Folha 205

326 visualizações

Publicada em

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
326
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
50
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Folha 205

  1. 1. 2ª QUINZENA DE MARÇO DE 2014ANO IX - N.o 205 Cerca de 250 morado- res da Vila Any e da Vila Aimoré, reuniram-se no último dia 22, na EMEF Armando Righeti, para participar da plenária pela construção da nova ponte, juntamente com as princi- pais lideranças comunitá- rias da região e lideranças Cresce o Movimento pela nova ponte Vila Any - Vila Aymoré Vereador Police Neto participa do Programa Roda Viva do Grupo Acontece políticas de São Paulo e Guarulhos, que sentindo o crescimento da mobi- lização popular vieram também engajar na luta e trazer o seu apoio. Nesta grande reunião estiveram presentes o de- putado estadual Alencar Santana, Vereador Vavá Estudantes brasileiros estão entre os últimos colocados em avaliação internacional AOrganização para Co- operação e Desenvolvi- mento Econômico (OCDE) divulgou ontem (1°) o resul- tado do Programa Interna- cional de Avaliação de Es- tudantes (Pisa) que testou a habilidade de estudantes de 15 anos em resolver problemas de raciocínio lógico relacionados a situa- ções práticas do cotidiano. O Brasil ocupa o 38° lugar O Grupo Acontece de Jornais e Revista formado por: Jornal Acontece Ago- ra, Jornal Folha do Itaim & Curuçá, Jornal de Erme- lino & Ponte Rasa, Jornal Guaianás & Cidade Tira- dentes e Revista Acontece Leste recebeu a visita do vereador Jose Police Neto (PSD), ex-presidente da Câmara Municipal de São Paulo, que veio aumentar o diálogo com os moradores da zona leste. Leia na Pág 05 entre os 44 países que ti- veram a habilidade de seus estudantes avaliada. Aplicado a cada três anos e voltado para leitura, ciências e matemática, o Pisa avaliou 85 mil estu- dantes e, pela primeira vez, mediu a capacidade de resolução de problemas mais elaborados de lógica e raciocínio. Leia na Pág 02 Na noite desta última segunda-feira (31), a pizza- ria Caramboleta, localizada no Itaim Paulista, foi palco de um grande evento polí- tico, onde militantes líderes comunitários e dirigentes do diretório zonal do PTB se encontraram para discu- tir assuntos relevantes do Campos Machado lidera encontro do PTB Zona Leste e lança candidatura de Marlene Campos Partido, tais como: a candi- datura de Marlene Campos à senadora de São Paulo, o apoio à reeleição do gover- nador Geraldo Alckmin e, naturalmente, a reeleição de Campos Machado a deputado estadual, etc. AZona Leste e o PTB da Capital viveram uma noite memorável. A tradicional pizzaria da elite Itainhense abrigou o encontro regional do Partido, com mais de 100 lideranças petebistas. O encontro serviu para mostrar a força e a determi- nação da militância do PTB do Itaim Paulista, que se... Leia na Pág. 03 (São Paulo), vereadores Marisa de Sá e prof. Ariel (Guarulhos), Subprefeito de São Miguel Eng. Aldo Antunes, Eng. Lúcio, re- presentando a Secretaria Municipal de Transportes, e diversos assessores dos deputados Paulo Teixeira... Leia na Pág 03
  2. 2. 2ª quinz. de MARÇO de 2014Pág. 2 Diretor Executivo: Jornalistas (fl): Diretor de Arte: Designer Gráfico Reporter Fotográfico: Fotografo Teen: Revisora: Gerente Financeiro: Depto. Jurídico: Distrib./Logistica: 35 mil exemplares Divaldo Rosa Silmara Galvão Nunes-MTb 51.096 Sérgio Avante Ademir Rodrigues Adriana Correa Bruno Barreto Rosa Prof. Suseli Corumba Rosa Ademir Rodrigues Agilson M. Oliveira MULTI - Distrib. de Jornais e Folhetos As matérias publicadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam necessariamente a opinião do Jornal. Os nomes dos colaboradores e representantes comerciais não mantém vínculo empregatício com a empresa. REDAÇÃO E PUBLICIDADE Fone/Fax: 2031-2364 / 2513-0928 Av. dos Guachos, 166 - 08030-360 - Vila Curuçá – SP www.aconteceagora.com.br | E-mail: raleste@gmail.com A marca Folha do Itaim existe a 42 anos, sendo 9 anos sob a direção do Grupo Acontece de Jornais e Revistas. CIRCULAÇÃO: Itaim Paulista, Vl Curuçá, Jd Robrú, Alto Tiete (Itaquá, Poá, Ferraz de Vasconcelos e Suzano) Um veículo do GRUPO ACONTECE de Jornais e Revistas Aplicativo “anti-social” avisa a localização de pessoas ao re- dor do usuário por meio de da- dos do Instagram e Foursquare Tem dia que você não quer encontrar nem a si mesmo, muda as músicas do celular, escolhe um livro, põe o fone, enfia a cara nas páginas e se fecha para 99% do mundo. É justamente nesse notável dia que alguém indesejado apare- ce com um “Oi, e aí? Quanto tempo! Está trabalhando?”. Respirar fundo não ajuda. E como se prevenir de tal situação? O aplicativo gratuito Cloak dá a letra. A Organização para Cooperação e Desenvolvi- mento Econômico (OCDE) divulgou ontem (1°) o resul- tado do Programa Interna- cional de Avaliação de Es- tudantes (Pisa) que testou a habilidade de estudantes de 15 anos em resolver problemas de raciocínio lógico relacionados a situa- ções práticas do cotidiano. O Brasil ocupa o 38° lugar entre os 44 países que ti- Estudantes brasileiros estão entre os últimos colocados em avaliação internacional “Cloak” é sua chance de evitar encontros indesejados na rua Disponível para iOS, a fer- ramenta utiliza informações do Instagram ou Foursaquare para alertar quando um dos usuá- rios – que necessariamente precisa constar em sua lista de contatos – está por perto. Ex- No ato de posse do ex-de- putadoAlcidesAmazonas como Subprefeito da Sé, o prefeito Fernando Haddad reafirmou que o novo quadro da gestão é reconhecido pela garra e pela disposição de trabalho. “Acho que vai combinar muito com o espírito daqueles que usam o centro, que trabalham, que moram. Todo mundo que vem para o centro é muito guerreiro, é muito lutador”, enalteceu o prefeito de São Paulo. A cerimônia de posse acon- teceu na Biblioteca Mario de Andrade, segunda maior do país e que fica na região central da cidade. Com a presença de lideranças do movimento social, empresários e personalidades políticas, Amazonas explicitou seus principais compromissos e disse que “mudar o centro, o seu coração, é uma missão coletiva, contínua e diária. Por isso, para mim é essencial estar aberto ao diálogo”. Milhares de pessoas circu- lam pela região central, fluxo intenso durante o dia, mas va- zio durante o período noturno. Avida comercial é sua principal característica e isso faz com Amazonas é conhecido pela garra e disposição de trabalho que a outra face dessa realida- de seja certa degradação, pois milhares usam, mas poucos têm o sentimento de cuidado e pertencimento à região. No início de sua gestão, o prefeito adotou a linha de indicar para os cargos de sub- prefeitos funcionários concur- sados e, embora a atitude seja polêmicae criticada, Haddad irá continuar seguindo essa linha ampliando apenas para pes- soas que atuam em empresas públicas, governo estadual e no governo federal. “Eu queria e quero manter o padrão de escolher pessoas concursadas nas Subprefeitu- ras, mas na Sé, desde o início eu dizia que, pela proximidade com o gabinete, o fato de que 17% dos empregos da cida- de estar concentrados aqui, nós teríamos um critério mais rígido. Foi o caso do Marcos Barreto, é o caso do Alcides, ou seja, tenho muita confiança de que vamos trabalhar junto, pela identidade ideológica, pela proximidade geográfica da Subprefeitura e