Comunicação comparada - Aula 7

350 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
350
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comunicação comparada - Aula 7

  1. 1. DEPENDÊNCIA TECNOLÓGICA NO JORNALISMO IMPRESSO, RÁDIO, TV E WEB;
  2. 2. MÍDIAS DIGITAIS E SEU CONTEXTO Os ambientes virtuais e as tecnologias móveis estão dentro do contexto da emergência das mídias digitais com: - Desenvolvimento das tecnologias da informação na formatação da sociedade em rede (CASTELLS, 1999),  - O surgiemento da nova mídia (MANOVICH, 2001),  - da cibercultura com a microeletrônica (LEMOS, 2002; LÉVY, 1999)  - e/ou da cultura da mobilidade (SANTAELLA, 2007).
  3. 3.  A articulação entre ambientes virtuais e tecnologias móveis como plataformas para a produção jornalística passa pela compreensão também do fenômeno da comunicação móvel (LEMOS, 2009; CASTELLS, 2006) ou mais especificamente do jornalismo móvel (SILVA, 2008, 2009; PELLANDA, 2005) como apropriação de uma estrutura que permite o trabalho do repórter em campo.
  4. 4.  Esses ambientes virtuais de produção, que se caracterizam pela interface entre o espaço urbano e o espaço virtual a partir do uso de conexões sem fio e tecnologias móvies se aproximam do que Sousa e Silva (2006) vai chamar de espaço híbrido (físico e virtual), Santaella (2007) de espaços intersticiais e Lemos (2007) de territórios informacionais
  5. 5. CULTURA DA MOBILIDADE  Para Lemos (2009) a mobilidade é central na comunicação. Santaella (2007), Beilgueman (2006), Lemos (2009) vão falar que estamos vivenciando uma cultura da mobilidade ou o paradigma da mobilidade.  Castells e et al (2006, p.127) também pensam assim: "os dispositivos móveis são pessoais, portáteis e se pode caminhar com eles"
  6. 6.  As mídias digitais, constituídas pela Internet e os celulares, também perpassam as mídias analógicas porque o processamento por trás é a digitalização (SANTAELLA, 2007) ou transcodificação (MANOVICH, 2001) ou a base das tecnologias da informação (CASTELLS, 1999).
  7. 7. JORNALISMO MÓVEL  O uso de tecnologias móveis como plataformas de produção vai impactar o jornalismo impresso, o radiojornalismo, o telejornalismo e o webjornalismo na sua rotina jornalística (multi-tarefa), na produção para multiplataformas (rádio, televisão, jornal, celular e Internet) e dentro de um processo de convergência como coloca Jenkins (2006) ao falar de narrativas transmidiáticas.
  8. 8. Multiplos suportes Narrativa transmidiática (distribuição por multiplas plataformas midiáticas – celulares, internet, cinema, televisão, impressos, rádio)‫‏‬ Cultura da convergência Convergência (tecnológica, empresarial, conteúdos e profissional)‫‏‬
  9. 9.  Fim

×