Folha 210

262 visualizações

Publicada em

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
262
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
25
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Folha 210

  1. 1. Para quem aposta que a Copa de 2014 será marcada só por protes- tos, confusão e baderna, melhor olhar para as ruas e avenidas dos bair- Ruas já estão enfeitadas e torcedo- res aguardam o tão sonhado “Hexa” ros dormitórios. O clima de Copa do Mundo co- meçou a esquentar nas ruas do Itaim Paulista, Vila Curuçá, São Miguel Paulista Ermelino Mata- razzo, dentre outros. Moradores dos bair- ros mais tradicionais da zona leste de São Paulo estão numa mobilização frenética. Lei na pág 03 Para quem aposta que a Copa de 2014 será marcada só por protestos, confusão e baderna, melhor olhar para as ruas e avenidas dos bairros dormitórios. O clima de Copa do Mun- do começou a esquentar nas ruas do Itaim Pau- lista, Vila Curuçá, São Miguel... Leiamaispag00 1ª QUINZENA DE JUNHO DE 2014ANO IX - N.o 210 www.aconteceagora.com.br | raleste@gmail.com | Tel.: (11) 2031-2364 Brasil vence a primeira com ajuda do juiz Deputado Federal Roberto Santiago participa do Programa “Roda Viva” do Grupo Acontece Em pleno fim de tarde do último domingo e no mesmo horário de um grande jogo da Copa do Mundo, cerca de 120 li- deranças se reuniram na sede do GrupoAcontece de Jornais e Revistas para participar de um proveitoso debate com o Deputado Federal Ro- berto Santiago (PSD) e o vereador Police Neto, ex- -presidente da Câmara Municipal de São Paulo. Os dois parlamentares foram apresentados aos presentes... Pag 06
  2. 2. Diretor Executivo: Jornalistas (fl): Diretor de Arte: Designer Gráfico Reporter Fotográfico: Fotografo Teen: Revisora: Gerente Financeiro: Depto. Jurídico: Distrib./Logistica: 35 mil exemplares Divaldo Rosa Silmara Galvão Nunes-MTb 51.096 Sérgio Avante Ademir Rodrigues Eduardo Rocha Bruno Barreto Rosa Prof. Suseli Corumba Rosa Ademir Rodrigues Agilson M. Oliveira MULTI - Distrib. de Jornais e Folhetos As matérias publicadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam necessariamente a opinião do Jornal. Os nomes dos colaboradores e representantes comerciais não mantém vínculo empregatício com a empresa. REDAÇÃO E PUBLICIDADE Fone/Fax: 2031-2364 / 2513-0928 Av. dos Guachos, 166 - 08030-360 - Vila Curuçá – SP www.aconteceagora.com.br | E-mail: raleste@gmail.com A marca Folha do Itaim existe a 42 anos, sendo 9 anos sob a direção do Grupo Acontece de Jornais e Revistas. CIRCULAÇÃO: Itaim Paulista, Vl Curuçá, Jd Robrú, Alto Tiete (Itaquá, Poá, Ferraz de Vasconcelos e Suzano) Um veículo do GRUPO ACONTECE de Jornais e Revistas SUB PREF. DO ITAIM PAULISTA Av. Marechal Tito, 3012 Itaim Paulista-SP BANCA DO VALDO Av. Marechal Tito, 4800 Itaim Paulista-SP BANCA KM 28 Av. Marechal Tito, 5868 Itaim Paulista-SP BANCA MARECHAL 4400 Av. Marechal Tito, 4400 Itaim Paulista-SP BANCA NAGUMO Pç Francisco Pereira, 80 Vl Curuçá-SP REVISTARIA CAVOA Av. Cavoá, 425 Vl. Curuçá-SP BANCA KM28 Av. Marechal Tito, 5868 Itaim Paulista-SP 1ª quinz. JUNHO de 2014 Atualidade 22,8 mil professores fo- ram nomeados para Rede Estadual Os participantes do maior concurso da história do ma- gistério paulista já podem conferir a lista de classifica- dos. Foram divulgados os nomes dos aprovados, no Diário Oficial do dia 3. Com o novo anúncio, já são cerca de 38 mil professores nomeados desde o início do ano. A primeira chamada foi feita em janeiro com 15 mil docentes. A rede estadual paulista é a maior do país, com 5 mil escolas, e atende 4 milhões de alunos. O certame prevê a contratação total de 59 mil professores. Outra boa notícia aos con- vocados é que o processo para agendamento de perí- A Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo (SDTE) oferece, na próxima quarta- -feira, 11 de junho, a Oficina de “Empregabilidade”. Os alunos inscritos serão orientados sobre como se comportar em uma entrevista de emprego, elaborar um cur- rículo e promover seu marke- ting pessoal.Além disso, será abordada a empregabilidade no atual mercado de trabalho. AOficina será realizada às 9h, nas unidades do Centro de Apoio ao Trabalho (CAT) de Interlagos, Itaim Paulista, Itaquera, Lapa I, Luz, Penha, 200 dias letivos previs- tos em lei serão mantidos, sem prejuízo curricular aos estudantes As férias de meio do ano dos alunos da rede esta- dual de ensino será ante- cipada. O recesso começa concomitantemente ao iní- cio da Copa do Mundo, em 12 de junho. Os 200 dias letivos previstos em lei se- rão mantidos, sem prejuízo curricular aos estudantes, já que o início das aulas também foi antecipado - as Espaço que foi inaugu- rado no dia 3 estará aberto para jornalistas de todo o mundo até 13 de julho e conta com uma redação com mais de cem lugares, uma sala de convivência, além de auditório com ca- pacidade para 200 pessoas A Prefeitura de São Paulo inaugurou na noite do dia 3 o Centro Aberto de Mídia (CAM) para jor- nalistas brasileiros e es- trangeiros que trabalharão na cidade durante a Copa do Mundo de 2014. O CAM está funcionando desde o dia 4 na Praça das Artes, um complexo cultural ad- ministrado pela Prefeitura no Vale do Anhangabaú, durante todos os dias da semana, das 9h às 22h, até o dia 13 de julho, data da partida final do mundial. O espaço conta com uma redação com mais de cem lugares, uma sala de convivência para profissio- nais e um auditório com capacidade para 200 pes- soas. O CAM oferece ainda sinal de internet wi-fi e via cabo, além de salas de coordenação e de autori- dades. No