Analista de Negócios e o Ciclo Vida dos Requisitos

18.831 visualizações

Publicada em

Este material é utilizado no nosso curso de Analista de Negócios na CompanyWeb (www.CompanyWeb.com.br).

Analista de Negócios

Objetivo

•Discutir porque as empresas necessitam de um Analista de Negócio; •Fundamentos da Notação BPMN para contribuir na produção dos Requisitos de software.
•Apresentar BABok, guia de referência das melhores práticas para o Analista de Negócios;
•Apresentar quais são as competências (conhecimentos, habilidades e atitudes) do Analista de Negócios.
•Apresentar o Ciclo de Vida dos Requisitos segundo o BABOK.
•Apresentar Caso de USO com UML voltado a Analista de Negócios.

Conteúdo Programático

1) Papel do Analista de Negócios nas Organizações

• Desafios e resultados com o Analista de Resultados;
• Resolvendo problemas de negócios;
• Foco no negócio;
• Foco na Análise de Negócios;
• Definição de soluções para problemas empresariais;
• Obtenção de requisitos;
• Facilitador entre o negócio e a TI

2) Framework do Escopo de Atuação do Analista de Negócios

• Criamos uma estrutura gráfica para definir o escopo, as fronteiras de atuação do Analista de Negócios, Analista de Processos. Uma maneira prática para entender a atuação do Analista de Negócio no cenário corporativo

3) Notação BPMN (Business Process Management Notation):

- Visão geral da BPMN;
- Principais recursos;
- Regras de Negócios, Processos de Negócios e Requisitos funcionais e não funcionais;
- Melhor prática para documentar o processo;
- A importância do diagrama de processo na produção dos requisitos de software;
- Exemplo prática processos e requisitos de software.

4) Apresentação do BABoK 2.0 – Áreas de Conhecimento

• São 5 áreas de conhecimento do BABok, o livro do Analista de Negócio. É a Áreas de Conhecimentos orientam os analistas de negócios a determinar quais atividades são necessárias para completar um esforço de análise de negócios. Abrange a identificação dos Stakeholders, a seleção de técnicas de análise de negócios, o processo que será utilizado para gerenciar os requisitos, e como avaliar o andamento dos trabalhos.
• Iremos apresentar as áreas de conhecimento, sua estrutura de entradas e saídas, técnicas/ferramentas.
• Planejamento e monitoramento;
• Elicitação de Requisitos;
• Gerenciamento e Comunicação de Requisitos;
• Análise Corporativa;
• Análise de Requisitos;
• Avaliação e Validação da Solução.

5) Guia de Utilização do BABoK – Roadmap para as Áreas de Conhecimento e Tarefas

• Para facilitar o dia-a-dia do analista de negócios, criamos u

veja mais no www.companyweb.com.br ou contato@companyweb.com.br

Publicada em: Software
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
18.831
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13.738
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
146
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Analista de Negócios e o Ciclo Vida dos Requisitos

