Escola Estadual Gustavo Rodrigues da Silva   Tosco em versos   Adaptação: 1º ano A - Ensino Médio - 2012             Organ...
Apresentação                                     Tauana Kely Q. de SouzaTosco é um jovem comum,Tem um jeito manipulador,Re...
Capítulo 1                                  Bruna BarbosaMinha vida só tinha tristeza,Meu pai vivia bebendo,Minha mãe semp...
Capítulo 2                                         Cariéle O. SouzaQuando tinha nove anos,Tinha fama por conseguir o que q...
Minha mãe, filho nunca quis ter.Mas também nunca pedi pra nascer.E nessa raiva bandida,Ficava fulo da vida!
Capítulo 3                                    Caroline Matias de JesusEscola, parque de diversõesbronca todo diaprofessore...
Capítulo 4                                    Crisley Cássia B. CarvalhoConheci o Pitbullque me desafiou a fumar,Na hora d...
Capítulo 5                                 Daiane Alexandre AlvesEra só zoaçãofazer faculdade e ser doutor,mas não era tão...
Capítulo 6                                     Caroline Matias de JesusO Samuel encontrei,meio de longe olhei,combinamos d...
Capítulo 7                                       Maria Letícia R. SilvaTosco estava ferrado,Por ter dedurado a turma,Quand...
Capítulo 8                                    Fabiana dos S. P. de SouzaCom muito medo, caderno velhoe caneta peguei.Para ...
Aí me senti incomodadoVi o Samuel com a Leka,Fiquei com raiva,Pois não podia acreditarE mais ainda maisQuando vi a motoQue...
Capítulo 9                                    Fernanda C. SantosUma nova escola conheci,Com muitas meninas e meninos por a...
Capítulo 10                                        Karine CavalcantePara irmos à quadraO professor nos convidou,Montamos u...
Muito, eu penseiE no horário combinado,Eu cheguei.O professor me entregouLápis, caderno, canetas e borracha.Entregou-me ta...
Capítulo 11                                      Kélita Ferreira da SilvaTudo começou a ser diferente,Estava mais quieto e...
Capítulo 12                                     Larissa MirandaCom a notícia,Muito alegre fiquei,O líder do grupoMe tornei...
Capítulo 13                                  Gabriel Batista NogueiraApós as besteiras que fiz,fiquei sem graça,fiquei pen...
Capítulo 14                                             Letícia GonçalvesA escola faltei,uma história para o professor Jef...
Capítulo 15                                   Letícia NunesDe um pedido do professorUm círculo se formou.Mas, o que isso s...
Capítulo 16                                 Maria Antonieta P. Lima AraújoTosco, “tosquinho”, “toscão”,“Se liga”, seu cabe...
Capítulo 17                              Maria Letícia R. SilvaApesar de muito cansado,Tosco na escolaSeu desempenho melho...
Capítulo 18                          Tiago Ramos ValentimAgora eu mudei,Mudei pra melhor,Melhor porque trabalho,Trabalho f...
Capítulo 19                               Naiara RodriguesNum dia de chuvapoucos foram a escolafizemos uma rodae jogamos c...
Capítulo 20                                     Oélita R. CastroNo banheiro viToscos agredir um emoRecuado num canto,Cena ...
No corredorCom o professor esbarrou!Reagiu como se nada tivesse acontecidoE no meio dos alunos sumiu.
Capítulo 21                             Paulina Ferreira dos Santos NetaO ensino médio estava chegando ao fimEu tinha dois...
Capítulo 22                                  Samuel FerreiraCom meu esforçocomecei a batalharna sociedade,pelo meu lugar.N...
Epílogo                                        Tamires Aparecida Messias     Depois de tudo,     Aprendi a viver     E os ...
Capa e ilustrações: Naiane Antunes
Tosco em versos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Tosco em versos

13.738 visualizações

Publicada em

2 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.738
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.407
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
54
Comentários
2
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tosco em versos

  1. 1. Escola Estadual Gustavo Rodrigues da Silva Tosco em versos Adaptação: 1º ano A - Ensino Médio - 2012 Organização: Profª. Cilma Rosa de Oliveira Barbosa Paranaíba - MS
  2. 2. Apresentação Tauana Kely Q. de SouzaTosco é um jovem comum,Tem um jeito manipulador,Reflete a condução da própria vidaE que todo mundo tem pavor.Tosco parece sensível,Mas sempre é agressivo,Tem um jeito diferenteE é muito possessivo.Às vezes tosco é brilhanteOutras, muito chato!Nunca teve coragemDe assumir os próprios atos!No final, Tosco aprende a pensarE descobre,Que para ser felizÉ preciso amar!
