A BACIA HIDROGRÁFICA
COMO INSTRUMENTO DE
ARTICULAÇÃO POPULAR E
PRÁTICA EDUCATIVA
Gabriele Santos
Lucas Grossi
Objetivo
•  Discutir como a bacia hidrográfica pode auxiliar no
conhecimento de uma região, sendo uma possível
ferramenta ...
Primeira discussão possível...
•  Como podemos pensar a articulação popular associada à
prática pedagógica?
•  A prática p...
Acreditamos que...
•  Acreditamos que a articulação popular e o processo
pedagógico mantém várias semelhanças e possibilid...
E O QUE ISSO TEM A VER
COM BACIA HIDROGRÁFICA E
RIO????
O curso d’água é a síntese da ocupação que fazemos
em uma bacia hi...
e
A proposta da oficina
•  Discussão e Conceituação Teórica;
•  Bacia hidrográfica;
•  Bacia do Rio das Velhas;
•  Ocupação ...
DISCUSSÃO E
CONCEITUAÇÃO TEÓRICA
Alguns conceitos importantes
•  Interflúvio - Terreno ou área mais elevada situada entre
dois vales. O interflúvio é enten...
www.abagrp.org.br/.../hidrografia/hidro1.jpg	
  
A BACIA DO RIO DAS VELHAS
51 municípios, 29.173 km², com
contribuição de 62% do PIB do
Estado de Minas Gerais e uma
popula...
A bacia hidrográfica e os diferentes conflitos no Rio das
Velhas
• Mineração;
• Cidades e ocupação urbana;
• Industrial;
•...
Unidades territoriais
•  O Comitê do Rio das
V e l h a s c r i o u 2 3
unidades territoriais
e s t r a t é g i c a s q u e...
Alto Velhas
Principais pressões e usos
Usos urbanos;
Mineração;
Significativas retiradas de
água (captação de bela fama
at...
Médio-alto
Principais pressões
e usos
Usos urbanos;
Mineração;
Agropecuária
Médio-baixo
Principais pressões
e usos
Agropecuária,
pequenos e grandes
produções
Baixo Velhas
Principais pressões
e usos
Agropecuária –
pequenos, médios e
grandes produtores
A ocupação humana e as consequências para a
qualidade das águas
•  As diferentes formas de ocupação e de produção do
espaç...
A bacia hidrográfica como possibilidade de
ressignificação das relações de planejamento e
humanas.
•  O rio é reflexo dire...
PENSANDO
POSSIBILIDADES
SOBRE A BACIA DO
ITABIRITO
O Rio Itabirito
•  O Rio Itabirito tem suas primeiras nascentes na porção
noroeste da bacia e suas cabeceiras estão locali...
Pressões e impactos ambientais na bacia
do Itabirito
•  Ocupação urbana: Lançamento de esgotos; Poluição
difusa; Resíduos ...
POSSIBILIDADES NO
MUNDO
Rio Isar, Munique - Alemanha
Rio Isar, Munique - Alemanha
FAZENDO E
ACONTECENDO
CURVAS DE NÍVEL
•  As curvas de nível (isoípsas) são linhas que unem os
pontos do relevo que têm a mesma altitude.
•  É ch...
•  Quanto maior a declividade,
mais próximas as curvas de
nível aparecem representadas.
•  Quanto menor a declividade,
mai...
Topografia e as águas
A bacia hidrgráfica como instrumento
pedagógico
•  A maquete como possibilidade de representação das
estruturas da cidade ...
Maquetes Físicas
1.  Processos para construção
2.  Possibilidades de ensino e prática em sala de aula
Construíndo uma maquete de bacia
hidrográfica
•  Materiais necessários
•  Papelão/Isopor
•  Cola
•  Tinta Guache
•  Papel ...
Possibilidades
•  Divisão por afluentes de um mesmo curso d’água;
•  Construção conjunta com os alunos;
•  Representação d...
“Maquetes Virtuais”
•  Google Earth – Passeio 3D e exagero vertical;
•  Arcgis Online – Excelentes Mapas Temáticos
•  i3Ge...
Google Earth
•  Ferramenta gratuita
•  Possível de adicionar
dados
•  Muito reconhecida
•  Grande quantidade de
dados
•  E...
Adicionando dados
•  Arquivos KML
•  Clique duas vezes, ao abrir, escolha a opção “adicionar a
meus lugares temporários”.
...
Arcgis Online
•  Ferramenta Gratuita
•  Acesse
•  https://
www.arcgis.com/
home/signin.html
•  Efetue o registro
•  Utiliz...
Para adicionar camadas
•  Download em formato SHP (IBGE, Projeto Manuelzão ou
CBH Rio das Velhas)
•  Clicar em Adicionar >...
Adicionando
novos dados
•  Adicionar>> Criar
Camada Editável
•  Escolha a feição
desejada
•  Insira no local do
mapa
I3Geo – Geoprocessamento aliado à
prática de ensino.
•  Acesso pelo site
•  http://www.manuelzao.ufmg.br/i3geo
•  Clicar n...
Conteúdos e temas
•  Meta 2010 – 2014
•  Subcomitês e sub-bacias do Rio das Velhas
•  Ribeirão Arrudas
•  Ribeirão Onça
• ...
Interface:	
  Google	
  Maps
Layout	
   na	
   interface	
   “Google	
   Maps”,	
   com	
   destaque	
   (Zoom	
  
