O e-SUS AB como estratégia
para potencializar uma
Atenção Básica mais acessível,
cuidadora e resolutiva
V Fórum Nacional d...
e-Saúde e o SUS
Reestruturação dos sistemas de informação em
saúde do MS em busca de um SUS eletrônico:
Cartão Nacional d...
Sistemas e apps
Sistemas de
Informação na AB
Diversas
plataformas e
terminologias
Estratégia
e-SUS AB
Plataforma
única de ...
CDS – Registro simplificado do atendimento, por
meio de fichas ACS
PEC - Registro Clínico Orientado por Problemas – RCOP e...
Análise da Implantação do e-SUS
Atenção Básica no país
Classificação da implantação
UBS
 Posto de saúde
 Centro de saúde
 Unidade Mista
 Unidade móvel fluvial
 Centro de ap...
Situação de Implantação
Fonte: SISAB, dados atualizados 20/03/2015
0
10
20
30
40
50
60
70
80
90
100
09.06.14 18.06.14 09.0...
Situação de Implantação
Fonte: SISAB, dados atualizados 20/03/2015
Região N %
Centro-Oeste 296 63,5
Nordeste 1.287 71,8
No...
Percentual de municípios, por quantidade de eSF e por
situação de implantação do e-SUS AB
Situação de Implantação
Fonte: S...
Percentual de municípios e de eSF que enviou dados no trimestre
(dezembro/2014 e janeiro e fevereiro/2015)
Situação de Imp...
sisab.saude.gov.br
Inicialmente disponíveis os perfis:
Gestor Estadual e
Gestor Municipal.
O mesmo acesso cadastrado no Si...
Atenção Gestores e Trabalhadores da AB:
PNBL: fortalecimento da implantação do e-SUS AB
Até agosto de 2015, serão contempladas aproximadamente 13 mil UBS,
em 3.94...
Estratégias de Apoio à
Implantação
QualiSUS
 486 municípios
 Fase 1 – adesão e informatização
das UBS
 Fase 2 – contratação de empresas
para a instalação ...
27 Consultores
 27 regiões
 1.296 municípios
 Seleção de currículos (2.500
candidatos)
 A partir de maio, apoiar
prese...
Núcleos de Telessaúde
 14 planos de trabalho aprovados
 1.820 municípios
 Portaria GM nº 58 de 29/01/2015
institui o in...
 150 municípios
 O DAB realizará ações para apoio
a implantação do e-SUS AB nos
municípios com população acima
de 100 mi...
 Disque Saúde 136
 3º nível de resposta: CGAA/NTI
 DAB – Ministério da Saúde
 GT e-SUS AB / NTI / Apoiadores Instituci...
100% municípios
cobertos por ofertas de
apoio à implantação do
e-SUS AB
Ofertas MS para Apoio à Implantação
Percentual de ...
Desenvolvimento da
Versão 2.0
Processo de Homologação pela CIT:
 Metodologia de homologação aprovada pelo Subgrupo de
Inf...
Desenvolvimento v 2.0
Além das melhorias nas funções já
existentes no CDS e PEC, teremos:
• Ficha Marcadores de Consumo Al...
App Android ACS
Pré-natal
Encaminhamentos
Ruídos na comunicação
MITOS
a. Para iniciar o uso dos sistemas
precisamos cadastrar 100% da população.
b. O CNS é obrigató...
http://dab.saude.gov.br/portaldab/esus.php
Ministério da Saúde
Secretaria de Atenção à Saúde
Departamento de Atenção Básica
OBRIGADO
allan.sousa@saude.gov.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O e-SUS AB como estratégia para potencializar uma Atenção Básica mais acessível, cuidadora e resolutiva - Allan Nuno Alves de Souza

2.075 visualizações

Publicada em

Allan Nuno Alves de Souza apresenta "O e-SUS AB como estratégia para potencializar uma Atenção Básica mais acessível, cuidadora e resolutiva" na mesa redonda sobre o e-SUS, no V Fórum Nacional de Gestão da Atenção Básica #VForumAB
#VForumAB

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.075
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
78
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
77
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O e-SUS AB como estratégia para potencializar uma Atenção Básica mais acessível, cuidadora e resolutiva - Allan Nuno Alves de Souza