do gabinete do prefeito”, reafirmou Fernando Haddad. Compromissos com uma gestão democrática Para o novo Subprefeito dar uma nova vida à região central é fundamental para todas as outras metas e o seu principal compromisso será o de “con- tribuir para a revitalização do centro, no âmbito da luta pela construção de uma cidade cada vez melhor e socialmente mais justa, plano encampado pela gestão popular e democrática liderada pelo prefeito Haddad”, anunciou Alcides Amazonas. A região foi palco do nas- cimento da cidade, dessa ma- neira, teve em seu entorno o crescimento de corporações e símbolos que são constituintes da história paulistana. “Está aqui o nosso centro histórico, cujo principal em- blema é o Pátio do Colégio, berço de nossa cidade, e outros grandes símbolos paulistanos, como a Catedral da Sé, o MASP, o Teatro Municipal, o Mercado Municipal, a Estação da Luz, entre muitas outras construções antigas e moder- nas que contam, em suas linhas arquitetônicas, um pouco do que somos”, resgatou Alcides. A grande diferença econô- mica também será uma preo- cupação do subprefeito. “Há muitos problemas crônicos e desigualdades a serem supe- rados. Para termos uma idéia, 30% dos domicílios têm renda superior a 10 salários míni- mos. Enquanto isso, cerca de 50% de todo o contingente de população em situação de rua da cidade está na região da Sé, o que corresponde a aproximadamente sete mil pessoas”. Os desafios são muitos em uma região que comporta diferentes realidades sociais e, de acordo com Amazonas essa situação será superada não apenas através da res- tauração, mas também com o empoderamento da região pelo povo. “É preciso criar condições para que as pessoas possam circular e aproveitar melhor o centro – inclusive a sua rica e diversificada vida noturna – criando um círculo virtuoso: o enfrentamento à violência e à degradação criará um am- biente atraente à população”, falou Amazonas. veram a habilidade de seus estudantes avaliada. Aplicado a cada três anos e voltado para leitura, ciências e matemática, o Pisa avaliou 85 mil estu- dantes e, pela primeira vez, mediu a capacidade de resolução de problemas mais elaborados de lógica e raciocínio. No Brasil, menos de 2% dos estu- dantes avaliados atingiram a performance máxima na solução dos problemas. O relatório da OCDE registra que, no país, as meninas ti- veram desempenho melhor que o dos meninos e que a situação socioeconomica do estudante também tem impacto no resultado. Os países que lideram o ranking da OCDE são Cingapura, Coreia do Sul e Japão. As três últimas posições são ocupadas por Uruguai, Bulgária e Colômbia. Nos testes, os estudan- tes executaram tarefas em um aparelho do jogo MP3, tiveram que usar o controle remoto de um aparelho de ar-condicionado para con- trolar condições de tempe- ratura e umidade e simular a compra de um bilhete de trem em um teclado sensí- vel ao toque. Em dezembro do ano passado a OCDE havia di- vulgado resultados do Pisa 2012 que mostram que, entre os 65 países com- parados, o Brasil ficou em 58º lugar no desempenho dos estudantes nas três áreas de conhecimento avaliadas. Fonte: Agência Brasil -namorados, ex-namoradas entre outros podem ser de- tectados antes mesmo do “cutucão” que irá interromper seu momento introspectivo. Nada mais “anti-rede social”. Façam bom uso.
  3. 3. 2ª quinz. de MARÇO de 2014Pág. 3 Na noite desta última segunda-feira (31), a pizza- ria Caramboleta, localizada no Itaim Paulista, foi palco de um grande evento polí- tico, onde militantes líderes comunitários e dirigentes do diretório zonal do PTB se encontraram para discu- tir assuntos relevantes do Partido, tais como: a candi- datura de Marlene Campos à senadora de São Paulo, o apoio à reeleição do gover- nador Geraldo Alckmin e, naturalmente, a reeleição de Campos Machado a deputado estadual, etc. AZona Leste e o PTB da Capital viveram uma noite memorável. A tradicional pizzaria da elite Itainhense abrigou o encontro regional Cerca de 250 moradores da Vila Any e da Vila Aimoré, reuniram-se no último dia 22, na EMEF Armando Righeti, para participar da plenária pela construção da nova ponte, juntamente com as principais lideranças comuni- tárias da região e lideranças políticas de São Paulo e Guarulhos, que sentindo o crescimento da mobilização popular vieram também enga- jar na luta e trazer o seu apoio. Nesta grande reunião esti- veram presentes o deputado estadual Alencar Santana, Vereador Vavá (São Paulo), vereadores Marisa de Sá e prof. Ariel (Guarulhos), Sub- prefeito de São Miguel Eng. Aldo Antunes, Eng. Lúcio, representando a Secretaria Municipal de Transportes, e diversos assessores dos deputados Paulo Teixeira e de vereadores da capital e de Guarulhos, além das lideran- ças da região que iniciaram o movimento pela nova ponte (Robertão, Luizão do Jd. São Martinho, Elcio e Prof. Nilton). Como tudo começou Apenas para registro, des- tacamos que o movimento só tomou forma depois que a Defesa Civil interditou a ponte, provocando a indig- nação dos moradores locais. Foi então que o Luizão e o Robertão, líderes comunitá- rios da Baixada, procuraram por Divaldo Rosa, diretor do Grupo Acontece de Jornais e Revista, pedindo o seu apoio. No dia 22/11/13, a reportagem do Grupo Acontece esteve na ponte acompanhado do Robertão, Luizão, Oswaldo, Cresce o Movimento pela nova ponte Vila Any - Vila Aymoré “Governo de São Paulo e Guarulhos já se manifestaram a favor da construção da nova ponte. Falta apenas o prefeito Haddad sair do silêncio.” falou para a plenária na EMEF Armando Righeti, o governo de São Paulo teria concorda- do com a proposta, o mesmo acontecendo com o prefeito Almeida de Guarulhos. “Ape- nas o prefeito de São Paulo ainda não se manifestou sobre a sua participação com 25% no custo total da obra”, afirmou Righeti. No dia 22/12, o Deputado Alencar escreveu em seu site sobre a reunião ocorrida entre o executivo de Guarulhos e o governo estadual, com a presença do deputado de Guarulhos, onde a pedido do governo, a  prefeitura de Guarulhos levou à reunião uma estima- tiva de custos e de projeto e o secretário Júlio Semeghine se comprometeu em realizar os estudos necessários para atender a demanda o quanto antes. Na semana seguinte, num encontro casual entre o prefei- to de Guarulhos e o Governa- Prof. Nilton e Elcio e fez uma reportagem que foi publica- da na manchete dos jornais Acontece Agora e Folha do Itaim & Curuçá, da 2a. quinze- na de novembro de 2013. Os jornais foram distribuídos na região, Assembléia Legislati- va, prefeituras e Câmaras Mu- nicipais dos dois municípios, além das subprefeituras da região. No dia 19/12, depois da repercussão da nossa reportagem, aconteceu a pri- meira reunião entre o Prefeito Almeida (Guarulhos) e o De- putado Alencar Santana, com Júlio Semeghini, Secretário Estadual de Planejamento e Gestão e com Edson Apare- cido, Secretário da Casa Civil. Nessas reuniões, foi feita a proposta para o governo do estado arcar com 50% do custo da obra e os outros 50% seriam divididos em partes iguais entre as prefeituras de São Paulo e de Guarulhos. Segundo o deputado, que dor GeraldoAlckmin, por oca- sião do lançamento da linha 13 da CPTM, segundo consta no site do deputadoAlencar, o governador se comprometeu em atender a essa reivindica- ção. Por fim, no dia 22/03/14, ocorreu o grande encontro da Vila Itaim. Dá pra perceber que toda