  1. 1. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  2. 2. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Uires Tapajós uires.tapajos@companyweb.com.br www.linkedin.com/in/uires www.CompanyWeb.com.br 2
  3. 3. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 1) Papel do Analista de Negócios nas Organizações 2) Framework do Escopo de Atuação do Analista de Negócios 3) Notação BPMN (Business Process Management Notation) 4) BABoK - Business Analysis Body of Knowledgement 5) Guia de Utilização do BABoK – Roadmap para as Áreas de Conhecimento e Tarefas 6) Características dos Requisitos 7) Ciclo de Vida dos Requisitos 8) Técnicas utilizadas nas Tarefas relacionadas ao Ciclo de Vida de Requisitos 9) UML - Transformando Requisitos 3 Tp2.TeamProject.com.br/tp2 Nome.Ultimo_Nome 123mudar
  4. 4. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 4
  5. 5. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 5
  6. 6. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 6
  7. 7. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 1- Desafios e resultados com o Analista de Resultados; 2- Resolvendo problemas de negócios; 3- Foco no negócio; 4- Foco na Análise de Negócios; 5- Definição de soluções para problemas empresariais; 7- Obtenção de requisitos; 8- Facilitador entre o negócio e a TI. 7
  8. 8. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 8
  9. 9. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 9
  10. 10. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Benchmarking SWOT Business Case 10
  11. 11. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 11
  12. 12. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 12
  13. 13. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 13
  14. 14. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 14
  15. 15. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Funciona como uma ligação entre as partes interessadas (stackeholders de variados níveis e atuação) a fim de obter, analisar, comunicar e validar os requisitos para mudanças nos processos empresariais, políticas e de sistemas informação. O Analista de Negócios entende os problemas e oportunidades nos contexto dos negócios e das exigências corporativas, recomendando soluções que permitam a organização atingir seus objetivos. Deve possuir as habilidades necessárias para determinar se uma solução vai se adequar às necessidades do negócio. Os Analistas de Negócios são responsáveis por definir e gerenciar o escopo da solução. 15
  16. 16. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes que possibilitam desempenhar determinada função. 16
  17. 17. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Conhecimento Habilidades Atitudes 17
  18. 18. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Conhecimento – informação adquirida através de estudos ou pela experiência que uma pessoa utiliza. Escolaridade, conhecimentos técnicos, cursos gerais e especializações. “Saber” Habilidade – é a capacidade de realizar uma tarefa ou um conjunto de tarefas em conformidade com determinados padrões exigidos pela organização. Experiência e prática do saber. “Saber fazer” Atitude – comportamento que envolve habilidade e traços de personalidade, diretamente relacionado com o querer e a ação. Ter ações compatíveis para atingir os objetivos, aplicando os conhecimentos e habilidades adquiridas e/ou a serem adquiridas. “Querer fazer” 18
  19. 19. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Atitude: Querer fazer, arriscar, se comprometer. É certo que o conhecimento e a habilidade são fatores muito importantes, mas e a atitude? 19
  20. 20. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Atitude Querer fazer ArriscarSe comprometer 20
  21. 21. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Você erra 100% dos chutes que você não dá A sorte prefere os corajosos Só erra quem faz 21
  22. 22. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Competências Fundamentais Analista de Negócios segundo o BABOK 22
  23. 23. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  24. 24. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Saber fazer perguntas • Correlacionar respostas; • Concatenar respostas; • Perguntar porque não? • Desenhar o fluxo lógico oferecido pelas respostas; • Estruturar o cenário do negócio baseado nas respostas; • Separar resposta sobre a situação atual das situações desejadas
  25. 25. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Saber fazer perguntas • Correlacionar respostas; • Concatenar respostas; • Perguntar porque não? • Desenhar o fluxo lógico oferecido pelas respostas.
  26. 26. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Saber interpretar as respostas 1. Separar desejos de necessidades; 2. Buscar referência em políticas e regras do negócio; 3. Alinhar respostas aos objetivos de negócio; 4. Alinhar respostas ao cenário e as tendências do mercado; 5. Alinhar respostas a tecnologia disponível e dominada 26
  27. 27. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Fonte: Desenhando Negócios - Como Desenvolver Ideias Com o Pensamento Visual e Vencer Nos Negócios Roam, Dan
