Soluções para o subdesenvolimento

1.959 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Negócios, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.959
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
17
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
58
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Soluções para o subdesenvolimento

  1. 1. SOLUÇÕES PARA ATENUAR O SUBDESENVOLVIMENTO<br />Geografia -9º ano<br />Prof: Cláudia Fonseca <br />
  2. 2.  Contribuiçõesfinanceiras e humanitáriasdestinadas a promover o progressoeconómico e social, sendooferecidas de uma forma gratuitaouemcondiçõesmaisvantajosas.<br />☐Ex.1: Acordo de Lomé– acordoeconómicoqueestabelece as normascomerciais e de ajudafinanceira entre a UniãoEuropeia e ospaíses ACP (África, Caraíbas e Pacífico), assinadoem 1975. (Curiosidade: a UniãoEuropeiadisponibilizaumaverba de 25 milhões de dólaresanualmente).<br />FORMAS DE AJUDA AO DESENVOLVIMENTO<br />
  3. 3. FORMAS DE AJUDA AO DESENVOLVIMENTO<br />Participação de Portugal no Acordo de Lomé<br />
  4. 4. ☐Ex. 2: EmSetembro de 2000, nadesignadaCimeira do MilénioorganizadapelasNaçõesUnidas, fixaram-se váriasmetas de desenvolvimento a atingirpelospaísesemdesenvolvimentoatéaoano 2015.<br />Formas de ajudaaodesenvolvimento:OsObjectivos do Milénio<br />
  5. 5. OS OBJECTIVOS DO MILÉNIO<br />Objectivo 1: Erradicar a pobrezaextrema e a fome<br />Meta 1: Reduzirparametade, entre 1990 e 2015, a proporção de pessoascujorendimentoémenorque 1 dólarpordia;<br />Meta 2: Reduzirparametade, entre 1990 e 2015, a proporção de pessoasquesofrem de fome.<br />Graçasaocrescimentoeconómicoproporcionadopelamelhorianaspolíticaseconómica, éprovávelque a nível global o primeiroobjectivosejaalcançado. Amaioria das regiõescumprirá as duasprimeirasmetas. No entanto, ospaíses de menorrendimentoestãoemrisco de não as alcançar. Exemplo: ÁfricaSub-Saariana.<br />Objectivo 2: Alcançar o ensinoprimário universal <br />Meta 3: Garantirqueaté 2015 todas as crianças, de ambos ossexos, terminemumciclocompleto de ensinoprimário.<br />As tendênciasactuaisapontamparaquesejaprovávelquemuitasregiõesalcancem o ensino universal, mas a probabilidade de insucessoémaiornaÁfrica Sub-Saariana e talveztambém no Sul da Ásia, Médio-Oriente e Norte de África.<br />
  6. 6. OS OBJECTIVOS DO MILÉNIO<br />Objectivo 3: Promover a igualdade entre ossexos e a autonomização das mulheres<br />Meta 4: Eliminar a disparidades entre ossexos no ensinoprimário e secundário, se<br />possívelaté 2005, e emtodososníveis de ensino, o maistardaraté 2015.<br />Éprovávelqueaté 2015, cerca de um terço dos PVD nãotenhaalcançado a meta da igualdade no ensinoprimário e secundário.<br />Objectivo 4: Reduzir a mortalidadeinfantil<br />Meta 5: Reduziremdoisterços, entre 1990 e 2015, a taxa de mortalidadedemenoresde cincoanos.<br />Todososanosonzemilhões de bébesmorrem de causasdiversas. Conteras diarreias, a mal-nutrição, o contágio de doençasinfecciosas e doençasrespiratóriasquecausamtodasestasmortesrequeruma agenda ambiental e de saúdepúblicaurgente. <br />
  7. 7. OS OBJECTIVOS DO MILÉNIO<br />Objectivo 5: Melhorar a saúdematerna<br />Meta 6: Reduziremtrês quartos, entre 1990-2015, a taxa de mortalidadematerna.<br />Na saúde as perspectivasapontamparaqueapenasumapequena parte dos PaísesemVias de Desenvolvimento (15 a 20%) esteja no caminhocertoparaalcançar as metas de redução da mortalidadeinfantil e materna.<br />Objectivo 6: Combater o VIH/SIDA, Malária e outrasdoenças<br />Meta 7: Deter e começar a reduzir a propagação do VIH/SIDA, atéaoanode2015;<br />Meta 8: Deter e começar a reduzir a incidência da Malária e de outrasdoenças graves até 2015.<br />A incidência de VIH/SIDA e outrasdoenças graves continua a aumentar A probabilidade de insucessona Meta 7 (deter a propagação do VIH/SIDA) éespecialmentealtanaÁfrica Sub-Saariana.<br />.<br />
