrativo CONHECIMENTO DO NEGÓCIO
  27. 27. Por quem Equipe Dedicada (advinda do negócio) Líderes Equipe Dedicada (especialista de Especialistas treinamento) (área)
  28. 28. Por quem •Sem formação em T&D Equipe Dedicada •Desafios para aplicação em •Conhecem o negócio (advinda do negócio) •Atuam de forma dedicada níveis hierárquicos mais altos •Não conhecem Equipe Dedicada profundamente o negócio •Atuam de forma dedicada (especialista de •Conhecem de T&D •Desafios para aplicação em treinamento) níveis hierárquicos mais altos
  29. 29. Por quem •Conflito com outros afazeres Líderes •Dificuldade na troca de •Conhecem o negócio chapéu •Conhecem a equipe •Nem sempre entendem de T&D •Visão excessivamente •Conhecimento do assunto Especialistas técnica •Conhecimento da empresa (área) •Não entendem de T&D
  30. 30. Por quem Treinar no Negócio Reconhecer Garantir a Linguagem Recompensar DIDÁTICA Treinar na Didática Avaliar a Metodologia Garantir a Estratégia CONHECIMENTO DO NEGÓCIO
  31. 31. Por quem O que é mais fácil? O que é mais sensato? O que é mais eficaz?
  32. 32. Inspiração 85% 15%
  33. 33. Expiração 15% 85%
  34. 34. “Conteúdo sem marketing é burrice. Marketing sem conteúdo é picaretagem”. Nizan Guanaes
  35. 35. Formação de Multiplicadores 1. PAPEL IDENTIDADE Facilitador/Instrutor/Multiplicador CRENÇAS No que precisam acreditar? O que precisam saber/aprender? CAPACIDADES Como se comportar? COMPORTAMENTOS CONTEXTO Quais os desafios?
  36. 36. 1. Papel Quais as principais queixas em relação a um treinamento?
  37. 37. 1. Papel Quais nossas principais queixas em relação a um treinamento? Entra e sai da sala Uso excessivo do celular Conversas paralelas Baixa Participação x Participação Excessiva Atraso Não anotar Não participa das atividades em grupo x Domina o grupo Panelinha Nota Baixa no teste de aprendizado Não fazem comentários na avaliação de reação Sono Reclamações sobre a empresa Quer sair mais cedo...
  38. 38. Formação de Multiplicadores 1. PAPEL
  39. 39. Formação de Multiplicadores 2. GESTÃO DO GRUPO Encorajar e estabelecer o autocontrole dos treinandos estudante através de um processo de promoção das realizações e comportamento positivos do participante.
  40. 40. 2. Gestão do Grupo Ganhar e manter a cooperação dos alunos nas CONTEÚDO atividades de aprendizagem Manter uma abordagem ordenada e centrada CONDUTA no ensino e aprendizagem Garantir um ambiente positivo na escola/sala CONSENSO de aula
  41. 41. 2. Gestão do Grupo Alinhamento de Expectativas Horários Equipamentos Participação Materiais Orientações aos Participantes Clima da Sala Avaliações Qualidade do Treinamento
  42. 42. Formação de Multiplicadores 3. REPASSE É preciso garantir o equilíbrio do tripé fundamental de acordo com o perfil do responsável pela multiplicação
  43. 43. 3. Repasse VISÃO SISTÊMICA ABERTURA 10% 25% 15% * * 20% 25% ENCERRAMENTO 5%
  44. 44. 3. Repasse VISÃO DETALHADA •Objetivo de cada “bloco” •Clareza de mensagens chave •Embasamento teórico •Aplicação Prática •Dinâmica de Condução •Descrição de atividades (visíveis) •Briefing e Debriefing
  45. 45. Formação de Multiplicadores IMPORTANTE ORATÓRIA TÉCNICAS CRIATIVAS DE TREINAMENTO COMUNICAÇÃO
  46. 46. 3. Formação Processo de Ensino - Aprendizagem Modelos educacionais (pedagógico e andragógico) Ciclo de aprendizagem Processo de Aprendizagem Efetividade na Condução de Treinamentos Como tornar o conteúdo prático; Como aplicando dinâmicas de grupo; Como confirmar o aprendizado; Como obter compromisso do grupo. Prático. Formar para formar. Dividir para Multiplicar.
  47. 47. FOCO! Resultados Comportamento Aprendizado Reação Kirk Patrick
  48. 48. Organizações que Aprendem As leis das organizações que aprendem:  Causa e efeito não estão próximos no tempo e no espaço  Pequenas mudanças podem criar grandes resultados  Você pode assobiar e chupar cana – mas não ao mesmo tempo  Dividir um elefante ao meio não produz dois elefantes pequenos  Não existem culpados
  49. 49. Como educadores.... EXTERNALIZAÇÃO SOCIALIZAÇÃO Conversão de Compartilhamento de conhecimento tácito em experiências explícito INTERNALIZAÇÃO COMBINAÇÃO Incorporação do Sistematização de conhecimento explícito conceitos no conhecimento tácito
  50. 50. Organizações que Aprendem Organizações que aprendem só podem ser construídas quando entendermos que o mundo não é feito de forças separadas e que a capacidade de aprender contínua e rapidamente é a única vantagem competitiva sustentável. Peter Senge
  51. 51. O desafio está... Como Para O quê quem Alinhamento Por Pra quem quê
  52. 52. “O conhecimento era um bem privado, associado ao verboSABER. Agora, é um bem público ligado ao verbo FAZER.” Peter Drucker
  53. 53. Carolina Manciola Carol.manciola@grupotriunfo.com“Construir Resultados e Desenvolver Negócios através das Pessoas” www.colherdechaonline.com www.consultoriatriunfo.com.br

×