  28. 28. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 28
  29. 29. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 29
  30. 30. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 30
  31. 31. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  32. 32. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Visão MetasEstratégias Missão Objetivos Processos de Negócio Portfólio de Projetos Atividades Regras de Negócio Stackeholders (Usuários) Requisitos Funcionais Escopo do Projeto Casos de Uso Estórias de Usuários Requisitos dos Stackeholder s Escopo da Solução Requisitos de Negócio Projeto Processos de Negócio Formação do Analista de Processos Gestão de Projetos
  33. 33. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Equipe de Projeto Stakeholders Solução: Produto ou Serviço Analista de Negócio Aumento de Demanda Demanda Novos Produtos/ Serviços Escopo Projeto Estratégia Necessidades Oportunidades Mudanças (regras de negócio) Analista de Negócio Problemas Oportunidades Problemas Requisitos 33
  34. 34. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  35. 35. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 35
  36. 36. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Conflitos
  37. 37. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  38. 38. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Partes Afetadas
  39. 39. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Time to market
  40. 40. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Resolver problemas: uma rotina
  41. 41. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Prover opções
  42. 42. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Trade off
  43. 43. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Escopo 43
  44. 44. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  45. 45. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 45
  46. 46. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  47. 47. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ o conjunto de símbolos e formatos usado para descrever os elementos da programação, da matemática ou de algum campo científico. Notação científica https://pt.wikipedia.org/wiki/Nota%C3%A7%C3%A3o_cient%C3%ADfica Notação matemática https://pt.wikipedia.org/wiki/Nota%C3%A7%C3%A3o_matem%C3 %A1tica Notação musical https://pt.wikipedia.org/wiki/Nota%C3%A7%C3%A3o_musical O que é Notação?
  48. 48. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  49. 49. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Gaps (lacunas) entre o Analista de Negócios e o Desenvolvedor • Preencher a lacuna entre analistas de negócios/analista de processos e desenvolvedores
  50. 50. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  51. 51. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Business Process Modeling Notation (BPMN) Fonte: www.bizagi.com
  52. 52. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  53. 53. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Data Object Task Multiple Instances Collapsed Subprocess Text Annotation Group Business Process Modelling Notation Plain Message Timer Error Cancel Compensation Conditional Signal Multiple Link Terminate Catching Throwing EndIntermediateStart Data-based Exclusive Gateway Inclusive Gateway Event-based Exclusive Gateway Paralllel Gateway Complex Gateway Sequence Flow Conditional Flow Default Flow Data Object Undirected Association Directed Association Bidirected Association Message Flow Pool
  54. 54. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  55. 55. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 55
  56. 56. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ O Guia BABOK® (Corpo de Conhecimento de Análise de Negócios), é um padrão globalmente reconhecido para a prática de análise de negócios. O Guia BABOK® descreve as áreas de conhecimento da análise de negócios, suas atividades e tarefas associadas, além de apresentar as habilidades necessárias para ser eficaz na execução destas ações.
  57. 57. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Como utilizar o BABoK?
  58. 58. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Planejamento e Monitoramento da Análise de Negócios Objetivo: Identificar as tarefas e os stakeholders Responde: O que eu preciso fazer? Resultados Esperados: Compreender quem precisa ser envolvido e que precisa ser feito;monitorar o progresso; coordenar as ações da Análise de Negócios com as demais ações do projeto. 2 Elicitação Objetivo: Elicitar os requisitos dos stakeholders Responde: Do que os stakeholders precisam? Resultados Esperados: Descrever as várias técnicas para elicitar requisitos 3 Gerenciamento de Requisitos e Comunicação Objetivo: Comunicar resultados, identificar e gerenciar mudanças Responde: Todo mundo entende e concorda? Resultados Esperados: Como gerar um entendimento comum entre os stakeholders; formalizar o que foi acordado. 4 Análise Corporativa Objetivo: Entender o contexto Responde: Porque estamos fazendo isto? Resultados Esperados: Fornecer um contexto e/ou uma base que permita avaliar todos os desafios e questões futuras. 5 Análise de Requisitos Objetivo: Analisar os dados Responde: O que a solução deverá ser capaz de fazer? Resultados Esperados: Transformar as necessidades do negócio em capacidades claramente definidas. 6 Avaliação e validação da Solução Objetivo: Assegurar que a melhor solução será escolhida Responde: A solução faz o que deveria fazer? Resultados Esperados: Avaliar e escolher entre as alternativas. 7