local, funcionará ainda a Casa das Nações, que reunirá estruturas de consulados para atender turistas estrangeiros na cidade. “Esse centro é muito im- portante para dar conforto para os profissionais, jorna- listas e corpo consular para que possam trabalhar de maneira efetiva para trans- mitir as notícias do Brasil.A cidade vai receber dezenas de milhares de torcedores de todo o mundo, sobre- tudo, da América Latina e nós queremos oferecer aos trabalhadores, durante a Copa, as melhores con- dições”, disse o prefeito Fernando Haddad. O CAM é um espaço alternativo ao Fifa Media Channel e estará disponí- vel gratuitamente aos jor- nalistas não credenciados pela entidade internacional do futebol. Os profissionais de imprensa interessados em trabalhar no espaço deverão se credenciar pelo site da Prefeitura. Cerca de 20 mil jornalistas traba- Educação divulga lista de maior concurso da história do magistério paulista cias médicas, próxima fase do processo, será acelerado pelo Departamento de Pe- rícias Médicas do Estado. A partir de agora, os docentes poderão agendar os exames pela internet, por meio de um novo sistema informatizado. O agendamento deve ser feito em até 10 dias úteis após a nomeação. Além dis- se, o docente deve enviar duas fotos 3x4 e o RG origi- nal com fotografia recente. Também são exigidos alguns exames médicos. As orientações estão pu- blicadas na edição de 31 de maio do Diário Oficial e no Portal da Educação, no site: http://www.educacao. sp.gov.br/ Férias de alunos da rede estadual será antecipada aulas tiveram início em 27 de janeiro. O planejamento foi feito para que a presença dos alunos em sala de aula não fosse afetada pelo evento e também para colaborar na oferta de serviços e di- minuição do trânsito. Além disso, alunos, professores e servidores da rede esta- dual terão uma semana de recesso entre os dias 13 e 19 de outubro, de acordo com a Secretaria da Edu- cação. Empregabilidade’ é tema da próxima Oficina do CAT Pirituba, Santana e São Ma- teus I. Para participar, os interes- sados devem ter, no mínimo, 16 anos de idade e compare- cer a uma das unidades do CAT citadas acima com RG, CPF, carteira de trabalho e PIS, no dia da Oficina. Outras informações estão disponíveis no sitewww.pre- feitura.sp.gov.br/trabalho e na Central deAtendimento ao Munícipe pelo telefone 156. Importante: As inscrições serão feitas no dia da Oficina, somente nos locais indicados. Serviço: CAT Itaim Pau- lista: Av. Marechal Tito, 3.012 São Paulo inaugura Centro Aberto de Mídia para jornalistas que trabalharão na Copa lharão no País durante o mundial. “Esperamos que seja um local de trabalho, que ofereça todas as condições para os jornalistas creden- ciados e não credenciados pela Fifa para que possam acompanhar a Copa do Mundo que se avizinha como a melhor Copa de todos os tempos. Faremos tudo para dar conforto e segurança nesse espaço maravilhoso que é a Praça das Artes”, afirmou o se- cretário de Comunicação, Nunzio Briguglio Filho. Durante o evento de inauguração, foram feitas homenagens ao jornalista Luciano do Valle, que mor- reu em abril, aos 66 anos e também, aos campeões do mundo pela seleção brasileira nas Copas de 1958, 1962, 1970, 1994 e 2002. “Esse Centro de Mí- dia destina-se ao que São Paulo faz com maestria e contradição, que é rece- ber as pessoas e receber os jornalistas. São Paulo recebe os jornalistas e os visitantes em um momen- to importante da história esportiva do mundo e do Brasil”, disse o ministro dos Esportes,Aldo Rebelo. Uma das doze cidades- -sede da Copa do Mundo, São Paulo receberá seis partidas do mundial. A pri- meira será a de abertura, no dia 12 de junho, na Arena Corinthians, entre Brasil e Croácia. Além da abertura, os jogos previstos na Arena Corinthians da primeira fase são Uruguai e Inglaterra, no dia 19 de junho; Holanda e Chile, no dia 23; e Coréia do Sul e Bélgica, no dia 26. Tam- bém estão previstos um jogo de Oitavas de Final, que acontecerá no dia 1º de julho, e uma Semifinal, no dia 9 do mesmo mês. A final da Copa do Mundo será no dia 13 de julho, às, 16h, no Maracanã, no Rio de Janeiro. “Estimamos que 4 mil jornalistas estrangeiros virão para o Brasil, então, o Governo do Estado e a Prefeitura tem o orgulho muito grande de criar esse ambiente e ajudar em tudo o que for preciso. Para tudo o que o Governo do Estado for acionado, estaremos a disposição”, disse o secre- tário estadual do Planeja- mento, Júlio Semeghini. “Essa é a oportunidade as pessoas se comunicarem, trocarem informações so- bre seus países e sobre o Brasil, por isso, era tão importante que isso não ficasse limitado somente ao trabalho na Copa do Mundo”, disse. Guia do torcedor Também na noite do dia 3 foi lançado o Guia do Tor- cedor de São Paulo, criado pela SPTuris, que traz in- formações úteis sobre os países que participarão da Copa do Mundo de 2014, apontando suas relações com a cidade, além de sugestões de locais que podem ser do interesse dos visitantes. “Esse guia vai orientar sobre absolutamente tudo que al- guém que venha para São Paulo precisa saber para ter sua estádia com o maior conforto possível”, afirmou a coordenadora da SPCo- pa e vice-prefeita, Nádia Campeão. “De um ano e meio para cá, se fez muita coisa para São Pau- lo.Acidade trabalhou ardu- amente e incansavelmente para organizar a Copa do Mundo. Nós refizemos os planos de mobilidade, de segurança e saúde que estão bem posicionados, que integram Prefeitura, Governo do estado e Go- verno Federal para que a gente possa organizar o evento da melhor forma possível”, afirmou.
