Tipos de corpo - Clínica Stesis

789 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
789
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tipos de corpo - Clínica Stesis

  1. 1. Descubra qual é<br />o seu tipo de <br />corpo e como<br />cuidar dele<br />
  2. 2. Através desse perfil bem-humorado e prático, descubra qual é o seu tipo de corpo e qual o tratamento indicado para você acabar com aquela gordurinha indesejada.<br />COM BARRIGUINHA: apesar de magra, tem acúmulo de gordura na barriga<br />Faz o gênero magra, mas mantém a “pochetinha” na região abdominal. É aquela mulher que não engorda no restante do corpo, mas acumula gordura na área da cintura. <br />Plásticas indicadas:<br />• MINILIPOASPIRAÇÃO: é o mesmo procedimento da lipo tradicional, mas de maneira menos invasiva. O procedimento dura cerca de meia hora e pode ser feito com anestesia local ou peridual. Após a cirurgia, a paciente usa a cinta elástica por mais ou menos um mês.<br />• MINIABDOMINOPLASTIA: é realizada quando a pessoa possui pouca pele na parte de baixo da barriga. A incisão é feita na região da cicatriz da cesariana, por onde se retira o excesso de pele flácida. A paciente precisa  andar inclinada nos primeiros dias para não puxar a pele. Além disso, usar a cinta elástica e fazer drenagem linfática durante um mês.<br />
  3. 3. VIOLÃO: cintura fina e quadris largos<br />Um tipo bastante comum entre as brasileiras. Normalmente, as mulheres que se encaixam neste perfil acumulam gordura nas regiões dos quadris, glúteos e coxas. Além disso, elas possuem forte tendência a desenvolver culotes e celulite.<br />Plásticas indicadas:<br />• LIPOESCULTURA: elimina gordurinhas localizadas e injeta nas áreas menos favorecidas, como braços e panturrilhas.<br />• MINIVIBROLIPO: indicada para acabar com aquela gordurinha que teima em aglomerar ao redor das pernas e glúteos. A incisão é feita na área a ser lipoaspirada, por onde é introduzida uma cânula vibratória, que diminui o trauma nos tecidos.<br />• PRÓTESE DE SILICONE NAS MAMAS: o aumento de mamas faz com que o quadril não fique tão em evidencia. A prótese pode ser inserida pela axila, pela aréola ou pela dobra inferior da mama. O implante pode ser colocado na frente ou atrás do músculo.<br />
  4. 4. GORDINHA: muita gordura espalhada por todo corpo e mamas grandes<br />A silhueta é quadrada e a pessoa tem uma certa tendência à obesidade. A gordura aparece no tronco, pernas e braços. Algumas pessoas apresentam um volume exagerado das mamas, que pode ser amenizado com mamoplastia de redução. Plásticas indicadas:<br />• LIPOASPIRAÇÃO: acaba com a gordura localizada, aspirando as células de gordura. A anestesia pode ser local, peridual ou geral. A paciente retorna às atividades depois de cinco a quinze dias.<br />• ABDOMINOPLASTIA: elimina a famosa “barriga avental”. A incisão acompanha a linha do biquíni, na região pubiana. Além de retirar o excesso de pele, os músculos abdominais são tracionados. <br />• REDUÇÃO MAMÁRIA: por meio de uma incisão na parte debaixo da mama e outra saindo da base até a aréola, a mama é reposicionada e o excesso de pele retirado.<br />
  5. 5. MAGRINHA: magra demais, pernas compridas e pouca musculatura<br />Esse é o caso das mulheres muito magrinhas, com dificuldade para engordar e ganhar massa muscular. Enquanto a maioria se mata para reduzir medidas, elas clamam justamente pelo contrário. Além de pernas torneadas, querem um bumbum empinado e seios mais fartos. “A alternativa é preencher as formas com implantes de silicone, que proporcionam novas curvas ao contorno corporal.Plásticas indicadas:<br />• IMPLANTES: com eles, é possível deixar os contornos corporais mais harmônicos. Geralmente, quem tem este tipo de corpo, costuma colocar próteses de silicone nas mamas, nos glúteos, nas coxas e nas panturrilhas. No pós-operatório, a paciente fica de uma semana a vinte dias de repouso e utiliza-se uma cinta elástica ou sutiã compressor (no caso das mamas) por, no mínimo, um mês. Sessões de drenagem também são aconselhadas.<br />Fonte:<br />Beauty’On<br />

×