essa mobilização foi possível depois que os jornais Acontece Agora e Folha do Itaim resolveram comprar a briga pela nova Ponte da Vila Any. “Esse é o papel do jornal regional e ficamos felizes em contribuir para solucionar um questão tão séria”, disse Divaldo Rosa. A proposta Pelo que foi passado na reunião, a nova ponte terá duas pistas em cada sentido e será erguida ao lado da velha ponte. A prefeitura de Guaru- lhos e o governo do estado já sinalizaram aprovação da pro- posta de divisão dos custos Campos Machado lidera encontro do PTB Zona Leste e lança candidatura de Marlene Campos do Partido, com mais de 100 lideranças petebistas. O encontro serviu para mostrar a força e a de- terminação da militância do PTB do Itaim Paulista, que se consolida a cada dia como uma agremiação político-partidária totalmen- te aberta à participação da sociedade e organizada em todos os seus depar- tamentos. Em entrevista exclusiva ao Grupo Acontece de Jor- nais e Revista, o deputado estadual Campos Machado se diz bastante confiante nas eleições de 2014 e, em apenas 05 meses, ga- rante que já bateu recorde absoluto e chegou a fazer 40 encontros regionais do senadora que venha do coração do povo e que represente efetivamente a mulher paulistana”, afirma Campos Machado. Em relação à eleição do governo de São Paulo, o deputado é bem categórico em sua resposta ao afirmar não ter ligação alguma com o PSDB, mas admite apoio total à reeleição do governador, “não tenho li- gação com o PSDB, minha ligação é com Geraldo Al- ckmin, então vamos fazer o possível no sentido do PTB apoiar para governo do es- tado, GeraldoAlckmin, mas desde que nós tenhamos Dr. Valdecir Cabra Bom – Presidente do PTB do Itaim Paulista “Nós da coordenação estamos vendo o grande desempenho do nosso de- putado, só na região leste ele já veio 08 vezes, para nós é um grande prestigio, pois ele nos fornece todo amparo do PTB e dele pessoal. O PTB tem feito um grande trabalho aqui na zona leste” condição e liberdade para defender nossa candidata ao senado que é de funda- mental importância para o Partido”. Em discurso aos pre- sentes, como sempre muito à vontade junto à Família Petebista, Campos Ma- chado falou da satisfação de ver o PBT cada dia mais forte e unido. “Estou convencido de que Amor, Fé e Esperança movem os corações dos petebistas, em toda a cidade de São Paulo”, finalizou o depu- tado estadual Campos Machado, liderança maior do PTB estadual. Antonio Luiz – Coordena- dor do PTB da zona Leste “O PTB é um partido grande e forte estamos trabalhando com muita força para que o partido tenha um bom papel nas eleições de 2014”. PTB em todo o estado.“Já estamos preparando o Partido para as eleições de 2014, 2016 e 2018, porque este é o último ano que o Partido não terá candidato a governador e nós es- tamos trabalhando nesta linha do Partido”. Feliz em rever amigos, Campos Machado revela que o PTB é muito atuante na zona leste e diz ainda que o Partido está na me- lhor fase. “Estou conven- cido de que nós estamos construindo o mais forte e mais moderno Partido que o estado já conheceu”. Falando no crescimento da agremiação trabalhista, o líder Campos Machado revela que pretende lançar a candidatura de sua espo- sa Marlene Campos à se- nadora de São Paulo. “ Isto é uma afirmação no sentido em que a mulher tem que ser mais valorizada por ser mais discriminada. Acabou a fase da mulher cozinha, da mulher fogão, da mulher tanque. Estamos trazendo a possibilidade do povo pa- rar de se perguntar quem é o candidato? E nunca, Quem é a candidata?. Esta candidatura da Marlene Campos vem de encontro ao fato de nós termos 50 mil mulheres engajadas em nossas lutas, carregando a bandeira do PTB, e esse é o nosso maior argumento. Então pretendemos ter, pela primeira vez, uma para pegar condução na esta- ção ferroviária do Itaim Paulis- ta, levando em conta aqueles que são moradores vizinhos e também usam a ponte como meio de locomoção para pe- gar a Airton Senna. “Aqui passam crianças, jovens de bicicletas e é o úni- co acesso para a Estação da CPTM do Itaim Paulista e para o Hospital Santa Marcelina. Eu acho que as autoridades, os parlamentares, prefeitura de Guarulhos e de São Paulo têm que nos ajudar antes que aconteça um acidente com vítimas fatais.Alguém precisa tomar uma atitude”, esbraveja o líder comunitário Roberto ta. Com o passar dos anos, os bairros VilaAny e VilaAymoré aumentaram a sua população e foi ficando cada dia mais difícil o funcionamento de uma única via na ponte construída em 1930. A comunidade da Vila Aymoré e também da Vila Any tem enfrentado grandes dificuldades do ponto de vista da mobilidade urbana, milha- res de famílias que moram em Guarulhos usam a ponte como meio de locomoção Lima de Melo, conhecido por Robertão. “É triste nossa situação, não se pode mais passar de carro, corremos riscos de cair neste córrego poluído ou de sermos assaltados à noite. Se alguma mulher grávida estiver para ganhar nenê, até chegar ao hospital, ela corre o risco de perder a criança ou gerar o filho no meio da ponte”, disse uma moradora que foi apoiar o Movimento pela Nova ponte da Vila Any. em 3 partes, ficando o estado com 50% e os municípios en- volvidos, 25% para cada um. Apenas estão aguardando o pronunciamento da prefeitura de São Paulo para tratar dos detalhes técnicos para a assi- natura do convênio para que a obra possa ser contratada. A luta Não é de hoje que os moradores desta região de São Miguel reclamam a ne- cessidade de construção de uma nova ponte ligando a Vila Aimoré à Vila Any, em Guaru- lhos, pois a atual só funciona com uma única mão, já que a mesma tem apenas uma pis-
  4. 4. 2ª quinz. de MARÇO de 2014Pág. 4 O bônus por economia de água vale, a partir do dia 1º de Abril, em 31 municípios da Região Metropolitana de São Paulo. O anúncio foi feito pelo governador Geraldo Al- ckmin no dia 31. Além disto, o desconto valerá para toda a capital - antes, somente os imóveis abastecidos pelo Sistema Cantareira eram con- templados. O índice de chuva dos meses de dezembro, janeiro e fevereiro foi bem abaixo da mínima histórica registrada em 84 anos. “Em razão da maior estiagem dos últimos 84 anos, estamos estendendo o bônus a todos os municí- pios operados pela Sabesp na Região Metropolitana de São Paulo. Economizou 20%, ganha um bônus de mais 30%”, afirmou Alckmin. Com a diminuição do preço em razão do uso menor da água mais o bônus de 30%, a eco- nomia do consumidor pode chegar a 48%. Cerca de 17 milhões de pessoas serão beneficiadas com esta ampliação. “Nossa preocupação central é assegu- rar o abastecimento de água para todos os nossos clientes O Departamento Nacional de Trânsito — Denatran publi- cou no dia 26 uma alteração no artigo 6º da resolução 292/2008. O texto rege as modificações do sistema de suspensão dos automóveis e permite, em teoria, o re- baixamento dos carros sem transgredir as leis vigentes.As mudanças, porém, possuem restrições e regulamentações específicas. Até então, era proibido alterar a altura de rodagem do automóvel e o sistema de suspensão original do veículo. Apenas carros equipados de fábrica com suspensão de altura variável estavam auto- rizados a circular. Com a mudança, será permitido rebaixar o carro até uma altura máxima de 10 centímetros do solo, medidos No dia 27, mais 457 via- turas passaram a reforçar e aprimorar o trabalho da