7.a.egito.2014

341 visualizações

Publicada em

Aspectos principais sobre a Civilização egipcia.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
341
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
68
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

7.a.egito.2014

  1. 1. AULA DE HISTÓRIA. O EGITO ANTIGO. PROFESSOR SeuRiba. Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. 1 Coríntios 13
  2. 2. I - ASPECTOS GEOGRÁFICOS. LOCALIZAÇÃO: NORTE DA ÁFRICA. PROXIMO DO DESERTO DO SAARA, UM OÁSSIS. GRUPOS DE CAÇADORES E COLETORES SE ESTABELECERAM NO LOCAL. TERRAS FERTES. PONTO DE CONFLUÊNCIA. FAVORECEU O CRESCIMENTO POPULACIONAL. ( 7 MILHÕES DE PESSOAS) Obs: civilização potâmica; ligada ao desenvolvimento do rio Nilo.
  3. 3.  II – FORMAÇÃO. Primeiros grupos de caçadores e coletores. Desenvolvimento da agricultura (irrigação, canais e diques) Organizados em nomos (pequenos estados). Formaram dois reinos: o alto e o baixo. 3200 – Mênes unificou (centralizou o estado) Inicio do poder teocrático e do antigo império.
  4. 4. IV – ECONOMIA Agricultura- atividade mais importante Construção de obras (pontes, canais, palácios, pirâmides, templos, etc.) Outros produtos: Caça, pesca vinho, pão, cerveja de trigo e cevada. Papiro – barcos, cordas, redes e papel.
  5. 5. III – sociedade. Rigidamente hierarquizada. Faraó Alta burocracia (funcionários,sacerdotes e militares) Trabalhadores em geral (camponeses artesões e poucos escravos). Obs. Servidão coletiva.
  6. 6. Antigo Império (2575 - 2134)  Capital: Mênfis foi inventada a escrita hieroglífica. Construção das grandes pirâmides de Gizé, entre as quais as mais conhecidas são as de Quéops, Quéfrem e Miquerinos, serviam de túmulos para os faraós. Tais construções exigiam avançadas técnicas de engenharia e grande quantidade de mão-de-obra. Durante 200 anos o Antigo Egito foi palco de guerras internas marcadas pelo confronto entre o poder central do faraó e os governantes locais – nomarcas
  7. 7. Médio Império( 2040 – 1640). Nesse período: •Capital: Tebas •Poder político: o faraó dividia o trono com seu filho para garantir a sucessão ainda em vida •Poder central controlava rigorosamente todo o país •Estabilidade interna coincidiu com a expansão territorial •Recenseamento da população, das cabeças de gado e de terras aráveis visando a fixação de impostos •Dinamismo econômico Os Hicsos Rebeliões de camponeses e escravos enfraqueceram a autoridade central no final do Médio Império, permitindo a invasão hicsos .As contribuições dos hicsos foram: •fundição em bronze •uso de cavalos •carros de guerra •tear vertical Adaga de bronze do faraó Amósis I.
  8. 8. O Egito expulsou os hicsos. •Militarismo e expansionismo, especialmente sob o reinado dos faraós Tutmés e Ramsés. •Conquista da Síria, Fenícia, Palestina, Núbia, Mesopotâmia, Chipre, Creta e ilhas do Mar Egeu. •Afluxo de riqueza e escravos e aumento da atividade comercial controlada pelo Estado. •Amenófis IV promoveu uma reforma religiosa para diminuir a autoridade dos sacerdotes e fortalecer seu poder implantando o monoteísmo (a crença numa única divindade) •Invasão dos persas liderados por Cambises. •Fim da independência política. Com o fim de sua independência política o Egito foi conquistado em 343 a.C. pelos persas. Em 332 a.C. passou a integrar o Império Macedônio .