Máximo)...
Interface:	
  Google	
  Maps
Layout	
   na	
   interface	
   “Google	
   Maps”,	
   com	
   destaque	
  
para	
  o	
  arru...
Solicitação informações
•  Geoprocessamento do CBH Rio das Velhas – 3222-8350
•  Geoprocessamento do Projeto Manuelzão – 3...
Prática – A bacia do Rio Itabirito
•  Vamos imaginar um contexto de impacto ambiental em
diferentes pontos da bacia do Rio...
Obrigado
no mundo realmente invertido,
o verdadeiro é um movimento
do falso (Debord, 1996)
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão

301 visualizações

Publicada em

Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão

Publicada em: Meio ambiente
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
301
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
70
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Oficina de Bacia Hidrográfica Manuelzão

  1. 1. A BACIA HIDROGRÁFICA COMO INSTRUMENTO DE ARTICULAÇÃO POPULAR E PRÁTICA EDUCATIVA Gabriele Santos Lucas Grossi
  2. 2. Objetivo •  Discutir como a bacia hidrográfica pode auxiliar no conhecimento de uma região, sendo uma possível ferramenta para articulação popular e práticas pedagógicas.
  3. 3. Primeira discussão possível... •  Como podemos pensar a articulação popular associada à prática pedagógica? •  A prática pedagógica é especifica dos professores e professoras? •  A articulação popular é capacidade específica de uma liderança comunitária? •  Como uma liderança comunitária pode efetivar uma prática pedagógica? Como um professor pode efetivar uma ação de articulação popular?
  4. 4. Acreditamos que... •  Acreditamos que a articulação popular e o processo pedagógico mantém várias semelhanças e possibilidades comuns. •  A articulação popular é um processo pedagógico; o processo pedagógico se torna mais rico se aliado ao cotidiano e à articulação popular.
  5. 5. E O QUE ISSO TEM A VER COM BACIA HIDROGRÁFICA E RIO???? O curso d’água é a síntese da ocupação que fazemos em uma bacia hidrográfica. É o reflexo de nosso território.
  6. 6. e
  7. 7. A proposta da oficina •  Discussão e Conceituação Teórica; •  Bacia hidrográfica; •  Bacia do Rio das Velhas; •  Ocupação humana e consequências para as águas. •  A bacia hidrográfica como prática de articulação e potencial educativo. •  Possibilidades; •  Algumas ferramentas; •  Trabalhando imaginários e práticas!
  8. 8. DISCUSSÃO E CONCEITUAÇÃO TEÓRICA
  9. 9. Alguns conceitos importantes •  Interflúvio - Terreno ou área mais elevada situada entre dois vales. O interflúvio é entendido como um conjunto de áreas elevadas que delimitam uma bacia hidrográfica. •  Montante: ponto acima de um determinado ponto referencial – nascente é ponto mais à montate. •  Jusante: ponto abaixo de um determinado ponto referencial – foz o ponto mais à jusante.
  10. 10. www.abagrp.org.br/.../hidrografia/hidro1.jpg  
  11. 11. A BACIA DO RIO DAS VELHAS 51 municípios, 29.173 km², com contribuição de 62% do PIB do Estado de Minas Gerais e uma população de aproximadamente 4,5 milhões de pessoas. (CAMARGOS, 2005:25)‫‏‬
  12. 12. A bacia hidrográfica e os diferentes conflitos no Rio das Velhas • Mineração; • Cidades e ocupação urbana; • Industrial; • Agricultura; • Pecuária; • Silvicultura (principalmente eucalipto); • Usos paisagísticos e de lazer