  3. 3. 1ª quinz. JUNHO de 2014 Comunidade Na terça-feira (03) foi realiza- do na região do Itaim Paulista a 1º Rodada 50 de Negócios, organi- zado pela Empresários Brasil. O evento aconteceu no Restauran- te Costelaria Tokunfome e reuniu 50 empresários da região. Afrente do trabalho Sr. Orácio Kuradomi diretor administrativo da Empresários Brasil, afirmou: “Ninguém é tão grande que não precise e tão pequeno que não possa participar, esta é a sua oportunidade de negócios. ” Em entrevista ao jornal Folha do Itaim, Orácio explica que o intuito da Rodada de Negócios é fazer contato empresarial e a interação de todos, “na verdade o que esta acontecendo aqui é uma troca de ideias, uma criação de parcerias, daqui se forma varias oportunidades de negócios”. ARodada consiste em que 50 empresários participem, conhe- Para quem aposta que a Copa de 2014 será marcada só por protestos, confusão e bader- na, melhor olhar para as ruas e avenidas dos bairros dormitórios. O clima de Copa do Mundo co- meçou a esquentar nas ruas do Itaim Paulista, Vila Curuçá, São Miguel Paulista Ermelino Matara- zzo, dentre outros. Moradores dos bairros mais tradicionais da zona leste de São Paulo estão numa mobilização frenética para deixar tudo pronto para comemorar o tão sonhado Hexa Campeonato. “O sentimento de euforia dos moradores é contagiante e nos dá uma certeza de que finalmente a Copa do Mundo chegou ao Brasil, e chegou em nossa amada zona leste”, afirma o estudante Bruno Diego, que fotografou várias ruas enfeitadas da capital. Ruas foram pintadas e ban- Ruas já estão enfeitadas e torcedo- res aguardam o tão sonhado “Hexa” deirinhas estão por todos os lados enfeitando a região que, embora seja carente, se mostra bastante eufórica quando é ques- tionada sobre Copa do Mundo aqui no Brasil. “Sei que não temos um país de primeiro mundo, nosso setor de saúde e educação é uma decadência, mas eu nunca, ja- mais deixarei de ser um torcedor eufórico da minha seleção, hoje tenho a honra de ver uma Copa do Mundo em nosso país junta- mente com meu filho e minha esposa... Talvez daqui a anos não terei tempo para este privilégio”, diz o vendedor Luiz de Oliveira Junior. Toda a verba arrecadada para os enfeites das ruas foi feita através da contribuição no valor de 10 reais por família, assim os próprios moradores que se voluntariam poderiam ajudar nas pinturas das ruas e muros. “Aqui foi muito bacana, teve vizinhos idosos que pediram para ajudar na hora de pintar as ruas. Foi tão emocionante e sei também que ficará na história de nossos filhos e netos no futuro”, disse Mariluce Santana, morado- ra do bairro da Vila Curuçá. Na Rua Guaripa, no bairro Vila Curuçá, o trabalho de pin- tar contou com a participação de todos os moradores da rua. Enquanto uns amarram as ban- deiras no barbante, outros fazem café e o lanche para a “equipe” se alimentar durante a empreitada. çam-se e façam negócios entre si, através de um sistema com know-how dinâmico e inovador criado pela Empresários Brasil, aonde todos apresentam sua empresa/produto e conhecem os produtos dos demais participan- tes, podendo fechar negócios ou parcerias. Sendo a terceira vez que par- ticipa deste evento de negócios, para o empresário Cleiton da em- presa Chaparral corte e gravação laser, a Rodada de Negócios é uma forma de ganhar cada vez mais clientes e parceiros. “Aroda- da para nós tem sido uma forma de investimento em Marketing da empresa. Cerca de 95% dos empresários de hoje gostaram e aderiram nossos produtos”. As próximas Rodadas podem ser consultadas no site www. empresariosbrasil.com.br Algumas empresas que par- ticiparam: Grupo ICS, Associação em- presários do Itaim. Empresa Bra- sileira de Correios e Telégrafos, Delícias Choco-pan, Recauleste Comercial de Pneus Ltda, Cha- parral corte e gravação laser, Fada Celeste produções, Exitus cursos, entre outras. 1º Rodada 50 de Negócios gera oportu- nidades para empresários da região Passou-se o tempo em que, ao anunciar planos para as cidades, bastava às autoridades públicas prome- ter à população a execução de obras viárias, construção de ginásios esportivos, via- dutos e pavimentação de ruas. O cidadão, agora, não quer mais promessas e pas- sou a exigir muito mais, para as suas comunidades. Ele pede a adoção de políticas públicas que contemplem investimentos aplicados em áreas como educação, saú- de e moradia. No Estado de São Paulo, prefeituras e Câmaras Mu- nicipais precisam repensar as prioridades. No centro das atenções, devem estar efetivamente os anseios da população. Nesse sentido, além de aspectos importan- Governador Alckmin inaugurou, no dia 8, cer- ca de 5,8 quilômetros de pistas marginais na SP-70 Os motoristas que uti- lizam a Rodovia Ayrton Senna (SP-70) para che- gar à Guarulhos passarão a contar com uma nova pista marginal que facilita- rá o acesso aos bairros do município. No dia 8 o go- vernador Geraldo Alckmin inaugurou 5,8 quilômetros de pistas no sentido In- terior. O valor investido em melhorias na Rodovia Ayrton Senna realizadas nos últimos 12 meses já alcança R$ 250 milhões. Com a segregação do tráfego local e de longa viagem, é aumentada a fluidez, reduzindo o tem- Cidades exigem mais educação, saúde e moradia José Américo tes como a geração desem- prego e renda, as pesso- as declaram e reivindicam qualidade de vida para suas famílias. Estes fatores são opor- tunos em um momento em que acaba de ser lançado, em português, o Better Life Index (Índice para uma Vida Melhor). O material foi lança- do pela Organização para a Cooperação e Desenvolvi- mento Econômico (OCDE) e a versão nacional conta com a chancela da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Com a inclusão em português, a ferramenta se junta às pu- blicações em outros cinco idiomas: espanhol, russo, inglês, alemão e francês. Apesar do modelo em português ter sido apresen- tado recentemente, o índice, criado há três anos, já teve a visita de 34 mil brasileiros. Desse total, 800 respon- deram aos questionários e apontaram como prioridades nacionais a educação, a sa- tisfação pessoal e a saúde. Vale lembrar que, no mundo, o portal do índice foi visto por mais de 4 milhões de pessoas de 184 países. Interessante notar que, ao contrário dos que repe- tem que vivemos em uma crise socioeconômica e em meio a uma onda de pes- simismo, a ferramenta da OCDE no Brasil registra um alto nível de satisfação. De acordo com a pesquisa, 80% dos brasileiros decla- raram ter mais experiências positivas em um dia normal do que vivências negativas, número acima da média da Organização, que fica em torno de 75%. Disso decorre que os prefeitos e legisladores de cidades, sobretudo no Es- tado de São Paulo, devem estar atentos à manifestação do cidadão – nas ruas e nas redes sociais – se quiserem, efetivamente, obter êxito na gestão pública. Pesquisas como as da OCDE, por exemplo, mostram que, no cotidiano, as pessoas cla- mam por soluções práticas com relação à moradia, edu- cação, saúde, geração de renda, engajamento cívico e até equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. (*) O autor é presidente da Câmara Municipal de São Paulo. Contato: joseameri- co@camara.sp.gov.br Nova marginal da Ayrton Senna vai facilitar o acesso a Guarulhos po de viagem, e ampliada a segurança da rodovia naquele trecho, por onde passam diariamente 73,4 mil motoristas. “Nós es- tamos inaugurando 5,8 quilômetros de marginal, São Paulo sentido interior, saindo da ligação do aero- porto de Guarulhos e indo até o Trevo dos Pimenta. Marginais, com duas fai- xas, segregando o trânsito local do trânsito da Ayrton Senna”, explicou o gover- nador. Com investimento de R$ 99,1 milhões, a nova pista marginal tem duas faixas de rolamento entre o km 19 e o km 24,8 da Ayrton Senna. Durante as obras de construção das novas pistas também houve a implantação de sistema de drenagem, novas sinaliza- ções horizontal e vertical e readequação de acessos aos bairros, entre outras melhorias viárias. O governador ainda falou sobre as obras de implantação de 6ª faixa de rolamento do km 11,7 ao km 19,3 no sentido Interior, com conclusão prevista para julho do ano que vem, e investimentos de R$ 53,7 milhões. “Vamos começar agora a construção da sexta faixa da Ayrton Sen- na. Essa será a segunda rodovia do País com seis faixas de rolamento. Atual- mente, só temos a rodovia dos Imigrantes e, agora, a Ayrton Senna também terá a sexta faixa”, afirmou.