  3. 3. Capítulo 1 Bruna BarbosaMinha vida só tinha tristeza,Meu pai vivia bebendo,Minha mãe sempre me batendoE eu sempre correndo.Meus pais viviam brigando,Ficava ali só olhandoAqueles dois lutandoQuase se matando.Ninguém me dava atenção,Ficava ali sozinho,Brincando com meu carrinho,Pensando no meu cantinho.
  4. 4. Capítulo 2 Cariéle O. SouzaQuando tinha nove anos,Tinha fama por conseguir o que queria,Gritava com minha mãe,Mas não aguentava mais essa mulher.Ela me batia,Mas de raiva nem doía,Mandava-me calar a boca,E eu nem ouvia.Não gostava de apelido,Desaforo não levava,Fui ganhando moral,Comecei a me achar o tal.Quando o professor me pedia silêncio,Ficava muito bolado,Sempre ia pra diretoria,E fazia o maior barraco.No final do terceiro ano,Deveria ser aprovado,Minha mãe foi até a escolaE começou a encher o saco.Meu pai sempre tomava umas,Pedia pra eu ir buscar,Ele queria ir à escola sozinho,Querendo com a professora falar.Meu pai sumiu,Virei o homem do casebre,Mas foi por pouco tempoPorque homem lá em casa era febre.Odiava minha mãe estar namorando,As poucas coisas que tinha eu ia quebrando,Aumentava o volume do som,Fazia coisa que chamava atenção.
  5. 5. Minha mãe, filho nunca quis ter.Mas também nunca pedi pra nascer.E nessa raiva bandida,Ficava fulo da vida!
  6. 6. Capítulo 3 Caroline Matias de JesusEscola, parque de diversõesbronca todo diaprofessores só decepçõespara mim, maravilha.Samuel, único amigonele eu mandavanão brigava comigonunca reclamava.Aprontar, meu prazerestragava tudoeste é meu jeito de viver!Escola, meu mundo!Estava com dez anos,andando com os manos,minha mãe me viu fumando,eu não estava nem ligando!Com um rolo veio me bater,dessa vez não tinha o que temersegurei o rolo na mãonaquela noite estava sem noção.Aos onze anos cheguei,minha mãe, eu desafiavajá faz mais de mêsque comigo não se importava.
  7. 7. Capítulo 4 Crisley Cássia B. CarvalhoConheci o Pitbullque me desafiou a fumar,Na hora do intervaloMeu primeiro cigarro de maconhaComecei a tragar .Meu amigo Samuelera muito quietão,um dia levou um socoe caiu no chão,Com o cara brigueicuspi e humilhei!Tomei meu primeiro porre,mas um troféu pra coleção;A escola era o meu palco,Sempre chamava atenção!A garota que todos pegavamapareceu grávida...Que era o pai?Todos se perguntavam.
  8. 8. Capítulo 5 Daiane Alexandre AlvesEra só zoaçãofazer faculdade e ser doutor,mas não era tão fácile nem tinha precisão!O perigo era vacilar,uma moto emprestadaminha mãe veio a perguntar,com aquela cara, fingia acreditar!Combinamos ir a uma festa,convocamos a galera,bebemos até cair,bagunça nós fizemos,briga até saiu.Na escola ficou sinistro,eu não escutava nada,todos ficaram abismados,até canivete arrumeinão consegui esquecer,própria arma se querum revólver iria resolver.
  9. 9. Capítulo 6 Caroline Matias de JesusO Samuel encontrei,meio de longe olhei,combinamos de ir a formatura,mas eu era cabeça dura.Trabalhar minha mãe mandou!não adiantou,não ia conseguir emprego,ela não me dava sossego.Vi o Samuel trabalhando,eu fiquei invejando,mas era meu amigo,achava ele meio exibido.Era aniversário da professora,pra ela comprei uma vassoura,era só brincadeira,foi espalhado pela escola inteira.Mais uma vez na diretoria,me trocaram de escola,ninguém me aceitaria,eu era o chefe da sala.Estava na nova escola,ninguém me dava bola,quase sempre dormia,e comigo ninguém se metia.