  13. 13. Unidades territoriais •  O Comitê do Rio das V e l h a s c r i o u 2 3 unidades territoriais e s t r a t é g i c a s q u e refletem parte dos aspectos territoriais e características naturais do Rio das Velhas.
  14. 14. Alto Velhas Principais pressões e usos Usos urbanos; Mineração; Significativas retiradas de água (captação de bela fama até 8.77m³/s)
  15. 15. Médio-alto Principais pressões e usos Usos urbanos; Mineração; Agropecuária
  16. 16. Médio-baixo Principais pressões e usos Agropecuária, pequenos e grandes produções
  17. 17. Baixo Velhas Principais pressões e usos Agropecuária – pequenos, médios e grandes produtores
  18. 18. A ocupação humana e as consequências para a qualidade das águas •  As diferentes formas de ocupação e de produção do espaço geram diferentes impactos, pressões e consequências ambientais. •  As formas de organização da cidade podem impactar a qualidade das águas. •  A bacia hidrográfica permite uma análise integrada dos problemas e das necessidades de intervenções.
  19. 19. A bacia hidrográfica como possibilidade de ressignificação das relações de planejamento e humanas. •  O rio é reflexo direto das relações homem natureza e permite a percepção imediata das relações causa-efeito.
  20. 20. PENSANDO POSSIBILIDADES
  21. 21. SOBRE A BACIA DO ITABIRITO
  22. 22. O Rio Itabirito •  O Rio Itabirito tem suas primeiras nascentes na porção noroeste da bacia e suas cabeceiras estão localizadas na vertente oeste da Serra da Moeda e situam-se em altitudes de 1460 m a 1520 m. Seu canal tem sentido norte percorrendo aproximadamente 23,5 km e atravessa a área urbana do município de Itabirito até o encontro com o córrego Luiza dos Santos ou Moleque. A partir de então segue no sentido nordeste percorrendo aproximadamente 5,4 km até o encontro com o Rio das Velhas.
  23. 23. Pressões e impactos ambientais na bacia do Itabirito •  Ocupação urbana: Lançamento de esgotos; Poluição difusa; Resíduos sólidos; Inundações. •  Mineração: Rebaixamento de nível freático; Aumento de sólidos e de sedimentos; extensa área de vegetação suprimida e solo exposto/alterado. •  Pecuária: Superpastagem (quantidade de gado maior que a capacidade de suporte da pastagem); supressão de vegetação; pisoteio de nascentes; focos erosicos.
  24. 24. POSSIBILIDADES NO MUNDO
  25. 25. Rio Isar, Munique - Alemanha
  26. 26. Rio Isar, Munique - Alemanha
  27. 27. FAZENDO E ACONTECENDO
  28. 28. CURVAS DE NÍVEL •  As curvas de nível (isoípsas) são linhas que unem os pontos do relevo que têm a mesma altitude. •  É chamada de "curva" pois normalmente a linha que resulta do estudo das altitudes de um terreno são em geral manifestadas por curvas. •  Traçadas na carta, permitem a visualização da declividade (inclinação) no relevo.
  29. 29. •  Quanto maior a declividade, mais próximas as curvas de nível aparecem representadas. •  Quanto menor a declividade, maior o afastamento entre elas. •  São associadas a valores de altitude em metros (m).
  30. 30. Topografia e as águas
  31. 31. A bacia hidrgráfica como instrumento pedagógico •  A maquete como possibilidade de representação das estruturas da cidade e da bacia hidrográfica; •  Maquetes físicas •  Maquetes Virtuais
  32. 32. Maquetes Físicas 1.  Processos para construção 2.  Possibilidades de ensino e prática em sala de aula