  4. 4. 1ª quinz. JUNHO de 2014 Opinião & Política Governador ressaltou que dependência química é uma doença e precisa de tratamento médico Na última edição do pro- grama de rádio “Conversa com Governador”, Geraldo Alckmin falou sobre a am- pliação do Programa Reco- meço, que é uma rede de serviços especializados na prevenção e no tratamento de pessoas que usam dro- gas, especialmente o crack. “São serviços totalmente gratuitos para os pacientes e as suas famílias. Em menos de 18 meses, por meio do programa Recomeço, 32 mil pessoas de todas as regiões do Estado de São Paulo receberam atendimento e muitas delas tratamento Prefeito Fernando Haddad visitou o espaço no dia 6. Guarda Civil Metropolitana (GCM), Defesa Civil, SPCo- pa, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) integram equipe que vai mo- nitorar a cidade durante o mundial Para garantir o desloca- mento das 15 delegações de seleções que estão hospe- dadas no estado e dar segu- rança para cerca de 300 mil turistas que passarão por São Paulo na Copa do Mundo, entrou em operação o Cen- tro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR). Inaugurado no fim de maio, o espaço reúne mais de 60 órgãos que tem à disposição as imagens de cerca de 500 câmeras instaladas em pon- Centro Integrado da Copa reúne 60 órgãos para monitorar a cidade 24 horas por dia tos estratégicos da cidade, além de outros 30 equipamen- tos localizados no entorno da Arena Corinthians. O controle é feito 24 horas por dia, e é in- terligado com outras centrais semelhantes, instaladas nas 12 cidades sedes do mundial. Além da disponibilização de câmeras da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), que começaram a operar no dia 9, a Prefeitura participa do CICCR com equipes da Defesa Civil, Guarda Civil Metropolitana (GCM) e do Serviço de Atendimento Mó- vel de Urgência (Samu). O prefeito Fernando Ha- ddad visitou o centro na tarde no dia 6 junto com a vice- -prefeita e coordenadora da SPCopa, Nádia Campeão, e o secretário da Segurança Urbana, Roberto Porto. Após a Copa do Mundo, o centro ficará como legado para o estado, que terá sua administração compartilhada entre as secretarias estaduais de Segurança Pública e de Planejamento e Desenvolvi- mento Regional. Com investimentos de R$ 66 milhões do governo federal e R$ 2,5 milhões pelo estado, O CICCR conta com sala de operações (NOC - Network Operations Center), de aten- dimento, de armazenamento de dados (Datacenter), de crise, planejamento, escolta e administração. O centro está instalado em um imóvel da Secretaria Estadual de Plane- jamento e Desenvolvimento Regional, localizado na região central da cidade. Alckmin fala sobre ampliação do Programa Recomeço e o esforço do Estado no combate ao crack para dependência química na nossa rede estadual de Saúde”, disse Alckmin. O governador também explicou as políticas do Es- tado de São Paulo para o combate ao crack. “Nós combatemos o tráfico de drogas com ação firme da policia militar e investigação da policia civil. De outro lado com tratamento de saúde para aqueles que são doentes”. Para Alckmin, a dependência química é uma doença e precisa de tratamento. Por isso, o es- forço do Governo do Estado com o programa Recomeço e outras medidas, desde a prevenção nas escolas, através do Proerd, até o programa da secretaria da Educação, Prevenção tam- bém se ensina. “E depois tem a abor- dagem, só na região da nova Luz nós temos hoje 80 agentes de saúde abor- dando, conversando com os dependentes para que eles aceitem o tratamento, para que saiam da rua. Depois o tratamento que é feito pelos ambulatórios nos chamados CAPS - Centro de aten- dimento Psicossocial - ou CAPS ad que é de álcool e droga ou internação, nós temos hoje praticamente 2300 leitos para atender os dependentes químicos, e depois a sua reinserção no mercado de trabalho”, disse. Também foi criado o selo Recomeço, que é fornecido pelo Estado para as empre- sas que aceitam ex-depen- dentes e dão a eles uma nova oportunidade. Segun- do o governador, dos cerca de 4.300 internados, 100 casos foram involuntários, ou seja, a internação foi a pedido da família, e apenas dez compulsórias, que nem a família pediu. “O fato é que a maioria absoluta aceitou o tratamento. O que é muito bom. Quero destacar aqui o CRATOD, que funciona 24h sete dias por semana, ele fica na Rua Prates no Bom retiro e o telefone é 0800 227 2873.” Quem quiser mais infor- mações do programa pode ligar gratuitamente para o Disque Recomeço, no nú- mero 0800-227- 2863.
  5. 5. 1ª quinz. JUNHO de 2014 Copa Exposição interativa per- mite que o visitante registre uma experiência vivida em um dos campeonatos mundiais Às vésperas do início da Copa do Mundo no Brasil, o Museu do Futebol inaugura às 9h desta terça, 27, uma exposição com a história dos 20 campeonatos mundiais. Em cartaz até o dia 7 de se- tembro, a mostra “Brasil 20 copas” traz filmes, entrevistas Emoção e estresse duran- te os jogos são perigosos para quem é cardiopata e não visita regularmente o cardiologista. Como diz o narrador: “Haja coração!”. Está chegando a hora. No dia 12, o Brasil entra em campo e o coração de muita gente vai sair pela boca. Mas é preciso atenção para que ele, literalmente, não pare de bater. O estresse gerado duran- te um jogo tem o poder de elevar a pressão arterial a níveis estratosféricos. Para quem não sofre de doenças cardiovasculares, é absoluta- mente normal ter hipertensão temporária em situações de ansiedade. Já quem tem o coração fraco ou com outros problemas, o resultado pode ser catastrófico: infarto agudo do miocárdio, AVC isquêmico e hemorrágico, arritmias car- díacas e até mesmo a morte. Mas calma: quem tem problemas no coração e está em constante acompanha- mento com um cardiologista tem riscos pequenos, se o Nunca é fácil chegar a um grupo de 23 afortunados que podem brigar por uma Copa do Mundo, mas para o elenco for- mado por Luiz Felipe Scolari o processo foi ainda mais difícil que o normal. Por problemas diferen- tes, que vão desde o exagero na vida extra-campo até o compor- tamento dentro dele, ao menos cinco jogadores da seleção atual tiveram de se “regenerar”. Re- cuperados, focados e livres do passado polêmico, eles ajudam a compor o Brasil heterogêneo que vai buscar o hexa em casa. A redenção pessoal faz parte das histórias de Júlio César, Marcelo, Fred, Maicon e Jô, três titulares e dois reservas de pri- meira hora de Felipão. Fred exagerou nas noitadas quando mudou-se para o Rio e perdeu a Copa de 2010 Fred surgiu para o futebol em 2004, no Cruzeiro, e saiu da Copa do Mundo de 2006 como um dos candidatos a substituto de Ronaldo. Exilado na França ou enturmado no Rio de Janeiro, o atacante sempre viveu