  1. 1. O e-SUS AB como estratégia para potencializar uma Atenção Básica mais acessível, cuidadora e resolutiva V Fórum Nacional de Gestão da Atenção Básica Allan Nuno Alves de Sousa CGAA/DAB/SAS/MS 26 de março de 2015
  2. 2. e-Saúde e o SUS Reestruturação dos sistemas de informação em saúde do MS em busca de um SUS eletrônico: Cartão Nacional de Saúde e-SUS Hospitalar e-SUS Atenção Básica e-SUS SAMU Barramento da saúde  e-SUS “Especialidades”  Registro Eletrônico em Saúde Nacional  Interface integrada dos SI para Gestores, Profissionais e Cidadãos
  3. 3. Sistemas e apps Sistemas de Informação na AB Diversas plataformas e terminologias Estratégia e-SUS AB Plataforma única de dados na AB Individualizar o registro Reduzir o retrabalho na coleta de dados Informatizar unidades Coordenar o cuidado
  4. 4. CDS – Registro simplificado do atendimento, por meio de fichas ACS PEC - Registro Clínico Orientado por Problemas – RCOP e a CIAP entre outras funcionalidades Atenção Domiciliar CDS e aplicativos transmitem dados para o PEC PEC transmite os dados para a base nacional SISAB Sistemas e apps
  5. 5. Análise da Implantação do e-SUS Atenção Básica no país
  6. 6. Classificação da implantação UBS  Posto de saúde  Centro de saúde  Unidade Mista  Unidade móvel fluvial  Centro de apoio à saúde da família Municípios
  7. 7. Situação de Implantação Fonte: SISAB, dados atualizados 20/03/2015 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 09.06.14 18.06.14 09.07.14 23.07.14 06.08.14 17.11.14 22.12.14 20.01.15 20.02.15 20.03.15 72.8 70.7 70.1 69.6 69.1 36.2 31.9 30.1 27.9 25.6 18.4 18.7 18.8 19.0 19.4 14.7 13.9 13.4 12.6 11.3 2.7 3.0 3.2 3.3 3.3 7.0 6.4 6.5 6.5 6.6 6.1 7.6 7.8 8.1 8.2 42.1 47.9 50.0 53.0 56.5 EVOLUÇÃO DO PERCENTUAL DE MUNICÍPIOS POR SITUAÇÃO DE IMPLANTAÇÃO DO E-SUS AB Não iniciada Incipiente Intermediário Implantado
  8. 8. Situação de Implantação Fonte: SISAB, dados atualizados 20/03/2015 Região N % Centro-Oeste 296 63,5 Nordeste 1.287 71,8 Norte 312 70,3 Sudeste 886 55,6 Sul 659 57,0 Brasil 3.440 63,1 Número e percentual de municípios com e-SUS AB intermediário ou implantado
  9. 9. Percentual de municípios, por quantidade de eSF e por situação de implantação do e-SUS AB Situação de Implantação Fonte: SISAB, dados atualizados 20/03/2015 Nº eSF no município Não iniciado Incipiente Intermediário Implantado 1 ou 2 30,1 5,1 5,7 59,0 3 a 5 26,6 9,6 6,2 57,6 6 a 10 20,6 15,3 8,3 55,9 11 a 20 19,8 22,1 6,8 51,2 21 a 50 21,8 25,9 6,5 45,9 51 a 100 8,3 43,8 10,4 37,5 mais de 100 19,0 38,1 9,5 33,3 Brasil 25,6 11,3 6,6 56,5
  10. 10. Percentual de municípios e de eSF que enviou dados no trimestre (dezembro/2014 e janeiro e fevereiro/2015) Situação de Implantação Fonte: SISAB, dados atualizados 20/03/2015 UF Municípios eSF AP 87,5 62,0 PB 75,3 65,7 SE 70,7 45,8 TO 69,1 64,9 RN 67,7 62,5 MA 65,9 54,0 BA 62,6 39,6 RR 53,3 21,4 RS 51,1 41,4 PE 45,9 22,9 PA 45,8 36,2 MS 45,6 56,3 GO 43,5 26,1 RJ 42,4 19,7 UF Municípios eSF AM 38,7 48,1 PR 35,1 31,1 SP 34,9 21,9 ES 34,6 24,6 MG 33,5 23,9 AL 31,4 18,7 CE 31,0 22,2 RO 30,8 24,5 MT 30,5 23,8 PI 29,9 41,2 SC 26,8 28,7 AC 22,7 12,5 DF 0,0 0,0 Brasil 43,9 32,5
  11. 11. sisab.saude.gov.br Inicialmente disponíveis os perfis: Gestor Estadual e Gestor Municipal. O mesmo acesso cadastrado no Sistema de Controle de Uso do e-SUS AB: http://dabsistemas.saude.gov.br/sist emas/controleUsoEsus/login.php
  12. 12. Atenção Gestores e Trabalhadores da AB:
  13. 13. PNBL: fortalecimento da implantação do e-SUS AB Até agosto de 2015, serão contempladas aproximadamente 13 mil UBS, em 3.944 municípios. 3.327 UBS receberam instalações de pontos de internet Critérios: UBS com equipes aderidas ao 1º ciclo do PMAQ e UBS com Mais Médicos .