  9. 9. A cultura era privilégio das altas camadas. Destaque para engenharia e arquitetura (grandes obras de irrigação, templos, palácios). Desenvolvimento de técnicas de irrigação e construção de barcos. Desenvolvimento da técnica de mumificação de corpos. Conhecimento da anatomia humana. Avanços na Medicina. Escrita pictográfica (hieróglifos). Calendário lunar. Avanços na Astronomia e na Matemática, tendo como finalidade a previsão de cheias e vazantes. Desenvolvimento do sistema decimal. Mesmo sem conhecer o zero, os egípcios criaram os fundamentos da Geometria e do Cálculo. Engenharia e Artes.  Jogavam xadrez. • Cruz Ansata: Um dos mais importantes símbolos da cultura egípcia. A Cruz Ansata consistia em um hieróglifo representando a regeneração e a vida eterna. A idéia expressa em sua simbologia é a do círculo da vida sobre a superfície da matéria inerte. Existe também a interpretação que faz uma analogia de seu formato ao homem, onde o círculo representa sua cabeça, o eixo horizontal os braços e o
  10. 10. ASPECTOS RELIGIOSOS •Politeísmo •Culto ao deus Sol (Amom – Rá) •As divindades são representadas com formas humanas (politeísmo antropomórfico), com corpo de animal ou só com a cabeça de um bicho (politeísmo antropozoomórfico) •Crença na vida após a morte (Tribunal de Osíris), daí a necessidade de preservar o cadáver, desenvolvimento de técnicas de mumificação, aprimoramento de conhecimentos médico-anatômicos. Deusa Bastet, deusa da fertilidade e do amor no antigo Egipto.
  11. 11. 1.(PUC) A atuação do Estado na vida econômica dos povos da Antigüidade Oriental, principalmente em relação à agricultura, foi bastante acentuada, sendo justificada por eles como: a) forma de garantir a produção de gêneros de primeira necessidade sem excedentes lucrativos; b) necessária para assegurar as provisões para consumo do Exército; c) decorrente da necessidade de controlar a produção em tempo de guerra; d) única maneira de garantir a distribuição eqüitativa da riqueza entre os súditos; e) responsabilidade atribuída aos governantes para zelarem pelo bem comum. 2. (FUND. CARLOS CHAGAS) No Novo Império Egípcio (1580 - 525 a. C.), a revolução promovida por Amenófis IV (também chamado Akhnaton) teve grande significado porque consistiu na: a expulsão dos hicsos, povo semita que dominava o Egito desde o Antigo Império; b) unificação das diferentes províncias - nomos - evitando assim a fragmentação do Estado; c) realização de modificações na estrutura social do Egito, para eliminar as oligarquias agrárias; d) promoção de ampla reforma agrária, de modo a atenuar a miséria dos camponeses; e) introdução de uma religião monoteísta, a fim de limitar a influência política dos sacerdotes. 3.(FAC. MED. AMIN) "Salve, ó Nilo (...) regas a terra em toda parte, ó deus dos grãos, senhor dos peixes, produtor do trigo e da cevada (...) Logo tuas águas se erguem (...) todo ventre se agita, o dorso é sacudido de alegria e os dentes rangem." O trecho acima celebra: a) o Egito, região quente e seca como o Saara; b) a crença numa vida de além-túmulo e as dores do parto; c) o relativo isolamento do vale, limitado pelos desertos da Arábia e da Líbia; d) as nascentes desconhecidas do Rio Nilo; e) o poder criador do regime das cheias e das vazantes do rio Nilo, que deixavam no solo um lodo de grande fertilidade.
  12. 12. FIQUEM EM PAZ. Fontes : GOOGLE IMAGENS. http://www.luso-poemas.net http://pt.wikipedia.org/wiki/Microhist%C3%B3ria http://www.suapesquisa.com/o_que_e/positiviso. http://educacao.uol.com.br http://www.klickeducacao.com.br http://www.scielo.br/scielo.php http://www.gifs-animados.net/ APOLOGIA DA HISITÓRIA http://mestresdahistoria.blogspot.com.br http://www.coladaweb.com/exercicios-resolvidos APOSTILA MATERIAL FTD. http://gifs-animados.lwam.com.br/tag/gifs- animados-de-maos-batendo-palmas/ http://www.youtube.com/watch?v=E62js1eT2t8 Vídeos do yotub. Acessado dia 01/03/14

×