intensa- mente fora dos gramados. Em 2011, chegou a ser perse- guido por uma torcida organizada do Fluminense pelos excessos na vida noturna. Tornou-se folclórica a noitada dele com Rafael Moura, em que ele bebeu 28 caipisaquês em bar no Rio de Janeiro. O histó- rico de “pegador” e as investidas como ator só ajudaram a contur- bar a carreira de Fred, que culpa as distrações pela sua ausência na Copa do Mundo da África do Sul, há quatro anos. “Mudei a minha postura in- teira. Vim da França para o Rio solteiro e acabei me descuidando na vida pessoal, o que reflete Na exposição “Futebol Ilustrado”, o torcedor poderá conhecer a história das gran- des seleções através de ilus- trações das camisas usadas pelos times que venceram o campeonato mundial ao longo dos anos. O ilustrador Maurício Rito traz para os amantes do futebol uma parte do seu acervo, que constrói uma linha do tempo e conta como foi a participação de cada país no campeonato mais importante do mundo. A mostra proporciona uma viagem pelo universo do fute- bol e leva, de forma descon- traída, informações, detalhes e curiosidades sobre o tema, tanto para os aficionados pelo “esporte bretão” quanto para aqueles que só acompanham Exposição “Futebol Ilustrado” no Shopping SP Market mostra a trajetória das grandes seleções Os amantes do futebol poderão conferir ilustrações das camisas de todos os campeões mundiais SERVIÇO Exposição Futebol Ilustrado – Shopping SP Market Período: De 31 de maio a 30 de junho Endereço: Av. das Nações Unidas, 22.540 – São Paulo/ SP LOCAL/HORÁRIO: Atrium, de segunda a sábado, das 10h às 22h, e domingo, das 14h às 20h GRÁTIS! as partidas de quatro em qua- tro anos. Divididos em dois times, as ilustrações gigantes têm, de um lado do campo, todos os países campeões. Já do outro, o público verá o desempenho da seleção bra- sileira ao longo dos 19 mun- diais disputados até 2010. Maurício Rito é designer e se especializou em proje- tar réplicas de uniformes do futebol mundial, produzindo mais de cinco mil exemplares entre clubes internacionais e seleções. No Shopping SP Market, o público poderá relembrar, por exemplo, o campeonato de 1982, quando a Seleção Canarinho era tida como a favorita na compe- tição e vinha superando os adversários. No entanto, em 5 de julho, o atacante da Itália, Paolo Rossi, marcou três gols e eliminou o Brasil. Já em 1994, Romário conduziu o País à vitória. O time comandado por Carlos Alberto Parreira e Zagallo enfrentou novamente a Itália na final e levou a melhor, nos pênaltis, após empate sem gols no tempo normal e prorrogação. Sobre a última edição do mundial, disputado na África do Sul, a Espanha levou o primeiro título para casa. Antes disso, a melhor colocação dos espanhóis havia sido um quarto lugar, em 1950. A grande decisão de 2010 terminou empatada sem gols no tempo normal. No finalzinho da prorrogação, o gol do jogador Iniesta garantiu o título dos espanhóis. Os clientes do Shopping SP Market poderão visitar a exposição gratuitamente, no Atrium do Shopping, de 31 de maio e 30 de junho. Horário: de segunda a sábado, das 10h às 22h, e domingo, das 14h às 20h. Como os jogadores mudaram para tentar o hexa em casa no profissional. Hoje tenho 30 anos e tenho que aproveitar ao máximo o futebol. Hoje é a coisa mais importante da minha vida. Se treino de manhã, não vou ao restaurante japonês à noite. Já começo a descansar às 22h”, disse Fred, no início de maio. Ex-menino prodígio Jô também passou por um processo parecido. Em 2011, o atacante voltou ao Brasil para jogar no Inter, mas tropeçou em exageros na vida noturna, que lhe renderam dois afastamentos por indisciplina. Era um roteiro triste para o atacante que um dia despontou como a galinha dos ovos de ouro do Corinthians, que apostava alto no jogador no meio da década passada. Sua redenção veio ao lado de Ronaldinho Gaúcho e Diego Tar- delli, dois jogadores que também sofreram do mesmo mal, mas juntos ergueram oAtlético-MG. O trio, ao lado de Victor e Bernard, foi fundamental na conquista da Libertadores do ano passado. “Quando eu cheguei no Atlé- tico-MG eu tive um respaldo muito grande. Eu estava em um momento difícil, não vinha bem, não tive sucesso e eles foram uma família para mim. O jogador, quando se sente abraçado, se sente tranquilo e feliz para fazer um bom futebol. E tem também a família, os amigos próximos, que estiveram sempre me incentivan- do, sempre me dando uma dura e puxando minha orelha”, disse ele na última segunda, admitindo que errou. Ex-baladeiro Maicon sempre foi muito mais discreto que seus companheiros “regenerados” de seleção, mas também fez das suas. Titular absoluto da lateral direita de 2006 a 2010, ele mudou o perfil de trabalhador cumpridor que o acompanhou na era Dunga após a derrota dolorida na África do Sul. Assim como Júlio César e Lú- cio, Maicon sofreu com a derro- cada da Inter de Milão que havia conquistado a Liga dos Campe- ões em 2010. Dois anos depois da glória, o lateral deixou o clube pela porta dos fundos para tentar a sorte no Manchester City. Por trás da troca de países estavam os problemas extra-campo. Foi o próprio Maicon quem revelou a situação quando voltou a ser convocado por Luiz Felipe Scolari para a seleção brasileira. “Tenho um objetivo que é mais importante do que uma saída na noite. Então, com certeza, vou ficar mais em casa e focar no meu objetivo”, disse o lateral no ano passado, em entrevista para a Rede Globo. Quando entrou na mira de Felipão, Maicon já tinha se “rege- nerado”. Na Roma, reencontrou o bom futebol, voltou a ter uma sequência e ganhou a vaga no grupo que disputará a Copa do Mundo. Ex-marrento Júlio César nunca teve pro- blemas com baladas, mas não teve um ciclo dos mais tranquilos desde 2010, quando foi protago- nista da derrota por 2 a 1 para a Holanda. Um dos pilares da era Dunga, o goleiro entrou em um espiral de decadência em clubes. De melhor goleiro do mundo ele passou a titular de um clube pequeno na Inglaterra. Posterior- mente, a equipe viria a cair para segunda divisão e, não bastasse isso, Júlio César foi para o banco. Hoje, ele joga no Toronto FC, da liga norte-americana. Por tudo isso, mudou bastante a postura em relação a 2010. “Autoconfiança atrapalha. Experiência própria. Eu cheguei muito confiante em 2010 pela Inter, pela mídia e, às vezes, isso atrapalha. Hoje chego bem melhor e focado. Hoje estou me sentindo 100% para jogar a Copa”, disse Júlio, primeiro jo- gador a falar com a imprensa na preparação para a Copa. Há quatro anos, na África do Sul, também foi ele quem inau- gurou o contato com a imprensa. Na época, porém, o destaque da sua entrevista foi a crítica que fez à Jabulani, bola da Copa, tratada por ele como “bola de