Segurança do Trabalho - Analise de riscos

165 visualizações

Publicada em

Este material aborda diversos temas relacionados ao assunto como: Divergências de opinião na identificação e análise dos riscos / Condição Insegura / Ato Inseguro / Falha Humana / Culpa exclusiva da Vitima / Gestão de Segurança / Consequências do acidente

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
165
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.275
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Segurança do Trabalho - Analise de riscos

  1. 1. A norma de segurança mais antiga que podemos encontrar está na Bíblia:
  2. 2. NORMATIVA - História O código de Hamurabi previa uma serie de punições em casos de acidentes, como: - Caso uma casa caísse sobre seus morados e esses viessem a morrer o construtor também deveria ser morto. - Caso um escravo morresse, o construtor deveria entregar um escravo de igual valor ao dono da casa. - Se por descuido ou negligência de um capataz, um trabalhador perdesse um braço, o mesmo teria seu próprio braço cortado para equiparar com perda do trabalhador.
  3. 3. MAS QUAL É O OBJETIVO DE REALIZARMOSA ANÁLISE DOS RISCOS? EVITAR ACIDENTES
  4. 4. TODA EMPRESA DEVE REALIZAR? Sim, independente do porte do estabelecimento, toda empresa deve realizar uma correta e abrangente análise dos riscos.
  5. 5. DIFERENTES PONTOS DE VISTA Quando falamos em Análise de Riscos, devemos compreender que pode haver divergências de opinião na identificação e na classificação dos riscos.
  6. 6. MORTE PARA O TRABALHADOR... DESAMPARO À FAMILIA SOFRIMENTO FÍSICO DEFICIÊNCIA FÍSICA; INCAPACIDADE PARA O TRABALHO CONSEQUENCIA DOS ACIDENTES
  7. 7. PARA A EMPRESA... GASTOS COM PRIMEIROS SOCORROS E TRANSPORTE DO ACIDENTADO; TEMPO PERDIDO POR OUTROS EMPREGADOS QUE SOCORREM O ACIDENTADO OU PARAM DE TRABALHAR PARA COMENTAR O OCORRIDO; DANIFICAÇÃO OU PERDA DE MÁQUINAS, EQUIPAMENTOS OU MATÉRIAS PRIMAS E PRODUTIVIDADE PELA PARALIZAÇÃO DA MÁQUINA ONDE TRABALHAVA O ACIDENTADO; PERDA DE CLIENTES E/OU AUMENTO DE CUSTOS PELO ATRASO NA ENTREGA DO PRODUTO; DIFICULDADES COM AS AUTORIDADES; MÁ FAMA DA EMPRESA; CONSEQUENCIA DOS ACIDENTES
  8. 8. PARA O BRASIL....  PERDA TEMPORÁRIA OU PERMANENTE DE ELEMENTO PRODUTIVO;  MAIS DEPENDENTES DO INSS;  AUMENTO DE IMPOSTOS E TAXAS DE SEGUROS;  AUMENTO DO CUSTO DE VIDA; CONSEQUENCIA DOS ACIDENTES
  9. 9. E PORQUE OS ACIDENTES ACONTECEM?
  10. 10. CONCEITOS AMPLIADOS Por muitos anos, várias gerações de prevencionistas foram guiados por dois conceitos de causalidades: Ato Inseguro* Condição Insegura Até o ano de 2009 o termo Ato Inseguro constava na legislação nacional, porém em 04.03.2009 uma alteração no item 1.7 da NR-01 retirou este conceito da Normativa.
  11. 11. E O QUE É CONDIÇÃO INSEGURA?
  12. 12. *RefeitóriodocanteirodeObrasdo EmpireState
  13. 13. E O QUE É ATO INSEGURO?
  14. 14. A Falha Humana é decorrente de três tipos de comportamento por parte dos trabalhadores: IMPRUDÊNCIA: Quando deixa de observar as normas de segurança. NEGLIGÊNCIA: Quando não observa situações claras e evidente de perigo que podem causar acidentes. IMPERÍCIA: Quando não está habilitado, não tem experiência para o exercício de uma determinada atividade. POR QUE AS PESSOAS FALHAM?
  15. 15. Tema intimamente ligado ao que, erroneamente, interpretamos como “ato inseguro” é a falha humana. Vejamos abaixo algumas causas e/ou desencadeantes das falhas humanas: DESCONHECIMENTO: - O funcionário era novo no posto de trabalho? - O funcionário teve treinamento de integração no grupo de trabalho? - O funcionário havia recebido treinamento operacional do posto de trabalho? - Capacitação Insuficiênte? Falha Humana CONCEITOS AMPLIADOS
  16. 16. APTIDÃO (FÍSICA E MENTAL): - O funcionário está apto fisicamente para a função? - Existia algum fator de desequilíbrio emocional? COMPORTAMENTO INADEQUADO: - Baseou seu comportamento na (in)tolerância da chefia? - Tentou ganhar tempo? Ou poupar esforço? - Desrespeitou procedimento conhecido? Ou práticas pertinentes? Falha Humana CONCEITOS AMPLIADOS
  17. 17. Falha Humana FADIGA: - O funcionário realiza horas extras regularmente? - O ritmo de trabalho estava acelerado? - O funcionário realiza pausas durante o trabalho? - O funcionário estava com excesso de horas no banco de horas? - O trabalho exige esforço físico? - O ambiente de trabalho é desfavorável (ruído, calor, etc)? CONCEITOS AMPLIADOS
  18. 18. ERRO NO PROCESSO Quando um operador comete uma falha, devemos nos questionar se caso ele tivesse sido substituído, outra pessoa poderia cometer a mesma falha? Se a resposta for positiva o motivo do acidente foi uma falha no processo e não falha humana. Não devemos desprezar os comportamentos instintivos do ser humano, a fadiga natural ou ainda aqueles postos de trabalho que levam o trabalhador a um estado de tensão permanente. CONCEITOS AMPLIADOS “O erro humano é uma consequência e não a causa de incidentes” James Reason
  19. 19. ERRO NO PROCESSO CONCEITOS AMPLIADOS Devemos identificar as dificuldades e limitações de nossos colaboradores e depois, devemos buscar a adequação dos processos. É absurdo supor que um trabalhador consiga manter sua concentração por duas horas ininterruptas. Tal feito é simplesmente inumano. Exemplo: um operador de tráfego aérea que controla várias rotas que se cruzam.
  20. 20. Falácias sobre as limitações na percepção de riscos
  21. 21. Identificação das embalagens de Produtos químicos feita pelos próprios colaboradores Dualidade de comportamento
  22. 22. CONCEITOS AMPLIADOS Quando, dentro do prisma da Segurança do Trabalho, refletimos sobre os aspectos psicológicos dos desvios de conduta dos funcionários, devemos levar em consideração a VALIDAÇÃO SOCIAL. VALIDAÇÃO SOCIAL Quando muitas pessoas assumem determinada postura ou realizam determinada atividade, logo, passasse uma ideia de que está correto ou, em ultima análise, não é tão mau assim.
  23. 23. Ligueouenvie-nosume-mail: claudioc.pontes@hotmail.com Fone/whatsApp: (41) 9156-3392 *Asdúvidasnãoesclarecidasserãorespondidaspore-mail CONTATOS

×