Senac Riachuelo.
Curso Técnico em Podologia
Oficina: Análise Epidemiológica das Patologias Podais de um Grupo
Professora: ...
1. Introdução
Os pés, relegados normalmente ao último plano, nos cuidados corporais, pode revelar-se
uma fonte permanente ...
A EXPERIÊNCIA EM CONSULTÓRIO APONTA AINDA COMO FATORES QUE
CAUSAM MAIOR TENDÊNCIA A FISSURAS:
OBESIDADE • RAÇA • PROBLEMAS...
Resumo da oficina de Políticas e
Práticas de Saúde
Nesta oficina aprendemos sobre a cadeia de transmissão dos agentes infe...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Fissura plantar

3.292 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.292
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
42
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fissura plantar

  1. 1. Senac Riachuelo. Curso Técnico em Podologia Oficina: Análise Epidemiológica das Patologias Podais de um Grupo Professora: Carla Simões Alunas: Cíntia Luna, Jaquelina, Cristiane e Andreia Marcelino
  2. 2. 1. Introdução Os pés, relegados normalmente ao último plano, nos cuidados corporais, pode revelar-se uma fonte permanente de dores e saliência esteticamente desagradáveis. Das podopatias (doenças nos pés), uma das que mais se destacam no sexo feminino, principalmente, é a Rachadura no Calcanhar ou Fissura Calcânea (lesões lineares ou estreitas da pele). 2. O que são rachaduras ou fissuras calcâneas? São lesões lineares, com espessamento e endurecimento, com perda de elasticidade que abre a pele. As fissuras calcâneas podem variar em espessura; algumas lesam a pele apenas superficialmente e, outras podem até atingir tecidos profundos, com sangramento, devido ao espessamento e endurecimento da camada externa da pele (hiperqueratose), onde o tecido perde a elasticidade e abre, pela pressão ao se movimentar. Às vezes, atingem os nervos, presentes na derme (segunda camada da pele), causando sangramento e a dor é como se cortasse a pele, com uma navalha. 3. Quais são as causas das rachaduras? IDADE: Responsável natural pelo surgimento e aumento do número de dobras na pele. HÁBITOS ALIMENTARES: Por exemplo, o ácido úrico quando não é eliminado pelo organismo, ataca as articulações das mãos e dos pés, provocando também lesões cutâneas que podem ser confundidas com micoses e pé de atleta. De acordo com sua taxa, o paciente deve evitar reduzir ou mesmo eliminar o consumo de carnes gordas, defumadas ou de animais em crescimento, sardinhas, crustáceos, vísceras de boi, miolo, miúdos de frango, vagens, lentilhas, grão-de-bico, espinafre e cerveja. Para ajudar a eliminar o ácido úrico: Queijo, leite e ovos. QUANTIDADE DE ÁGUA INGERIDA: É indicado um mínimo de 5% em litros, do peso corporal. USO DE MEDICAMENTOS: Podem afetar diretamente a elasticidade da pele. EXPOSIÇÃO DA PELE A AGRESSÕES QUÍMICAS E DE SOLO Intensificam o ressecamento da pele, agridem e contaminam os ferimentos. USO DE MEIAS E SAPATOS INADEQUADOS: Meias de material sintético facilitam a proliferação de fungos / bactérias, e sapatos apertados, folgados demais ou desprovidos de palmilhas podem ocasionar o surgimento de bolhas, esfolamento e calosidades.
  3. 3. A EXPERIÊNCIA EM CONSULTÓRIO APONTA AINDA COMO FATORES QUE CAUSAM MAIOR TENDÊNCIA A FISSURAS: OBESIDADE • RAÇA • PROBLEMAS HORMONAIS Todos estes fatores podem ser apontados como determinantes para o surgimento, persistência ou agravamento do quadro clínico de pacientes portadores de fissuras nos pés. 4. Prevenção Geralmente achamos que temos que lixar os pés até ficar bem fininho, ou eliminar toda queratose, mas isso é muito errado! Pois quando lixamos os nossos pés abusivamente sem controle e conhecimento, vamos ter mais problemas, vai ser aumentado a queratose, fissuras, pois o nosso organismo entende este lixamento maior como uma agressão e com isso ele vai querer se defender gerando mais queratoses. Tudo tem um limite, a Podóloga sabe exatamente o quanto pode ser removido sem prejudicar a saúde de seus pés. Tratamentos Para todos os casos analisados foi indicado o mesmo tratamento dividido em DUAS  ETAPAS: 1) TRATAMENTO APLICADO NO CONSULTÓRIO: • ASSEPSIA • DESBASTAMENTO das calosidades geradas em torno das fissuras pela demora da cicatrização. (Estes excessos de pele ressecada, quando forçados pela movimentação, são responsáveis pela reabertura dos ferimentos, fazendo com que as cissuras se tornem cada vez mais profundas.)''' • LIXAMENTO PLANTAR melhorando a qualidade da superfície da pele. • HIDRATAÇÃO COM CREME ESPECÍFICO (Corrigindo o ressecamento da pele e restaurando sua elasticidade). 2) RECOMENDAÇÕES AO PACIENTE: • HIGIENIZAÇÃO (Lavar e enxugar muito bem os pés, com toalha à parte). • Utilização do CREME HIDRATANTE abundantemente, pela manhã e à noite. • Sempre utilizar MEIAS DE ALGODÃO para favorecer a absorção do creme, proteger as rachaduras e evitar a proliferação de fungos e bactérias. • Calçar, durante o tratamento, apenas SAPATOS ADEQUADOS (sempre fechados, evitando expor os ferimentos a agressões químicas e de solo).
  4. 4. Resumo da oficina de Políticas e Práticas de Saúde Nesta oficina aprendemos sobre a cadeia de transmissão dos agentes infecciosos, passamos pelo mundo dos microorganismos, o que são, quem são as bactérias, os fungos e os protozoários. Falamos também a respeito de infecção, inflamação e infestação. Suas principais diferenças e peculiaridades. E, por fim, falamos sobre as vias de penetração e de eliminação dos agentes infecciosos. Resumo da oficina UOT (Unidade de orientação para o trabalho) Nesta oficina falamos sobre o mercado de trabalho, como homeCare, asilos, área hospitalar, locais de trabalho, clinicas. Também abordamos assuntos como especialização em pés diabéticos (uns do carro chefe da podologia). Abordamos algumas podopatia, seus termos técnicos e definições. Falamos sobre óleos essenciais e alguns tratamentos. Resumo da Oficina de Promoção à Saúde Podal. Nesta oficina falamos um pouco mais sobre células e suas propriedades, passamos por tecidos, tipos e funções, falamos sobre ossos, sua classificação quanto ao tipo e forma. Passamos pela coluna vertebral, posição anatômica, planos e eixos, esqueleto humano, sobre os 206 ossos que possuímos, as funções, características, etc.

×