  10. 10. Capítulo 7 Maria Letícia R. SilvaTosco estava ferrado,Por ter dedurado a turma,Quando foi capturado.Passou a viver com medo,Mas fazia parecerque ainda era o mesmo.Todas as tarefas questionava,Os professores devolviam a pergunta,Ele sempre apelava!Nas aulas, gostava de se destacarE também de criticar,Em todos encontrava defeitos,Com essa atitude fazia coro,Vitimizando ele mesmo!O Chicão o defendia,Mas dizia que ele era mole,Ás vezes o defendia,Por ser um garoto pobre.A casa era uma bagunça,E também cheirava azedo,Sua vida era confusa,E dele todos tinham medo!
  11. 11. Capítulo 8 Fabiana dos S. P. de SouzaCom muito medo, caderno velhoe caneta peguei.Para a minha tristeza, na sala entrei.Domingo, o Chico preso foi,Estava armado,E também ferradoPois tinha 18 anos.Minha alegria voltou,Pois só os capachos deleNa escola ficou.Papo com elesComecei a puxar,Não demorou muitoComecei a enturmar.Briguei com o Salsicha,Só não vesti o paletó de madeira nelePois não queria confusãoCom a polícia.Vi uma menina que não eraPara o meu bicoEra linda,Feita com pincel.Um dia me jogouUma real,Falou que eu não sabiaNada de amor,Só sabia me boicotar,Era um tosco,E outros que nãoVale a pena lembrar.Senti um mistoDe sentimento:Era paz,Vergonha,e Raiva.Leka tinha me descartado
  12. 12. Aí me senti incomodadoVi o Samuel com a Leka,Fiquei com raiva,Pois não podia acreditarE mais ainda maisQuando vi a motoQue tinha comprado.No fim do anoFui reprovado,Fiquei nervoso,Irritado!As férias chegaramE a bronca da LekaNão sai da minha cabeça.
  13. 13. Capítulo 9 Fernanda C. SantosUma nova escola conheci,Com muitas meninas e meninos por ali,Havia gente de todos os tipos,Com cabelos lisos e compridos.Fiquei arrasado,Pois não tinha ninguém do meu lado,Embora isso nem importasse,Depois do sufoco passado,Eu estava matriculado.Professor Jeferson se apresentou,Assustado ele ficou,As dores do professor tomeiE no maioral me transformei.Finalmente tive uma ocupação,Futebol eraA minha paixão!Agora vou ter uma vida boa,Com o professor Jeferson me ajudandoEu não ser mais à toa!
  14. 14. Capítulo 10 Karine CavalcantePara irmos à quadraO professor nos convidou,Montamos um time de futebol,Foi aí que tudo começou.Suas habilidades todos foram contandoE eu animado ia me lembrandoDe quando era líderDa turminha de alguns anos.O time foi formado,Comprometemo-nos a vencer,Senti que era minha chanceDe começar a crescer.No fim do treino,O professor quis conversar,Queria conhecer a gentePara saber no que ia dar.Eu não queria falar,Mas ele precisava de mim.Falei tudo, não aguentei,E depois me arrependi!Nós recebemos tudoPara poder jogar,As meias e camisetasNem precisamos comprar.Logo depois,Pensei em desistir,Chamei o professorDisse que não daria,Pois, disciplina eu não tinha.Ele me pediuPara cedo o outro diaE encontrá-lo na secretaria.
  15. 15. Muito, eu penseiE no horário combinado,Eu cheguei.O professor me entregouLápis, caderno, canetas e borracha.Entregou-me tambémTodos os livros do semestre,Usados, porém!Eram usados, mas agradeciPorque pela primeira vezLivros eu teria!Senti muita alegriaE também responsabilidade,Decidi então:Seria disciplinado e corresponderia!