  14. 14. Estratégias de Apoio à Implantação
  15. 15. QualiSUS  486 municípios  Fase 1 – adesão e informatização das UBS  Fase 2 – contratação de empresas para a instalação dos equipamentos e do software PEC  Fase 3 – contratação do Núcleo de Telessaúde RS para qualificação sobre a utilização do PEC para as equipes
  16. 16. 27 Consultores  27 regiões  1.296 municípios  Seleção de currículos (2.500 candidatos)  A partir de maio, apoiar presencialmente a implantação do e-SUS AB (CDS / PEC)  Pactuar agenda com SES, COSEMS, e demais atores no território  Monitoramento das ações desenvolvidas
  17. 17. Núcleos de Telessaúde  14 planos de trabalho aprovados  1.820 municípios  Portaria GM nº 58 de 29/01/2015 institui o incentivo financeiro de custeio destinado aos Municípios, Estados e DF com NT do Programa Nacional Telessaúde Brasil Redes  Portaria GM nº 60 de 29/01/2015 habilita Municípios sede de Núcleos de Telessaúde a receberem recurso para apoio à implantação da estratégia e-SUS AB
  18. 18.  150 municípios  O DAB realizará ações para apoio a implantação do e-SUS AB nos municípios com população acima de 100 mil habitantes.  o cronograma dessas oficinas será articulado junto às SES e terá início estimado em maio. Municípios > 100 mil habitantes
  19. 19.  Disque Saúde 136  3º nível de resposta: CGAA/NTI  DAB – Ministério da Saúde  GT e-SUS AB / NTI / Apoiadores Institucionais:  Atendimento presencial  Oficinas  Videoconferências  Suporte direto aos GT Estaduais e-SUS AB  Site e-SUS AB  Comunidade de Práticas Suporte 136 e DAB
  20. 20. 100% municípios cobertos por ofertas de apoio à implantação do e-SUS AB Ofertas MS para Apoio à Implantação Percentual de cobertura de ofertas das estratégias Suporte 136 e DAB: 100% Telessaúde: 36,7% 27 Consultores: 23,3% Qualisus: 8,7% > 100 hab: 2,7%
  21. 21. Desenvolvimento da Versão 2.0 Processo de Homologação pela CIT:  Metodologia de homologação aprovada pelo Subgrupo de Informação e Informática – CIT  Novas Indicações de representantes do CONASEMS e CONASS  Início do processo em abril  Disponibilizar versão no site em maio
  22. 22. Desenvolvimento v 2.0 Além das melhorias nas funções já existentes no CDS e PEC, teremos: • Ficha Marcadores de Consumo Alimentar • Relatórios por profissional • Acesso ao Manual PEC no sistema • Módulo de Saúde Bucal • Pré-natal • App ACS (VD e cadastro domiciliar e individual) • Sincronização do app AD ao PEC
  23. 23. App Android ACS
  24. 24. Pré-natal
  25. 25. Encaminhamentos
  26. 26. Ruídos na comunicação MITOS a. Para iniciar o uso dos sistemas precisamos cadastrar 100% da população. b. O CNS é obrigatório. c. Para não perder recursos temos que alimentar simultaneamente o SIAB e o e- SUS AB. d. É preciso ter informatização e conexão de internet em todas as UBS para usar os sistemas. e. Por garantia os médicos do Programa Mais Médicos devem informar sua produção em todos os sistemas. f. Vai acontecer NOVA PRORROGAÇÃO DO PRAZO. VERDADES a. O cadastro deve ser feito gradualmente, no processo de trabalho da equipe. b. Não é obrigatório. O CNS viabiliza a gestão do cuidado, com registro identificado. c. As equipes que transmitem dados para o SISAB NÃO PRECISAM alimentar o SIAB também. d. O cenário mais simples de utilização do sistema com fichas, NÃO requer computador ou internet na UBS. e. Profissionais do MM devem informar sua produção no e-SUS AB ou e-SUS Mais Médicos. f. O prazo encerra em junho/2015.
  27. 27. http://dab.saude.gov.br/portaldab/esus.php
  28. 28. Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica OBRIGADO allan.sousa@saude.gov.br

×