Polícia Militar e da Polícia Civil do Estado de São Paulo. Os veículos foram entregues pelo governador Geraldo Al- ckmin. São 355 viaturas para a Polícia Civil, incluindo os departamentos especializa- dos, e 102 para os Batalhões de Choque e Regimento de Polícia Montada (Cavalaria) da Polícia Militar. “São Paulo tem a polícia Professores e servidores da Secretaria da Educação do Estado recebem no dia 31, o bônus por resultado. Serão beneficiados 255 mil profis- sionais da pasta, aumento de 24% em relação ao ano passado. Destes, 206 mil são professores, sendo que 47 mil receberão mais de R$ 5 mil de bônus, e 16 mil, mais de R$ 8 mil. O valor total destinado pelo Governo paulista é de R$ 700 milhões, R$ 100 milhões a mais do que em 2013. Todos os funcionários das escolas que atingiram as metas do Idesp (Índice de De- senvolvimento da Educação Carro rebaixado, mas com restriçõesSaiba o que pode ou não. Lei permite mudanças na suspensão, mas limita altura mínima do solo a partir do ponto mais baixo do assoalho. Se o carro ficar mais próximo do que isso do chão, continuará irregular. As alterações também limitam o rebaixamento para veículos de até 3.500 kg. Automóveis acima disso, como ônibus e caminhões, continuam proibidos de serem rebaixados ou levantados. As regras também exigem que as rodas não encostem em nenhuma parte da car- roceria. Com isso, pneus e rodas não podem “ralar” no para-lama quando estiverem totalmente esterçados. As novas regras também regulamentam as suspensões a ar, famosas por permitirem alterações drásticas na altura de rodagem do carro — o recurso é item básico nos chamados “Lowriders”. O Denatran, porém, não alterou o artigo 8º da mesma resolução. Com isso, alte- rações no diâmetro no con- junto roda/pneu continuam proibidas. Na prática, o diâmetro to- tal do pneu (medido de uma ponta à outra da banda de rodagem) original do carro deve ser o mesmo para veí- culos modificados com rodas maiores. Os carros rebaixados precisarão passar por uma vistoria e terão as alterações registradas em seu documen- to. As leis também proíbem a retirada de molas do sistema de suspensão. O mesmo artivo 8º, ali- ás, dá margem para dupla interpretação da lei. Nele, a modificação das molas fica proibida. Com isso, em tese, o re- baixamento seria quase im- possível, já que as molas têm papel fundamental no ajuste da altura. A regulamentação dos carros rebaixados foi feita para permitir a modificação de automóveis (o chamado tuning) ao mesmo tempo em que proíbe modificações em veículos pesados — em es- pecial os caminhões. Polícias de SP recebem 457 novas viaturas Veículos foram entregues na última quinta-feira pelo governador Geraldo Alckmin mais bem equipada do Bra- sil”, destacou o governador. “Todos os plantões policiais e delegacias de Defesa da Mulher terão viaturas novas, zero quilometro. [As viaturas também serão destionadas] para a Polícia Militar, especial- mente a Tropa de Choque e a Rota e também caminhões para transporte da Cavalaria”, explicou. A capital recebeu 343 via- turas, sendo 241 para a Polí- cia Civil e 102 para a Polícia Militar. As oito delegacias seccionais da cidade e os De- partamentos Especializados foram contempladas com os novos veículos. A frota da Polícia Civil, na Grande São Paulo, será refor- çada por 114 novas viaturas. As nove delegacias contem- pladas são: Carapicuiba, Diadema, Franco da Rocha, Guarulhos, Mogi das Cruzes, Osasco, São Bernardo do Campo, Santo André e Ta- boão da Serra. No total, foram investidos R$ 40,9 milhões. Para o secretario de Se- gurança Pública, Fernando Grella, a renovação da frota contribui para melhorar o trabalho das polícias. “Dar equipamentos e veículos em melhores condições com re- cursos avançados, contribui para que os policiais possam trabalhar bem e servir melhor a nossa sociedade”. No evento, o governador também anunciou o Programa Atividade Delegada Estadual. “Teremos 3 mil policiais a mais, o que significa mil po- liciais a mais por dia para o Estado de São Paulo. É uma medida importante para ter mais polícia na rua. Além dis- so, o policial não faz bico, ele tem uma outra jornada com o próprio Estado.” Professores e servidores da Secretaria da Educação recebem bônus por resultado Ao todo, R$ 700 milhões são pagos a 255 mil funcionários de todo o Estado de São Paulo do Estado de São Paulo) são contemplados, como diretor, professores e funcionários de limpeza. Se a meta for atingi- da, o bônus é de 2,4 vezes o salário. Se for superada, chega a 2,9 vezes. Caso a meta não seja atingira, a evo- lução da escola é avaliada, e o bônus é calculado a partir deste avanço. “Os resultados estão mos- trando avanços importantes nos primeiros anos do Ensino Fundamental, na alfabetiza- ção dos alunos com sete anos e no novo modelo de esco- las de tempo integral, entre outros. Mas há muito o que avançar, e o empenho destes profissionais será fundamen- tal para continuar melhorando a educação em São Paulo”, afirma o governador Geraldo Alckmin. Dos 255 mil funcionários que estão recebendo o bônus, 152.264 receberão até R$ 2.500 (em 2013 foram 114 mil). Outros 54.772 terão de R$ 2.500,01 a R$ 5.000 (em 2013 foram 52.701). Mais 32.237 terão de R$ 5.000,01 a R$ 8.000,00 (em 2013 foram 29.987) e 16.281 acima de R$ 8000,01 (no ano passado, 9.894 receberam). Bônus por economia de água vai valer em 31 municípios da Grande São Paulo Expansão no desconto na conta a quem reduzir 20% de consumo passa a valer a partir do dia 1° de Abril aqui na Região Metropoli- tana”, assegurou a diretora- -presidente da Sabesp, Dilma Pena. A meta é chegar a 6 m³ por segundo de economia, o que equivale a mais de 518 milhões de litros de água por dia. O programa de bônus, que teve início em fevereiro, gerou boa resposta. Houve re- dução no consumo de 4,1 m³ por segundo (ou 354 milhões de litros por dia). A iniciativa proposta pela Sabesp e pelo Governo do Estado incentiva os clientes a reduzirem o con- sumo de água em ao menos 20%. Desta maneira, terão um desconto adicional de 30% no valor da conta. Neste período, 76% dos consumidores reduziram o uso de água, sendo que 37% conseguiram atingir a meta necessária para a bonificação. “Quero agradecer pela boa colaboração da população. Com espírito coletivo, espírito cívico, houve uma excelente resposta”, disse o governador. No entanto, 24% dos con- sumidores registraram au- mento do consumo. Dilma Pena ressaltou que os condo- mínios foram os que menos contribuíram com a campa- nha. “A maioria [dos prédios] tem um único medidor, e as pessoas não têm um contato direto com a fatura da água. É uma explicação, mas não é uma justificativa, porque todos sabem que estamos passando por um evento crítico inédito na história de São Paulo.” Guarulhos, Mogi das Cru- zes, Mauá, Santo André e São Caetano não são operados pela Sabesp, e caberá às pre- feituras e aos serviços autô- nomos a decisão de trabalhar com bonificação ou algum outro estímulo para o uso racional da água. Segundo Alckmin, “o Estado não pode intervir em sistema de água municipal”. Municípios que terão o bônus São Paulo, Arujá, Barue- ri, Biritiba Mirim, Caieiras, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Diadema, Embu, Embu-Gua- çu, Ferraz de Vasconcelos, Francisco Morato, Franco da Rocha, Itapecerica da Serra, Itapevi, Itaquaquecetuba, Mairiporã, Mogi das Cruzes (bairros da divisa), Suzano.
