história ?

1.744 visualizações

Publicada em

yes *-*

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.744
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
270
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

história ?

  1. 1. ESI- Colégio São Carlos En. Fundamental História Julia & Clarissa 7°/71 Cap. 12 1° Reinado O primeiro reinado compreende o período entre 7 de setembro de 1822, data em que D. Pedro I proclamou a independência do Brasil, e 7 de abril de 1831, quando abdicou do trono brasileiro. O primeiro reinado caracterizou-se por ser um período de transição. Foi marcado por uma grande crise econômica, financeira, social e política. A efetiva consolidação da independência do Brasil só ocorreria a partir de 1831, com a abdicação de D. Pedro I. Índice 1- Independência brasileira 2- O estado nacional brasileiro 3-Assembléia constituinte 4-A carta outorgada de 1824 5-A Confederação do Equador 6-O declínio do Primeiro Reinado 7-A Guerra de Cisplatina 8-A abdicação de D. Pedro I
  2. 2. Senhor, senhor! Portugal está exigindo que volte imediatamente para lá. Você terá que proclamar a independência agora! Então, se for assim, eu proclamo: INDEPENDÊNCIA OU MORTE! A metrópole de Portugal estava querendo recolonizar o Brasil. Por este motivo estava obrigando D. Pedro a voltar para lá. Mas ele se recusou a ir. E no dia 7 de setembro, ele proclamou a Independência brasileira. Em 12 de outubro de 1822, D. Pedro foi coroado imperador, com o título de D Pedro I.
  3. 3. Com a declaração de independência. Começou a ser montada a organização política que comandaria o destino do novo país , dando início á construção do Estado nacional Brasileiro. Mesmo com este novo governo, ainda foram excluídos os negros africanos e seus descendentes mantidos, os povos indígenas, os homens livre pobres, e a população feminina. Esta nova ‘’nação’’ que surgia no ano de 1822, com a construção do novo estado, visava apenas garantir a manutenção da orem da ordem e os benefícios da elite fundiária. Devido a todo o preconceito sofrido, os povos discriminados resolveram lutar para conseguir justiça. Lutavam e ofereciam resistências, exigindo um diferente regime político, ou seja, uma ordem social e novas formas de organização da economia. Mudou o governo, mas ainda somos descriminados. É verdade!
  4. 4. Este novo estado nacional, propôs que promovessem um amplo conjunto de mudanças nas antigas instituições do período colonial. Por este motivo logo após a proclamação da independência, no dia 3 de março de 1823, se foi criado uma Assembléia Constituinte. A maior parte dos integrantes eram, os grandes proprietários, membros da igreja, juristas e altos funcionários públicos. Um dos primeiro trabalhos apresentados , proposto pelo deputado Antonio Carlos de Andrada, foi um projeto de costiuição. Que prezava pela soberania do poder legislativo. E pela adoção do critério para as eleições. Ou seja, eles teriam de comprovar rendas elevadas.
  5. 5. Depois da Assembléia Constituinte de D. Pedro, foi criado o conselho do estado, formado por 10 membros. Para ajudar a redigir a carta constitucional. Em 1824 foi outorgada a primeira constituição brasileira. Entre outras coisas, ela determinava o estabelecimento de uma monarquia hereditária, a oficialização da religião católica, a subordinação da igreja ao controle do estado e o estabelecimento de quatro poderes de estado: Executivo, Judiciário, Legislativo e o Moderador. A carta outorgada mantia a escravidão existente no período colonial e o preconceito da maior parte da população. Concentrava os principais poderes na mãos do Imperador, Dom Pedro tinha muitos direitos e era o principal poder político brasileiro consagrando a forma centralizada de governo. Lesgislativo, Judíciario, Executivo e Moderador.
  6. 6. A confederação do Equador foi um movimento revolucionário, de caráter emancipacionista e republicano. Os insurgentes proclamarão a república da religião que teve este como nome. Devido a proximidade da linha do Equador. As pessoas que eram contra a escravidão decidirão acabar o trafico negreiro, e estabelecer o recrutamento geral para enfrentar as tropas monarcas. Para o Imperador acabar com estas revoltas enviou suas tropas e buscou reforços contratando navios ingleses. A revolta foi logo derrotada pela violenta repreção vinda por terra e mar, muitos revoltosos foram condenados ezecutados. Chega de escravidão!
  7. 7. Até 1826 Dom Pedro I governou o Brasil sem a participação da elite Brasileira. Com isto surgiram muitas criticas, e vários jornais passaram a combater este governo. As relações entre o imperador e as elites brasileiras, foram se tornando cada vez mais difícil. Dom Pedro I se afastou mais dos aristocratas e aproximou-se de elementos Portugueses ligados a administração e ao comércio. Devido à esta aproximação, somada com as dificuldades econômicas do país atraio uma imagem para o Imperador, fazendo com que ele perdesse cada vez mais fieis seguidores. Fora Dom Pedro.
  8. 8. A guerra da Cisplatina ou campanha da Cisplatina foi um conflito ocorrido entre o Império do Brasil e a Províncias Unidas do Rio da Prata, no período de 1825 a 1828, pela posse da Província Cisplatina, a região da atual República Oriental do Uruguai. Na historiografia argentina é denominada como Guerra do Brasil. Foi o primeiro de quatro conflitos armados internacionais que o Brasil lutou pela supremacia sul-americana. Troquem de governo!
  9. 9. Devido à todos os fatores anteriores a insatisfação do povo com Dom Pedro I chegou ao Maximo em 1830. Dom Pedro visitou Ouro Preto e lá foi recebido com faixas negras de luto. Retornou ao Rio de Janeiro e lá avia localizado uma recepção a titulo de desagrado pela hostilidade dos mineiros. Esta atitude atraiu a oposição Nacionalista e começaram conflitos entre brasileiros e português. Estavam armados de paus e garrafas, esta ocasião foi conhecida como a noite das garrafadas. Para acabar com a crise ele formou o ministério liberal, formado por apenas brasileiros. Porém dias depois, nomeou o novo gabinete formado por seus próprios amigos, o chamado ministério dos marqueses. No dia seguinte milhares de populares sairão exigiram a volta do ministério brasileiro. Este desejo foi consebido no dia 6 de abril. E logo depois na madrugada do dia 7 de abril 1831 Dom Pedro I abdicou do trono. Devido ao seu filho de 5 anos, Dom Pedro de Alcântara. E foi para Portugal.

×