supermercado”. Ex-garoto problema Dos cinco “regenerados”, Marcelo é o único que não fez um pronunciamento público sobre o assunto. O lateral esquerdo, no entanto, acumula problemas com dois treinadores diferentes na seleção com apenas 26 anos de idade. Com Dunga, a rusga foi em 2008, após os Jogos Olímpicos.A derrota traumática para aArgenti- na abalou a confiança do treina- dor em Marcelo. Cuidadoso com a postura de seus comandados em campo, o técnico se irritou com o excesso de brincadeiras do lateral que, a partir dali, ficou fora do time. A renovação com Mano pa- recia ser a grande chance do jogador, que àquela altura se firmava no Real Madrid. Só que o treinador, em março de 2011, entendeu que o lateral estava fingindo ter uma lesão para não se apresentar na seleção. O problema tornou-se público e Marcelo negou, mas mesmo assim perdeu a Copa América daquele ano. Quando voltou, fez questão de ressaltar seu amor pela se- leção. “Sempre tive vontade de estar na seleção. Nas vezes que estive aqui sempre dei o melhor de mim. Tenho muita vontade de ajudar a seleção e de acabar com essa coisa de que eu não quero estar aqui”, disse Marcelo, que dali em diante não saiu mais da equipe e é uma das armas de Felipão. Seu coração está preparado para a Copa do Mundo? Veja cuidados para não infartar paciente já está sendo medi- cado e acompanhado por um cardiologista, não é preciso tomar medicamento extra só para os jogos. Para aqueles cardiopatas que não visitam o cardiologis- ta há mais de seis meses, cui- dado: é melhor evitar grandes emoções durante os jogos e até mesmo não assisti-los. Uma pessoa que chega no consultório e me diz que tem dor no peito quando faz exer- cícios físicos muito provavel- mente terá problemas diante de um estresse de jogo, pois o mecanismo acionado é o mesmo. Nesse caso, não adianta sair da sala só na hora do pênalti ou medir a pressão arterial no intervalo. Qualquer pessoa, seja hipertensa ou não, vai ter a pressão alterada durante uma situação de es- tresse. Se o paciente medir a pressão durante o jogo, isso vai gerar uma neura”. Nervoso que tanto pode fazer com que a pessoa vá ao pronto-socorro sem necessidade, ou, bem pior, pode deixá-la tão de- sesperada e, de fato, fazê-la passar mal. Por isso, a dica aqui é que cada um examine sua própria condição e, caso saiba que as coisas não este- jam bem, mantenha distância da televisão. Museu do Futebol estreia mostra sobre trajetória da seleção nas Copas do Mundo SERVIÇO “Brasil 20 Copas” - Museu do Futebol (Praça Charles Miller, s/n, Pacaembu-SP/SP) - De 27 de maio a 7 de setembro - De terça a domingo, das 9h às 18h, com bilheteria até às 17h. De 13 de maio até 13 de julho, até as 21h (bilheteria), com permanência até as 22h. R$ 6 (meia entrada para estudantes, professores e idosos) e grátis às quintas-feiras (até 13 de julho) e aos sábados (o ano todo). Crianças até sete anos e pessoas com deficiência não pagam. - (11) 3664-3848 www.museudofutebol.org.br e objetos que contam a traje- tória da seleção canarinho em todas as disputas. Além do depoimento de jornalistas, escritores e jo- gadores sobre os mundiais, a mostra interativa convida o próprio visitante a contar uma experiência inesquecível vivida durante um dos campe- onatos e a responder por que o Brasil é o maior campeão de todas as Copas.
  6. 6. 1ª quinz. JUNHO de 2014 Entrevista Convidado Em pleno fim de tarde do último domingo e no mesmo horário de um grande jogo da Copa do Mundo, cerca de 120 lideranças se reuniram na sede do Grupo Acontece de Jornais e Revistas para participar de um proveitoso debate com o Deputado Federal Roberto Santiago (PSD) e o vereador Police Neto, ex-presidente da Câ- mara Municipal de São Pau- lo. Os dois parlamentares foram apresentados aos presentes por Divaldo Rosa, Diretor do Grupo Acontece, e Geraldo Malta, Coordena- dor da Mobilização dos dois parlamentares na Zona Leste e coube ao jornalista, como anfitrião, fazer a primeira pergunta do Programa Roda Viva do Grupo Acontece. Divaldo Rosa: Deputado Roberto Santiago, o senhor foi o relator do projeto que instituiu o Marco Civil da In- ternet. No que esta lei poderá favorecer as relações dos internautas e os direitos da sociedade civil? Deputado Federal Ro- berto Santiago: Acredito que é necessário ter regras nesta coisa fantástica que é a Internet. Precisamos ter regras para que de fato a verdade seja verdade, por isso é necessário as pessoas terem responsabilidade pelo que escrevem e postam, senão será uma atitude anti- democrática. Nesse sentido, o marco civil é fundamental. O Brasil é um dos pioneiros nesta regulação. Quero dei- xar claro que a ideia não é proibir nada, mas cuidar para que os direitos e deveres de quem usa a rede sejam garantidos. Mônica da Vila Jacuí: Gostaria de saber o que terá de melhorias na Educação da Zona Leste? Deputado Federal Roberto Santiago: Aprovamos há 20 dias (está no Senado e acredito que antes do prazo eleitoral o pre- sidente irá sancionar a lei), via Câmara dos Deputados, 10 % da União para a Educa- ção. Não adianta você falar de Educação de qualidade se você não tem um professor recebendo um salário digno, se você não tem um espaço digno para que a criança estude. Então é fundamental que você tenha recursos e tenha também uma partici- pação efetiva da sociedade dentro dos conceitos das escolas. Nós também temos um problema cultural no Brasil que é o seguinte: você coloca a criança na escola e acha que é a professora que irá ser a mãe, que é dever dela educar o filho, mas na verdade quem educa o filho é a família, em sua casa, e isto precisa ser resgatado. Maria Aparecida (enfer- meira): Quais foram as suas ações no âmbito da Câmara sociedade utiliza o SUS. Sobre a questão de se ter um geriatra em cada posto de saúde, vou encaminhar a sua reivindicação e tratar de conversar sobre o tema. Dona Maria: Quando uma mulher é diagnosticada com câncer de mama, a lei Deputado Federal Roberto Santiago participa do Programa “Roda Viva” do Grupo Acontece estratégia foi deixar todas as áreas culturais com as portas abertas durante aquele final de semana proporcionando lazer, cultura e entreteni- mento na comunidade. Esse poderá ser o embrião de futu- ros grandes eventos culturais nas periferias da cidade de São Paulo. Ozeias Soares (Pinaco- teca do Estado): O que o senhor tem feito peloAgrone- gócio no sentido de melhorar a sua logística? Deputado Federal Ro- berto Santiago: Nosso gran- de problema é que o presi- dente Juscelino Kubitschek fez muitas coisas boas, mas também fez muitas coisas ruins e uma delas foi acabar com o investimento nas fer- rovias e fortalecer a opção por rodovias e a indústria automobilística no Brasil. Hoje precisamos retomar o