  5. 5. 2ª quinz. de MARÇO de 2014Pág. 5 Marcos Basana Lopes Toninho Euflávio Cazuza Fernando Malta O Grupo Acontece de Jornais e Revista formado por: Jornal Acontece Ago- ra, Jornal Folha do Itaim & Curuçá, Jornal de Erme- lino & Ponte Rasa, Jornal Guaianás & Cidade Tiraden- tes e RevistaAcontece Leste recebeu a visita do vereador Jose Police Neto (PSD), ex-presidente da Câmara Municipal de São Paulo, que veio aumentar o diálogo com os moradores da zona leste. Como tem acontecido nes- ses encontros promovidos pelo Grupo Acontece, reu- nimos um seleto grupo de lideranças comunitárias da região, além de personali- dades com grande destaque em seus campos de atuação para entrevistar o visitante. Police Neto ficou muito à vontade ao participar do Programa Roda Viva do Grupo Acontece, respondeu a todas as perguntas com grande desenvoltura e até acrescentando fatos de sua atuação parlamentar, em cada área de atuação, como foi o caso dos Telecentros e da criação do Conselho Participativo Municipal.  Dando início ao Roda Viva, Divaldo Rosa, diretor do Grupo Acontece, abriu a palavra. Lopez: Sou guarda civil e faço um trabalho com os jovens na área social para não deixar que se percam nas drogas. O Governo Ele- trônico tem fechado algumas unidades, inclusive até fe- charam por aqui uma creche. Então eu gostaria de saber se existe a possibilidade desse Projeto voltar. Police Neto: Você está falando dos Telecentros ? Sim, eu tenho muito a falar sobre isso. Então vamos lá, eu sou autor da lei que criou o fundo para manter os Telecentros funcionando. A gente chegou a quase 500 Tele Centros e no último ano começou a se questionar o modelo, porque passou a se interpretar que com a economia mas sólida todo mundo tem computador em casa ou todo mundo tem seu Smartphone no bolso. A administração Haddad veio com outra proposta, que é colocar as redes WIFI nas praças e eu acho um avanço do ponto de vista da relação de comunica- ção, mas qual é o problema deixar os dois, visto que esses dois não concorrem? Você não vai ver o garoto lá do Telecentro sentado na praça com um Tablet ligado em alta velocidade, então os dois programas não con- corriam e só tinha dinheiro para pagar um dos dois. Então não faz sentido aqui na minha cabeça algo que custava apenas R$ 1,00 real por ano e pessoa você trocar por um programa que é im- portante quero repetir essa praça digital mas vai custar Vereador Police Neto participa do Programa Roda Viva do Grupo Acontece Police Neto e Divaldo Rosa em média R$ 300,00 reais por usuário. Ai você fala, quanto vai custar a Pç.Silva Teles digital ? Vai custar no mínimo R$ 600 ou R$ 700 mil reais. Quando você põe isso na ponta do lápis, isso vai custar por pessoa, em média, R$ 200,00 reais. Ou seja, duzentas vezes a mais do que custava o projeto da Criança do Telecentro. Marcos Bazzana (inspe- tor chefe da guarda Civil do Itaim Paulista e presidente da Associação dos Inspeto- res do Município SP): Sobre o que você falou dos alunos fazerem lição de casa nos Telecentros, por que não se pensa em transformar a escola em um Pólo de informática que possa ser explorado também nos fins de semana? Police Neto: Em todos os estudos urbanísticos que eu faço, o ponto referencial do bairro tem que ser a es- cola. Quando você estuda a formação de bairros, a primeira referência do bairro para estabelecer a vizinhan- ça é a escola. Então não é aonde está o comércio e sim a escola. Porque a escola é o ambiente mais protegido, é onde se socializa conhe- cimento. No comércio você produz riqueza, mas ali você não produz e nem conso- me conhecimento, então a escola é o centro da nossa sociedade. A escola aberta no final de semana não é somente aberta na quadra, porque a quadra é esporte, mas tem garotos e garotas que não têm onde fazer a lição de casa, to te falando porque você conhece co- munidade. Ter uma mesinha pra ele fazer lição de casa e um monitor pra ajudá-lo no problema de matemática é fundamental. Então se fosse falar assim, onde eu inves- tiria muito seria primeiro no Telecentro, porque ele fica aberto todo tempo que a escola está aberta, então ele pode estar todo dia indo lá. E depois é fazer ampliar esse conceito que o centro do bairro é a escola, porque é ela que fornece conheci- mento e a única forma de deixar todo mundo igual é via educação. Jeferson: Resido aqui no Jardim Maia, por falta de opção de lazer, os jovens vão se reunindo nos bairros, criando os pancadões e os rolezinhos onde o álcool e drogas circulam livremente e os pais perderam o controle da situação. Você tem algum projeto que possa contribuir para trazer opções de lazer à essa comunidade jovem? Police Neto: A questão do pancadão ele é um con- flito que todos nós passa- mos, todos nós que vemos a idade que esses garotos têm, o problema é o que a gente oferece, a gente não criou os espaços adequados para essa juventude nem de esporte nem de lazer. Eu acho que o prefeito Haddad tem uma oportunidade de realizar uma transformação, porque os pancadões surgi- ram agora. Os rolezinhos, também é uma coisa nova, não faziam rolezinhos em minha geração, tinha algu- ma iniciativa tímida, mas esse negócio de tocar o de- dinho e marcar um encontro pra mil pessoas nem no so- nho. Pra viverem 11 milhões e meio de pessoas todas espremidas é fundamental que você dê legitimidade à regra, mesmo que ela não agrade a todos, quando não há consenso é votada pela maioria e vence quem alcan- çar mais de 50%. Esse é o famoso estado democrático de direito, que é o seguinte: por exemplo, não gosto de usar roupa, a partir de ama- nhã vou andar pelado... Não é assim, nós votamos por viver em São Paulo, temos que ter princípios de cada um respeitar a todos, e a maioria construir as regras do bom convívio, e isso não é tão difícil. Toninho: Sou ativista social, queria que o verea- dor falasse um pouco sobre os conselhos participativos, que agora é conselho ges- tor. Police Neto: Ta ai, eu acredito na democracia dire- ta, na democracia exercitada pelo cidadão. Eles escolhen- do o seu vizinho e não eles colhendo o filiado de um partido. Não sei se vocês sabem , mas eu fui autor da ideia que deu origem ao Conselho Participativo. Se não fosse uma emenda que apresentamos, não teria o Conselho Participativo. Tem muita Lei que a gente faz que o governo esconde e não deixa acontecer. Essa o governo não conseguiu esconder, então eu falo que tenho 1100 novos amigos conselheiros porque me sinto amigo de cada um. Primeiro, se eu não fosse ve- reador seria conselheiro. Na verdade o governo falhou na forma com que fez a eleição. Porque a eleição tinha que ser com candidato do distrito e com eleitores só do distrito. Mas foi candidato do distrito com eleitores da cidade in- teira. Errou, mas errou com uma justificativa, fizeram tudo tão correndo pra existir que só a existência agora no comecinho do ano já valeu, eu acredito muito nisso. Mas eu queria dizer que o conselho participativo é a semente do voto distrital que eu acredito muito. Eu acre- dito que Curuçá que é dis- trito vai ter o seu vereador, Jardim Helena vai ter que ter vereador, Itaim Paulista, São Miguel, enfim todos os 96 distritos na cidade terão que um dia eleger os seus representantes distritais. Cazuza: Sou Conse- lheiro do Itaim Paulista, e faço parte da associação do Parque Veredas. O prefeito Haddad está fechando a maioria dos Telecentros. Eu acho importante você estar lá no parlamento para de- fender essa bandeira. Quero dizer também que sou a favor do pancadão desde que seja uma coisa regu- lamentada e organizada. Sem controle, prostituição, drogas, menores de idade, bebida alcoólica, não dá. Police Neto: O que eu sinto do prefeito, ele tenta passar uma imagem bas- tante contemporânea, São Paulo é uma cidade con- temporânea, tem que ser, você ir beber nessa fonte rica que é arte diariamente, isso não quer