  59. 59. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Como Utilizamos o BABoK? 2 PLANEJAMENTO & MONITORAMENTO DA ANÁLISE DE NEGÓCIO 3 ELICITAÇÃO 4 GERENCIAMENTO DE REQUISITOS & COMUNICAÇÃO 5 ANÁLISE CORPORATIVA 6 ANÁLISE DE REQUISITOS 7 AVALIAÇÃO E VALIDAÇÃO DA SOLUÇÃO 2.1 Planejar a Abordagem da Análise de Negócios 2.2 Conduzir a Análise dos Stackeholders 2.3 Planejar as Atividades da Análise de Negócio 2.4 Planejar a Comunicação da Análise de Negócio 2.5 Planejar o Processo de Gerenciamento de Requisitos 2.6 Gerenciar o Desempenho da Análise de Negócio 3.1 Preparar a Elicitação 3.2 Conduzir Atividade de Elicitação 3.3 Documentar Resultados da Elicitação 3.4 Confirmar Resultados da Elicitação 4.1 Gerenciar Escopo & Requisitos da Solução 4.2 Gerenciar Rastreabilidade dos Requisitos 4.3 Manter Requisitos para Reutilização 4.4 Preparar Pacote de Requisitos 4.5 Comunicar Requisitos 5.1 Definir Necessidades do Negócio 5.2 Avaliar Lacunas de Capacidade 5.3 Determinar Abordagem da Solução 5.4 Definir Escopo da Solução 5.5 Definir Business Case 6.1 Priorizar Requisitos 6.2 Organizar Requisitos 6.3 Especificar e Modelar Requisitos 6.4 Definir Premissas e Restrições 6.5 Verificar Requisitos 6.6 Validar Requisitos 7.1 Avaliar Solução Proposta 7.2 Alocar Requisitos 7.3 Avaliar Prontidão Organizacional 7.4 Definir Requisitos da Transição 7.5 Validar Solução 7.6 Avaliar Desempenho da Solução 6 Áreas de Conhecimento e 32 Tarefas
  60. 60. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Como Utilizamos o BABoK? 2 PLANEJAMENTO & MONITORAMENTO DA ANÁLISE DE NEGÓCIO 3 ELICITAÇÃO 4 GERENCIAMENTO DE REQUISITOS & COMUNICAÇÃO 5 ANÁLISE CORPORATIVA 6 ANÁLISE DE REQUISITOS 7 AVALIAÇÃO E VALIDAÇÃO DA SOLUÇÃO 2.1 Planejar a Abordagem da Análise de Negócios 2.2 Conduzir a Análise dos Stackeholders 2.3 Planejar as Atividades da Análise de Negócio 2.4 Planejar a Comunicação da Análise de Negócio 2.5 Planejar o Processo de Gerenciamento de Requisitos 2.6 Gerenciar o Desempenho da Análise de Negócio 3.1 Preparar a Elicitação 3.2 Conduzir Atividade de Elicitação 3.3 Documentar Resultados da Elicitação 3.4 Confirmar Resultados da Elicitação 4.1 Gerenciar Escopo & Requisitos da Solução 4.2 Gerenciar Rastreabilidade dos Requisitos 4.3 Manter Requisitos para Reutilização 4.4 Preparar Pacote de Requisitos 4.5 Comunicar Requisitos 5.1 Definir Necessidades do Negócio 5.2 Avaliar Lacunas de Capacidade 5.3 Determinar Abordagem da Solução 5.4 Definir Escopo da Solução 5.5 Definir Business Case 6.1 Priorizar Requisitos 6.2 Organizar Requisitos 6.3 Especificar e Modelar Requisitos 6.4 Definir Premissas e Restrições 6.5 Verificar Requisitos 6.6 Validar Requisitos 7.1 Avaliar Solução Proposta 7.2 Alocar Requisitos 7.3 Avaliar Prontidão Organizacional 7.4 Definir Requisitos da Transição 7.5 Validar Solução 7.6 Avaliar Desempenho da Solução Áreas de Conhecimento e suas respectivas Tarefas Oqueeuprecisofazer? Doqueosstackeholdersprecisam? Todomundoentendeeconcorda? Oqueasoluçãodeveráser capazdefazer? Porqueestamosfazendoisto? Asoluçãofazoquedeveriafazer?
  61. 61. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  62. 62. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Estrutura e Formato para Uso das Áreas de Conhecimentos do BABoK 2.0 Entradas SaídasÁrea de Conhecimento Ferramentas/Técnicas Tarefa 1 Tarefa 2 Tarefa 3 Tarefa 4 Tarefa 5
  63. 63. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  64. 64. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Áreas de Conhecimento e suas Tarefas 2 – Planejamento e Monitoramento da Análise de Negócios
  65. 65. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  66. 66. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Entendendo a Missão do Analista de Negócios Analistas de Negócios devem atuar de forma objetiva e direta para que as necessidades do negócio e dos stakeholders sejam , avaliadas, validadas, alinhadas, organizadas e estruturadas em modelos lógicos indutores de soluções. • Necessidades do negócio e dos stakeholders devem ser transformados em
  67. 67. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Conceituação de Requisitos Uma do usuário ou uma , função ou atributo de um sistema que pode ser percebido de uma posição externa ao sistema. (Davis) Uma do que deve ser implementado. Descrição de como o sistema deve se comportar, ou uma propriedade ou atributo do sistema. Pode ser uma restrição no processo de desenvolvimento do sistema. (Sommerville e Sawyer) Um dos objetivos fundamentais da análise de negócio é que os requisitos sejam visíveis e entendidos por todos os stakeholders.