  16. 16. Capítulo 11 Kélita Ferreira da SilvaTudo começou a ser diferente,Estava mais quieto e presente,Minha mãe desconfiava,Mas nada ela falava.Era diferente não ser notado,Ser comum era confortável,Continuava com dificuldade,Tudo me distraia na verdade.Precisava mostrar que outra pessoa,Uma pessoa boa,Tinha saudade de quem eu era,Mas não podia ficar na espera.A minha vida teria que mudarO professor Jeferson não iria decepcionarAs aulas eram especiais,E com certeza, essenciais!Foi no aniversário da CarolQue bêbado eu fiquei,Nada vi, me empolguei!Beijei todas as meninas que vi,Acordei, com dor de cabeça fiquei.
  17. 17. Capítulo 12 Larissa MirandaCom a notícia,Muito alegre fiquei,O líder do grupoMe tornei!Felicidade e confiança,Novos amigos encontrei,Passei a sonhar ePara sempre sonharei!Jeferson me ajudando,Meu coração foi se abrindo,A minha professora auxilieiE a felicidade fui sentindo.Uma nova vida,E um abraçoQue há muito tempoEu não sentia!
  18. 18. Capítulo 13 Gabriel Batista NogueiraApós as besteiras que fiz,fiquei sem graça,fiquei pensando,que desgraça.O time ficou malquando o professor falouque a gente tinha se boicotado.Ninguém estava feliz,todos estavam desanimados.Fiquei com esta palavra na cabeça,não saia mais,cheguei em casa e discuti com minha mãe,só queria ficar em paz.
  19. 19. Capítulo 14 Letícia GonçalvesA escola faltei,uma história para o professor Jefersoninventei.Ele disseque um tosco eu era,Um alguém mal acabado,Não entendi direito,Mais fiquei muito atordoado.Passei a observarComo as pessoas são agressivasE foi no corredor que a algazarra começou.Joseane não queria ir para sala,e um problema se instalou.Mandou a professora se catar.Sua mal educada!A professora falou,Mas antes de terminaruma pancada levouQue no chão ela ficou.
  20. 20. Capítulo 15 Letícia NunesDe um pedido do professorUm círculo se formou.Mas, o que isso significou?Uma discussão se instalou!No debate que criou,Ele me proporcionouA entender o que eu fazia.E seria isso que eu queria?Foi então que escuteiE já me liguei,Vou parar de ser toscoLogo de uma vez!
  21. 21. Capítulo 16 Maria Antonieta P. Lima AraújoTosco, “tosquinho”, “toscão”,“Se liga”, seu cabeção.Tosco menino inteligente,Tosco vai seguir em frente.A vida recomeça,Um emprego é a nova era!Tosco se diverte com a galera,Jogador é o que quer ser,A cada segundoSua vida está mudando,Em um novo planoVai se encontrando.Um emprego arrumouE agora está feliz,Com a grana que ganhouEm casa agora ajudou.É assim que tem que serPara uma vida mais feliz,Ajudando sua mãeAgora vai ser dono do seu nariz.
  22. 22. Capítulo 17 Maria Letícia R. SilvaApesar de muito cansado,Tosco na escolaSeu desempenho melhorou,Estava trabalhando agoraNo mercadinhoOnde Samuel já trabalhou!Tosco achava humilhaçãoEstava orgulhoso do amigoPois no mercadinhoEstava o substituindo.Tudo estava dando certo,No time era o cara,E até as notas melhoraram,E orgulhosos todos ficaram.Ganharam o jogo das intersériesE ficaram em segundo lugar na copa,Em casa as brigas continuaram.Para ele, não era mais novidade,Ser um cara normal,Voltou a faltar na escola,E suas notas despencaram,E todos ficaram indignados!Pensaram que estava tudo acabado!Jeferson o ajudou muito,Mas com ele se identifica,Foi usuário de drogasE também trombadinha!Jeferson o ajudouA pensar e refletir,Admirado ele ficouAgora está feliz!
  23. 23. Capítulo 18 Tiago Ramos ValentimAgora eu mudei,Mudei pra melhor,Melhor porque trabalho,Trabalho feliz!Porque eu mudei,Tudo tem um motivoPra mudar,Eu passei a ser melhor.Agora sou o cara,Aprendi a escutar,Deixei meu orgulho pra láE agora eu sei até a trabalhar.Transformei-me num homemNum homem de verdadeNa loja aprendiA tratar as pessoas melhor.É conversandoQue se aprende a escutar,Ninguém me escutavaNem na escola e na minha casa.Eu precisava aprenderA perceber do que eu precisava,Aprendi a escutarE as pessoas comecei a encantar.