dizer você ponderar com a ignorância de um cara que vende crack, vendendo droga no lado de um carro com o som ligado. Você imaginar que proibir o pancadão é ser contra a cultura, desculpa, eu prefiro investir tudo no centro cultu- ral em São Miguel pra levar essa juventude para ver arte de verdade, ver cultura, pra ser formador e termos for- madores de novas plateias do que ligar carro no meio da rua pra fazer algazarra, eu não sou careta, não vou ser hipócrita mas dizer que o pancadão tá certo só pra pa- recer moderninho não dá... Fernando Malta: Gos- taria de saber qual é o seu sonho para as próximas eleições. Police Neto: O meu so- nho é produzir um estado de justiça em que de fato o filho de rico e de pobre a partir de uma educação de qualidade e da socialização dos meios de cultura possam ter as mesmas oportunidades. Não dá mais, pessoal, estamos produzindo uma sociedade e uma região metropoli- tana pobre e cara que só quem tem muito dinheiro tem direito à cidade porque paga, então eu sonho com um estado justo, cidade com cidadão transformista, e um parlamento estadual que dê substância real para ter política industrial com a Zona Leste, ligação com Mauá e todo ADCD e pólo petroquímico a partir da Jacú Pêssego, Rodoanel e aeroporto de Guarulhos. Esse é o meu sonho. O artista plástico, es- cultor e poeta, Euflávio, membro do Fórum de Cultu- ra de São Miguel, falou da luta pela construção de um grande centro cultural em São Miguel, onde artistas como ele e outras centenas de pessoas da região de São Miguel possam apresentar o seu trabalho e pediu licença para declamar um poema escrito por ele, de nome Sete Dicionários, que todos podem ver no blog http:// euflaviomadeirarte.blogspot. com.br
  6. 6. 2ª quinz. de MARÇO de 2014Pág. 6 Em sua 40ª edição, o Fes- tival SESC Melhores Filmes já virou uma tradição do Cine- sesc. Aliás, para comemorar a marca, o evento deste ano conta com a sessão Seleção 40 Anos, que será composta por nove longas brasileiros vence- dores da categoria de Melhor Filme dado pelo festival. Entre eles, destaque para Eles Não Usam Black Tie, de Leon Hir- szman; O Amuleto de Ogum e Memórias do Cárcere, ambos de Nelson Pereira dos Santos; Pixote – A Lei do Mais Fraco e Lúcio Flávio – Passageiro da Agonia, os dois de Hector Ba- benco; e A Hora da Estrela, de Suzana Amaral, entre outros. Além da premiação de filmes nacionais e interna- cionais, a abertura do evento terá a exibição de Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, pre- miado longa do diretor Daniel Ribeiro. O filme, que será lançado em abril nos cinemas, terá sua primeira exibição em Programa realizado pela Se- cretaria Municipal de Educação nos Centros de Educacionais Unificados (CEUs) prevê a re- alização de desfile, workshops, palestras e exposição voltados ao mundo da moda. Veja a programação completa “Poder chegar nas perife- rias com o São Paulo Fashion Week é um sonho nosso já há bastante tempo”, disse Paulo Borges, diretor do principal evento de moda do País. O pro- jeto “Moda no CEU”, realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, leva- rá a oito unidades espalhadas pela cidade, entre hoje e 4 de abril, workshops, palestras e exposição fotográfica relacio- nadas ao mundo da moda. O desfile do estilista mineiro João Pimenta deu início às atividades do programa na manhã desta terça-feira, no CEU Meninos, em Heliópolis, na zona sul da capital. Antes do início do desfile que abriu a terceira edição do projeto, o prefeito Fernando Haddad e o secretário municipal de Educação, César Callegari, falaram sobre a importância de eventos como esse nos CEUs da cidade. “Educação é mate- mática, língua portuguesa, his- tória, ciências, mas é também esporte, moda, computação, teatro e música. Queremos expandir exatamente os hori- zontes dos nossos estudantes e educadores e o CEU é um equipamento ótimo para isso, que muda a relação do cida- dão com a educação”, afirmou o prefeito, ressaltando que é também papel da educação despertar a criatividade e ta- lentos em seus alunos. “Uma cidade só se transforma em uma cidade grande, desen- volvida e socialmente justa se ela for uma cidade educadora, que faz da educação um gesto particular e coletivo de tudo o que faz”, completou o secretário Callegari. Paulo Borges defende a ideia de que a moda não se SÁBADO (5) Palco Skol • 12h20 – 13h05 | Vespas Mandarinas • 14h – 15h | Capital Cities • 16h10 – 17h10 | Julian Casablancas • 18h35 – 19h50 | Phoenix • 21h30 – 23h | Muse Palco Onix • 13h10 – 13h55 | Silva • 15h05 – 16h05 | Cage The Elephant • 17h15 – 18h30 | Imagine Dragons • 19h55 – 21h25 | Nine Inch Nails Palco Interlagos • 12h45 – 13h30 | Red Oblivion [Berklee] • 14h – 15h | Lucas Santtana • 15h30 – 16h30 | Café Tacvba • 17h – 18h | Portugal, The Man • 18h30 – 19h30 | Lorde • 20h – 21h - Nação Zumbi • 21h30 – 23h | Disclosure Palco Perry • 12h45-13h45 | Elekfantz • 14h15 – 15h15 | Digitaria • 15h30 – 16h30 | Perry/Etty Vs Joa- chim Garraud • 16h45 – 17h45 | Flume • 18h – 19h15 | Flux Pavilion • 19h45 – 21h | Wolfgang Gartner • 21h30 – 22h30 | Kid Cudi Kidzapalooza • 13h30 – 14h30 | Souza Lima • 15h – 16h30 | School of Rock • 17h – 18h | Coisinha DOMINGO (6) Palco Skol • 11h50 – 12h35 | Francisca Valen- zuela • 13h30 – 14h15 | Raimundos • 15h25 – 16h25 | Ellie Goulding • 17h35 – 18h50 | Pixies • 20h30 – 22h | Arcade Fire Palco Onix • 12h40 – 13h25 | Illya Kuryaki Val- derramas • 14h20 – 15h20 | Johnny Marr • 16h30 – 17h30 | Vampire Weekend • 18h55 – 20h25 | Soundgarden Palco Interlagos • 12h15 – 13h | Apanhador Só • 13h30 – 14h15 | Brothers of Brazil • 14h45 – 15h30 | Selvagens à Pro- cura de Lei • 16h – 17h | Savages • 17h30 – 18h30 | AFI • 19h – 20h | Jake Bugg • 20h30 – 22h | New Order Palco Perry • 12h30 – 13h15 | Ftampa • 13h30 – 14h30 | GABE • 15h – 16h | Cone Crew Diretoria • 16h15 – 17h15 | Baauer • 17h30 – 18h30 | Krewella • 19h – 20h15 | The Bloody Beetroots • 20h45 – 22h | Axwell Kidzapalooza • 14h – 15h | Barbatuques – Workshop • 16h – 17h | Barbatuques – Show Lollapalooza: toda programação do festival A dupla eletrônica inglesa Disclosure, sucesso nas pistas do mundo inteiro comWhite Noise e Voices, foi a última atração confirmada pelo Lollapalooza, que anunciou o line-up de sua terceira edição em novembro do ano passado.Aterceira edição do festival está marcada para 5 e 6 de abril em novo endere- ço, o Autódromo de Interlagos. Confira abaixo a programação completa e os horários dos shows: CEUs da cidade recebem desfiles do São Paulo Fashion Week restringe à elite do país. “A gente vem nesses 20 anos de São Paulo Fashion Week desmistificando essa ideia que o Brasil tinha de moda: de que moda era para elite e que não existia aqui. A grande verdade é que todo grande movimento cultural começa na periferia e não no centro. E isso acontece com a moda, com a música, com a arte”, completou Borges. Desfile O estilista mineiro João Pi- menta trouxe ao palco do audi- tório do CEU Meninos a mesma coleção apresentada no SPFW nesta segunda-feira (31). Após o desfile, o artista conversou com a plateia, instigada para saber quais foram as inspira- ções que levaram o estilista a criar roupas que apresentavam um ar despojado, mesmo sen- do de alfaiataria. “Fiz a coleção pensando em um homem que está no escritório, mas com a cabeça na praia”, resumiu. O estilista iniciou a conver- sa contando um pouco de sua história. Filho de agricultores de São Sebastião do Paraíso, Pi- menta demorou para enxergar o mundo da moda como algo próximo de sua realidade. Foi durante o trabalho como em- pacotador e vitrinista das lojas Pernambucanas que passou a se interessar pelos tecidos. De- cidiu, então, usar a sua origem como inspiração para eventuais coleções – a primeira lançada foi inspirada na Folia de Reis, festa bastante popular em Mi- nas Gerais. “A mente criativa nasce