  68. 68. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/Requisitos – BABoK Requisitos da Solução Requisitos Não-funcionais Requisitos de Negócio Requisitos de stakeholders São de nível superior as declarações das metas, objetivos e necessidades da empresa. Descrevem necessidades da organização como um todo. Eles descrevem as necessidades de um ator para desempenhar as atividades/tarefas relacionadas com a situação em análise, e como as partes interessadas que interagir com uma solução. Funções requeridas para fazer algo Requisitos Funcionais Servem como uma ponte entre as necessidades empresariais e o que precisa ser feito Diretrizes de Arquitetura Condições Necessárias e Restrições Requisitos de Transição
  69. 69. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Eles descrevem as razões pelas quais um projeto foi iniciado, os objetivos que o projeto irá atingir, e as métricas que serão usadas para medir seu sucesso. Requisitos de negócios descrevem as necessidades da organização como um todo, e não grupos ou stakeholders. Eles são desenvolvidos e definidos através da Análise da Corporativa. Requisitos – BABoK Requisitos de Negócios
  70. 70. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ São declarações das necessidades de um stakeholder em particular ou de uma classe de stakeholders. Requisitos de stakeholder servem como uma ponte entre as necessidades empresariais e as diversas classes de requisitos da solução. Eles são desenvolvidos e definidos através da Análise de Requisitos. Requisitos – BABoK Requisitos de stakeholders
  71. 71. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Descrevem as características de uma solução, de forma que ela atenda aos Requisitos de Negócios e de stakeholder. São frequentemente divididos em sub- categorias, em especial quando os requisitos descrevem uma solução de software (Funcionais e Não Funcionais). Eles são desenvolvidos e definidos através da Análise de Requisitos. Requisitos Funcionais descrevem o comportamento e as informações que a solução vai gerir. Eles descrevem também a capacidade do sistema em termos de comportamentos, funcionalidades ou ações específicas da aplicação da tecnologia. Requisitos Não Funcionais são as condições que não estão diretamente relacionadas ao comportamento ou a funcionalidade da solução. Descreve as condições ambientais em que a solução deve permanecer eficaz ou qualidades que os sistemas devem ter. Eles também são conhecidos como os requisitos de qualidade. Estes podem incluir requisitos relacionados com a capacidade, velocidade, segurança, disponibilidade e arquitetura da informação e apresentação da interface do usuário. Requisitos – BABoK Requisitos da Solução
  72. 72. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Exemplos de requisitos funcionais: O sistema deve possibilitar o cadastramento dos dados pessoais dos clientes; O sistema deve emitir relatórios gerenciais; O sistema deve permitir a baixa automática do estoque quando da venda de um produto. Requisitos – BABoK Requisitos Funcionais
  73. 73. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ A Norma ISO / IEC 9126 define seis características de qualidade de software que devem ser avaliadas: 1) Funcionalidade (finalidade do produto); 2) Usabilidade (esforço para utilizar, aprender o produto); 3) Confiabilidade (freqüência de falhas, recuperabilidade); 4) Eficiência (característica relacionada ao desempenho); 5) Manutenibilidade (esforço necessário para modificar); 6) Portabilidade (capacidade de transferir o produto para outros ambientes). Requisitos – BABoK Requisitos Não Funcionais
  74. 74. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Exemplos de requisitos não-funcionais: Tempo de resposta do sistema não deve ultrapassar 10 segundos; Software deve ser operacionalizado no sistema Windows; O banco de dados usado deverá ser o Oracle. Obs.: Os requisitos não-funcionais são críticos para o sucesso de sistemas de software e estão diretamente relacionados com a satisfação dos usuários. Devido a essa importância, alguns requisitos funcionais podem ser sacrificados para atender às restrições impostas pelos requisitos não-funcionais. Requisitos – BABoK Requisitos Não Funcionais
  75. 75. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Restrição
  76. 76. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  77. 77. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  78. 78. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 1. Requisitos [Especificados (Desejados & Declarados), Não Confirmados] 2. Requisitos [Especificados (Desejados & Declarados), Confirmados] 3. Requisitos Aprovados 4. Requisitos Rastreados 5. Requisitos [Mantidos e Reutilizáveis] 6. Requisitos Comunicados 7. Requisitos [Analisados (Modelados)] 8. Requisitos [Verificados – Necessários e Suficientes] - Estabelecidos 9. Requisitos Validados 10. Requisitos Alocados 11. Requisitos de Transição
  79. 79. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11