transporte de carga ferrovi- ário na região Centro-Oeste com a construção da Ferro- via Norte-Sul. Em minha opinião, investimento em infraestrutura no Brasil tem que ser privatizado. O Brasil precisa hoje é de uma grande mudança e grandes investi- mentos no setor ferroviário. dos Deputados para melho- rar a saúde pública? Deputado Federal Ro- berto Santiago: Estamos trabalhando junto ao governo federal o projeto chamado “Saúde Mais 10”, ou seja, 10% da União também para a Saúde. Nós temos um pro- blema de gestão na Saúde do Brasil.Aprimeira dificulda- de é que você investe dinhei- ro público nas universidades públicas e as pessoas que estão estudando e se for- mando, em especial no curso de medicina, não têm com- promisso com a sociedade, a sociedade banca o estudo destas pessoas durante 5,6, 7, 8 anos, daí eles saem dali e querem montar o consultó- rio naAvenida Paulista, onde eles poderão cobrar 500, 600 reais em uma consulta. E com isto nós temos um pro- blema gravíssimo na periferia de São Paulo, aliás, não só na periferia, como também nas cidades do interior. Antonio Campanha: É possível, como deputado fe- deral, solicitar que dentro dos postos de saúde tenha sem- pre um médico geriatra para atender a terceira idade? Deputado Federal Ro- berto Santiago: Como eu já havia falado, o problema de Saúde é um problema de gestão. Uma das coisas que está ajudando a melhorar a Saúde é o cartão SUS, nós temos problema na Saúde em todos os aspectos, até mesmo na forma como a diz que devemos ter 60 dias desta primeira consulta até a realização da cirurgia. Faço um apelo ao senhor para que se cumpra esta lei. Deputado Federal Ro- berto Santiago: O Brasil tem muitas leis, se tem coisa que não falta aqui é legisla- ção. Porém, nós temos um gravíssimo problema que se chama judiciário. Nossa justiça deveria ser sumária, é evidente que as pessoas pre- cisam ter o direito de defesa, claro, mas nem tanta defesa, nós temos 6 instâncias para recorrer no Brasil. Precisa- mos aprovar o judiciário de primeira instância para a justiça decidir mais rápido. Alfredo Rasta: Sabemos que a cultura é ampla. Dentro do seu mandato, quais são seus projetos para a área cultural? Deputado Federal Ro- berto Santiago: O Netinho (Vereador Police Neto) vai poder ajudar muito a partir do próximo ano, quando já for um deputado estadual. Veja o caso específico da Virada Cultural, apesar de ser um evento bastante produtivo no fomento da cultura, ele ainda precisa de ajustes para aprimorar a sua aplicação e direcionar mais para a perife- ria, que tem grande potencial cultural. Vereador Police Neto complementa: Recentemen- te, nós realizamos uma ati- vidade na Zona Norte, cha- mada Agito Cultural. Nossa Primo Verde: Sobre as ONGs ambientais, por que há tanta dificuldade de rece- ber investimento? Deputado Federal Ro- berto Santiago: O problema da ONG não é só a ONG am- biental ou a ONG da cultura, o problema de ONG no Brasil é o seguinte: o governo inje- tou recursos dentro das or- ganizações sociais para que elas pudessem desenvolver os seus projetos em todas as áreas. O que aconteceu foi que a esculhambação foi tão grande, meteram a mão em tanto dinheiro que o tribunal de contas mandou cortar a verba. Então o que nós precisamos fazer (e que já está sendo feito) é a cria- ção de um novo mecanismo de repasse de recurso, que possa ser testado em alguns pontos do Brasil, para ver se isso vai realmente funcionar. Ana (ONG Força da Mu- lher): Com tanta violência doméstica, gostaria de saber se tem como a lei Maria da Penha ser mais rígida? Deputado Federal Ro- berto Santiago: Bom, a lei Maria da Penha é uma das leis mais modernas do mundo no aspecto da agres- são da mulher, mas existe o problema cultural: como é que uma pessoa se submete a apanhar de cinta dentro de casa e não toma uma provi- dência na vida? A sociedade está terceirizando um proble- ma que é dela própria. Entre construir uma cadeia ou uma escola ou um hospital, o que é mais importante? Claro que é a educação, a saúde. Finalizando o encontro, o jornalista Divaldo Rosa, passou a palavra a Geral- do Malta, que falando em nome de todas as lideranças presentes, agradeceu ao Grupo Acontece de Jornais e Revista por abrir as suas portas em plena noite de domingo, para realizar um debate de tal magnitude e alcance social. Em seguida, o Deputado Federal Roberto Santiago agradeceu a opor- tunidade de poder falar para uma plateia tão seleta: “O que está acontecendo aqui hoje é puro civismo, quando mais de 100 lideranças dei- xam suas famílias e o seu descanso dominical para vir ouvir dois parlamentares, significa que essas pessoas acreditam que podem con- tribuir para melhorar a quali- dade da política. E também agradeço a bela acolhida do Divaldo Rosa, que mostrou a importância que tem um jornal de bairro sério e com- prometido com a sua região”. Vereador Police Neto, Divaldo Rosa e Dep Fed. Roberto Santiago
  7. 7. 1ª quinz. JUNHO de 2014 Giro dos Famosos Primeiro o “bom moço” foi apontado como affair da miss Jakelyne Oliveira, conforme publicado aqui, o que ocasionou uma grave crise em seu casa- mento com Carol Celico. Agora o nome dele está en- volvido com Isis Valverde (Grazi Massafera já sentiu na pele o que é isso...). Xiii... Chegou aos ouvidos afiados Fique por dentro do mundo das celebridades Zilu ganhou um elogio inesperado no dia do seu aniversário.Em seu Twitter, a jornalista Graciele Lacerda, namorada de seu ex-marido, Zezé Di Camargo, fez co- mentários positivos sobre ela, após uma seguidora ter comparado as duas. “Linda, se eu chegar na idade da Zilu, do jeito q ela está, eu vou ficar feliz, viu? Pq ela está mto bem!!!! Então vou elogiou a Zilu Camargo Graciele Lacerda, ex mulher de Zezé di Camargo nas redes sociais levar isso como um elogio”, escreveu Graciele em res- posta a uma seguidora que comparou as duas. Mas Zezé parece não concordar que há semelhanças entre a sua ex e a atual. Depois que uma fã dele comentou que Graciele e Zilu tinham o mesmo formato de rosto, há pouco mais de uma semana, ele respondeu: “Deus me livre”. Estou descobrindo um outro lado artístico - co- memora. Aos 31 anos, a atriz falou sobre a fase solteira.