em qualquer lugar. E a oportunida- de, nasce onde? Eu imagino que há muitas mentes criati- vas por aí, mas todos aqueles que não têm um lugar para expandir (seus talentos), vão murchar. Este lugar é exemplo de um local onde as pessoas têm oportunidade de conhecer diversas expressões culturais e isso é muito importante”, disse, referindo-se aos CEUs. 40º Festival Sesc Melhores Filmes Veja a programação completa em melhoresfilmes.sescsp.org.br. Serviço Cinesesc Entrada Comerciário, R$ 1; meia, R$ 5; inteira, R$ 10. Data 2-30 Abr Endereço Rua Augusta, 2075 Jardim Paulista, São Paulo Estações próximas Metrô 2, Con- solação Telefone (11) 3087 0500 São Paulo. O festival exibirá, ao longo de mês de abril, 54 filmes, 28 estrangeiros e 26 brasileiros. Entre os principais títulos es- tão: O Som ao Redor, Azul É a Cor Mais Quente, Tatuagem, Tabu, A Bela que Dorme, Era Uma Vez em Anatólia, Educa- ção Sentimental, Doméstica, Blue Jasmine, Um Estranho no Lago, Um Toque de Pecado, O Estranho Caso de Angélica, Amor, Django Livre, La Jaula de Oro, Caverna dos Sonhos Esquecidos 3D e Mataram meu Irmão. Na última quinta-feira (27), o professor de marketing político eleitoral George Melão lançou o livro “Os segredos do Marketing Político”. O evento aconteceu na conceituada livraria da Vila, localizada na Alameda Lorena, Jardins, São Paulo. O lançamento contou com a presença de diversas autorida- des, lideranças, personalidades ligadas à área de segurança pública do meio acadêmico e do meio político. Cerca de 200 pessoas compareceram ao evento. O livro contém informações suficientes e necessárias para que aquele que tenha intenções políticas possa, sem muita difi- culdade, traçar uma estratégia de campanha e ter bons resul- tados, seja como candidato, como assessor ou colaborador. O livro está atualizado com dados das últimas eleições municipais de 2012 (fonte: site do Tribunal Superior Eleitoral) e contém exemplos reais que fo- ram extraídos das campanhas eleitorais de 2010 e 2012. Na segunda parte do livro foram elaboradas projeções de quociente eleitoral para 2014 em todos os estados e para o Distrito Federal, bem como pesquisas sobre os prováveis candidatos aos governos dos estados e do Distrito Federal para as eleições de 2014. O livro – que na realidade é um manual de marketing políti- co eleitoral – tem por finalidade orientar candidatos e assesso- res e esperamos aprimorar as informações que nele constam a cada nova edição. Para tan- to, desde já contamos com as sugestões dos leitores. Lançamento do Livro
  7. 7. 2ª quinz. de MARÇO de 2014Pág. 7 Além das complicações na vida dos filhos, como di- ficuldade de socialização e insegurança, deixar a criança comandar a dinâmica familiar pode prejudicar e muito o casal. As atividades da família são definidas em função dos filhos, assim como o cardápio de qualquer refeição. As mú- sicas ouvidas no carro e os programas assistidos na tele- visão precisam acompanhar o gosto dos pequenos, nunca dos adultos. Em resumo, são as crianças que comandam o que acontece e o que deixa de acontecer em casa, quando isso acontece e elas já têm mais de dois anos de idade, é hora de acender uma luz de alerta eis aí um caso de infantolatria. O processo de mudança nos conceitos de família inicia- do no século 18 chegou ao sé- culo 20 com a ‘religião da ma- ternidade’, em que o bebê é um deus e a mãe, uma santa. Instituiu-se o que é uma boa mãe sob a crença de que ela é responsável e culpada por tudo que acontece na vida do filho, tudo que ele faz e fará. Muitos afirmam que a mulher venceu, pois emancipou-se e foi para o mercado de tra- balho, mas não: é a criança que entra no século 21 como a vitoriosa, esta é a semente da infantolatria. Especialistas definem in- fantolatria como “a institui- ção da mãe como súdita do filho e o adulto se colocando absolutamente disponível para a criança”. E exime os pequenos de qualquer res- ponsabilidade sobre o quadro: Infantolatria: as consequências de deixar a criança ser o centro da família “Um bebê não tem poder para determinar como será a dinâmica familiar. Se isso acontece, é porque os pais promovem”. Reinado curto A verdade é que existe um período em que os filhos podem reinar na família, mas ele é curto, quando o bebê nasce e chega em casa, pre- cisa ser colocado no centro das ações, pois precisa ser decifrado, entendido. Ele deve perder o trono no final do primeiro, no máximo ao longo do segundo ano de vida, para entender que existe o outro, com necessidades e vontades diferentes das dele. A infantolatria ganha espaço quando os pais não sabem ou não conseguem fazer essa adequação da criança à reali- dade que a cerca e a mantêm no centro das atenções por tempo indefinido. Em uma família com relacionamento saudável, o filho entra e tem que ser adaptado à dinâmica da casa, à rotina dos adultos. Os alertas do dia a dia Muitas vezes, os pais não se dão conta de que estão tratando os filhos como reis ou rainhas, então precisam levar uns chacoalhões da realidade fora de suas casas. Eles ge- ralmente caem em si quando começa a sociabilização. A escola reclama porque o alu- no não respeita as regras, a criança tem dificuldade para fazer amiguinhos porque as outras, com autoestima posi- tiva, não querem ficar perto de alguém que ache que manda em todos. Em um futuro bem imediato, as reações dos co- legas podem fazer a criança perceber que precisa mudar, ela se comportará com eles como faz com a família e re- ceberá a não-aceitação como resposta, terá de lidar com isso para ter amigos. Mesmo assim, ela ainda correrá o risco de não conse- guir rever seus comportamen- tos devido a uma superprote- ção parental, em alguns casos dá para ela se salvar, mas muitos pais preferem culpar o ‘mundo injusto com seu filho perfeito, o que impede que ela entenda as necessidades dos outros e reforça seus proble- mas de inadequação para a adaptação social. E como fica o casal? Além de todas as compli- cações causadas pela infan- tolatria na vida dos filhos, ela prejudica e muito o casal que a promove. Na relação sau- dável, o casal continua sendo o mais importante na família mesmo com a chegada da criança, se os pais mantêm o filho no centro por mais tempo do que o necessário acabarão se afastando. Some o casal o ‘marido’ e a ‘mulher’ passam a ser o ‘pai’ e a ‘mãe’. E se em uma casa a mãe é a santa e o filho é o deus, onde fica o espaço do pai? Muitos tentam entrar, reconquistar seu espa- ço, mas outros simplesmente caem fora. Promovido pela Secretaria de Cultura e Turismo de Ferraz de Vasconcelos, o 1º Festival de Curtas teve início nesta terça-fei- ra (1º de abril). Em sua estreia, a iniciativa atraiu mais de 50 alunos da rede municipal de ensino, que tiveram a oportunidade de assistir ao filme “Tempos Modernos” de Charlie Spencer Chaplin. A ativi- dade, que é gratuita, ainda será desenvolvida na cidade nos dias 3, 8 e 10 de abril, nos períodos da manhã e da tarde, no Parque Municipal Nosso Recanto (rua Lourenço Paganucci, 133, Jardim Pérola). Hoje, os contemplados com a inédita ação foram os alunos da Escola Integral e Forma- ção Pedagógica (Ediforp I). Na oportunidade, cinco alunos de cada série (do 5º ao 9º ano) da instituição de ensino do Núcleo Itaim conferiram a clássica obra do artista londrino. A sessão foi realizada em dois horários, às 9 e às 14 horas.Antes da exibição do filme, foi compartilhada com o pú- blico infantil e juvenil a biografia de Charlie Chaplin, que nasceu em Londres, em 1889, e faleceu na Suíça, em 1977, aos 88 anos. Durante a exibição de “Tem- pos Modernos”, foram distribu- ídos sacos de pipocas e sucos para os telespectadores. Ao término do longa-metragem, os estudantes que participaram da atividade foram presenteados com um DVD da película, um dos grandes sucessos de Chaplin. Mais de 50 alunos participam de estreia do Festival de Curtas