  8. 8. OS OBJECTIVOS DO MILÉNIO<br />Objectivo 7: Assegurar a sustentabilidadeambiental<br />Meta 9: Integrarosprincípios do desenvolvimentosustentávelnaspolíticas e programas dos países e inverter a actual tendênciapara a perda de recursosambientais;<br />Meta 10: Reduzirparametade, até 2015, a percentagem da populaçãosemacessopermanente a águapotável;<br />Meta 11: Melhorarconsideravelmente, até 2020, a vida de pelomenos 100 milhões de habitantes de bairrosdegradados.<br />Atingiresteobjectivoimplicaquemais de 1.5 mil milhões de pessoastenhamacesso a águapotável e 2 mil milhõesacesso a sistema de saneamento. As taxa actuais de progressoestãoemmetade do queserianecessário, peloque se prevêquemaioria das regiõesnãocumpra o objectivo. Com o nível actual de concretização, apenas 20% dos paísesalcançarão as metas.<br />.<br />
  9. 9. OS OBJECTIVOS DO MILÉNIO<br />Objectivo 8: Promoverumaparceriamundialpara o Desenvolvimento<br />Meta 16: Emcooperação com osPaísesemDesenvolvimentoformular e aplicarestratégiasqueproporcionemaosjovens um trabalhodigno e produtivo;<br />Meta 17: Emcooperação com as empresasfarmacêuticas, proporcionar o acesso a medicamentosessenciais a preçoscomportáveisnospaísesemdesenvolvimento;<br />Meta 18: Emcooperação com o sector privado, tornaracessíveisosbenefícios das novastecnologias, em particular das tecnologias de informação e comunicação.<br />Actualmente, muitospaísespobrestêmencargossuperiores com o serviço da dívida do que com a superação dos seusproblemassociais. No entanto, já se abremperspectivaspara a redução da dívidaexterna de muitospaísesaltamenteendividados. Oscompromissosassumidosrecentementepelospaísesmaisricospermitemantecipar um aumentodaAjudaPúblicaaoDesenvolvimentonospróximoanos.<br />.<br />
  10. 10. Ex. 3 – AjudaPúblicaaoDesenvolvimento (ODM)<br />A ajudapúblicaémantidapelospaísesdesenvolvidosque se comprometememajudarfinanceiramenteospaísesemdesenvolvidos, 0,7% do seu PIB per capita anual. <br />Estacooperaçãoabrangedomínios, como o auxíliotécniconaconstrução de estradas, escolas, hospitais, unidadesagrícolas e industriais, e ainda, naconsolidação da democracia e reconhecimento dos Direitos do Homem e suasliberdadesfundamentais.<br />FORMAS DE AJUDA AO DESENVOLVIMENTO<br />
  11. 11. APD - AJUDA PÚBLICA AO DESENVOLVIMENTO<br />FORMAS DE AJUDA AO DESENVOLVIMENTO<br />
  12. 12. Notícia…<br />Osapoiosportuguesespara o desenvolvimentodiminuíramem2009. Um relatório da Organizaçãopara a Cooperação e o DesenvolvimentoEconómico (OCDE), divulgadoontem, revelaque Portugal deu, no anopassado, 371 milhões de eurosparafinanciarprojectosnospaísesemdesenvolvimento, especialmentenosPaísesAfricanos de LínguaOficial Portuguesa (PALOP) e Timor. Este valor representaumaquebra de 15,7% (tendocomoreferênciaospreços de 2008) emrelaçãoàsverbasdisponibilizadasem2008 – 453 milhões de euros – e coloca Portugal aindamaislonge das metas da ONU e da UE.<br /> Para cumprirosobjectivos de desenvolvimento do milénioestabelecidospela ONU para 2015, o Governoteria de disponibilizar0,7% do ProdutoNacionalBruto (PNB), ouseja, 1,14 mil milhões de euros, jáem2009. Jáparacumprir a meta da UniãoEuropeiapara2010, o nossopaísteria de canalizarmais de 912 milhões de euros, ouseja, 0,56% do PNB.<br />http://www.hojelusofonia.com/portugal<br />
  13. 13. O actual período de controlo do déficepúblico e de consolidaçãoorçamental, como forma de combateà actual crisefinanceira e com vista aocumprimento das regrasestabelecidaspeloPacto de Estabilidade e Crescimento da UE, dificultam o cumprimentodestasmetas dos Objectivos do Milénio. 
