Taxas de juro vs comissões

604 visualizações

Publicada em

Análise do Peso das Comissões Bancárias nos Encargos Financeiros das Empresas

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
604
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
79
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Taxas de juro vs comissões

  1. 1. TAXAS JURO VS COMISSÕES CJA Business Consulting site www.cja-bc.com mail carlos.jeronimo.augusto@cja-bc.comtlm 911161776 1 O peso das Comissões nos Encargos Financeiros NOVEMBRO 2013
  2. 2. TAXAS JURO VS COMISSÕES CJA Business Consulting site www.cja-bc.com mail carlos.jeronimo.augusto@cja-bc.comtlm 911161776 2 I CONSTATAÇÃO A pergunta dos clientes mais recorrente na minha actividade, quer quando estava na Banca, quer como Consultor é “ qual é a taxa de juro? ”. É extremamente positivo este cuidado, dado que só quem pensa pagar se preocupa com quanto vai pagar. Mas … Raramente, ou só numa fase muito mais adiantada aparece a pergunta “ e as comissões?”. E este silêncio acerca das comissões é música para os ouvidos dos bancos. É perfeitamente justo que os bancos cobrem comissões. Além de emprestarem o dinheiro e com a respectiva taxa de juro terem a remuneração do mesmo, para emprestarem têm uma série de encargos de que devem ser ressarcidos. Mas … É que nas operações de crédito muitas vezes o custo total anualizado das comissões ultrapassa os 20 ou 30% dos encargos com as mesmas (veremos alguns exemplos abaixo). Compete aos Bancos tentar maximizar as suas receitas, mas compete aos Clientes serem atentos.
  3. 3. TAXAS JURO VS COMISSÕES CJA Business Consulting site www.cja-bc.com mail carlos.jeronimo.augusto@cja-bc.comtlm 911161776 3 II EXEMPLOS PRÁTICOS 1 Conta Corrente Caucionada de 100.000 € Spread 5% Comissão Organização 1.2% ao ano Comissão Imobilização 2% ao ano a) Se a utilização média anual for de 100% os custos serão: Encargos Financeiros Totais….. 6.700€ As Comissões representam +- 18% dos Encargos Financeiros Totais e temos um custo total de 6.7% para os 100.000 utilizados. b) Se a utilização média anual for de 80.000€ os custos serão: Encargos Financeiros Totais….. 6.400€ As Comissões representam 25% dos Encargos Financeiros Totais e temos um custo total de 8% para os 80.000 utilizados. c) Se a utilização média anual for de 60.000 os custos serão: Encargos Financeiros Totais 5.300€ As Comissões representam 34 % dos Encargos Financeiros Totais e temos um custo total de 8.8 % para os 80.000 utilizados.
  4. 4. TAXAS JURO VS COMISSÕES CJA Business Consulting site www.cja-bc.com mail carlos.jeronimo.augusto@cja-bc.comtlm 911161776 4 2 Empréstimo Médio Longo Prazo 100.000 a 5 Anos Spread 6% Comissão Gestão Anual Sobre 100.000 1.5% Encargos Financeiros Totais 30.000€ As Comissões representam 25 % dos Encargos Financeiros Totais e temos um custo total de +- 9 %. 3. Desconto Letra 16.000 a 90 dias, reformada no vencimento, domiciliada e sem protesto ( as condições mais económicas ) Spread 4% Comissão Desconto 1.5% Máximo 200€ Comissão Reforma 25€ Encargos Financeiros Totais 425€ As Comissões representam 53% dos Encargos Financeiros Totais e temos um custo total superior a 10 % ao ano.
  5. 5. TAXAS JURO VS COMISSÕES CJA Business Consulting site www.cja-bc.com mail carlos.jeronimo.augusto@cja-bc.comtlm 911161776 5 III RECOMENDAÇÃO Os exemplos acima, com condições normalmente praticadas pela Banca Nacional, mostram o peso extremamente elevado que as Comissões podem ter nos Encargos Financeiros Totais. Sem por em causa, como já referimos acima, a legitimidade da aplicação de Comissões às Operações de Crédito por parte da Banca, compete ao Cliente alargar o seu âmbito de atenção ao preço, até agora focalizado nos spreads praticados, às comissões associadas a cada operação. Para além do importante peso relativo das Comissões, por norma é muito mais fácil para o nosso interlocutor no Banco, melhorar as condições nas Comissões que nos Spreads… IV NOTA (imposto selo crédito) Acima abordámos apenas a temática proveitos dos bancos, mas uma atenção similar tem de ser dada à componente fiscal das operações de crédito. Por exemplo uma garantia bancária a 90 dias que seja prorrogada três vezes por iguais períodos, pagará 4 vezes imposto de selo. Se a comissão for bem negociada pagará quase tanto de imposto como de comissão. Com as comissões de prorrogação o custo total será mais do dobro, do que se tivesse solicitado uma garantia a 1 ano… Outro exemplo de uma letra ou livrança de 20.000€ que seja reformada no prazo de um ano, de 90 em 90 dias para 15.000, 10.000 e 5.000, pagará imposto selo sobre cada letra, logo sobre 60.000…
  6. 6. TAXAS JURO VS COMISSÕES CJA Business Consulting site www.cja-bc.com mail carlos.jeronimo.augusto@cja-bc.comtlm 911161776 6 Pormenores, que por vezes são maiores… CONCLUSÃO Importa cada vez mais um olhar global sobre os temas. Nas operações de crédito, atenção não só aos spreads, mas também às comissões e a fiscalidade das mesmas. Podem-se ter poupanças extremamente relevantes. Uma possibilidade é o Apoio Especializado na Relação com a Banca. Uma grande atenção, a correcta negociação e a integração entre as negociações com a Banca, com os Fornecedores e com os Clientes, podem levar a poupanças extremamente relevantes, por vezes decisivas entre o sucesso e o insucesso de um negócio. Contacte-nos CJA Business Consulting

×