Um ator caracterizado do artista foi, também, uma das atrações da atividade. Para Ana Beatriz Ferreira, aluna do 8º ano do Ediforp I, o 1º Festival de Curtas é válido para a formação dos estudantes e não economizou elogios à iniciativa: “Achei bem legal o filme de Chaplin. Não conhecia muito a obra dele. Fiquei impressionada, inclusive, com o cinema mudo, que é muito interessante e conta parte da história da Revolução Industrial. Realmente, muito en- riquecedor, ainda mais pelo fato de estarmos consumindo Cultura também fora de sala de aula”, ressaltou a estudante. De acordo com o secretário de Cultura, Edson Pascotto, por determinação do prefeito Acir Filló, a programação foi elabora- da com a finalidade de oferecer entretenimento ao público infantil e aos jovens das escolas que têm gestão municipal: “Nosso objetivo é enriquecer culturalmente os estudantes. Afinal, eles estão tendo a opor- tunidade de assistir aos filmes de Chaplin e de conhecer um pouco mais sobre sua trajetória. O filme ‘Tempos Modernos’resgata a his- tória da Revolução Industrial. E, para os jovens que nasceram na era da Internet, é válido conhe- cer um pouco mais da trajetória do artista e a história do mundo por meio da sétima arte”, finaliza Pascotto. Autoridades e lideranças do Jardim Robrú retomam reuniões do Conseg Foi realizada na noite de quinta-feira (27), a reunião mensal do Conselho Comuni- tário de Segurança (Conseg) do Jardim Robrú, na qual foram discutidos assuntos relevantes sobre a segurança pública da região. O evento contou com a participação de autoridades locais, lideranças comunitárias, professores e diretora de Esco- la. Dentre deles destacam-se o delegado de Polícia titular do Distrito Policial do 67º DP, Dr. Celso Gomes Correa Júnior; Capitão da PM Christiano Mon- teiro Cardoso; Comandante da 1º Companhia do 48º BPMM; Inspetor da GCM Inspetoria Regional do Itaim Paulista, Sr. Alírio José da Silva; Roselene Nunes Barbosa da Silva, Presi- dente da Conseg; Selma Costa, assessora do DRE- Diretoria Regional de Educação. Logo no início do evento a presidente do Conseg fez questão de agradecer a pre- sença de todos e ressaltou a importância de todos da comu- nidade comparecer nas futuras reuniões. E, em seguida, foi dada a palavra para que cada autoridade se apresentasse pessoalmente para os convi- dados. Na ocasião, o Delegado Titular Celso Gomes, afirmou compromisso com a região e todos os presentes.“Estamos todos unidos em uma só causa, contamos com o apoio de todos da comunidade, pois são vocês que têm a força e não nós, já que estamos aqui de passa- gem, cedo ou tarde estaremos em outros lugares, portanto estamos à disposição de todos que precisarem contar com o serviço militar”, afirma ele. O Capitão da PM Christiano Monteiro Cardoso, que desde janeiro deste ano veio atrás de uma transferência, também fez questão de afirmar que embora seja novo na área do Robrú, está à disposição de todos, “a população, muita vezes, sabe até mais que a própria polícia das informações locais, é por isso que contamos com a cola- boração de todos da comunida- de e nós policiais trabalhamos com todo nosso empenho para realizar um excelente trabalho”. Para reforçar a palavra do delegado e do capitão, o Ins- petorAlírio José, reafirmou que a comunidade é peça chave para um bom desempenho da segurança local. “É importante ressaltar que as pessoas tam- bém têm um papel fundamental de prevenir os crimes, ou seja, sempre que notarem algum problema, não pode guardar para si as informações, tra- gam para nós e certamente a demanda terá uma resposta”, aconselha o inspetor. Assuntos como: alaga- mentos em alguns pontos da região, assaltos em plena luz do dia em escolas públicas e parques municipais, foram algumas das reivindicações apresentadas pelos líderes comunitários, professores e diretores de escola. Uma das alarmantes pre- ocupações levantadas pela diretora da EMEF Euzébro Rocha Filho, Lidia Cheles, é sobre os constantes assaltos feitos na entrada e saída de aula. “Estamos tendo assaltos no estacionamento da escola e muitos professores têm se apavorado com a situação, estamos sem saber o que fazer e, pela descrição das vítimas, os assaltantes são três rapazes aparentemente menores de idade. Os horários são sem- pre os mesmos, na entrada e saída dos alunos. Ficamos preocupados com a gravidade da situação. Os professores já estão desesperados”, lamenta a diretora que, na ocasião, exemplificou o caso da pro- fessora que a acompanhava na reunião do Conseg e cujo veiculo foi roubado na entrada do colégio, no dia anterior. O líder comunitário e con- selheiro gestor de saúde, Sr. Joselito Pereira, também res- saltou a importância da vigilân- cia nos parques públicos, tais Os Conselhos Comu- nitários de Segurança são grupos organizados, for- mados por moradores do bairro, que se reúnem para discutir, analisar e dar su- gestões para a implantação de ações que possam ser aplicadas, com o objetivo de aumento a segurança pública local. Cada Conseg possui dois representantes como o parque Chico Mendes e a Chácara das Flores que, segundo ele, tem sido palco de usuários de drogas. Outro fato relevante levan- tado na reunião foi o alaga- mento que acontece em dias chuvosos na própria delegacia local, onde já foram elaboradas várias estatísticas para inibir o alagamento, mas nada até o momento foi o suficiente para acabar com a enchente causada devido ao período de fortes chuvas. da Secretaria de Segurança Pública: o Comandante da Polícia Militar e o Delegado de Polícia titular do Distrito Policial do bairro. A partici- pação da comunidade é de fundamental importância, pois o CONSEG é fórum criado para que o cidadão possa apresentar sugestões às autoridades responsáveis pela segurança pública. Sobre o CONSEG
  8. 8. 2ª quinz. de MARÇO de 2014Pág. 8 A falta de tempo e a von- tade de poder descansar logo após um intenso dia de trabalho colaboram em cheio para que grande parte das mulheres se renda ao sono e vá para a cama com o rosto todo maquiado, compro- metendo a saúde do tecido cutâneo e facilitando o seu envelhecimento. Isso porque a presença prolongada da maquiagem na face, sobretudo durante a noite, tende a expandir e entupir os poros, prejudican- do o processo automático de renovação celular, realizado pela derme no período notur- no, assim como o equilíbrio hídrico da pele, que tem di- ficuldades para absorver os ativos presentes em cremes hidratantes. Como conse- quência, a elasticidade e Dormir maquiada acelera o envelhecimento da pele flexibilidade da região vão sendo afetadas ao longo dos anos, abrindo caminho para os temíveis sinais da idade. Além disso, o hábito ina- dequado de dormir de ma- quiagem pode desenvolver quadros de acne devido ao entupimento dos poros que inflamam e acabam dando ori- gem às chamadas espinhas. Por essas razões, a re- moção da make deve ser feita religiosamente pelas mulheres e com produtos ade- quados, pois apenas o uso do sabonete não combate todas as impurezas. Dessa forma, é fundamental seguir à risca o ritual específico de limpeza da pele. Facilmente realizado em casa, o processo começa com o uso do tradicional demaqui- lante, seguido pela lavagem do rosto com sabonete líquido específico para cada tipo de derme. Logo depois disso, o tônico facial com fórmula adstringente é utilizado para limpar de forma mais profun- da os poros e resíduos de sujeira. Na rotina de beleza femi- nina, uma boa alternativa é investir, também, na chamada água micelar. Multifuncional, ela higieniza completamen- te a pele, sem ressecá-la ou causar qualquer tipo de irritação. Essa solução lí- quida funciona muito bem como demaquilante, quando a maquiagem não é à prova d’água, além de possuir a mesma função do tônico, pois limpa profundamente e conta com vitaminas essenciais para a área tratada afirma o especialista.

×