  33. 33. Construíndo uma maquete de bacia hidrográfica •  Materiais necessários •  Papelão/Isopor •  Cola •  Tinta Guache •  Papel Marchê – opcional •  Mais informações - http://www.cartografiaescolar.wordpress.com
  34. 34. Possibilidades •  Divisão por afluentes de um mesmo curso d’água; •  Construção conjunta com os alunos; •  Representação de espaços próximos à escola e ao ambiente escolar. •  Podem ser adicionados pontos e áreas de interesse, tematizando a maquete – ex: lançamentos de esgotos.
  35. 35. “Maquetes Virtuais” •  Google Earth – Passeio 3D e exagero vertical; •  Arcgis Online – Excelentes Mapas Temáticos •  i3Geo Manuelzão – Grande opção de dados da bacia do Rio das Velhas
  36. 36. Google Earth •  Ferramenta gratuita •  Possível de adicionar dados •  Muito reconhecida •  Grande quantidade de dados •  Exagero vertical e passeio virtual •  Imageamento aéreo atual e de qualidade •  Google Earth e Google Maps
  37. 37. Adicionando dados •  Arquivos KML •  Clique duas vezes, ao abrir, escolha a opção “adicionar a meus lugares temporários”. •  Inserindo outras informações Adicionar Marcador Adicionar Linhas e Polígonos
  38. 38. Arcgis Online •  Ferramenta Gratuita •  Acesse •  https:// www.arcgis.com/ home/signin.html •  Efetue o registro •  Utiliza uma grande base de dados gratuita; •  Permite a inserção de novas informações; •  Permite a utilização de um sistema web-gis; •  Gera Mapas temáticos praticamente finalizados e exportados em pdf
  39. 39. Para adicionar camadas •  Download em formato SHP (IBGE, Projeto Manuelzão ou CBH Rio das Velhas) •  Clicar em Adicionar >> Adicionar Camada de Arquivo. •  Selecionar o arquivo de base em formato compactado ZIP. •  Divirta-se!
  40. 40. Adicionando novos dados •  Adicionar>> Criar Camada Editável •  Escolha a feição desejada •  Insira no local do mapa
  41. 41. I3Geo – Geoprocessamento aliado à prática de ensino. •  Acesso pelo site •  http://www.manuelzao.ufmg.br/i3geo •  Clicar no banner I3Geo
  42. 42. Conteúdos e temas •  Meta 2010 – 2014 •  Subcomitês e sub-bacias do Rio das Velhas •  Ribeirão Arrudas •  Ribeirão Onça •  Ribeirão da Mata •  Excelente opção para gerar cartas topográficas para Maquetes físicas.
  43. 43. Interface:  Google  Maps Layout   na   interface   “Google   Maps”,   com   destaque   (Zoom   Máximo)  para  as  Curvas  de  Níveis  da  Serra  do  Curral,  ao  Sul  de   Belo  Horizonte.  
  44. 44. Interface:  Google  Maps Layout   na   interface   “Google   Maps”,   com   destaque   para  o  arruamento  da  Comarca  de  Esmeraldas/MG.
  45. 45. Solicitação informações •  Geoprocessamento do CBH Rio das Velhas – 3222-8350 •  Geoprocessamento do Projeto Manuelzão – 3409-9818 •  Geoproc.manuelzao@gmail.com
  46. 46. Prática – A bacia do Rio Itabirito •  Vamos imaginar um contexto de impacto ambiental em diferentes pontos da bacia do Rio Itabirito. •  As imagens podem ser dispostas da forma como cada pessoa achar coerente. Vamos imaginar as possibilidades! •  Vamos pensar e rascunhar formas de trabalhar esse contexto “extra-escola” como uma prática educacional. •  Quais materiais precisamos? •  Quais informações buscaremos e onde? •  Como seria a programação de sala de aula?
  47. 47. Obrigado no mundo realmente invertido, o verdadeiro é um movimento do falso (Debord, 1996)

×