  24. 24. Capítulo 19 Naiara RodriguesNum dia de chuvapoucos foram a escolafizemos uma rodae jogamos conversa fora.Dalila contou sua históriae Esopeto reclamou.Eu defendendo Dalilacontinua que essa vaificar em minha memória.Esperto conta sua históriamoro com minha vó malucaduas tias e um primoque é meu truta.A professora dizque sua históriaé bem parecida,pois ela tambémse sente excluída!
  25. 25. Capítulo 20 Oélita R. CastroNo banheiro viToscos agredir um emoRecuado num canto,Cena aquelaQue só meu passado,Fez-me lembrar.Por aí, não parou,Na sala de aula,A Pâmela a nota contestouE com o professor gritou!O professor se conteve com louvor!Depois ele chamou,Perto dele ela se sentou,O professor uma propostaA ela apresentou.Três amigos ela chamouAssim um semicírculo formou.Generoso, não!Justo! Ele indagou.O pessoal concordou,Nota por nota repassaramE a uma conclusão,Todos chegaram.Ela era horrível,Suas notas tão baixas...Brasa, não puxaram!Chateada se sentou!Assim,A aula começou.Para o professor perguntas fizeramCom verdade respondeu.O recreio chegou,Pâmela saiu,
  26. 26. No corredorCom o professor esbarrou!Reagiu como se nada tivesse acontecidoE no meio dos alunos sumiu.
  27. 27. Capítulo 21 Paulina Ferreira dos Santos NetaO ensino médio estava chegando ao fimEu tinha dois grandes amigos:O professor Jeferson e o Samuelzim!Embora sendo um vendedor,Sabia que não iria enriquecer,Mas um grande professor,Eu queria ser.Minha turma composta estava,Por poucas pessoas,Muitos ficaram pelo caminho,Pois não aprenderam a pensarSobre o que estariam fazendoCom a própria vida.A formatura foi uma conquista,Fiz questão de minha mãe comparecerDei a ela um vestidoLindo de se ver.Por essa eu não esperava!Entrei para a faculdadeNo primeiro vestibular,Com a Laura sai para comemorar.
  28. 28. Capítulo 22 Samuel FerreiraCom meu esforçocomecei a batalharna sociedade,pelo meu lugar.Na faculdadeia tudo numa boa,mas o inglêsera o meu problemaporque agoraeu não era mais atoa.Final de semanaeu trabalhavae a felicidadeeu encontrava.A Lauraera o meu presenteconversávamos demaissempre muito contentes.Minha mãenão acreditoumas uma moto compreie orgulhosa ela ficou.Os anos se passarame na faculdade me formei.Agora sou professor de Educação Físicapessoa boa me tornei!Comprei um apartamentoe com Lauraeu vou morar,agora sou pai de famíliae feliz assimsempre quero estar!
  29. 29. Epílogo Tamires Aparecida Messias Depois de tudo, Aprendi a viver E os meus pontos negativos Transformei em positivos, Agora eu sei que o que eu sou Ou serei eu construo a cada dia. Se eu fizer coisas boas, Vou ter uma recompensa boa, Do contrário vou sair prejudicado. Atenção nem sempre é tudo, Quero atenção pelo que sou, Não pelas coisas destrutivas, que posso fazer. Hoje tenho orgulho de ser o Tosco!!! Um cara que teve tudo para dar errado. Que fez tudo errado, Mas teve uma chance de fazer diferente. Mas só consegui isso com a ajuda de meu verdadeiro amigo, O professor Jeferson. Tenho saudades do Pitbull!!! Talvez ele não tivesse as mesmas, chances que eu tive, Ou teve e não soube aproveitá-las Ele poderia estar aqui vivo, feliz Mas não está, Ninguém nem sequer se lembra mais do Pitbull E também tem a Laura, Uma pessoa que sempre posso contar E a ela ofereço minha amizade, meu companheirismo, minhapaixão. Além de tudo tenho orgulho do meu trabalho, Continuo a aprender e compreender. Hoje estou muito feliz, descobri que vou ser pai.
  30. 30. Capa e ilustrações: Naiane Antunes

×