  80. 80. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  81. 81. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  82. 82. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Estrutura e Formato para Uso das Áreas de Conhecimentos do BABoK Entradas SaídasÁrea de Conhecimento Ferramentas/Técnicas Tarefa 1 Tarefa 2 Tarefa 3 Tarefa 4 Tarefa 5
  83. 83. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  84. 84. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  85. 85. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  86. 86. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  87. 87. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  88. 88. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Uma diretriz que influencia ou guia o comportamento do negócio. Esta diretriz existe para suportar as ”
  89. 89. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  90. 90. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Regra de Negócio Fato Restrição DerivaçãoTermo 90
  91. 91. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ • Formam o vocabulário básico da especificação de requisitos. • Dão origem ao glossário de termos. • Serão implementados como entidades, classes de objetos do negócio, atributos ou estados dos objetos. • Pessoas • Organizações • Lugares • Conceitos
  92. 92. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Representam associações entre termos. Representam o que a empresa conhece sobre os termos. Fatos representam possibilidades e não obrigatoriedades. Exemplos: – Um sócio pode fazer vários empréstimos. – Um sócio VIP é uma espécie de sócio. – Endereço é um atributo de sócio.
  93. 93. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  94. 94. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Do ponto de vista dos sistemas, uma regra de negócio é: “Um elemento atômico de lógica de negócio reusável, especificado de forma declarativa.”
  95. 95. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ 95
  96. 96. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Requisitos Software x Requisitos de Negócio: id Nome da Regra Nome do Projeto Serviço de Atendimento e Reserva de Apartamento Objetivo Descrever todas as regras de negócio para o serviço de atendimento e reserva de apartamentos. Data 01/01/ 2.1 Nome / Equipe Versão RN01 Política de Reserva de Apartamentos Descrição da Regra de Negócio Registrar Reserva de Apartamento A confirmação do registro de reserva de apartamento deve ocorrer após o pagamento de 25% do valor da estadia. Os clientes AA (pessoas que hospedaram no hotel mais de 10 dias por ano) tem preferência de data e tipo de apartamento. No período de baixa a estação (de mar a jun e ago a nov) o valor da diária tem um desconto de 40%. Para que agilizar o atendimento manter a satisfação do cliente as consultas de reserva devem ser feitas em no máximo 30 segundos. Vigente Status Nome Descrição Registrar Reserva de Apartamento Esta funcionalidade deverá permitir o usuário (funcionário) a fazer reserva de apartamentos, as ações que estarão disponíveis são: criar, cancelar, alterar e consultar reservas. Requisitos funcionais: São funcionalidades que software deve saber fazer: Requisitos Funcional ID UC01
  97. 97. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Os requisitos não funcionais dizem respeito a qualidade do serviço (QoS) que o software deve ter para atender uma regra de negócio e/ou um requisito de negócio, neste exemplo é o item de qualidade é a performance (também chamado de tempo de resposta). RF / Aplicação Descrição Tempo de Resposta da Consulta de Reserva As consultas que serão realizadas pelo cliente não poderão exceder ao tempo de resposta de 15 segundos ID RNFP1 Requisitos Não Funcional id Nome da Regra Nome do Projeto Serviço de Atendimento e Reserva de Apartamento Objetivo Descrever todas as regras de negócio para o serviço de atendimento e reserva de apartamentos. Data 01/01 2.1 Nome / Equipe Versão RN01 Descrição da Regra de Negócio Registrar Reserva de Apartamento A confirmação do registro de reserva de apartamento deve ocorrer após o pagamento de 25% do valor da estadia. Os clientes AA (pessoas que hospedaram no hotel mais de 10 dias por ano) tem preferência de data e tipo de apartamento. No período de baixa a estação (de mar a jun e ago a nov) o valor da diária tem um desconto de 40%. Para que agilizar o atendimento manter a satisfação do cliente as consultas de reserva devem ser feitas em no máximo 30 segundos. Vigente Status Requisitos Software vs Requisitos de Negócio: Política de Reserva de Apartamentos
  98. 98. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ FormuláriodeDescriçãodoCasodeUso: UC01 Registrar Reserva de Apartamento Agente de reserva Regra de Negócio realiza Requisitos Software vs Requisitos de Negócio:
  99. 99. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Gerente Abertura de conta Depósito <<estende>> Atendente Cadastramento de cliente Saque com cartão Caixa Cliente <<inclui>>
  100. 100. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/
  101. 101. Blog: AnalistadeNegocios.CompanyWeb.com.br/ Uires Tapajós uires.tapajos@companyweb.com.br www.linkedin.com/in/uires www.CompanyWeb.com.br

×