- Sou de namorar, “Sou de namorar, mas estou muito bem sozinha” diz Fernanda Paes Leme sempre fui. Mas estou mui- to bem sozinha. Não saio à procura, focada naquele pensamento de que tenho de arrumar um namorado. Mas posso dizer que não estou morta, não. Eu curto a vida! Fernanda brincou sobre a vontade de ser mãe: - Sou a tia preferida das filhas das minhas amigas. Talvez por isso eu esteja em uma zona de conforto. Quando estou com vontade de ser mãe, pego as crian- ças para brincar. Quando cansa, é só devolver. A atriz publicou um clique em que aparece já se exerci- tando logo pela manhã Deborah Secco não tem problema nenhum em madru- gar para ir à academia, tanto que provou para seus fãs sua dedicação com uma imagem postada em seu perfil em uma rede social. madruga para ir à academia Deborah Secc Aatriz da Globo postou no Instagram o clique que você vê acima, em que aparece pegando pesado no treino, tudo para ficar com o corpo sempre em forma. Bom dia!!! Já treinando... Aquecendo pra começar o treino de força!, escreveu como legenda da imagem. Esta é a minha melhor forma em, pelo menos, dez anos. Da primeira vez, antes da novela “Começar de novo”, fiz uma me- galipo no braço, quadril, cintura e embaixo do queixo. Passei também por uma abdomino- plastia e refiz o busto, mas sem colocar prótese. Dessa vez, as correções foram por causa da cirurgia bariátrica feita em 2013 e já estavam planejadas desde a redução - disse Solange que, dessa vez, colocou silicone nos seios, tirou um excesso de pele nas costas e fez nova abdomino- plastia. - Não foi capricho, eram coisas que estavam me incomo- dando. As pessoas criticam, mas o corpo é meu. No programa Altas Horas, a apresentadora Xuxa Meneghel comenta a polêmica envolvendo as declarações do deputado Pas- tor Eurico durante a sessão que discutia o projeto da Lei Menino Bernardo. “Ele já teve o seu mo- Xuxa quebra silêncio sobre filme polêmico: Eu fazia menina de 15 anos’ mento de fama.Acho que quanto mais falamos disso, mais vamos colocar ele em evidencia”, rebate. Xuxa também aproveita a chance para falar sobre o polê- mico filme “Amor EstranhoAmor”. “Tem gente que fala do filme que fiz, mas uma coisa não tem nada a ver com a outra. Eu tinha 18 anos e fazia uma menina de 15. Se quiserem comparar o filme, que tem eu beijando o menino, comparem com a cena de um pai de 40 anos batendo em um filha de 2 anos e vejam o que é mais vergonhoso, então vamos ser justos.” Gente, o bicho está pegando ...para o lado de Kaká. de Carol que ainda é mulher do jogador, que seu marido e Isis teriam jantado sozinhos duas vezes em dois restaurantes di- ferentes: Fasano e Aprazível. A informação chegou com nome e tudo... Será??? Isis, por meio de sua asses- soria, já negou tudo a um site de celebridades. Disse que a atriz nem conhece Kaká. Solange Couto contabiliza seu terceiro umbigo após cirurgia: ‘Os antigos desapareceram sob a pele’
  8. 8. 1ª quinz. JUNHO de 2014 Mulher Dia 12 de junho. Face- book, Instagram, Twitter e todas as possíveis redes sociais ficam recheadas de fotos de casais felizes e declarando-se uns aos outros. Esse é o dia em que até a mais segura das solteiras pode fraquejar, sentir saudade do ex ou até ter uma crise de auto- estima – mas o psicólogo e coach João Alexandre Borba tem algumas dicas para enfrentar essa data de cabeça erguida. “Não se entregue, assu- ma uma postura positiva e curta a data sozinha – ou com pessoas que estão na mesma situação que você. Encare a realidade e não faça um drama desneces- sário por causa disso, esse é o segredo para ser mais feliz em qualquer data – e esse é só mais um dia dos outros 364 que o ano ofere- ce para você”, exalta. O Dia dos Namorados oferece uma espécie de cobrança nas pessoas, é o que comenta o espe- cialista. “É como se fosse uma obrigação estar com alguém nesse dia e, se você está só, sempre have- rá quem o cobre por isso”. De toda maneira, se você quer namorar, se deses- perar por causa disso não é nunca um bom caminho. Isso porque quando esse é o seu objetivo, você acaba O lápis bege é um coringa, porque combina com todos os tipos de maquiagem. To- dos os tons de lápis bege cumprem a função de “abrir” o olhar. Sabe aquele algo mais, diferente e bonito no olhar, mas, à primeira vista, é difícil de perceber o que é? Pois saiba que esse efeito sutil – e que faz toda a diferença – é o contorno da linha d’água com o lápis bege. Ninguém pode deixar de ter o clássico lápis bege no nécessaire. Sobretudo, quem tem olhos muito pequenos, porque ele é capaz de ‘abrir’ o olhar. De dia e à noite O lápis bege é um coringa. Combina com qualquer tipo de maquiagem, tanto para o dia quanto para a noite. Há diversas variações de tons de bege disponíveis no merca- do, mas, basicamente, todos cumprem a mesma função, Lápis bege na linha d’água ‘abre’ o olhar; aprenda a usar ou seja, a sensação de olhos maiores. “Para isso, ele deve ser aplicado sempre na linha d’água”, revela a expert. “Quando a ideia é fazer um olho todo preto e aumentar o olhar com o lápis claro, use- -o somente na linha d’água e esfume uma sombra preta nos cílios inferiores.” Se a intenção é lançar mão dessa maquiagem para um visual diferente, Mariana sugere aplicar o lápis bege em toda parte inferior dos olhos, ou seja, na linha d’água e na raiz dos cílios inferiores. “Mas tenha em mente que o lápis no tom branco também amplia o olhar, porém, é me- nos discreto. Não produz o efeito sutil do bege”, salienta a maquiadora. Por isso, é sem- pre bom fazer testes com os diversos tons disponíveis do cosmético, para saber exata- mente o efeito que produz e fazer a sua escolha. Como enfrentar o dia dos namorados sozinha - e de bem com a vida Muitas pessoas que passam essa data desacompanhados nem sempre a encaram da melhor maneira. Veja como mudar isso por transformar o outro em um objeto de desejo – e ninguém quer ser objeto de ninguém. Pode parecer clichê, mas o amor está aí o tempo todo. Você pode estar só pelos mais diversos moti- vos: por vontade própria, por achar que ainda não é hora de se envolver, ou, in- conscientemente, por não permitir que outras pesso- as se aproximem de você ou preocupando-se demais com o que os outros vão pensar de você, distante de sua autenticidade. Assim, fica difícil amar de verdade. “Por isso, a questão principal não é arranjar um companheiro, e sim ser você mesmo e desen- volver uma autoconfiança para isso. É o que sempre dizem: antes de amar al- guém, você precisa a amar a você mesmo – e isso é recíproco. Você não pode esperar que os outros se apaixonem por você se você não os deixa chega- rem perto”, explica Borba. Essas são dicas para a vida inteira, não somente para o Dia dos Namorados. Porém, para enfrentar essa data da melhor forma, exis- tem inúmeras atividades que você pode fazer para você mesmo. “Faça algo de bom para você. Tome um longo banho, relaxe, e aproveite com seus outros amigos solteiros. Esse ano é ainda mais fácil: com a abertura da Copa do Mun- do, os bares estarão cheios – e não só com casais”, opina Borba. Enfim: divirta-se. Exis- tem milhões de coisas que você pode fazer para distrair-se – e sair um pou- co da internet. E entenda que o Dia dos Namorados acontece todos os anos e não passa de só mais um dia comum.

×