<br />AJUDA PÚBLICA AO DESENVOLVIMENTO PORTUGUESA<br />
  14. 14. Principaisregiões do Mundobeneficiárias da APD<br />Principaispaísesbeneficiários da APD<br />FORMAS DE AJUDA AO DESENVOLVIMENTO<br />
  15. 15. ☐Ex. 3 – PerdãoouAlívio da DívinaExterna<br />A dívidaexternae o pagamento dos jurosreduzem as possibilidadesde ospaísesmaispobresimplementaremestratégiaspara o seudesenvolvimento. Éporissoque o perdãoou o alívio da dívidaexternasãooutrasoluçãoparaatenuar as desigualdades entre paísesricos e pobres.<br />ADM – Anulação da Dívida Multilateral.<br />FORMAS DE AJUDA AO DESENVOLVIMENTO<br />
  16. 16. Paísesemquefoiperdoada a DívidaExterna<br />FORMAS DE AJUDA AO DESENVOLVIMENTO<br />
  17. 17. A Organização das NaçõesUnidas (ONU) foicriadaem 1945, após a II Guerra Mundial, tendoosprincipaisobjectivos:<br /><ul><li>garantir a paz e a segurançainternacionais;
  18. 18. fomentar a cooperaçãonaresolução de problemaseconómicos, sociais e humanitários;
  19. 19. promover o respeitopelosdireitoshumanos e liberdadesfundamentais, etc.</li></ul>O CONTRIBUTO DA ONU<br />
  20. 20. Organização das NaçõesUnidaspara a Alimentação e Agricultura (FAO)<br />Combate a fome e a pobreza e promove o desenvolvimentoagrícola e a melhoria das condições de vida das populações.<br />Organização Mundial de Saúde (OMS)<br />Coordenaprogramas de assistênciasanitária, principalmentenospaísesemdesenvolvimento. Participaemoperações de socorro e assistência a populaçõesatingidasporcatástrofesnaturais, guerras e/ouepidemias. <br />O CONTRIBUTO DA ONU<br />
  21. 21. Organização das NaçõesUnidaspara a Educação, Ciência e a Cultura (UNESCO)<br />Promove a cooperaçãointernacionalnasáreas da educação, ciência e cultura.<br />Fundo das NaçõesUnidaspara a Infância (UNICEF)<br />Promove a defesa dos direitos das crianças e procuradarrespostaàsnecessidadesbásicas e contribuirpara o seuplenodesenvolvimento.<br />O CONTRIBUTO DA ONU<br />
  22. 22. Banco Mundial<br />Concede assitênciatécnica e empréstimosapenas a paísesemdesenvolvimento, com o objectivo de promover o seudesenvolvimentoeconómico e social.<br />Alto Comissariado das NaçõesUnidasparaosRefugiados (ACNUR)<br />Existeparaassegurarosdireitos e bem-estar dos refugiados, prestando-lhesassistêcia no regressoaoseupaís de origemounainstalação no país de asiloounoutro.<br />O CONTRIBUTO DA ONU<br />
  23. 23. Fundo de População das NaçõesUnidas (UNFPA)<br />Trata-se de umaagência de cooperaçãointernacionalque visa assegurarquetodosospartossejamseguros, todososjovensfiquemlivres da HIV/AIDS e todas as meninas e mulheressejamtratadas com dignidade. <br />ProgramaConjunto das naçõesUnidassobre o HIV/SIDA (UNAIDS)<br />Pretendeprevenir o avanço do HIV, prestartratamento e assitênciaaosinfectados e paraosafectadospeladoença e, ainda, reduzir o impactosocioeconómico da epidemia.<br />O CONTRIBUTO DA ONU<br />
  24. 24. Programa Mundial de Alimentação (WFP)<br />Tem porintuitoerradicar a fome e a desnutrição, com o objectivo final de eliminar a próprianecessidade de ajudaalimentícia(nos campo de refugiados e outrassituações de emergência, porexemplo) .<br />Fundo das NaçõesUnidaspara as Mulheres (UNIFEM)<br />Proporciona a assistênciafinanceira e técnicaaosprogramasquevisem: a redução da feminização da pobreza e da exclusão, a promoção do fim da violência contra a mulhere a igualdade de géneros.<br />O CONTRIBUTO DA ONU<br />
  25. 25. Programa das NaçõesUnidaspara o MeioAmbiente (PNUMA)<br />Éresponsávelporpromover a conservação do meioambiente e o usoeficiente de recursos no contexto do desenvolvimentosustentável.<br />ProgramaConjunto das naçõesUnidassobre o HIV/SIDA (UNAIDS)<br />Fomenta o crescimento e a estabilidadeeconómicamundial, concedendoassitênciatécnica e/ouempréstimos a todosospaíses-membros com problemas de financiamento da suabalança de pagamentos.<br />O CONTRIBUTO DA ONU<br />
