Educação aberta e à distância

157 visualizações

Publicada em

e-Fólio A

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
157
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Educação aberta e à distância

  1. 1. Educação Aberta e à Distância E-Fólio A Cláudia Mestre_1303257_11010_14_01
  2. 2. Introdução O nosso tempo apresenta problemas absolutamente novos e desafios nunca antes conhecidos na educação aberta e à distância, experimentando mudanças aceleradas e que têm reflexos em todos os domínios da atividade educativa. Esta situação tão complexa e tão cheia de incógnitas, exige de todos maior e melhor participação tendo em vista o aparecimento de formas de intervenção mais adequadas, mais eficazes e mais conscientes. Atualmente, a sociedade é caraterizada por vários autores, como uma sociedade em rede. Em termos educativos, o elemento principal destas redes são as comunidades de aprendizagem. Muito embora o processo de aprendizagem esteja associado a mudanças cognitivas individuais, os contextos que enquadram esta atividade são sempre constituídos por outras pessoas, através de partilhas e por um potencial comum de desenvolvimento cognitivo.
  3. 3. Gerações EAD e Gerações de Pedagogia • A ideia do ensino á distância tem já alguns anos. Está dividida em três gerações, nomeadamente o ensino por correspondência, que marca o início da EAD, a telescola, modalidade que incorporava o uso da televisão através de aulas previamente gravadas por emissoras educativas e a comunicação interativa, ou seja, redes de comunicação como a Internet e a videoconferência. Espalhou-se pelo mundo de forma rápida e tem vindo a ganhar força no mercado, através do investimento corporativo e da exigência do mercado de trabalho. • Surgiram também em períodos diferentes, as pedagogias cognitivo-behaviorista, fundamentadas em programas de treinamento específicos e com demonstração comportamental, as pedagogias socioconstrutivas que se verbalizavam pela construção pessoal do conhecimento e geralmente eram agrupadas no construtivismo social e as pedagogias conectivistas, i.e, o desenvolvimento do conetivismo na era de informação.
  4. 4. Ensino-Aprendizagem • A Educação Aberta e á Distância é um processo de ensino - aprendizagem não-presencial onde o docente e os alunos não estão fisicamente juntos, ou seja, a sala de aula é virtual, sendo que também é concebido de forma presencial. Para isso é instituído um conceito e são produzidos processos para que os objetivos se materializem. Depende da integração e comunicação da totalidade dos envolvidos, surgindo a aprendizagem colaborativa como ponto principal.
  5. 5. Software Livre • Os ambientes do ensino à distância são desenvolvidos através de softwares livres e com recursos que podem ser disponibilizados no sistema através de materiais e atividades, mas independentemente disso, é necessário que as ponderações pedagógicas estejam presentes, planificadas, implementadas e avaliadas, envolvendo assim uma integração do docente e dos alunos. Esta abordagem revolucionária baseia-se na Web como um tipo de plataforma.
  6. 6. Definição • Não existe uma definição específica de Educação Aberta e à Distância, visto que ela representa a evolução da educação no mundo da World Wide Web, a partir de uma série de sites estáticos para um ambiente global em que o software on-line, as aplicações multimédia e a ligação de banda larga oferecem uma ampla gama de informações/conteúdos e uma interação mais estreita entre os usuários, e na forma como ela é encarada por alunos e docentes.
  7. 7. Caraterísticas da EAD • É luz. Os modelos de desenvolvimento educativo, os processos e os planos educacionais tornam-se mais claros. A leveza está associada á capacidade de compartilhar os conteúdos e serviços com facilidade, através da implementação de elementos modulares diretos; • É social. Os alunos através da socialização movem-se gradualmente entre os membros do mundo físico e o mundo virtual; A partir da análise das demonstrações de vários autores ao moodle da UAB e a outros sites, as características da EAD podem ser resumidas das seguintes formas: • É uma plataforma. Passámos de software instalável nos PC’s, para serviços de software disponíveis online; • É uma funcionalidade. Ajuda na transferência de conteúdos e serviços a partir de sites; • É simples. Facilita o acesso e o uso de serviços educativos usando interfaces amigáveis.
  8. 8. Caraterísticas da EAD • É flexível. O software está num nível mais avançado, pois permite o acesso a conteúdos digitais anteriormente indisponíveis; • É participativa. A EAD adotou uma estrutura de participação que incentiva os alunos a melhorar a aplicação; • Está nas nossas mãos. A sua organização e caracterização enfatizam uma interação amigável. Graças á interação social, a informação é sempre mais e facilmente disponibilizada. • A EAD é um agente ativo no desenvolvimento da educação online, multiplicando, por milhões, os alunos deste novo ecossistema. A colaboração passa a ser a palavra de ordem, permitindo a criação de novas formas de organização e a criação de uma extensão virtual de organizações e pessoas, mudando comportamentos e atitudes face ao papel da EAD nas nossas vidas.
  9. 9. Web 2.0 e a EAD Quando se fala em educação, torna-se importante tomar consciência das novas tendências, compreender que para chegarmos mais rápido às necessidades dos estudantes, os professores terão de alterar, radicalmente, atitudes, enquadramentos teóricos, usos educativos, bem como o papel motivador que podem ter, para os alunos, no uso da Web 2.0 na aprendizagem disciplinar. A Web 2.0 permitiu abrir as portas da escola, valorizando diversificados processos de interação, de produção e de divulgação de conhecimento com repercussões positivas na educação aberta e à distância. Assim sendo destacam-se algumas funcionalidades que a Web 2.0 tem na EAD: Fonte de informação e recursos; Derrube de barreiras geográficas e temporais; Apoio ao ensino presencial; Novo modelo de aprendizagem; Fonte de comunicação; Facilitadora de interação e aprendizagem colaborativa.
  10. 10. • Em suma, uma alteração significativa que temos assistido nos últimos anos Resumindo… tem a ver com a qualidade de informação gerada, vivemos um momento único na história da humanidade em que já não é possível encontrar alguém que seja portador de toda a informação sobre uma determinada área do conhecimento. Esta alteração vai mudar radicalmente a forma de trabalhar/estudar, obrigando a trabalhar/estudar em rede, isto é, a nossa forma de trabalhar/estudar vai aproximar-se da forma de funcionamento da Internet, onde também não há um computador que contenha todo o conhecimento em rede, antes existem uma infinidade de computadores interligados que trocam informações entre si, de forma contínua. A maioria dos sites deixaram de ser estruturas inflexíveis e estáticas e começaram a ser plataformas onde as pessoas podem contribuir com o seu conhecimento para o bem-fazer de outros usuários e visitantes. • A EAD promove e simplifica a obtenção de saber, tendo impacto na educação. Um dos aspetos negativos desse impacto é que a maioria dos estudantes procura na internet a informação já processada, o que não estimula o pensamento crítico.

×