  26. 26. Programa das naçõesUnidaspara o Desenvolvimento (PNUD)<br />Produzestudos e relatóriossobre o desenvolvimentohumano e apoiaprojectosquecontribuemparamelhorar as condições de vida de populaçõesdesfavorecidas. <br />Éresponsávelpelo IDH e publica o Relatório de DesenvolvimentoHumano .<br />LINKS<br />http://www.greenpeace.org/portugal/pt/Multimedia/videos/Accao-da-Greenpeace-no-Cais-do-Sodre/<br />O CONTRIBUTO DA ONU<br />
  27. 27. As OrganizaçõesNãoGovernamentais (ONG) sãoassociaçõesda sociedade civil, sem fins lucrativos, nãodependentes do poderestatal, quedefendem o respeitopelosdireitoshumanos e contribuempara a resolução de problemaseconómicos, sociais e ambientais. <br />Contam com o apoio da opiniãopública, a participação de voluntários e a angariação de donativosparaintervirememtrêsáreas: a ajudahumanitária e de emergência, a cooperaçãopara o desenvolvimento e a educaçãopara o desenvolvimento.<br />O PAPEL DAS ONG’S<br />
  28. 28. AS ONG’S – OrganizaçõesNãoGovernamentais<br />AMNISTIAINTERNACIONAL<br />Denuncia as violações contra osDireitosHumanos.<br />CRUZ VERMELHA<br />Acçõessociais de ajudaaodesenvolvimento, a intervençãoemsituações de emergência e garantia dos direitoshumanos.<br />MÉDICOS SEM FRONTEIRAS<br />Assistênciamédica a populaçõescarenciadas.<br />
  29. 29. AS ONG’S – OrganizaçõesNãoGovernamentais<br />CARITAS<br />Assistência e protecção social. A suamissãoétrabalharparaconstruir um mundomelhor, especialmenteparaospobres e oprimidos.<br />ASSOCIAÇÃO MÉDICA INTERNACIONAL<br />Intervémemsituações de crise e emergência no combateàfome e pbreza.<br />SOS RACISMO<br />Propõeumasociedademaisjusta, igualitária e intercultural ondetodos, nacionais e estrangeiros com qualquer tom de pele.<br />
  30. 30. EXEMPLOS DE ONG’S PORTUGUESAS<br />Associaçãopara a cooperação entre povos<br />Visa contribuirparaa cooperação e de reforçomútuo entre associaçõesnãogovernamentais, em particular dos países de línguaoficialportuguesa.<br />AssociaçãoNacional de Conservação da Natureza<br />Visa o interessepelaConservação da Natureza e dos RecursosNaturaisnumaperspectivade desenvolvimentosustentado.<br />GREENPEACE<br />Defesa do meioambiente<br />
  31. 31. EXEMPLOS DE ONG’S PORTUGUESAS<br />Bancoalimentar contra a fome<br />Combate a fomeatravés da recolha de alimentosjunto da população civil. <br />OrganizaçãoNãoGovernamental do Ambiente<br />Visa contribuirpara a EducaçãoAmbiental.<br />FUNDO MUNDIAL PARA A VIDA SELVAGEM E NATUREZA MÉDICA INTERNACIONAL<br />Conservação da Natureza, em especial a protecção de animais.<br />
  32. 32. LINKS<br />AS ONG’S - LINKS<br />GREENPEACE - actuação<br />http://www.greenpeace.org/portugal/pt/Multimedia/videos/Accao-da-Greenpeace-no-Cais-do-Sodre/<br />GREENPEACE- vídioinstitucional<br />http://www.youtube.com/watch?v=JniWdP0MO7s<br />Cruz Vermelha - actuação<br />http://www.youtube.com/watch?v=ja8K4XRfmpk<br />Cruz Vermelha –vídeoinstituicional<br />http://www.youtube.com/watch?v=LIuv3EzefUM<br />Médicossemfronteiras<br />http://www.youtube.com/watch?v=jZM-0yw-dd4<br />
  33. 33. LINKS<br />AS ONG’S - LINKS<br />Aministiainternacional<br />http://www.dailymotion.com/video/x2e2gq_amnistia-internacional_shortfilms<br />http://www.youtube.com/watch?v=nrwZ5naXfhQ<br />http://www.youtube.com/watch?v=yrxM3gR5dLQ<br />
  34. 34. Outros tipos de iniciativas…<br />OUTROS TIPOS DE INICIATIVAS…<br />
  35. 35. LINKS<br />WE ARE DE WOLD – USA FOR HAITI (2010)<br />http://www.youtube.com/watch?v=0tobr7dSPNk<br /> <br />WE ARE DE WOLD – USA FOR AFRICA (1985)<br />http://www.youtube.com/watch?v=k2W4-0qUdHY<br />LIVE AID 1985 (U2)<br />http://www.youtube.com/watch?v=sHnXOSxka1Q<br /> <br />LIVE AID 2005 (U2)<br />http://www.youtube.com/watch?v=tr7PIBGW3VY<br />

×